Área do associado

Área do associado

Clipping do dia 19 de setembro

19.9.2013

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA 19 SETEMBRO

 

COLUNISTA RAFAEL MARTINI – Diário Catarinense

Sempre alerta

O Corpo de Bombeiros montou e testou ontem à tarde, na Beira-Mar Continental, o Auto Posto de Comando (APC-01), uma unidade móvel com capacidade operacional para atuar, por exemplo, em desastres naturais. Deslocamento, montagem e operacionalização dos sistemas de comunicação via satélite, transmissão de imagens em tempo real e geração autônoma de energia foram alguns dos itens observados. Para o final de semana foi emitido um alerta climático em SC.

Clone da ostentação

Investigadores da Deic estão de cabelo em pé com a onda de placas e veículos clonados em Floripa. É só carrão. E se tem tanta venda, lógico que tem muita gente interessada em comprar. Vale tudo para desfilar por aí a bordo de uma nave, mesmo que seja roubada. Mas a farra vai acabar…

 

COLUNISTA CACAU MENEZES – Diário Catarinense

Impunidade

Os menores que invadiram uma casa no Jardim Anchieta terça-feira à noite, levando terror a uma família, fugindo em um Camaro (já encontrado no bairro do Estreito) e uma coleção de mais de 30 relógios de luxo, ameaçavam as vítimas dizendo a todo o momento que não tinham medo de matar, pois sabiam que nada lhes aconteceria.

A praça

Frequentada pela geração perdida do crack, mas muito utilizada pelos que se deslocam da Prainha ao Centro, ou para quem vai à Assembleia Legislativa, ao Tribunal de Justiça ou ao Fórum, a Praça Tancredo Neves (que era a dos três poderes antes de o Executivo mudar para o João Paulo) virou ponto para frequentes assaltos, especialmente de estudantes, de quem roubam mochilas, celular e carteira, sem que a segurança dê o ar da graça.
Mas nos poderes que restaram não falta é um contingente que formaria um batalhão de ponta da PM.

 

COLUNISTA MARIO MOTTA – Hora de Santa Catarina

Investigação de crimes cibernéticos 

Iniciou nesta semana, nas dependências da Academia da Polícia Civil (Acadepol), em Florianópolis, o curso de Procedimentos de Investigação de Crimes Cibernéticos, ministrado pelos Professores David Queiroz e Daniel Hexsel. O curso se estende por toda semana. Serão abordados os crimes cibernéticos do ponto de vista legal, ameaças na internet, investigação criminal, prova digital no processo penal, provedores de acesso — internet, quebra de sigilo telemática, quebra de dados cadastrais, além de estudo de caso. Estão sendo realizadas atividades teóricas e práticas.

 

COLUNISTA HÉLIO COSTA – Notícias do Dia

Kits especiais

Ooliciais catarinenses que atuam na região de fronteira receberam os equipamentos do enafron – estratégia nacional de Fronteiras, em Chapecó. Foram entregues 299 kits policiais, cada um deles composto por coletes, pistolas e algemas. No total serão distribuídos 1,8 mil kits. A polícia rodoviária ganhou 720 equipamentos sinalizadores, 25 coletes salva-vidas para embarcações da polícia ambiental de fronteira mais mobiliário para as delegacias, quartéis e núcleos de perícia.

 

COLUNISTA CARLOS DAMIÃO – Notícias do Dia

Banda

A Banda de música da Polícia Militar de Santa Catarina comemora 120 anos de fundação neste sábado, com uma rica história de participação em eventos culturais, como a Procissão do senhor dos Passos, ou cívico-militares. O diretor regente da banda, subtenente Almir, começou sua carreira na sociedade musical de Santo Amaro da Imperatriz, tradicional banda civil da cidade.

