Área do associado

Área do associado

Clipping do dia 8 de agosto

8.8.2013

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA 8 DE AGOSTO

 

COLUNISTA RAFAEL MARTINI – Diário Catarinense

Megaoperação no Oeste

Pelo menos 200 agentes penitenciários foram convocados para trabalhar na transferência de cerca de 500 detentos para o novo Presídio Regional de Chapecó (foto). A megaoperação estava agendada para iniciar às 4h desta quinta-feira. O novo complexo deve ajudar a reduzir a superlotação no sistema prisional catarinense, com quase18 mil pessoas. Leandro Lima, diretor do Deap que comanda todo todo o trabalho de inauguração da unidade prisional, é taxativo ao afirmar que se trata da mais moderna da região Sul.

NA PONTA DO LÁPIS

O corregedor do Sistema Prisional de Joinville, juiz João Marcos Buch, encaminhou uma representação ao Ministério Público de Santa Catarina (MP/SC) questionando os dados da propaganda institucional da Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania, que coloca Santa Catarina em primeiro lugar no número de detentos “ressocializados”.
Na Comarca de Joinville, por exemplo, o relatório afirma que existem 173 presos trabalhando nos moldes legais no Presídio Regional. No entanto, de acordo com o juiz, o número real não chega a meia dúzia de homens e outro tanto de mulheres. E diz que várias das empresas mencionadas no relatório há muito deixaram de atuar naquela unidade prisional.

 

COLUNISTA HÉLIO COSTA – Notícias do Dia

A Polícia Civil continua em estado de greve. As investigações continuam, as prisões ocorrem normalmente, mas percebe-se a insatisfação no semblante da tiragem por causa do descaso do governo que vem afetando a estrutura da polícia Civil catarinense. Com um alto índice de desligamentos, a polícia encolhe e envelhece, e a investigação criminal fica prejudicada. O governo fala em responsabilidade fiscal, diz que não tem dinheiro em caixa para atender aos pedidos. Mas, no entanto, o discurso político para criar as 26 delegacias regionais, atulhadas de cargos comissionados, verdadeiros cabos eleitorais, é diferente. Pelas contas do governo, a remuneração média mínima passaria de r$ 2.983 para r$ 4.520 e o teto seria de r$ 11.965 contra os atuais r$ 8.200. Os aumentos seriam concedidos gradualmente até dezembro de 2015. Para o sindicato, o salário inicial deve ter um acréscimo de r$ 500. E o salário final um aumento de cerca de r$ 2.500 a mais do que o proposto.

PM

O Ministério público de Santa Catarina propôs ação civil pública contra o tenente-coronel Carlos Alberto Mafra pela prática de atos de improbidade administrativa no período em que ocupou o cargo de comandante do 1º BPM de Itajaí. O policial abusou da condição de superior hierárquico para usar viatura em mudança, empregar do efetivo policial para carregar mobília, apropriação indevida da comida do rancho e de rações caninas, e obrigar PMs a fazer serviços de jardinagem em sua residência.

 

ASSUNTO: PARALISAÇÃO DE ÔNIBUS

VEÍCULO: Diário Catarinense

Sindicato quer voltar a negociar

Após a paralisação de ontem dos trabalhadores da empresa de ônibus Canasvieiras, que durou duas horas, o sindicato dos motoristas e cobradores (Sintraturb) informou não excluir a possibilidade de novas interrupções até que as negociações com a categoria sejam retomadas – com ou sem interferência da Justiça.
O secretário de comunicação do sindicato, Deonísio Linder, anunciou que os trabalhadores aguardam o resultado de novas negociações para decidir se voltam a cruzar os braços.
– Na greve de junho, comunicamos as empresas com bem mais de 72 horas de antecedência. Hoje (ontem) fizemos uma paralisação curta. Não havia necessidade de as empresas de se organizarem – declarou.
Categoria exige pagamento retroativo
A categoria exige o pagamento retroativo do salário e do ticket alimentação do mês de maio, além do desconto de três dias no salário devido à greve anterior. No dia 8 de julho, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) julgou o dissídio da categoria e determinou o reajuste de 7,16%. A notícia de um desconto de três dias no salário de grevistas fez com que funcionários parassem em 26 de julho.

 

ASSUNTO: Produção de cocaína

VEÍCULO: Diário Catarinense

PUREZA ATESTADA: Denúncia leva PM à pasta base de cocaína

Um quilo de pasta base de cocaína com o selo do cavalo branco foi apreendido pela PM na tarde de ontem, em Florianópolis. A imagem indica a pureza da droga, normalmente trazida de países como o Peru e a Bolívia. Além da pasta, foram apreendidos um dólar e cinco libras esterlinas, três quilos de maconha e meio quilo de crack. A PM recebeu denúncia de que pessoas haviam entrado no mato, no Bairro Monte Verde. Os policiais encontraram a carga na região, mas ninguém foi preso.

