Área do associado

Área do associado

Por trás da farda: conheça a história do Coronel da Reserva que empreende em destino turístico

11.9.2017

Por trás da farda: Cel PM RR Luiz Roberto de Quadros 

Coronel da Reserva empreende em destino turístico

 

Após uma vida em trânsito, como Oficial da Polícia Militar de Santa Catarina lotado em Florianópolis, Chapecó, Herval do Oeste, São Miguel do Oeste, Palhoça, Laguna, Lages e Blumenau – sendo que a atuação em Chapecó não se deu de forma contínua, mas em cinco transferências distintas -, o Cel PM RR Luiz Roberto de Quadros plantou definitivamente suas raízes no Oeste de Santa Catarina a partir do ingresso na Reserva Remunerada. Seis anos mais tarde, teve a alegria de ver sua veia empreendedora repercutir nacionalmente, com a empresa da Família Quadros citada até mesmo pela Folha de São Paulo no dia 24 de agosto.

A matéria destaca os atrativos de Itá, cidade com características muito peculiares já que foi submersa pelas águas do rio Uruguai nos anos 1990. De forma surpreendente, a inundação provocada pela construção da barragem de uma hidrelétrica trouxe muito mais “retornos” do que transtornos, induzindo investimentos em uma série de atrativos turísticos, como o confortável Itá Thermas resort, o inusitado Pegue e pague de mirtillo, a tirolesa gigante que sobrevoa a cidade antiga ao longo de 1,7km, um EcoParque e um parque aquático que deve ser reaberto até o final deste ano.

Aproveitando a crescente demanda por hospedagem na pacata cidade de 7 mil habitantes, que precisou se adaptar para receber uma média de 100 mil visitantes/ano, o antigo comandante das Companhias de Herval do Oeste, Palhoça e Laguna, e dos Batalhões de Chapecó e Blumenau, passou a comandar seu próprio negócio. Ou melhor, negócios! A propriedade aprimorada a cada ano, desde o ano 2000, conta hoje com pousada, Museu de Antiguidades, Museu da Garrafa, Museu de Objetos Agrícolas (Cantinho do Agricultor), engenho de farinha de mandioca e engenho de cachaça, vinícola, bar, loja e uma cozinha industrial onde já se produz licores, geleias e cerveja.

Os projetos futuros incluem a ampliação da pousada em 10 cabanas, a produção de suco de uva e o incremento do calendário de eventos. Além de servir jantar, buffet de sopas e café colonial – com geleias de mirtilo e physalis produzidas ali mesmo – a propriedade da Família Quadros promoveu neste Inverno a 1ª Festa do Vinho. No ano que vem, a programação deve ser incrementada, com os visitantes convidados a participar da pisa da uva, relembrando a antiga técnica de produção de vinhos.

O vínculo estreito com o turismo e a comunidade de Itá, curiosamente, iniciou de forma tão fortuita quanto o ingresso do jovem Luiz Roberto de Quadros na Polícia Militar. Naquela época, em 1978, para um homem egresso do Exército e desempregado, prestar concurso para a PM seria a solução para muitos problemas, já que teria assegurada a sua formação, alimentação e hospedagem. A identidade com a caserna, no entanto, não tardou a emergir, a ponto do Oficial chegar a Chefe da Casa Militar da Assembleia Legislativa.

Natural de Joaçaba, o Cel Quadros foi novamente favorecido pelo destino no ano 2000, quando, atendendo a uma demanda da Associação Barriga Verde de Oficiais, que vislumbrava para o futuro uma sede longe do litoral, foi recebido pelo prefeito de Itá, Milvo Zancanaro. Encantado com a cidade, aceitou ele próprio o desafio de ampliar o potencial turístico de Itá no terreno disponibilizado pela Prefeitura. Localizada a 520 quilômetros da capital catarinense, a Vinícola e Cachaçaria Família Quadros tem na formação militar do patriarca, casado com a D. Arlete Maria, pai do Rodrigo e da Geliza e avô da Isabella, um de seus principais atributos. Além do aprendizado para administrar e lidar com pessoas, a longa jornada na caserna transparece no gosto pela organização, pela ordem, o que aliado à exuberante vista panorâmica para as parreiras, conquista todos os visitantes.

 

Organização da vinícola vem da ordem e disciplina herdadas da caserna. 

 

 

  • Publicado em 11.09.2017.