 

ASSUNTO: CRIME ORGANIZADO

VEÍCULO: Diário Catarinense

Polícia prende suspeito de ser o braço direito do PGC

Hugo Fabiano Barbosa cobraria dívidas do tráfico e cumpriria outras ordens partidas das cadeias

As constantes descargas na privada da quitinete na noite de terça-feira chamaram a atenção de vizinhos. Às 11h de ontem, quatro policiais chegaram ao local apontando armas e dando voz de prisão ao morador. Mesmo sem o flagrante que o incriminasse, a polícia o levou para a delegacia.
Hugo Fabiano Barbosa, o Gamorra ou Chamito, 34 anos, era procurado por estelionato. Mas as suspeitas contra ele vão além. Poucas horas depois, na sede da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), em Florianópolis, Hugo foi apresentado como sendo disciplina-geral da facção criminosa Primeiro Grupo Catarinense (PGC). Ele era investigado há três meses pela equipe da Divisão de Repressão a Entorpecentes (DRE) da Deic, sob o comando do delegado Cláudio Monteiro.
– Estava difícil localizá-lo. É um sujeito dissimulado – disse Monteiro.
A suspeita é de que Hugo passou a noite se livrando de entorpecentes ou outro material ilícito pelo vaso sanitário. Isso porque houve operação policial na região em que moram comparsas dele, que o teriam avisado.
Na quitinete, a polícia não encontrou drogas nem armas. Nem houve prisão em flagrante, mas Hugo estava com mandado de prisão decretado pela Justiça de Curitiba por estelionato.
– Encontramos cartas de presídios e pen drive, material que vamos analisar para provar a atuação dele na organização criminosa que age de dentro e fora dos presídios – disse Monteiro.
O monitoramento da Deic aponta que Hugo seria responsável por cobrar criminosos que falham com a facção, seja em dívida de drogas ou outras ordens não cumpridas, como decretos de morte. Uma das suspeitas é de que Hugo planejava atear fogo em veículos na Ponte Colombo Salles.
Para a polícia, o suposto envolvimento com líderes da facção se deu no sistema prisional, pois ele cumpriu pena por assalto no raio 4 da Penitenciária de São Pedro de Alcântara, onde ficavam os líderes do bando.

“Ouvi falar (da facção) quando fiquei preso”

Articulado e conversador, o preso declarou ser inverdade as suspeitas da polícia que o associam à facção criminosa Primeiro Grupo Catarinense (PGC). No corredor que leva à carceragem da Deic, Hugo conversou longamente com jornalistas, respondeu todas as perguntas calmamente e garantiu que largou o mundo do crime. Ele nasceu em Volta Redonda, Rio de Janeiro. Agora, diz ser vendedor de gás e água em Florianópolis.

Diário Catarinense – A polícia diz que o senhor tem envolvimento com o PGC. O que tem a dizer?
Hugo Barbosa – Nada a dizer. Não faço parte de nenhuma facção

DC – O senhor era procurado pela Justiça do Paraná?
Hugo – Não. O que aconteceu foi que saiu mandado de prisão por eu não ter ido assinar. Houve relaxamento de prisão e fui solto, aí caí preso aqui (em Santa Catarina) em 2005. Foi falta de comunicação. Não caí com drogas, estou trabalhando, paguei o que devia ao Estado.

DC – A polícia suspeita que o senhor ordenaria botar fogo em veículos na ponte.
Hugo – Não procede. Não tenho mais envolvimento com o crime, saí da cadeia e larguei.

DC – Trabalha com o que?
Hugo – Vendendo gás e água.

DC – Conhece a facção PGC?
Hugo – Ouvi falar quando fiquei preso, na cadeia.

DC – Por qual motivo o senhor foi preso antes?
Hugo – Por assalto. Já paguei. Era cadeia de 30 anos, paguei 9 anos e 8 meses. Derrubei 14 anos e só tenho 5 anos e 5 meses de cadeia. Estou em condicional e assinando tudo certinho.

DC – Por que a polícia aponta tudo isso contra o senhor?
Hugo – Não sei, não posso informar. É direito deles informar o que acham necessário e as teses deles. Cabe a mim provar minha inocência.

DC – O senhor ficou preso no raio 4 em São Pedro de Alcântara?
Hugo – Sim.

DC – Então o senhor conheceu os presos do PGC?
Hugo – Se falar que não conheço estaria mentindo. Conhecer eu conheço. Tudo que é tipo de reeducando.

DC – E as descargas que o senhor deu na quitinete à noite?
Hugo – Tenho bronquite asmática. Passei a noite com o intestino irritado também. Foi por isso.

