Área do associado

Área do associado

Clipping do dia 27 de dezembro

27.12.2012

 

Clipping do dia 27 de dezembro

 

MÍDIAS DE SANTA CATARINA

 

 

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Visor

Assunto: Falta de água na Penitenciária

                  Pelicano

 

EFEITO FORNO (2)

Agente prisional ligou para denunciar falta de água na Penitenciária da Capital e que os presos estariam ameaçando rebelião por causa disso. A direção da unidade prisional negou o problema.

No Centro, o motorista de um caminhão-pipa literalmente parou o trânsito. Ele saltou da direção, foi até o tanque e abriu a torneira de água para refrescar-se.

 

Reforço

Depois de passar alguns dias no estaleiro para manutenção, o Pelicano, helicóptero da Polícia Civil, está de volta à ativa, auxiliando na Operação Veraneio.

_____________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Opinião da RBS

Assunto: Reforço policial nas SCs

 

Reforço policial nas SCs

Com previsão de maior movimento nas rodovias catarinenses, Polícia Rodoviária Militar vai colocar mais gente nas blitze

O assustador número de 24 mortes nas estradas catarinenses nesse feriadão de Natal fez com que a Polícia Rodoviária Militar (PMRv) programasse um reforço na fiscalização para o feriado do Ano-Novo. Policiais que normalmente trabalham em serviços administrativos vão para a rua.

E um recado para quem costuma beber e pegar o volante: haverá mais blitze específicas para identificar motoristas embriagados – são 32 bafômetros espalhados pelo Estado. A Polícia Rodoviária Federal vai manter o sistema de plantão nas BRs até o dia 2, com 48 bafômetros.

As rodovias estaduais contaram com 135 policiais trabalhando no Natal. Haverá mais 80 deles no Ano-Novo. Esse efetivo extra vai possibilitar a operação de radares por um tempo maior e a realização de mais testes do bafômetro, por exemplo.

A PRF manterá 500 policiais nas rodovias federais do Estado. O que as polícias querem no feriadão do Ano-Novo é evitar que as estatísticas sejam ainda mais impressionantes que as do Natal.

– O Réveillon é mais violento, geralmente com mais mortes. Infelizmente, achamos que o Ano-Novo vai ser pior que o Natal porque envolve muita festa e álcool – disse o major Márcio Antunes, da PMRv.

A percepção nas rodovias federais é a mesma das estaduais.

–É muito consumo de álcool no Ano-Novo. Dia 31 extrapola todos os limites. Apesar da mudança na Lei Seca, que ficou mais rigorosa, os motoristas continuam dirigindo embriagados – disse o chefe da comunicação da PRF, inspetor Luiz Graziano. Uma curiosidade. Ele lembra que o consumo de álcool no feriado de Ano-Novo supera o do Carnaval.

Segundo a PRF, nas blitze de Lei Seca realizadas em Santa Catarina neste feriado de Natal 61 motoristas foram autuados por dirigir sob o efeito de álcool e 48 foram presos por embriaguez – a multa para quem for pego dirigindo bêbado é de R$ 1.915 (passa a ser o dobro, R$ 3.830, se o flagrante for repetido).

 

Recorde negativo e mais tráfego

O trânsito em SC matou 24 pessoas no feriadão de Natal nas rodovias estaduais e federais. É o número mais alto dos últimos 10 anos.

O principal responsável pelos números negativos é o próprio motorista, segundo a Polícia Militar Rodoviária (PMRv) – 95% dos acidentes com mortes são causados por imprudência do motorista, como falar ao celular, alta velocidade, dirigir embriagado e trafegar pela acostamento podem custar vidas.

Outra preocupação dos policiais é com o tráfego no Ano-Novo, mais intenso do que no Natal. E ontem, o motorista pode ter uma mostra do que vem pela frente.

De manhã, um caminhão tombou no Morro dos Cavalos, em Palhoça, formando longas filas. A retirada do veículo só foi possível no início da tarde. O engarrafamento que chegou a 12 quilômetros provocou uma série de pequenos acidentes, complicando ainda mais o trânsito naregião. No final da tarde, já após a retirada do caminhão, o registro era de 10 quilômetros de engarrafamento nos dois sentidos.No início da tarde, um carro capotou e deixou três pessoas feridas na ponte Colombo Salles. Filas também se formaram sobre a ponte e também na Via-expressa.

As vítimas deste feriado

RODOVIAS FEDERAIS: 16 mortes

_____________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Diário do Leitor

Assuntos:  Acidente

                   Policiamento

 

Acidente

 

Na véspera de Natal, meu filho sofreu um abalroamento na Beira-Mar de São José. Ele trafegava em uma Biz, na sua via, quando um veículo invadiu a pista. Ficou todo ralado. O 190 foi acionado e não apareceu, o mesmo se deu em relação ao Samu e aos bombeiros. Foram horas esperando. Diante de tanto descaso, os envolvidos foram à delegacia registrar o boletim de ocorrência. Meu filho é paciente oncológico e em tratamento quimioterápico tal descaso pode acarretar sérios problemas. Mas isso não vem ao caso. Polícia, Samu e bombeiros têm obrigação de atender. Houve uma vítima.

