Área do associado

Área do associado

Clipagem do dia 23 de maio

23.5.2014

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DE 23 DE MAIO

 

COLUNISTA RAFAEL MARTINI – Diário Catarinense

Sem poleiro

Caminhão da PM foi visto ontem recolhendo da região central de Florianópolis as plataformas apresentadas por este Visor na edição de ontem e que estavam vazias por falta de efetivo da polícia.

 

COLUNISTA MOACIR PEREIRA – Diário Catarinense

Mudanças

Raimundo Colombo vai a Nova Iorque. Eduardo Pinho Moreira viaja a Miami. Joares Ponticelli também embarca para os Estados Unidos.
A Assembleia será presidida até terça-feira pelo deputado Padre Baldissera (PT). Desembargador Nelson Schaefer Martins será o governador em exercício. E desembargador Torres Marques o presidente interino do Tribunal de Justiça.

 

COLUNISTA HÉLIO COSTA – Notícias do Dia

Salve-se quem puder

Joinville, Blumenau, Itajaí, São José, Florianópolis, Criciúma e outras cidades de porte médio vivem à beira do caos na segurança pública, com assaltos todos os dias. Falta efetivo para garantir a segurança da população. Em Blumenau, por exemplo, são 263 PM s e pouco mais de cem policiais civis.

Governos anteriores não planejaram o futuro da segurança pública. A polícia ficou envelhecida e até o final do ano mais de mil policiais vão embora, por tempo de serviço. Na tentativa de recompor o quadro, a atual administração faz das tripas o coração. Abre concurso público, mas a responsabilidade fiscal não permite o efetivo ideal por causa de recursos financeiros limitados. O comando da PM sabe que o ideal seria, no mínimo, 16 mil homens, mas conta apenas com 11 mil, efetivo de 20 anos atrás. Os que entram na segurança pública não encontram estrutura para trabalhar. A população grita com a falta de segurança e o governo responde com o policiamento eletrônico, como se as câmeras conseguissem evitar crimes. A segurança entrou em colapso. Salve-se quem puder.

 

COLUNISTA PAULO ALCEU – Notícias do Dia

Preocupante

Relato de moradores de Jurerê Internacional, por meio de e-mails, para a associação, revelam suspeitas na ação de agentes e empresas de segurança que atuam no bairro. Colocam em xeque, por situações que enfrentaram, os programas que priorizam a tranquilidade e proteção de quem vive por lá. Merece uma atenção e reação, até como garantia de preservação e respeito, inclusive aos profissionais que agem com presteza e dedicação. Existindo “maçãs podres”, nada mais aconselhável que eliminá-las em nome de um trabalho exemplar.

 

ASSUNTO: Maioridade Penal

VEÍCULO: Diário Catarinense

DISCUSSÃO: Grupo protesta contra redução da maioridade

Com poucos senadores na Casa e a maior parte das atenções voltadas para a reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, um grupo de jovens conseguiu entrar no Senado para protestar contra a redução da maioridade penal. O assunto está sendo discutido na Casa por uma proposta de emenda à Constituição (PEC).

 

ASSUNTO: Dados da Segurança

VEÍCULO: Notícias do Dia

Violência diminui na Capital

Mortes violentas. Número de homicídios caiu 44% nos últimos quatro anos

Um dos principais parâmetros para medir a violência nas grandes cidades — o número de mortes violentas — tem apresentado dados otimistas para a segurança da Capital. Há quatro anos, Florianópolis liderava o ranking no Estado, quando registrou 92 casos. Atualmente, a cidade é a terceira na lista, com a expectativa de fechar o ano com uma redução de até 50% das mortes violentas em comparação com 2010. Os dados são da SSP (Secretaria de Estado de Segurança Pública), que fez um comparativo de todas as cidades com o ano de 2013. Joinville lidera a lista, com 32 homicídios só neste ano.

Se comparados os cinco primeiros meses desse ano com o mesmo período do ano passado, Florianópolis apresenta uma redução de quatro mortes, com 14 registros de homicídios até ontem.

Segundo o comandante do 4o Batalhão da Polícia Militar de Florianópolis, tenente-coronel Araújo Gomes, a redução das mortes violentas é reflexo de uma série de fatores, e não somente da repressão policial. “Nesses últimos anos, a redução vem sendo gradativa, o que demonstra que as ações sociais nas áreas carentes estão tendo reflexo”, disse.

Gomes destacou ainda a qualidade das escolas e trabalhos nas comunidades, como as ações do instituto Vilson Groh, têm colaborado para a queda da violência na Capital. O comandante lembrou também que neste período a ação policial contra o tráfico na cidade tirou grandes traficantes de circulação. “A ação policial aliada às políticas públicas de outras áreas traz esse reflexo para os números. Quanto melhor a qualidade urbana, menores os índices de criminalidade”, afirmou.

Outro fator destacado foi a apreensão de armas, que segundo o comandante, representa um golpe aos criminosos. “Prendemos uma arma a cada 40 horas, no último ano”, informou.

