Ministério Público pede arquivamento do inquérito policial sobre desvio de peças da SSP no caso ferro velho

 

Ministério Público pede arquivamento do inquérito policial sobre desvio de peças da SSP no caso ferro velho
Investigação apurava destino das peças retiradas de depósito da SSP
 
 
A promotora de justiça do Ministério Público de SC, Márcia Arend, protocolará um pedido para que seja arquivado o inquérito policial sobre o caso de desvio de peças e motores do complexo administrativo da Secretaria de Segurança Pública (SSP), em São José, que foram parar em um ferro velho de Joinville, Norte do Estado. O documento será entregue na tarde desta sexta-feira. Os motivos não foram adiantados pelo MP e devem ser apresentados durante uma entrevista coletiva, também à tarde.
 
A promotora Márcia tem atuação na área da Moralidade Administrativa. O inquérito investigou o suposto desvio de motores e peças de veículos que estavam apreendidos no pátio da SSP e que foram descobertos em um ferro velho de Joinville pela Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic).
 
Na última sexta-feira, o delegado Alexandre Carvalho, que presidiu o inquérito, foi comunicado da substituição pelo diretor do Deic, Laurito Akira Sato. A investigação do desvio de peças culminou no afastamento do presidente da comissão de leilões, o tenente-coronel José Theodósio de Souza Júnior. O secretário-adjunto da SSP, o coronel Fernando Rodrigues de Menezes, também foi indiciado pela Deic no caso.
 
FONTE: DIÁRIO CATARINENSE

Notícias Recentes:

ACORS reúne associados para discutir o Sistema de Proteção Social dos Militares
ACORS reúne representantes regionais para atualizações das pautas junto aos poderes e entidades
Entidades se reúnem para assinatura da minuta final da proposta de reposição salarial
ACORS encerra segunda edição do Programa de T&D da em Liderança