Área do associado

Área do associado

Clipping do dia 21 de dezembro

21.12.2012

 

Clipping do dia 20 de dezembro

 

MÍDIAS DE SANTA CATARINA

 

 

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Geral

Assunto: Radares

                  

 

Reinstalação de radares é autorizada pela Justiça

Equipamentos, desativados desde maio de 2011, voltarão a operar nas ruas de Florianópolis

Em no máximo quatro meses o trânsito nas ruas e avenidas de Florianópolis voltará a ser monitorado. Decisão judicial definitiva autorizou a empresa Eliseu Kopp e Cia a reinstalar os radares, desativados na Capital desde maio de 2011.

A ordem de serviço para reimplantação dos 73 equipamentos foi liberada ontem pelo Instituto do Planejamento Urbano de Florianópolis (Ipuf). Segundo o superintendente do órgão, José Carlos Rauen, a empresa apontada pelo desembargador Domingos Paludo como vencedora da licitação tem 120 dias para colocar os aparelhos em funcionamento.Ontem, o DC tentou contato com a Eliseu Kopp, localizada em Vera Cruz (RS), mas até o fechamento desta edição não obteve êxito.

– A decisão é positiva porque estamos sem controle de trânsito há um ano e meio. Com efetivo pequeno, ficamos até sem estatísticas – disse Rauen, ao destacar que a decisão mantém os valores previstos inicialmente no processo licitatório.

Pelo serviço, contratado por quatro anos, a empresa vai receber um valor fixo de R$ 192 mil mensais.

 

Fiscalização será ampliada com os novos modelos

Dos 73 radares, 63 serão instalados na Avenida Beira-Mar. Os outros 10 serão distribuídos em vias do Centro, Trindade e Continente. Mais modernos do que os anteriores, os equipamentos a serem instalados, além de excesso de velocidade, vão verificar avanço de sinal vermelho e parada sobre a faixa de pedestres. Quatro deles, inclusive, conseguirão identificar se o veículo está em dia com a documentação ou se foi furtado.

A estimativa é de que a prefeitura tenha deixado de arrecadar aproximadamente R$ 1 milhão por mês em infrações de trânsito. Além disso, na Avenida Beira-Mar Norte, houve um aumento de 50% no número de acidentes, segundo os bombeiros.

O processo de licitação dos radares foi aberto em outubro do ano passado, como resultado de uma determinação do Tribunal de Contas do Estado (TCE) devido a denúncias de irregularidades no contrato entre a Engebras, responsável pelo serviço desde 2005, e a prefeitura. Quatro empresas chegaram até o final do processo e a escolhida teria que apresentar menor preço.

Em dezembro, na abertura dos envelopes, o Ipuf anunciou a Engebras como vencedora da licitação. Mas a Eliseu Kopp, segunda colocada, entrou com recurso, que foi aceito pela comissão de licitação do instituto. Na época, a Kopp alegou que o valor cobrado pela concorrente, de R$ 155 mil mensais, era variável e apresentava mais de uma interpretação.

Na sequência, em janeiro deste ano, a Engebras entrou com recurso e obteve ganho de causa na 1ª Vara da Fazenda Pública da Comarca da Capital. A Kopp montou então uma força-tarefa para tentar reverter a decisão e o caso foi parar no Tribunal de Justiça, que liberou na última segunda-feira o parecer definitivo sobre a disputa entre as duas empresas.

_____________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Geral

Assunto: Gerais

 

Casa pega fogo e família perde tudo

Um incêndio destruiu uma casa no Bairro Ilha da Figueira, em Jaraguá do Sul, por volta das 10h30min de ontem. A suspeita é de que o fogo tenha sido causado por um curto-circuito. Na casa moravam quatro pessoas. Ninguém se feriu, mas a família perdeu tudo. Quem quiser ajudar pode entrar em contato pelo telefone (47) 9236-8856.

 

Novas regras em vigor até o Natal

Um projeto de lei que deve entrar em vigor até o Natal promete apertar o cerco contra a embriaguez ao volante. A expectativa é de que uma investida maior no bolso do condutor e a ampliação dos meios para comprovar a infração tirem de circulação quem dirige sob o efeito do álcool, resultando na redução do número de acidentes em ruas e rodovias.