 

ASSUNTO: Delegacia em novo endereço

VEÍCULO: Diário Catarinense

NOVA SEDE: Delegacia será aberta na terça

Desde a concepção da ideia até a concretização total do projeto, foram oito anos para que a nova Delegacia Regional da Polícia Civil de Blumenau saísse do papel. Na terça-feira, a cidade contará um novo espaço, instalado em prédio que fica na Rua Humberto de Campos, a poucos metros do Parque Vila Germânica. A solenidade de inauguração será na segunda-feira, às 15h.
A mudança da antiga sede, que fica na Avenida Beira-Rio, ao lado da prefeitura, ocorrerá a partir de amanhã. Todos os arquivos e equipamentos de informática serão levados ao novo prédio. Por isso, na segunda-feira, os serviços da Delegacia Regional não irão funcionar e serão restabelecidos terça, a partir das 8h. Com a inauguração, a população terá ampliado o atendimento na emissão de carteiras de habilitação, na retirada de certificado de antecedentes criminais e na entrada de processos para regularização de veículos.
Atualmente, o serviço de emissão de documentos veiculares, o Ciretran, atende em quatro guichês na Delegacia Regional. Com a mudança, serão 10 mesas para atendimento. Incialmente, apenas sete estarão em funcionamento, mas o Detran deve ceder mais três funcionários para completar o quadro. É o maior espaço do prédio, com 170 cadeiras para espera. No setor de emissão de carteiras de habilitação, os guichês vão aumentar de dois para cinco.

 

ASSUNTO: Assalto no Jardim Anchieta

VEÍCULO: Diário Catarinense

ROUBO A FAMÍLIA: Polícia Civil procura trio de assaltantes

A Delegacia de Repressão a Roubos em Florianópolis começou ontem a investigação para prender os três homens que assaltaram e mantiveram uma família amarrada dentro de casa no Bairro Jardim Anchieta. O veículo levado pelos assaltantes, um Camaro vermelho, foi encontrado abandonado por volta de 22h30min de terça-feira, cerca de duas horas depois do roubo. O trabalho de perícia no automóvel poderá ajudar os policiais na identificação do trio de assaltantes. Os demais objetos levados durante o assalto, como televisões, iPhones, notebooks e uma coleção de 30 relógios importados da família, não foram recuperados.

 

ASSUNTO: Estatuto da Juventude

VEÍCULO: Portal da Alesc

Jovens discutem no Parlamento a implantação do Estatuto Nacional da Juventude

Jovens vindos de várias regiões de Santa Catarina discutiram a implantação das políticas públicas garantidas no Estatuto Nacional da Juventude, sancionado pela presidente Dilma Rousseff no início de agosto. A Comissão de Direitos Humanos organizou o encontro, proposto pelo deputado Dirceu Dresch (PT), que contou a participação de representantes de várias organizações da sociedade, com destaque para a classe dos estudantes e de agricultores. O Plenário Osni Regis recebeu a audiência pública realizada na manhã desta quarta-feira (18).

“A juventude tem uma condição estratégica no presente e não apenas no futuro”, refletiu o deputado Dresch no início da audiência, dizendo que é de suma importância a participação dos jovens no Parlamento, “para que tenham contato direto com a lei e para que assumam a implantação do estatuto da juventude em suas regiões, cobrando dos vereadores, prefeitos e pressionando o estado”. Segundo Dresch, sem esta participação será apenas mais uma lei, que corre o risco de ficar na gaveta. “São direitos que o jovem tem e que não podem ser ignorados”.

Segundo a secretária Nacional de Juventude da Presidência República, Severine Macedo, o Estatuto Nacional da Juventude (Lei 12.852/2013) reconhece o jovem como sujeito de direitos. “Já existia a lei que reconhecia o jovem entre a idade de 15 e 29 anos. O estatuto veio consolidar os direitos para esta categoria que foi reconhecida. Foram quase 10 anos de luta e agora temos seis meses para a regulamentação destas conquistas”, frisou Severine. “Estamos falando da maior geração de jovens da nossa história, são mais de 51 milhões, que tem uma série de direitos”.

Além do estatuto, há a previsão da criação de um Sistema Nacional da Juventude que vai trazer os meios de organização para executar as políticas públicas que garantem os direitos. “Precisamos que os jovens em todos os cantos do Brasil sejam beneficiados”, disse Severine. A nova lei trata dos direitos a educação, cultura, transporte, mobilidade, território e participação. “Ele reforça a ideia do que é ser jovem no Brasil, que o jovem tem o papel central de transformação”.