Angela de Almeida e Silva, professora

São Pedro de Alcântara

 

Policiamento

 

Veranista em Ponta das Canas há anos, fui surpreendido no dia de Natal. Envergonhei-me pelos meus hóspedes. O quadro: pelo menos 50 carros estacionados na areia da praia. E, é claro, com o som ensurdecedor. Várias famílias abandonaram a praia por não suportarem o volume. Outros levaram as crianças embora com medo de serem atropeladas. Os vizinhos reclamavam e não havia um policial nas imediações. Várias ligações para a polícia foram infrutíferas.

Wilson Newton Alano, hoteleiro

São Francisco de Paula (RS)

 

Radares

Fico surpreso ao ler manifestações contrárias à volta dos radares às ruas de Florianópolis. Não sou a favor de uma indústria de multas, ainda mais quando sabemos que os recursos raramente são empregados em benefício da população, mas ninguém pode ignorar que esta é a única forma de coibir os excessos. Assisto diariamente a comportamentos insanos, principalmente na Avenida Beira-Mar e na SC-401. Se tivéssemos fiscalização rígida e motoristas educados, cumpridores de leis, os radares não seriam necessários.

Ronaldo de Souza

Florianópolis

 

SC-401

Para diminuir o engarrafamento na SC-401, há solução: 1) No posto do pedágio, nas horas de movimento intenso, deixar três pistas para ida e três para volta; 2) Estabelecer velocidade máxima de 60 km a uns 300 m de antecedência, regulando os radares para esse limite; 3) Fiscalizar de verdade, sem ficar dentro do escritório. 4) Será que ainda não se deram conta do custo/benefício desta SC para o turismo? O governador nunca passou por ali? É um descaso com o usuário.

Alcedo Maciel

Florianópolis

_____________________________________________________________________________

Veículo: Notícias do Dia

Editoria: Geral

Assunto: Ventos

 

Ventos provocam susto e estragos

Rajadas destalharam casas e interromperam fornecimento de energia

Depois de dias seguidos de muito calor, a virada do tempo no Estado, no final da tarde de ontem, provocou ventos fortes que causaram estragos em várias cidades. Houve danos em estabelecimentos comerciais, casas, ônibus e falta de energia elétrica.

O forte vento arrancou a estrutura externa do Sky Beach Club, na Praia do Estaleirinho, em Balneário Camboriú. Segundo informações dos bombeiros, seis pessoas se feriram e foram encaminhadas para o hospital. Não houve vítimas em estado grave. O clube não falou sobre o acidente.

 

Os bombeiros também atenderam a quedas de placas e árvores nas cidades de Bombinhas e Camboriú, onde mais de 60 casas foram destelhadas. Não havia informações sobre feridos. Até o início da noite, mais de 500 metros de lona foram distribuídos pela Defesa Civil. Não havia registro de desalojados ou desabrigados.

Em Itajaí, uma árvore caiu sobre uma casa no Bairro Itaipava. Também houve queda de árvores no Bairro de Bombas, em Bombinhas, e da placa de uma pousada na Praia de Mariscal. Ninguém se feriu.

O temporal ainda deixou mais de 27 mil unidades consumidoras sem energia elétrica em Brusque, Guabiruba e Gaspar, no Vale do Itajaí. Em Brusque, 16.450 imóveis tiveram fornecimento interrompido. Além da queda de energia, árvores caíram e casas foram destelhadas. Até 18h30min, a Celesc restabeleceu a energia em 8,8 mil residências.

As cidades vizinhas, Guabiruba e Gaspar, tiveram queda de energia em 7,1 mil e 5,3 mil imóveis respectivamente. De acordo com a Celesc, os trabalhos para normalizar o fornecimento seguiriam pela noite, mas algumas áreas devem ficar sem energia até a manhã de hoje.

Em Florianópolis, o vento forte danificou a rede nos bairros Armação, Pantano do Sul, Cacupé e Sambaqui, que ficaram sem energia.

Passageiros do ônibus da linha Abraão, da empresa Estrela, em Florianópolis, levaram um susto. Uma rajada de vento arrancou parcialmente a proteção de ar-condicionado na parte superior do veículo. O incidente ocorreu às 18h40min, sobre a ponte Colombo Salles, em direção ao Bairro Abraão, na área continental da cidade. Ninguém ficou ferido.