Pelo texto aprovado esta semana pelo Senado e que aguarda a sanção da presidente Dilma Rousseff, as autoridades poderão se valer de testes clínicos, vídeos e depoimento dos policiais, além do bafômetro, para prender motoristas alcoolizados.

Até agora, o motorista que se recusasse a soprar o bafômetro, com a justificativa constitucional de que ninguém é obrigado a fornecer provas contra si, sofria só punições administrativas, como multa e suspensão da carteira. Os defensores da nova lei colocam o equipamento usado nas blitze como um aliado do bom condutor.

 

Vendaval assusta moradores do Sul

Em Criciúma, pessoas entraram em choque achando que era o fim do mundo

A prefeitura de Criciúma, no Sul de SC, deve decretar hoje estado de emergência no município. O motivo é o forte vendaval que atingiu ontem a cidade, provocando falta de energia, queda de árvores, placas retorcidas e destelhamento. Alguns moradores foram encaminhados a hospitais em estado de choque, mas ninguém ficou ferido.

O temporal que atingiu Criciúma ontem, por volta das 16h, fez muitos moradores associarem o mau tempo com o fim do mundo, situação que estaria prevista no calendário maia para acontecer hoje.

A destruição dos ventos, que atingiram 90 quilômetros por hora, assustou as pessoas que ficaram em estado de choque e precisaram ser encaminhados a hospitais. A informação é do titular da Defesa Civil, Rosinei da Silveira:

– Foi bem assustador. Na rua, a frase que mais se ouvia era: é o fim do mundo, é o fim do mundo!

 

Lonas foram distribuídas em prédios que foram destelhados

Segundo a Defesa Civil regional e a assessoria da prefeitura, bairros ficaram sem energia elétrica, houve queda de árvores e de placas de publicidade, vidros foram quebrados, lixeiras arremeçadas pelo vento, e destalhamentos de unidades de saúde, escolas, casas, fábricas, comércio e prédios públicos.

O vendaval durou cerca de 15 minutos, com pouco chuva e seguido de sol. Apenas foi registrados danos materiais. As regiões mais atingidas foram os bairros Centro Próspera, Nossa Senhora da Salete, Ana Maria e o loteamento Vida Nova.

– Acredito que amanhã pela manhã (hoje) devemos decretar situação de emergência. Aguardo apenas o relatório da Defesa Civil – disse o prefeito Clésio Salvaro.

Salvaro garantiu que a prefeitura vai começar os reparos mais urgentes para restabelecer os serviços. Ontem à tarde equipes levaram lonas para cobrir casas destelhadas e vistoriaram os locais que precisam de reparos.

Em Florianópolis, o céu ficou escuro no final da tarde, mas a chuva caiu tímida. O professor paulista Theo Sena, 36 anos, não se importou com o tempo e foi pescar em São Francisco de Lisboa antes da chuva cair.

 

 

_____________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Moacir Pereira

Assunto: Governo do Estado lança minipacote para agentes

 

 

Governo do Estado lança minipacote para agentes

Plantões remunerados e nomeação de concursados estão entre as medidas que amenizam chance de greve da categoria

O governo do Estado lançou ontem minipacote que beneficia 1,7 mil agentes penitenciários e 200 agentes socioeducativos de Santa Catarina. Com as medidas, diminui a possibilidade de greve da categoria. As melhorias devem ocorrer até a primeira semana de janeiro.

Os agentes penitenciários e socioeducativos praticamente afastaram a possibilidade de greve. O motivo foi o resultado da reunião ontem com o governador do Estado, Raimundo Colombo, e o diretor do Departamento Estadual de Administração Prisional (Deap), Leandro Lima, na Casa D´Agronômica. Foi o primeiro encontro desde que a categoria entrou em estado de greve por melhores condições de trabalho, em 22 de novembro passado.

 

Três decretos autorizando melhorias estão assinados

O governador aprovou medidas emergenciais, assinando três decretos que autorizam os plantões remunerados, a regulamentação da progressão funcional (espécie de plano de carreira) e o deslocamento de agentes para unidades na própria região onde trabalham, ganhando diária. Ficou acertado também a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre o Executivo, o Judiciário e os agentes que impetraram mandados de segurança para garantir a contratação dos cerca de 300 aprovados em concurso realizado em 2006.

