Entidades coesas na negociação com o Governo

 

Quase 2 anos e meio após a primeira reunião das entidades de Militares Estaduais, tendo como pauta a reposição inflacionária para a Segurança Pública, a espera mostra ter fortalecido a coesão e a convicção dos seus representantes.

Nesta quarta-feira, 26 de maio, após serem recebidos pelo Secretário de Estado da Administração Jorge Eduardo Tasca, os presidentes das entidades – Cel Sérgio Luís Sell pela ACORS, Cel Claudete Lehmkuhl pela ABVO, Cel Edison Ortiga pela Associação Elói Mendes, Subten João Carlos Pawlick pela APRASC, Subten Cléber de Paulo Irmão, pela ABERSSESC, Cabo Moacir da Silva pela ACSPBMSC, e o Subten Flávio Luiz dos Santos, representando a Associação de Subtenentes e Sargentos do CBM – estenderam a reunião para aprofundar a discussão entre eles.

Na sede da ACORS, reafirmaram a intenção de seguir unidos, atraindo para o bloco todas as entidades da Segurança Pública, convencidos da urgência e da pertinência do pleito. A negociação com o Governo terá sequência na próxima semana, quando as entidades apresentarão a proposta que acreditam justa, após mais de sete anos sem reposição inflacionária.

 

 

  • Publicado em 26.05.2021.

Notícias Recentes:

ACORS avança em proposta de valorização institucional dos integrantes da Segurança Pública
Presidente da ACORS, reeleito por aclamação, é empossado em cerimônia na Capital
Diretoria Executiva realiza reunião de alinhamento na sede da ACORS
A ACORS parabeniza todos os Oficiais Militares Estaduais da Polícia Militar promovidos