Novos direitos
Além de tratar de questões aprofundadas para atender necessidades específicas dos jovens, a lei também traz novos direitos aos jovens como a meia-entrada para estudantes de 15 a 29 anos em eventos culturais e esportivos (limitada a 40% dos ingressos). Esse direito se estende aos jovens com renda até dois salários mínimos fora da escola, que também contam com a reserva de quatro assentos em ônibus interestaduais, dois gratuitos e dois com, no mínimo, 50% de desconto, por ordem de chegada.

O estatuto deve entrar em vigor nos próximos seis meses. Por isso, haverá diversos encontros no estado e no país sobre o tema. A deputada Luciane Carminatti (PT), que preside a Comissão de Direitos Humanos, destacou a singularidade da lei e do encontro promovido na Assembleia. “Precisamos ter foco nesta etapa das demandas do jovem urbano e do campo. Julgo importante que a renda no campo e o acesso à comunicação sejam fundamentais”, observou Luciane. O deputados Neodi Saretta (PT) e Jailson Lima (PT) também prestigiaram o encontro.

Mais direitos aos jovens no campo
Rafaeli Saibro, vice-presidente da União Catarinense dos Estudantes (UCE), comparou a conquista do estatuto com os direitos conquistados depois da ditadura militar. “É uma grande luta e um grande avanço. Talvez a maior conquista seja o direito à participação”, destacou Saibro. Segundo ele, o sistema nacional vai obrigar os municípios a criarem órgãos locais para discutir as políticas públicas. “São canais que farão com que a juventude participe de fato”, acredita.

A inclusão dos jovens agricultores nas políticas públicas foi tema recorrente nas falas e questionada por Alexandre Bergamin, coordenador de Política Agrícola da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras da Agricultura Familiar de Santa Catarina (Fetraf/SC). “Precisamos garantir acesso no campo e não conseguimos enxergar as nossas necessidades incluídas. Como garantir esses direitos a esse público específico?”, reclamou.

A sucessão na propriedade, a renda e a permanência no campo são pontos desafiantes, segundo Bergamin, e precisam ter atenção do governo. “Não sabemos quando teremos a mesma condição de comunicação no campo. Talvez por isso o nosso jovem do campo não tenha tanta participação no sistema”, cobrou.

A implantação do Estatuto Nacional da Juventude também será tema de seminário na noite de hoje em Rio do Campo, no Alto Vale do Itajaí.

Conselho Estadual da Juventude
Durante a audiência também foi pontuada a criação do Conselho Estadual da Juventude, previsto no PL284/2013, de autoria do poder Executivo e que tramita na Casa. Sobre o tema, serão realizadas audiência públicas nas cidades de Criciúma (30/09), Joinville (3/10), Curitibanos (24/10), Chapecó (25/10) e Florianópolis (5/11) em datas a serem confirmadas. O conselho também é considerado uma vitória para os direitos dos jovens, mas que precisa avançar em alguns pontos significativos.

Encaminhamentos
Criação de grupo de trabalho para analisar o estatuto e para dialogar com outros segmentos, grande mobilização para as audiências públicas que serão realizadas sobre o Conselho Estadual da Juventude e a possibilidade de aumentar o número de encontros. Ainda foi proposta a rearticulação do Fórum Estadual da Juventude para transformar a iniciativa em permanente e não mais sazonal.

 

ASSUNTO: Combate ao tráfico

VEÍCULO: A Notícia

Policiais militares apreendem drogas sintéticas no Jardim Iririú, em Joinville

PM encontrou ecstasy, lança-perfume, cocaína e dinheiro na Policiais militares do serviço de inteligência do 8º Batalhão da PM em Joinville fizeram uma grande apreensão de drogas sintéticas na noite da última terça-feira. O flagrante aconteceu em uma casa da rua Riacho de Santana, no bairro Jardim Iririú.

Antes da ação, a residência foi monitorada pela polícia. Durante as buscas, foram encontrados 196 comprimidos de ecstasy, além de um lança-perfume, uma bucha de cocaína e R$ 2.786,00 em dinheiro. Três homens foram presos em flagrante pelos crimes de tráfico, associação ao tráfico, porte de munição e crime contra a saúde pública (também foram encontrados estimulantes sexuais e anabolizantes). Os policiais ainda constataram que uma nota de R$ 100,00 era falsificada.