– O motivo do estado de greve é a situação do sistema penitenciário praticamente abandonado nesta gestão. Mas a reunião com o governador foi positiva porque ele assinou documentos que possibilitam minimizar os problemas, principalmente da falta de efetivo. Provavelmente não vamos mais entrar em greve – disse o diretor do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual (Sintespe), Wolney Chucre.

Para o diretor do Deap, Leandro Lima, o mais importante entre os benefícios foi o reforço no plantão, condição que é opcional para cada agente e vai depender de convocação do órgão de segurança.

– A medida faz com que os agentes ganhem um pouco mais sem precisarem dobrar plantão. Vai otimizar a qualidade do trabalho sem mudar a escala. O agente nunca vai trabalhar dois dias seguidos – explicou Lima.

Com exceção do termo de ajuste, que ficará para fevereiro, após o recesso do Judiciário, as medidas terão aplicação efetiva ainda em dezembro.

 

R$ 21 milhões ao sistema

Contratos para a construção de duas unidades prisionais foram assinados ontem entre a Caixa Econômica Federal e o governo do Estado. O investimento é de R$ 21 milhões. Serão 280 vagas para cada unidade.

Um dos projetos é o da primeira penitenciária feminina do Estado, em Itajaí. A projeção é de que a unidade contará com berçário, módulos educacional, de trabalho e saúde, e será um modelo de arquitetura prisional, segundo o diretor do Departamento Estadual de Administração Prisional (Deap), Leandro Lima.

– É um modelo ideal, com menor concentração de presos, que garante mais tranquilidade e segurança para todos – observou Lima.

A segunda unidade é a Cadeia Feminina de Chapecó, onde ficarão detidas mulheres que aguardam julgamento. A secretária de Justiça e Cidadania, Ada de Luca, considerou os contratos uma grande conquista.

Segundo o superintendente regional da Caixa, Jacemar de Souza, o banco vai repassar o valor, analisar o projeto e fazer o acompanhamento da liberação da verba, conforme o andamento das obras. O governo tem 90 dias para finalizar os projetos e apresentar as licenças ambientais. A partir disso, a Caixa autoriza a licitação das obras, que devem começar no segundo semestre de 2013.

 

Gesso cai e atinge três pessoas

Um homem de 22 anos ficou ferido ao ser atingido por um pedaço de forro de gesso que desabou do teto do Joinville Garten Shopping, no começo da tarde de ontem por causa da chuva. Ele foi atendido pela brigada do shopping e levado ao Hospital São José pelo Samu. Outro homem e uma criança também foram atingidos pelo gesso, porém sem gravidade.

Uma terceira parte do gesso caiu enquanto a reportagem estava no shopping. A placa de gesso cartonado que despencou era de aproximadamente cinco metros de cumprimento. A área onde ocorreu o desabamento foi isolada. O shopping continua atendendo normalmente. De acordo com Gilvani Voltolini, relações institucionais do grupo que administra o shopping, a chuva transbordou a calha e provocou umidade na parte interna, ocasionando a queda.

 

Muro de contenção desaba em Araquari

Cinco minutos de chuva teriam sido suficientes para derrubar um muro de contenção, no Bairro Itinga, em Araquari. O desabamento acabou prejudicando duas famílias. O muro caiu sobre o carro e de Rodrigo Souza, 27 anos, recém-casado com Quésia Nádia Corrêa Souza, 26. Ele mandou construir o muro há cinco meses e há 15 dias estava morando na casa nova. Ele ainda tem de pagar dois anos de financiamento do veículo que ficou destruído.

Mas a situação ficou pior para os vizinhos da família Souza que tiveram a casa interditada pela Defesa Civil do município. O muro comprometeu toda a estrutura da residência, que pode desabar com uma nova chuva. A possibilidade deixou Eliana Maria da Silva, 32, em desespero. Ela e o marido, Cláudio Oliveira dos Santos, 33, moram na casa há quatro anos. Eles têm dois filhos, de três e oito anos, que estão na casa de parentes.

