Editor da Revista Ordem Pública convida colaboradores para a apresentação de artigos para a próxima edição

 

     A Revista Ordem Pública (ISSN 1984-1809), publicação semestral de doutrina em assuntos policiais e outras ligados ao sistema de justiça criminal, da Associação de Oficiais Militares de Santa Catarina ACORS, está recebendo artigos para o v. 8 , n. 1 – 2015. Os manuscritos já estão sendo recebidos e o fim do prazo para envio é 07 de abril de 2015.

     A Revista Ordem Pública publica artigos sobre temas relacionados às Ciência Policial e jurídica, essencialmente aqueles que tratam com as questões contemporâneas. É conveniente que o artigo submetido discuta clara e concisamente um ou mais pontos relevantes sobre algum tema atinente, definindo a metodologia e o problema com a apresentação de alternativas de soluções.

     Os artigos submetidos serão avaliados como contribuição para a fundamentação e a concretização dos estudos sobre a ciência policial no Brasil, primordialmente.

     Os artigos deverão seguir às orientações constantes nas “instruções aos autores e colaboradores” para apresentação de textos, que segue em anexo, e enviado para o endereço de email: a2067@ibest.com.br ou ainda, presidente@acors.org.br. As avaliações dos artigos seguem o processo de julgamento do estilo blind review by peers (julgamento cego por pares), no qual a identidade e a afiliação institucional do autor são informações não fornecidas àqueles que o avaliam. Informações sobre as publicações da ROP, incluindo as edições anteriores, e demais detalhes constam no Sitio da internet https://www.acors.org.br/ e http://rop.emnuvens.com.br/rop/.

 

Aldo Antonio dos Santos Junior,

Cel Editor da Revista Ordem Pública

* Publicado em 01.12.2014.

Notícias Recentes:

ACORS se reúne com a presidência do IPREV para tratar do SPSM
Diretoria Executiva da ACORS se reúne para deliberação de ações da associação
Comissão divulga cartilha para composição de chapas para as eleições da ACORS
Prestação de contas da ACORS é aprovada por unanimidade