Resolução de crimes é fator importante

As resoluções dos homicídios e latrocínios também são apontadas como fator importante para impedir que os mesmos criminosos voltem a matar impunemente. Em todo o Estado, 52% dos homicídios cometidos em 2014 tiveram inquéritos concluídos. Na Capital, o índice é de 62,5% de resolutividade dos crimes.

O delegado Ênio Matos, titular da Delegacia de Homicídios da Capital, revelou dados estatísticos diferentes dos oficiais apresentados pela SSP (Secretaria de Segurança Pública). Segundo o delegado, o número de mortes tem sim diminuído, mas ele diz que, se comparado com o mesmo período do ano passado, não houve redução. “Só nesse ano foram 20 casos investigados por nós e não 16. Mas a redução é visível, desde 2010 os homicídios vêm caindo na Capital”, afirmou.

Segundo a SSP, as estatísticas oficiais são checadas uma por uma e, diferente do que é apurado pelas delegacias especializadas, as mortes em confrontos e de latrocínios são separadas dos homicídios. Segundo os números da Delegacia de Homicídios, este ano foram 20 mortes violentas, enquanto no ano passado o registro foi de 54. Em 2012 foram apurados 61 casos.

 

ASSUNTO: Governador em exercício

VEÍCULO: Notícias do Dia

Schaefer assume o governo

Interinidade terá foco na segurança pública e nos presídios

Três meses e meio após chegar ao comando do Judiciário de Santa Catarina, o desembargador Nelson Schaefer Martins, assume hoje como governador. O presidente do Tribunal de Justiça toma posse às 14h30, no Centro Administrativo, e ficará responsável pelo Executivo catarinense até o dia 1o de junho.

Schaefer Martins assumirá devido à viagem oficial do governador Raimundo Colombo (PSD) aos Estados Unidos neste fim de semana. O vice-governador Eduardo Pinho Moreira (PMDB) e o presidente da Assembleia Legislativa Joares Ponticelli (PP) também viajarão. Além disso, eles estão impedidos pela Lei Eleitoral de assumirem o cargo, pois se tornariam inelegíveis em outubro. No comando do Judiciário, o vice-presidente José Antônio Torres Marques.

Em 32 anos, esta é a décima vez na história do Estado que o presidente do Judiciário assume o comando do Executivo. A última vez que ocorreu foi em 2010, na gestão do desembargador José Trindade dos Santos, que chefiou o Executivo de 16 a 26 de julho, substituindo na ocasião o governador Leonel Pavan (PSDB). Nos arquivos do Tribunal de Justiça, o primeiro registro de desembargador que tenha ido ao governo data de 1982, com Francisco May Filho.

Ainda que a posse não seja inédita e siga uma norma constitucional, o desembargador, natural de Tubarão, assegurou que o gesto é uma homenagem ao Judiciário e não deixou de demonstrar a alegria em ocupar a cadeira do maior chefe do Estado. “Sou o único tubaronense a assumir o comando do Judiciário. Também não tenho registro de que outro tubaronense tenha assumido o governo do Estado”, comemorou. Mesmo com poucos dias no comando, Schaefer Martins pretende deixar sua marca. O interino irá promover ações nas áreas que integram Executivo e Judiciário, com novas medidas de segurança pública no interior do Estado, mais especificamente nos sistemas carcerário e penitenciário. Porém, com agenda ainda indefinida, o presidente não quis adiantar as ações pretendidas.

 

ASSUNTO: Novos Comandantes

VEÍCULO: Portal da PMSC

Troca de comando na PM de Santo Amaro da Imperatriz

Com a presença do comandante-geral da PM, coronel Valdemir Cabral, aconteceu na tarde de segunda-feira (19), a cerimônia militar de troca de comando da Guarnição de Especial de Santo Amaro da Imperatriz. O ato marcou a passagem de comando do tenente-coronel Ivenez Pacheco Rodrigues ao tenente-coronel Renato José da Silva.

A solenidade foi prestigiada por diversas autoridades, como o secretário de Segurança Pública em exercício, coronel RR Fernando Rodrigues de Menezes, os prefeitos de Santo Amaro, Sandro Carlos Vidal, e de São Bonifácio, Laurino Peters, os vice-prefeitos de Anitápolis, Lucas Antonio David, e de Rancho Queimado, Isac Diniz, o presidente da Câmara de Rancho Queimado, Adilson Knall, o subcomandante-geral PM, coronel Paulo Henrique Hemm, o ajudante-geral PM, coronel James do Amaral, o comandante da 11ª Região de Polícia Militar, coronel Silvio Hernani Fernandes, o diretor de Polícia da Grande Florianópolis, Juarez de Souza, representando o delegado-geral, Aldo Pinheiro D´Ávila, e o pároco de Santo Amaro, frei Daniel Dellandrea, entre outros convidados, policiais militares e familiares.