_____________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Cacau Menezes

Assunto: Auxílio – moradia

 

Última sessão do ano

No mesmo momento em que se diz para os catarinenses que não há recursos para a saúde, a educação e a segurança pública, que estão um caos, a Assembleia Legislativa aprova, vergonhosamente, um aumento de 79% no auxílio-moradia para deputados, juízes, desembargadores, promotores, procuradores e conselheiros, que se equiparam, agora, aos ministros do STF. Cerca de mil integrantes do poder que já ganham bons salários vão embolsar mais R$ 4,3 mil mensais (é aluguel de mansão). E retroativo a setembro de 2011.

O caso é ainda mais escandaloso quando tantos projetos de interesse público levam uma eternidade para tramitar e este foi votado em 24 horas. E olha que neste exíguo espaço de tempo passou pelas comissões de Constituição e Justiça, de Finanças e foi à votação em plenário. Um verdadeiro milagre de Natal!

_____________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Geral

Assunto: Tapete Negro

 

Investigação tem 30 mil gravações e nove volumes

Inquérito que deu origem à operação em Blumenau reúne conversas telefônicas entre servidores, autoridades e empresários

Nove volumes, mais de 2 mil páginas e 30 mil conversas telefônicas interceptadas, 500 delas consideradas relevantes para o caso, com diálogos entre servidores públicos, autoridades e empresários. Vinte e uma empresas e 20 pessoas citadas. Esse é o resumo da investigação que culminou na Operação Tapete Negro, deflagrada segunda-feira em Blumenau.

Os dados constam em documentos enviados pelo Ministério Público de SC, responsável pela apuração, ao Tribunal de Justiça. Nos arquivos, o órgão afirma que os diálogos das gravações, todas com autorização judicial, apontam para um esquema de fraudes na prefeitura de Blumenau. Nove dos 20 nomes citados na investigação foram divulgados pelo promotor da Moralidade Pública Gustavo Mereles Ruiz Diaz, entre eles o prefeito João Paulo Kleinübing.

Conforme consta no relatório da Inteligência Policial feito pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), descrito no documento em que o MPSC pede autorização ao Tribunal de Justiça para o cumprimento de 37 mandados de busca e apreensão, as conversas interceptadas – não divulgadas até o momento – indicam que “existe, no município de Blumenau, um esquema para favorecimento de empresas privadas, operacionalizado por meio da contratação, por preços superfaturados, da Companhia Urbanizadora de Blumenau (URB) em processos de dispensa de licitação”.

O mesmo documento diz que, na maioria das gravações, servidores e empresários fazem acordos sobre como a URB repassaria o serviço das concorrências que vencesse a outras empresas. Relata que a companhia venceu todos os procedimentos de dispensa de licitação feitos pela prefeitura de Blumenau de 2010 ao primeiro semestre de 2012, um total de 69. Pontua “que na maior parte deles (a obra) foi executada por empresas privadas – muitas vezes as mesmas que apresentaram os orçamentos nos procedimentos de dispensa – e por um valor muito abaixo daquele entabulado (estabelecido) com a municipalidade”.

 

Relatório questiona capacidade técnica

O MPSC elenca 33 obras investigadas com supostos problemas e questiona onde foi parar a diferença entre os valores recebidos pela URB e os que foram pagos a terceiros.

Diante do número de subcontratações, o relatório questiona a capacidade técnica da companhia. O MPSC afirma que, embora o município contrate reiteradamente a URB para executar obras e serviços, “esta sequer detém condições de executá-los e prestá-los diretamente, seja por falta de maquinário e equipamentos, por falta de pessoal habilitado, terceirizando o objeto dos contratos firmados (…), além disso, há indícios de que muitos dos serviços sequer foram prestados, como nos casos de manutenção de vias públicas e serviços de iluminação pública”.

Em seguida, o documento pontua que apesar das parcelas “significativas” de recursos repassados de forma rotineira pela prefeitura à URB para quitar os serviços prestados, foram mais de R$ 42,7 milhões entre 2010 e 2011, a companhia “conforme observaram os auditores do Tribunal de Contas de Santa Catarina (…), apresentou saldo negativo nos exercícios referentes aos anos de 2005 a 2009, o que corrobora a suspeita de existência de um esquema de desvio de verbas públicas”.