_____________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Segurança

Assunto: Comprimidos de ecstasy são apreendidos

 

 

Comprimidos de ecstasy são apreendidos

Seis pessoas foram presas e 574 comprimidos de ecstasy apreendidos pela Polícia Militar na Praia do Estaleirinho, em Balneário Camboriú. Também foram apreendidos 17 frascos de lança-perfume, R$ 1,2 mil e recuperado um carro com registro de furto. O flagrante ocorreu na noite de terça-feira. Depois de receber informações de que pessoas estavam vendendo drogas na praia, policiais foram até o local e abordaram um casal em um carro na Rua Higino João Pio. Nesse momento, pessoas em um outro veículo fugiram.

O carro em que estava o casal tinha registro de furto e com eles foram encontrados os comprimidos de ecstasy e os frascos de lança-perfume. O veículo que fugiu foi parado em seguida e mais droga encontrada dentro dele. Os presos informaram que em um apartamento no Centro da cidade havia mais droga. No local, foram encontradas câmeras para monitorar a chegada da polícia e, quando a viatura se aproximou, duas mulheres, mãe e filha, tentaram fugir. Elas acabaram presas e se juntaram ao restante do grupo na delegacia.

 

Entrega voluntária de armas aumenta 60%

O número de entregas voluntárias de armas de fogo aumentou 60% na semana anterior ao Natal em relação a outros período do ano, segundo o Ministério da Justiça. No total, foram entregues 818 armas em todo o país – na semana anterior foram 509. São Paulo foi o estado em que mais se entregaram armas: 288. Em seguida, vieram a Bahia, com 162, e o Rio Grande do Sul, com 96. A entrega de armas faz parte da Campanha do Desarmamento, que já recolheu mais de 64 mil.

 

Atualmente, há mais de 2 mil postos de coleta de armas, como delegacias da Polícia Federal e da Polícia Federal Rodoviária. Para transportar armas de fogo até um posto de entrega, é necessário portar uma guia, disponível no site da Polícia Federal na internet. Não é preciso se identificar. A arma deve estar descarregada e as munições armazenadas separadamente. A indenização por arma entregue varia entre R$ 150 e R$ 450, disponíveis para saque em caixas do Banco do Brasil.

_____________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Segurança

Assunto: Morte de americano

 

Mulher de americano presta depoimento

Autoria da morte de engenheiro na terça-feira ainda é desconhecida

O delegado da Polícia Civil de Penha, Rodolfo Farah, tomou ontem o depoimento da mulher do norte-americano Shane Gaspard, 43 anos. O estrangeiro morreu na madrugada de terça-feira com uma facada no peito. O relato deve nortear a investigação, pois a mulher era a pessoa que estava mais perto da vítima no momento da morte.

Farah disse no final da tarde que não vai divulgar o teor das declarações para não atrapalhar as investigações. O delegado abriu inquérito ontem para apurar a morte do estrangeiro e deve concluir o processo em 30 dias. Ele não descarta a possibilidade de suicídio, levantada por alguns familiares, mas investiga o caso com critérios relacionados a homicídio. Por enquanto, só foi descartada a possibilidade de latrocínio, pois nada da casa foi levado, explicou o responsável pela apuração do caso.

Shane foi encontrado morto na garagem da casa onde passava o Natal, na Praia Alegre, em Penha. Ele levou uma facada profunda no peito. A casa estava repleta de pessoas que comemoravam a passagem do Natal. De acordo com o Instituto Médico Legal (IML) de Itajaí, a facada foi o único ferimento encontrado no corpo da vítima.

O norte-americano, natural do estado de Louisiana, morava em Navegantes há três anos, era engenheiro elétrico e prestava serviço para estaleiros da região. De acordo com o delegado, familiares da mulher de Shane disseram que os pais e uma irmã dele vivem nos Estados Unidos. A polícia informou ao consulado americano para que a família pudesse tomar parte da investigação. O corpo será enterrado no país de origem da vítima. Ele foi liberado pelo IML e aguarda que a documentação esteja pronta para o traslado.

 

DECLARAÇÃO

Rodolfo Farah, delegado

“Por enquanto só descartamos a possibilidade de latrocínio, pois nada da casa foi levado.”

_____________________________________________________________________________

Veículo: Notícias do Dia

Editoria: Segurança

Assunto: Após vazamento, oito mil litros de óleo são retirados da Tapera, em Florianópolis

 

 

Após vazamento, oito mil litros de óleo são retirados da Tapera, em Florianópolis

Não está descartada a possibilidade de contaminação do mangue e da Baía Sul, onde há fazendas de ostras

 

Técnicos da Ecosorb centralizam o óleo com apoio de boias

Cinco dias de operação, oito mil litros de óleo retirados da subestação da Celesc, no Sul da Ilha. Resta na vala de drenagem, no bairro Tapera, 30% dos resíduos. Tóxicos, segundo a Fatma (Fundação do Meio Ambiente). Doze homens trabalham no local, supervisionados por técnicos da empresa Ecosorb, especializada na redução dos danos ambientais. Resultado das coletas serão entregues pelo Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de Santa Catarina), de Blumenau, aos técnicos da Fatma, na segunda semana de janeiro. Os fiscais não descartam a possibilidade de contaminação do mangue e da Baía Sul, onde há fazendas de ostras.