Após a leitura da exoneração e nomeação dos oficiais, ocorreu o ato da passagem do comando, que foi presidido pelo comandante da 11ª RPM, coronel Silvio. Em seguida, os comandantes, substituto e substituído, passaram em revista a tropa, e após se apresentaram ao comandante da 11ª RPM, e ao comandante-geral.

Houve ainda a leitura da menção elogiosa ao tenente-coronel Rodrigues pelo excelente trabalho desenvolvido junto ao comando da Guarnição Especial, além de homenagens. O oficial fez o uso da palavra, agradeceu o apoio que recebeu dos policiais militares, da sociedade e da família, e também prestou homenagens em retribuição.

O comandante-geral, coronel Cabral, em seu pronunciamento, falou da mistura de sentimento no momento de deixar um comando, em razão de todo o empenho e trabalho realizado com a tropa. Das dificuldades vividas dia a dia para cuidar dos municípios que estão sob o comando da Unidade. “Mas o tenente-coronel Rodrigues soube muito bem levar isso. Tanto que foram tamanhos elogios”, destacou o comandante-geral.

O coronel Cabral ainda discorreu sobre o curriculum e a experiência do novo comandante, que já atuou como instrutor em cursos do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), nos Pelotões de Patrulhamento Táticos, comandou a 1ª Companhia do 4º Batalhão de Polícia Militar de Florianópolis, e ainda integrou a Força Nacional de Segurança nos Jogos Pan Americanos, no Rio de Janeiro. O comandante-geral desejou sucesso ao tenente-coronel no comando e colocou a Comando Geral à disposição para auxiliar nas ações. “Renato José é um oficial comprometido”, concluiu Cabral.

O retrato do tenente-coronel Rodrigues foi fixado na Galeria dos Ex- Comandantes da Guarnição Especial de Santo Amaro da Imperatriz.

Em Araranguá: 19º BPM tem novo comandante

Na terça-feira (20), foi realizada a solenidade de passagem de comando do 19º Batalhão de Polícia Militar (BPM), com sede em Araranguá. O tenente-coronel Antônio Carlos Mota Machado assumiu o comando em substituição ao tenente-coronel Alfredo Nelson De Carlos.

A solenidade contou com a presença do comandante-geral da PM, coronel Valdemir Cabral, o secretário de Segurança Pública em exercício e no ato representando o governador João Raimundo Colombo, coronel RR Fernando Rodrigues de Menezes, o prefeito municipal de Araranguá, Sandro Roberto Maciel; o prefeito municipal de Maracajá, Wagner da Rosa; o prefeito municipal de Balneário Arroio do Silva, Evandro Scaini; o comandante do 28º Grupo de Artilharia de Campanha (GAC), tenente-coronel Sérgio Ricardo Curvêlo Lamela; o delegado regional de polícia, Luis Vanderlei Sala, o promotor de Justiça de Araranguá, Henrique Laus Aieta.; o vereador, Alexandre Pereira; o presidente da ACIVA, Alceu Pacheco; a presidente do Conselho Tutelar de Araranguá, Maria de Freitas, o suplente de vereador de Araranguá, Luis Henrique Ramos, entre outros convidados, policiais militares e familiares.

A solenidade iniciou com o ato de homenagem aos que contribuíram de maneira ímpar para a realização do projeto “Amor Sobre Rodas” que esteve presente no bairro Baixadinha, em Araranguá, no último dia 26 de Abril. Foram homenageados: Luiz Gonzaga Bertoncini Junior, Rodrigo Tietbohl Cândido, Franz Giovanni Gallo Burke, Emily Trevisol Ghelere Bertoncini, Ivan Holsbac, Luiz Henrique Bertoncini, Ederson Gomes Machado, Vera Lúcia Alves, Nelson da Silva Viana, Eder Matos e José Felisberto Pereira.

Em seguida, foi realizado o ato de passagem de comando do tenente-coronel Alfredo Nelson de Carlos para o tenente-coronel Antônio Carlos Mota Machado.

O tenente-coronel De Carlos, ao fazer o uso da palavra, despedi-se dos policiais militares do 19º BPM e agradeceu todo o apoio que recebeu dos policiais militares que estiveram sob seu comando e de todos os órgãos públicos, empresas, imprensa durante o período que esteve no comando. O oficial assume agora função na 6ª Região de Polícia Militar(RPM).

O comandante-geral, coronel Cabral, ao se pronunciar, agradeceu ao tenente-coronel De Carlos pelo excelente trabalho desempenhado frente ao comando do 19º BPM, e desejou sucesso ao novo comandante tenente-coronel Antônio.

Fez uso da palavra, o secretário de segurança pública em exercício, coronel RR Fernando Rodrigues de Menezes, que também parabenizou o tenente-coronel De Carlos e desejou sucesso ao novo comandante do 19º BPM, tenente-coronel Antônio.

A solenidade foi marcada por muita emoção e alegria e foi encerrada com a troca de flores entre as esposas dos oficiais que realizaram a passagem de comando.