O material apreendido durante a operação será analisado pelo Ministério Público, juntamente com a Polícia Civil e a Justiça Eleitoral. A estimativa é que essa análise leve cerca de quatro meses.

 

Prefeitura contesta promotor

A prefeitura de Blumenau divulgou uma nota de esclarecimento, ontem à tarde, para contestar as declarações do promotor de Justiça da Moralidade Pública Gustavo Mereles Ruiz Diaz, em entrevista coletiva realizada na quarta-feira.

No documento, o Executivo afirma que o prefeito João Paulo Kleinübing não foi multado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), em 2009. Diz, ainda, que não assinou nenhum contrato com a Companhia Urbanizadora de Blumenau (URB) diante de parecer contrário da Procuradoria-Geral Município.

“É importante ressaltar que todos os documentos sempre estiveram à disposição de qualquer órgão”, afirma a nota oficial da administração municipal, que também fala que a operação Tapete Negro gerou “confusão de informações na sociedade e pré-condenando pessoas”.

._____________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Segurança

Assunto: Tapete negro

 

 

Justiça mantém aluguel

A Secretaria da Justiça e Cidadania não precisará fazer nova licitação para a contratação de bloqueadores de celulares nos presídios catarinenses.

Uma decisão do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) atendeu a recurso da secretária Ada De Lucca e os contratos atuais de locação dos atuais equipamentos serão mantidos e sendo executados normalmente.

A decisão é do desembargador Rodolfo Tridapalli, que atendeu parte dos pedidos feitos pelo advogado Joel de Menezes Niebuhr, responsável pela defesa da secretária numa ação civil pública movida pelo Ministério Público no caso.

Em novembro, houve denúncia de superfaturamento e o promotor Aor Steffens Miranda colocou sob suspeita a locação dos equipamentos e os atuais contratos. A liminar do desembargador suspende a exigência de licitação em 60 dias para os bloqueadores.

No entendimento do desembargador, há justificativa para a locação em vez da aquisição. Ele também avaliou como precipitada a determinação do juiz em fazer nova licitação sem perícia técnica dos aparelhos. Tridapalli reconheceu ainda que existem bloqueadores com tecnologias diferentes, que explicariam os preços pagos pelo Estado – esses equipamentos teriam tecnologia mais avançada.

_____________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Mundo

Assunto: Massacres nos EUA

 

 

Por que os Estados Unidos não detêm os massacres

Pressões por maior controle na venda esbarram em lobby armamentista e temor de parlamentares, que podem perder votos

Em julho, após o massacre num cinema em Aurora, Colorado, a deputada estadual Diana DeGette fez um apelo em nome dos 12 mortos:

– Nós não acreditamos que a Constituição garanta a alguém o direito de entrar em um cinema com uma arma semiautomática e munição pesada e atirar em 71 pessoas.

O pedido de DeGette para discutir o controle de armas não resistiu à muralha do poderoso lobby do setor. Para muitos membros do Congresso, tocar no vespeiro das armas é sinônimo de poucos votos. Após o horror em Newtown, com o fuzilamento de 20 crianças e seis adultos na escola, o tema voltou à agenda com mais vozes pedindo reforma.

Ontem, o senador democrata Joe Manchin, conhecido opositor das restrições, indicou ter mudado de posição. No domingo, o presidente Barack Obama deu sinais de que está disposto a levantar a discussão – mais de 12 tiroteios em massa ocorreram em seu governo. O porta-voz da Presidência, Jay Carney, disse que nas próximas semanas Obama transmitirá “possíveis abordagens sobre o tema” .

Na manhã de ontem, mais de 140 mil pessoas tinham assinado petição no site da Casa Branca para reivindicar lei sobre o controle das armas. Pesquisa divulgada pela rede ABC e pelo jornal Washington Post mostrou que 54% dos americanos apoiam a adoção de restrições à venda de armas.

 

_____________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Segurança

Assuntos: Crimes e ocorrências

 

Caixa arrombado

Dois homens renderam, por volta das 23h de quarta-feira, o vigia de um shopping localizado na Lagoa da Conceição, em Florianópolis. Os bandidos arrombaram um caixa eletrônico do Banrisul e fugiram do local. O assalto só foi descoberto na manhã de ontem, quando funcionários chegaram para trabalhar e encontraram o vigia amordaçado.