 

ASSUNTO: Munição caseira

VEÍCULO: Diário Catarinense

Fábrica de munição é descoberta em Lages

Uma fábrica caseira de munições de armas de fogo foi descoberta no fim da tarde de ontem pela Polícia Militar de Lages, na Serra catarinense. O local funcionava em uma casa no Bairro Sagrado Coração de Jesus. O dono, de 52 anos, foi preso em flagrante. A PM descobriu o caso após receber uma denúncia, inclusive com fotos em um CD.

 

ASSUNTO: Produção de droga sintética

VEÍCULO: Diário Catarinense

ALERTA ACIONADO: SC vira produtor de droga sintética

A descoberta de um laboratório para fabricar ecstasy, a segunda neste ano, revela que Estado tem se tornado um polo da droga para o Brasil

O estouro de um laboratório de ecstasy na Lagoa da Conceição, na noite de terça-feira, revela que Florianópolis passa a ser produtora da droga e não apenas referência de distribuição e consumo deste tipo de entorpecente no Brasil. O primeiro local de fabricação desmobilizado foi nos Ingleses, no início deste ano. Para a Polícia Federal, as quadrilhas estão deixando de importar os comprimidos da Europa para produzi-los na Ilha, em grande escala.
A quadrilha formada por jovens de classe média e estudantes da Universidade Federal de SC, presa em flagrante por 11 policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), é um exemplo de produção e venda por atacado, segundo a PM. No total, foram apreendidos com eles 33 mil comprimidos de ecstasy, que renderiam pelo menos R$ 1,6 milhão.
Apontado como cabeça do bando, o estudante Pablo Baumgarten, 23, confessou que aprendeu a fórmula do ecstasy com um traficante de uma favela de São Paulo, há cinco anos, conforme a PM.
– Ele comprou os equipamentos para fazer a mistura, além da matéria-prima. Fez vários testes até acertar o ponto – disse o policial do Bope responsável pela prisão, capitão Daniel Nunes.
O laboratório foi montado numa edícula nos fundos da casa de Pablo, no Canto dos Araçás, na Lagoa. Na residência, a polícia apreendeu 30 mil comprimidos de ecstasy, um quilo de haxixe, R$ 3.1 mil, 24 munições calibre .38, 28 gramas de maconha, uma prensa, 50 quilos de matéria-prima para a fabricação das pastilhas, duas balanças e o passaporte do suposto chefe da quadrilha com registro de uma viagem à Amsterdã, há um mês. A cidade é um dos principais exportadores de ecstasy do mundo.
Para a PM, Pablo era um atacadista da droga e a distribuía para traficantes menores, que revendiam em festas raves e dentro da UFSC. A quadrilha foi desmantelada a partir de uma denúncia anônima, feita há 40 dias. Desde então, o grupo é monitorado. Até que chegou a informação de que Pablo e Eduardo Flores Santini, 24, fariam uma entrega no Bairro Pantanal, onde acabaram detidos.

 

ASSUNTO: Crimes de parlamentares

VEÍCULO: Diário Catarinense

PARLAMENTARES CONDENADOS: PEC da perda automática de mandato é adiada

Pela segunda vez consecutiva, a Comissão de Constituição e Justiça do Senado adiou a votação da proposta que determina a perda automática do mandato de parlamentares condenados por improbidade administrativa ou crimes contra a administração.
Com isso, os senadores poderão apresentar até sexta-feira sugestões de mudanças, adiando a análise para a próxima semana. A PEC prevê que as mesas diretoras devem limitar-se a declarar a extinção do mandato após a conclusão do julgamento. Mas não há consenso sobre um dos artigos, que prevê a perda do mandato para qualquer condenação criminal final, mesmo que referente a crimes considerados menos “graves.

 

ASSUNTO: Segurança do CIC

VEÍCULO: Diário Catarinense

Nova vistoria no CIC amanhã

Liberação do espaço foi um dos assuntos de encontro com secretário de Cultura do Estado

O maior equipamento cultural do Estado, o Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis, opera há mais de 30 anos sem o habite-se, autorização para ocupação expedida pelo Corpo de Bombeiros. O complexo será submetido a uma nova vistoria amanhã, após a série de reformas feitas para atender as exigências em relação à segurança – que levaram à interdição de parte do espaço no mês passado. O secretário de Estado de Turismo Cultura e Esportes (SOL), Beto Martins, está confiante na liberação definitiva do CIC. Este foi um dos temas abordados em um encontro com a imprensa na manhã de ontem na sede da SOL. Embora tenha tentado apresentar uma agenda positiva da sua gestão, Martins abriu tratando de assuntos mais indigestos do que o café e o pão de queijo servidos, tais como a polêmica referente à seleção do Edital Elisabete Anderle de Incentivo à Cultura, a cessão do uso do Teatro Álvaro de Carvalho e a definição do novo presidente da FCC, cargo atualmente acumulado por ele. Veja os principais temas tratados:
CIC 1397059140 o Corpo de Bombeiros deverá vistoriar a Ala Norte do CIC amanhã, para então emitir a liberação definitiva do complexo e a concessão do habite-se, o primeiro em mais de 30 anos de atividade. Nesta semana, a Fundação Catarinense de Cultura concluiu os ajustes exigidos pelos Bombeiros, processo que sofreu atraso por conta do saneamento de um grande vazamento naquela área do local.