 

ASSUNTO: Assalto no Vale

VEÍCULO: Jornal de Santa Catarina

Homem é amarrado durante assalto em Pomerode

Dois suspeitos renderam homem para roubar R$ 300

Um homem de 53 anos foi amarrado e roubado por dois bandidos armados na Rua Concórdia, Bairro Testo Rega, em Pomerode. A Polícia Militar (PM) foi comunicada do crime por volta das 18h desta quarta-feira, com a ligação de um vizinho da vítima. 
De acordo com a PM, a dupla rendeu o homem  e o amarrou na oficina, que fica nos fundos da casa. A vítima ainda relatou que os bandidos anunciaram que só se interessavam por dinheiro e fugiram com R$ 300.
O homem relatou que não ouviu barulho dos assaltantes chegando ou saindo do local. A PM segue nas buscas pelos suspeitos.

 

ASSUNTO: Semana do Trânsito

VEÍCULO: O Sol Diário

Caixão, carro e moto chamam atenção no Centro de Itajaí

Instalação faz parte da Semana de consciência no trânsito

Atividades referentes à Semana Nacional do Trânsito, que começou ontem, serão realizadas até a próxima quarta-feira. Quem passar pela Avenida Marcos Konder, em frente à Igreja Matriz de Itajaí, por exemplo, vai se surpreender com uma intervenção onde um carro, uma moto e um caixão estão suspensos por um guincho. A ideia é conscientizar sobre os perigos da imprudência no trânsito.

A Secretaria de Segurança está realizando atividades como blitze educativas e palestras de direção defensiva. A Semana Nacional do Trânsito, que tem como tema Álcool, outras drogas e a segurança no trânsito: efeitos, responsabilidades e escolhas e está sendo desenvolvida pelos cinco municípios que compõem o Consórcio Intermunicipal de Segurança com Cidadania da Costa Verde e Mar (Cisvemar) — Itajaí, Balneário Camboriú, Camboriú, Itapema e Navegantes. Hoje, as atividades acontecem em Navegantes.

 

ASSUNTO: Semana do Trânsito

VEÍCULO: Notícias do Dia

Guarda Municipal premia desenhos e redações de alunos da rede pública

Crianças e adolescentes do 1º ao 5º ano de 37 escolas municipais de Florianópolis foram premiadas ontem com tablets, câmeras digitais e bicicletas em concurso de desenho e redação da Semana Nacional de Trânsito. O objetivo é desenvolver ações de conscientização e expor o assunto nas escolas da rede pública.Com o tema “Trânsito Seguro. Responsabilidade de todos”, esta foi a oitava edição do concurso entre alunos do ensino fundamental. Nove mil estudantes participaram e 15 venceram por ter a melhor relação com o tema, originalidade e criatividade. As escolas também ganharam troféus. O tema foi apresentado no início do ano aos alunos, e o assunto foi trabalhado durante as aulas ao longo do ano letivo com atividades que envolviam pais, alunos e professores.

Segundo Thaís Fernandes, agente da Guarda Municipal e integrante da equipe de educação no trânsito, este é um dos resultados do trabalho feito nas escolas. “É possível perceber que eles já identificam as regras, compreendem a importância do tema e da sua relação e responsabilidade com o trânsito. O retorno de fato será em longo prazo, porque estamos investindo em educação. São ações simples que vão refletir no futuro”, afirmou.

O evento faz parte da série de atividades promovida pela Secretaria Municipal de Segurança e Defesa do Cidadão. Hoje e no restante da semana as crianças ainda poderão conferir o teatro interativo “Calota e Gasolina em Trânsito”, no largo da Alfândega, que explica o funcionamento do trânsito e os cuidados e os deveres que o cidadão deve ter. São eventos abertos ao público. Os adultos também serão orientados com blitze educativas e panfletagem.

A Polícia Militar Rodoviária também trabalha com programação especial de conscientização da Semana Nacional do Trânsito. Ontem foi abertura oficial com uma ação educativa com crianças em frente ao posto da SC 401, em Santo Antônio de Lisboa. Os policias celebraram o ato de aposentadoria de motocicletas usadas durante 13 anos em escoltas. A partir de agora as motos ficarão em exposição e servirão para trabalhos educativos.

O major Marcelo Pontes, chefe de operações do batalhão de Polícia Militar rodoviário, informou que ao longo da semana, até o dia 25, cada posto está responsável por intensificar as ações de fiscalização. “É uma semana para conscientizar e educar”, afirmou.