 

Homem confessa assassinato do pai

Suspeito teria tirado a vida da vítima com facadas no pescoço e no tórax

O comerciante Antonio Paim, de 71 anos, encontrado morto com 16 facadas em 22 de novembro, no Centro de Lages, na Serra Catarinenese, teria sido assassinado pelo próprio filho. O suspeito, Paulo Henrique Paim, de 33 anos, confessou o crime à Polícia Civil e foi preso.

Proprietário de uma lanchonete no Centro da cidade, Antonio foi achado morto com golpes no pescoço e no tórax. Ferimentos nas mãos apontaram que ele tentou se defender das agressões e levaram a polícia a considerar um assassinato.

Foram ouvidas 15 pessoas entre vizinhos e familiares, mas segundo o delegado Márcio Schütz, da Divisão de Investigação Criminal (DIC), os depoimentos apresentavam contradições. Até que, com o auxílio de imagens de câmeras de monitoramento da rua onde ocorreu o crime, a DIC chegou à conclusão de que o filho da vítima seria o autor dos golpes.

Segundo o delegado, a família tinha uma relação conturbada, com brigas e ameaças, e Paulo, que trabalhava com o pai, teria dito em seu depoimento que decidiu praticar o crime depois de ter sido convidado por Antonio a pôr em prática um plano de assassinar a mulher, de quem estava separado há cerca de 20 anos, a filha e o neto, deixando somente para Paulo os seus bens.

– O ambiente entre eles nunca foi muito bom, e a família vivia de brigas. Diz o Paulo que o pai dele tinha um plano para matar toda a família, e como o Paulo sempre teve problemas com álcool e drogas, acabou cometendo o crime -, diz o delegado.

A faca utilizada no crime não foi encontrada. Paulo foi preso na manhã de ontem, enquanto saía de casa, por causa de um mandado de prisão temporária. Segundo o delegado, o suspeito confessou o crime aos policiais da DIC. Ele foi conduzido ao Presídio Regional de Lages, onde ficará agora à disposição da Justiça.

_____________________________________________________________________________

Veículo: Notícias do Dia

Editoria: Geral

Assuntos: Cesar Souza Júnior anuncia 17 nomes de sua equipe

 

 

 

 

Cesar Souza Júnior anuncia 17 nomes de sua equipe

O prefeito eleito vai extinguir sete secretarias executivas e a Ouvidoria

 

O prefeito diplomado de Florianópolis, Cesar Souza Júnior (PSD), anunciou, nesta quinta-feira, novos nomes para compor a equipe de governo. A surpresa da lista foi à presença de Rodolfo Pinto da Luz (PMDB), candidato a vice-prefeito na chapa de Gean Loureiro nas últimas eleições. Cesar também declarou que vai extinguir as secretarias executivas de Assuntos Institucionais, Assuntos Internacionais, Assuntos Jurídicos, Assuntos Parlamentares, Controle Interno, Serviços Públicos e também a Ouvidoria. Ele ainda pretende criar uma secretaria de Planejamento e Gestão e outra de Pesca e Aquicultura.

 

Confira os anunciados, as posições e suas credenciais:

Carlos Eduardo de Souza Neves (PSB) –  Chefe de gabinete

Bacharel em Direito, assessor direto do prefeito eleito desde 2006.

Alessandro Balbi Abreu (PP) – Assistência Social

Advogado, pós-Graduado em Direito Público, pós-Graduado em Direito Processual Civil e pós-Graduado em Direito Eleitoral. Foi Vice-Presidente da Ação Social Missão – Casa Lar do Santa Mônica e atualmente é Diretor da Caixa de Assistência da OAB/SC.

Rui Luiz Gonçalves – Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico Sustentável

Graduado em Ciências da Computação pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), com pós- graduação em Gestão de Negócios pela mesma universidade. É desde 1990 é empresário no setor de tecnologia em Florianópolis, tendo presidido a Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (ACATE) de 2008 a 2012.

