Área do associado

Área do associado

Clipagem dos dias 6 e 7 de maio

7.5.2015

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA 06 DE MAIO

 

COLUNISTA MOACIR PEREIRA – Diário Catarinense

SUL TERÁ MUTIRÃO DE SEGURANÇA

As duas mais longas audiências que o governador concedeu ontem trataram do aumento da criminalidade em Criciúma e de obras e serviços do Estado pendentes no Sul catarinense. A primeira, durante uma hora e 45 minutos, Colombo tratou dos problemas da região com a chamada Bancada do Sul, integrada por oito deputados estaduais. A segunda, também com quase duas horas de duração, confirmou um mutirão especial com todas as forças policiais para o enfrentamento da criminalidade em Criciúma.
A força tarefa já iniciou a operação que será deflagrada oficialmente na quinta-feira. Os órgãos de segurança e inteligência, contudo, já estão em campo para a execução de uma grande e inédita mobilização em Criciúma. Na origem da onda de assassinatos e assaltos está o tráfico de drogas e entorpecentes e a ação de verdadeiras quadrilhas em bairros da cidade. Polícias Militar e Civil vão dar combate frontal aos criminosos nos próximos 90 dias.
O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Gelson Merisio, passou a segunda-feira em Criciúma ouvindo as lideranças regionais e trocando informações sobre a operação a ser deflagrada. Ele acompanhou há mais de um ano uma situação de insegurança semelhante registrada em Chapecó. Ao mesmo tempo, o governo prometeu instalar 100 câmeras de segurança, reformar a Delegacia da Mulher e construir o Case no terreno a ser doado pela prefeitura.

 

ASSUNTO: PM x professores

VEÍCULO: Notícias do Dia

Secretário da Educação e comandante da PM são demitidos

A repercussão dos protestos no Paraná motivou o governador Beto Richa (PSDB) a mudar o primeiro escalão do governo. O secretário da Educação e o comandante da Polícia Militar foram exonerados. O titular da secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, foi deslocado para a Educação. Gomes foi reitor da Universidade Estadual de Ponta Grossa e é apontado como solução técnica.

O então secretário, Fernando Xavier Ferreira, foi pressionado, inclusive por deputados. A reclamação era que ele não se abria ao diálogo. Sem experiência com educação, Ferreira veio da iniciativa privada, após presidir empresas telefônicas. A reitora da Universidade Estadual de Londrina, Nádina Moreno, assume a pasta de Ciência e Tecnologia.

Na Polícia Militar, o coronel César Kogut deve ser substituído ou pelo coronel Nerino Mariano de Brito ou pelo coronel Maurício Tortato. Kogut sai depois de o secretário de Segurança, Fernando Francischini, conceder entrevista coletiva na segunda-feira, quando transferiu a responsabilidade da ação à PM .

Para Francischini, “nada justifica” o que houve na semana passada. Há pressões para que o próprio Francischini seja retirado do governo. Outra mudança no governo Richa foi a nomeação da vice-governadora, Cida Borghetti, para a chefia do Escritório de Representação Política em Brasília. Ela substitui Amauri Escudero.

 

ASSUNTO: Violência no Sul

VEÍCULO: Notícias do Dia

Governo encaminhará reforço policial à cidade, após registro de 21 homicídios em 2015

Os 21 homicídios registrados este ano em Criciúma levaram a cidade para o topo da lista das proporcionalmente mais violentas no Estado. O último assassinato, o da médica Mirella Maccarini Peruchi, 35, ao tentar fugir de assaltantes, em 27 de abril, ainda mobiliza o município do Sul.

Na tentativa de buscar soluções para atenuar a criminalidade na região, políticos e empresários locais reuniram-se na manhã e na tarde de ontem com o governador Raimundo Colombo, no Centro Administrativo, em Florianópolis, para exigir medidas urgentes. O governador prometeu enviar a Criciúma uma força-tarefa formada por policiais civis e militares, a partir de amanhã.

A reunião ocorreu sem a presença da imprensa, e não foi revelado de que maneira este reforço vai atuar na região. O delegado-geral da Polícia Civil, Artur Nitz, não participou do encontro porque estava em outro compromisso, mas, ao ser entrevistado pelo Notícias do Dia, admitiu o crescimento das ocorrências de homicídio e lembrou que a cidade ocupa o topo da lista entre as mais violentas do Estado. A repressão ao crime organizado e a apreensão de drogas, aliada à disputa de pontos de tráfico por criminosos, estariam entre os motivos para o crescimento da violência.

Além da criação da força-tarefa, Colombo agilizou também o processo de mudança da Delegacia da Mulher e informou que se o prefeito Márcio Búrigo indicar um terreno, todo o processo para a construção de um Case (Centro de Atendimento  Socioeducativo) será imediatamente iniciado.