 

ASSUNTO: Campanha do Governo

VEÍCULO: A Notícia

Detentos ressocializados: Juiz de Joinville questiona propaganda institucional do Estado sobre sistema prisional

João Marcos Buch encaminhou representação ao Ministério Público sobre os ‘ressocializados’

O juiz-corregedor João Marcos Buch encaminhou nesta quarta-feira representação ao Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), na qual questiona os dados da propaganda institucional da Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania, que coloca Santa Catarina em primeiro lugar no número de detentos ‘ressocializados’.
As peças publicitárias informam que há 6,5 mil detentos catarinenses trabalhando em empresas conveniadas. Destes, 3.880 seriam formais e 2.620 informais. João Marcos Buch diz não saber de onde o governo tirou o número de 6,5 mil e entende que o total não passa de cinco mil.
—Em Joinville, se disse que havia 173 detentos trabalhando formalmente, quando, na realidade, não passa de uma dúzia—, garante o juiz.
Como amostragem, ele acredita que se isso ocorreu no Estado, o número de trabalhadores formais deve ficar em 2 mil. Para se enquadrar nesse quesito, o detento deve receber, no mínimo, 3/4 de um salário mínimo e deve estar no quadro da empresa.
Buch também defende que o Estado não pode contabilizar os trabalhadores informais, pois estes estão à margem da lei.
O governo do Estado informou, por meio da assessoria de comunicação, que os números da campanha foram fornecidos pela Secretaria de Justiça e Cidadania e pelo Departamento de Administração Prisional (Deap).
Leandro Soares, diretor do Deap, afirma que não foi informado oficialmente da representação mas confirma os 6,5 mil presos trabalhando de maneira remunerada. Ele lembra que há pelo menos 200 convênios garantindo o trabalho de detentos em 49 unidades pelo Estado. 
—Estamos passando por um profundo processo de reorganização. Há dois anos, tínhamos menos da metade dos convênios que temos hoje. Até 2014, queremos ter 10 mil detentos trabalhando—, garante Leandro.

 

ASSUNTO: Ação dos Bombeiros

VEÍCULO: Jornal de Santa Catarina

Bombeiros socorrem homem preso em ferragens após capotamento em Blumenau

Acidente ocorreu próximo ao Trevo da Dudalina, na BR-470

Por volta das 9h desta quarta-feira, um carro perdeu o controle e caiu em uma ribanceira às margens da BR-470, próximo ao Trevo da Dudalina, em Blumenau. Segundo o Corpo de Bombeiros, uma ambulância e um caminhão estão no local fazendo o resgate do motorista, única pessoa que estava no carro. 
Ainda não há informações detalhadas sobre o acidente, mas, apesar de estar capotado, os bombeiros relataram que o motorista não sofreu ferimentos graves. O veículo trafegava em sentido a Gaspar. 
O trânsito na região segue normal.

 

ASSUNTO: Segurança Pública

VEÍCULO: Portal da PM

Polícia Militar realiza segundo seminário sobre Segurança Pública

A Segurança Pública é vital para o desenvolvimento econômico, social, cultural e ambiental de uma sociedade. Trazendo essas premissas a Polícia Militar de Santa Catarina realiza a partir de hoje o II Seminário Internacional de Ciência, Tecnologia e Inovação em Segurança Pública. Inseridos neste contexto, debates como “Segurança das Informações”, “Avanços Tecnológicos no Sistema Penitenciário, “Mídia e a Sensação de Segurança”, “Design Contra o Crime”, dentre outros, serão alguns dos temas discutidos durante o evento.

Palestrantes como o presidente do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa, Sérgio Luiz Gargioni, Coordenador da Unidade de Inovação e Design da Agência Brasileira de Promoção das Exportações e Investimentos – Apex-Brasil – Brasília/DF, Marco Aurélio Lobo, dentre outros estarão presentes para tratar de assuntos ligados à segurança e atualidade.

Este ano o evento será nos dias 07, 08 e 09 de agosto de 2013 na Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina – FIESC em Florianópolis- SC, com um público estimado em 350 pessoas. O seminário é uma parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e conta com a promoção da CNPQ, da CAPES e da FAPESC.

Na cerimônia de abertura estiveram presentes o secretário de segurança, César Augusto Grubba, a reitora da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Roselane Neckel, o comandante-geral da Polícia Militar de Santa Catarina, coronel Nazareno Marcineiro, o subcomandante-geral, coronel Valdemir Cabral, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Marcos de Oliveira, o chefe de Estado maior-Geral, coronel João Schorne de Amorim, o diretor geral da Polícia Civil, Aldo Pinheiro D’Ávila, além de participantes e convidados.O palestrante Maurício Fernandes Pereira foi agraciado com um mimo pelo coronel Nazareno e pela reitora da UFSC.