João Batista Nunes (PSDB) – Continente

Atual vice-prefeito, é graduado em Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina. Foi vereador e secretário Transportes, Mobilidade e Terminais

Rodolfo Pinto da Luz (PMDB) – Educação

Atual secretário municipal de Educação de Florianópolis, é Membro Titular do Conselho Estadual de Educação (SC), Presidente da União dos Dirigentes Municipais de Educação – UNDIME – Santa Catarina e Presidente da UNDIME da Região Sul. Já exerceu várias atividades na área da Educação, entre elas, Reitor da Universidade Federal de Santa Catarina, por três vezes, entre os anos de 1984 a 1988, 1996 a 2000, sendo reeleito em 2000 permanecendo no cargo até 2004.

João Amin (PP) – Obras

Vice-prefeito eleito, é formado em Administração pela UNICA e com mestrado em administração na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o vereador João Amin foi eleito no pleito de 2008 com 6.271 votos, sendo o segundo vereador mais votado em Florianópolis. Alcançou o objetivo enaltecendo o trabalho em favor de projetos que defendam o meio ambiente e a qualidade de vida, planejando o futuro e o desenvolvimento da cidade de maneira sustentável.

Carlos Daniel Magalhães da Silva Moutinho Júnior – Saúde

Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1999), Especialista em Médico de Família e Comunidade (Especialização Universidade de Caxias do Sul e Grupo Hospitalar Conceição – 2004), Titulo de Especialista pela Sociedade Brasileira de Medicina de

Família e Comunidade (2005). Especialista em Gestão da Saúde Pública pela Faculdade de Administração da Universidade Federal de Santa Catarina.

Raffael de Bona Dutra – Segurança e Defesa do Cidadão

Delegado da Polícia Federal, possui especialização em Gestão Integrada de Segurança Pública pela Unisul e especialização em Direito Penal e Processo Penal pela Estácio de Sá. É professor de Direito Penal e Previdenciário da Univali.

Valmir Humberto Piacentini (PSDB) – Transportes, Mobilidade e Terminais

Engenheiro, atuou como diretor de Planejamento do IPUF e também como diretor de Projetos Especiais e de Expansão da Casan.

Maria Claudia Evangelista Pereira – Turismo, Cultura e Esporte

Mestre em Administração e Gerência Pública pela Universidade de Alcalá de Henares (Espanha), Pós-Graduada em Empreendedorismo Global pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Brasil, e Bacharel em Administração, pelo Centro de Educação Superior (UNICA), Brasil. Por seis anos foi Diretora Executiva do Florianópolis Convention e Visitors Bureau, sendo também membro do Conselho Municipal do Turismo de Florianópolis e Coordenadora do Grupo Gestor para Grande Florianópolis, no programa do Ministério do Turismo – 65 Destinos Indutores do Brasil.

Luiz Ekke Moukarzel – Fundação Franklin Cascaes

Graduado em Educação Artística pela Universidade para o Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina – UDESC. Pós-graduado em Marketing pela UNISUL e Economia pela Universidade do Porto (Portugal)

João Cavallazzi – Comunicação

Jornalista graduado pela Universidade do Vale do Itajaí, com especialização em Estudos do Jornalismo pela Universidade de Coimbra (Portugal). Graduando do curso de Direito da Faculdade Estácio de Sá.

Cláudia Regina Ferreira – Secretária Executiva Especial

Bacharel em Direito pela Univali, é secretária pessoal do prefeito eleito desde 2004

Everson Mendes (PSB) –  Instituto de Geração de Oportunidades (Igeof)

Hudson Pires (Professor Chiquinho) – Fundação Municipal de Esportes

Edson Caporal (PP) – Planejamento e Gestão (a ser criada)

Paulo Henrique Ferreira – Pesca e Aquicultura (a ser criada)

 

 Já anunciados anteriormente:

 

Gustavo Miroski (PSD) – Administração e Previdência

Advogado, bacharel em Direito pela Universidade do Vale do Itajaí, com pós-graduação em Direito Civil no CESUSC – Complexo de Ensino Superior de Santa Catarina. Coordenador da equipe de transição, foi chefe de gabinete do deputado Cesar Souza Júnior e diretor do Diretor do SEITEC – Sistema Estadual de Incentivo à Cultura, ao Turismo e ao Esporte de fevereiro de 2011 a julho de 2012.