Há um mês, o vigia da subestação registrou na planilha roubo das tampas de cobre dos tanques TT1, TT2 e L2D. O diretor da distribuição da Celesc, Cleverson Siewert comunica que a empresa soube do vazamento dos 11,6 mil litros de óleo no dia 19, à tarde. Passados dois dias, iniciou-se a contenção e sucção da toxina. Em 50 horas de trabalho, 36 mil litros de óleo e água foram retirados da vala. A estimativa é que nos próximos dois dias a limpeza seja concluída. Os gastos estão orçados em R$ 60 mil. Bombeiros e Defesa Civil colaboraram com a ação.

Das 155 estações da Celesc espalhadas pelo Estado, a da Tapera era a única desativada. Há um ano estava sendo usada como laboratório para os estudantes da UFSC. Tramita no Governo do Estado a ação de transferência da área para universidade, em troca das terras próximas ao aeroporto. Nos bastidores é discutido de que é a culpa. “Primeiro resolvemos, depois iremos sentar e conversar para analisarmos quem é o responsável pela área”, afirma Siewert.

Siewert, também, esclarece que não há hipótese de falhas semelhantes nas outras subestações: “são monitoradas 24h por dia”. Os dois transformadores de energia, da Tapera, não serão mais carregados com óleo – que serve para resfriar as máquinas – a subestação está oficialmente desativada. Laudos da Fatma determinarão se a poluição foi atenuada.

_____________________________________________________________________________

Veículo: Notícias do Dia

Editoria: Geral

Assunto: Filas de até 20 km na Br-101

 

 

PRF registra filas de até 20 quilômetros na BR-101

Congestionamentos são registrados em diversos pontos, sendo os maiores em Palhoça e Laguna

Há formação de filas de até 20 quilômetros na BR-101 no fim da tarde desta quarta-feira (26), segundo a Polícia Federal Rodoviária. Em Palhoça, a partir do km 236, altura do Morro dos Cavalos, são 20 quilômetros de fila no sentido Sul e mais 10 quilômetros de filas no sentido Norte.

Já na altura de Garuva, há formação de 10 quilômetros de filas no sentido Norte devido a obras da Auto Pista Litoral Sul. Na altura de Laguna, são mais 20 quilômetros de congestionamento no sentido Norte, sem formação de filas no sentido Sul. Segundo a PRF, o tráfego de veículos só deverá voltar à normalidade depois das 22h.

Congestionamento registrado durante a tarde na altura da Praia de Fora

 De acordo com alguns motoristas que trafegavam pela BR-101 e Via Expressa, que liga a BR a Ilha, boa parte da fila é causada por os motoristas que saem cortando a frente dos outros motoristas ou trafegam em alta velocidade pelo acostamento.

Muitas ocorrências de carros quebrados também foram registradas, por isso, além de andar nos limites de velocidade, evitar ultrapassagens e manter distância de segurança do carro em frente, é imprescindível uma checagem completa de pneus, faróis, ventoinha e motor.

_____________________________________________________________________________

Veículo: Notícias do Dia

Editoria: Hélio Costa

Assunto: Gangue da dinamite

 

Estados formam grupo de trabalho para combater a gangue da dinamite no Sul

Cúpula da Polícia Civil do RS, SC, e PR trocam informações sobre quadrilhas que explodem caixas eletrônicos. A onda de ataque agora é no RS

Cofre no meio da rua

Preocupados com os arrombamentos a caixas eletrônico, considerado um cofre no meio da rua, e principalmente com as explosões a bancos, a Polícia Civil dos três estados do Sul – Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná – formaram um grupo de trabalho para trocar informações e discutir formas de reprimir as gangues da dinamite. A última reunião ocorreu semana passada no Rio Grande do Sul. Os gaúchos ressaltaram que as explosões tiveram um aumento significativo  de 70% em relação ao mesmo período do ano passado. É bom ressaltar que as explosões começaram no Nordeste e vieram descendo para o Sudeste. Com a repressão em São Paulo, os bandidos migraram para Sul. No Paraná, a polícia foi “para a guerra”, e os bandidos desceram para Santa Catariana, onde sete criminosos morreram em confronto com os policiais que, também, capturaram várias quadrilhas e apreenderam 250 kg de dinamite. Agora os ataques estão tirando o sono dos gaúchos.