Julio Cesar Marcellino Júnior – Procuradoria-geral do Município

Advogado, doutorando em Direito Público pela Universidade de Coimbra e UFSC, especialista em Direito Econômico pela FGV/RJ, professor de Direito Constitucional junto à UNISUL, ex Consultor-Chefe da Consultoria Jurídica da Secretaria de Estado da Fazenda e autor de livros na área jurídica. Atualmente é Assessor Jurídico da Presidência da CELESC.

Dalmo Vieira Filho – Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano

Arquiteto e Urbanista, especialista na área de proteção e valorização do Patrimônio Cultural. Possui cursos de extensão e especialização na Alemanha e Portugal. Professor do curso de Arquitetura e Urbanismo da UFSC e atual superintendente do IPHAN no Estado.

Eron Giordani – Governo

Ronaldo Freire – Comcap

_____________________________________________________________________________

Veículo: Notícias do Dia

Editoria: Hélio Costa

Assuntos: Delegacia de Polícia

                   Verão Seguro

 

Delegacia de Polícia tem que estar localizada em ponto estratégico

Ao invés de mudar endereços de delegacias especializadas, o Delegado Geral deveria equipar a Delegacia de Repressão a Roubos

 

Transferência?

Dizem por aí que estão querendo transferir as Delegacias de Homicídios e de Repressão a Roubos, do Centro, para o Continente, em Capoeiras, pertinho do bairro de Fátima.  As duas especializadas funcionam  num local de  saída e chegada rápida. Como a maioria das ocorrências é na ilha vai implicar lentidão no deslocamento do policial, do Continente para o Centro,  por causa da travessia da ponte.  A Homicídios, por exemplo,  no prédio da rua Osmar Cunha, junto com  a 1ª DP e Central de Polícia, reúne estrutura suficiente  para abrigar presos provisórios.  Mas a DRR ( Delegacia de Repressão a Roubos) sequer tem banheiro para os funcionários  e celas para presos em flagrante. A DRR é um projeto do Delegado Geral Aldo Pinheiro d’ Ávila, que deu certo.  Então, a solução é equipá-la num local estratégico por que Florianópolis apresenta sérios problemas de mobilidade urbana.

 

Verão seguro

Corpo de Bombeiro Militar repassa algumas dicas de segurança. Começando pela cor da bandeira, nos postos de salva-vidas, que avisa as condições do mar: bandeira vermelha significa mar perigoso, não entre na água; amarela mar ruim, muito cuidado ao entrar na água. Bandeira  verde significa mar bom. As bandeiras  vermelhas fincadas na faixa de areia das praias indicam locais perigosos onde você não deve entrar na água.

_____________________________________________________________________________

Veículo: Notícias do Dia

Editoria: Polícia Militar

Assuntos: Operação Veraneio

 

Santa Catarina inicia Operação Veraneio

Efetivo em todo o Oeste será de 720 policiais militares

Inicia na segunda quinzena de dezembro e segue até 4 de março de 2013 a Operação Veraneio no estado. A atividade turística ganha destaque por causa do alto valor de turistas no estado em toda faixa litorânea e em cidades de estâncias hidrominerais. A estimativa da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte é que aumente cerca de 7 milhões de pessoas durante todo verão.

A 4ª Região de Polícia Militar de Fronteira, sob o comando do Coronel Edivar Bedin e de forma integrada com o 20ºBPM/Fronteira de Concórdia e o 2ºBPM/Fronteira de Chapecó, bem como com o Sistema Estadual de Segurança Pública, desenvolverá ações especiais típicas de Polícia Militar, durante o período de Temporada da Operação Veraneio/Verão 2012/2013.

Com jurisdição em 58 municípios, policiais miliares atuarão na prevenção/repressão à violência e à criminalidade, com foco direto nas treze cidades com estâncias hidrominerais, no Oeste Catarinense, durante Operação Verão 2012/2013, em turnos sucessivos de 24 horas ao longo de aproximadamente, 90 dias ininterruptos. O efetivo envolvido na Região Oeste será de aproximadamente 720 policiais militares. Os treze municípios do Oeste são Águas de Chapecó, Arvoredo, Chapecó, Guatambu, Itá, Lageado Grande, Palmitos, Quilombo, São Carlos, São Domingos, Xanxerê, Saudades e Abelardo Luz.