 

ASSUNTO: Violência em SC

VEÍCULO: Diário Catarinense

TERROR NAS PEQUENAS CIDADES

ATAQUES A BANCOS ESPALHAM PÂNICO E MEDO

DESDE JANEIRO DESTE ano, pelo menos 19 assaltos a bancos ocorreram em Santa Catarina, principalmente em municípios menores. Em Seara, no Oeste, bandidos assustaram moradores, ontem de madrugada, ao invadirem uma agência bancária e renderem pessoas. Na fuga, os criminosos atiraram contra a PM e acertaram um policial

Três anos depois de uma onda de assaltos a bancos no Estado, o interior catarinense volta a sentir o terror de quadrilhas fortemente armadas, que sitiam pequenas cidades, rendem pessoas e atiram contra os poucos policiais militares existentes.
O alvo desta vez foi uma agência do Banco do Brasil de Seara, no Oeste. Os assaltantes não buscavam apenas o dinheiro dos caixas eletrônicos, mas queriam milhões de reais guardados no cofre principal abastecido dias antes por três carros fortes e que seria usado para o pagamento de empresas da região.
O delegado-geral da Polícia Civil de Santa Catarina, Artur Nitz, disse que os ladrões não conseguiram abrir o cofre principal e levaram R$ 80 mil. Os delegados responsáveis pela Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), no entanto, afirmaram que nada foi levado do local.
Na mesma noite da ocorrência em Seara, no Sul, bandidos explodiram caixas eletrônicos de duas agências do Banco do Brasil em Sangão e Morro da Fumaça. O DC apurou que nos últimos dias ocorreram oito ataques a banco em SC e um total de 19 em 17 cidades desde o começo do ano, numa ação continuada que mais uma vez desafia a polícia a identificar e prender os bandos. Em algumas das ocorrências, a violência chama a atenção.
– O poder de fogo deles (bandidos) é grande. Mas é uma questão de tempo e oportunidade para prendê-los – assegurou o delegado Nitz.
A Secretaria de Segurança Pública ainda não divulgou nenhum plano específico para combater o avanço desses crimes violentos. A dimensão do ataque em Seara, o cenário de crimes semelhantes que vêm ocorrendo e o fato de que eles podem estar sendo praticados por uma mesma quadrilha chegaram ao governo do Estado. Em entrevista no Centro Administrativo, em Florianópolis, após uma reunião também sobre violência com empresários e políticos de Criciúma, no Sul, ontem, o governador Raimundo Colombo comentou o assalto em Seara e o avanço da violência no interior do Estado.
– Havíamos prendido várias quadrilhas, mas voltaram a acontecer (ataques a bancos). Nossas polícias e setores de inteligência estão mobilizados – garantiu o governador.
PM E BANDIDOS TROCAM TIROS
Ainda era madrugada quando tiros de fuzil ecoaram pelas ruas de Seara, ontem, cidade de 17,3 mil habitantes. Em um vídeo gravado por um morador, é possível ouvir os estrondos e os gritos dos bandidos, que davam ordens para as pessoas que passavam pelo local. Algumas delas foram rendidas.
Uma viatura da PM até tentou se aproximar. Os ladrões reagiram a balas e uma delas atingiu o peito de um dos policiais, salvo graças ao colete. Na fuga, houve mais dois confrontos com. No último, um policial com carro particular montou uma barreira e também teve o carro atingido. Policiais da região foram mobilizados, mas os bandidos conseguiram escapar.

“Os indicadores aumentaram perigosamente” 

Entrevista - RAIMUNDO COLOMBO, Governador de SC

Quais as providências para atender a segurança em Criciúma?
De forma emergencial a nossa equipe já se deslocou para lá. Na quinta-feira (amanhã) vai o secretário de Segurança, o comando da PM, delegacia-geral da Polícia Civil e inteligência. Vamos fazer uma operação especial na região de Criciúma e vamos a partir de agora tomar uma série de medidas a médio e longo prazo para fortalecer toda a ação de segurança pública nessa região, onde de fato os indicadores dos últimos meses aumentaram perigosamente.

Que medidas são essas a médio e longo prazo?
Estamos fazendo novo concurso para chamar mais policiais militares. Em março já ingressou um número significativo e agora está em andamento a conclusão do concurso da Polícia Civil. Temos demanda judicial para conseguir liberar a instalação das câmeras de videomonitoramento que é um ganho bastante importante em várias cidades de SC. As câmeras já estão compradas e o problema é uma questão de fibra ótica de empresas, que uma contesta a outra e a sociedade fica no prejuízo.

Como o senhor avalia o posicionamento do vice-governador (a respeito da violência em Criciúma)?
Não gostaria de comentar a declaração do vice-governador e ele está fora. Conversei só por telefone, vamos ter uma conversa pessoalmente. Eu desejo é que a gente some forças e faça o melhor trabalho à sociedade, que é o que esperam de todos nós.

Quanto tempo vai durar a operação?
É uma operação sigilosa, não posso dar detalhes, ela se alonga por mais tempo.

 

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA 07 DE MAIO

 

COLUNISTA MOACIR PEREIRA – Diário Catarinense

CRISE NO SUL É POLÍTICA

O agravamento da insegurança em Criciúma está relacionado com os descompassos entre o governador e seu vice. E pelas divergências entre o PMDB e o PSD. Desde novembro, as lideranças do Sul pedem medidas para conter a insegurança. E só hoje começa um mutirão policial.
Nos bastidores, o descontentamento do PMDB com o governo é visível. Eduardo Moreira decidiu antecipar seu retorno de Nova York. Chega depois de amanhã ao Estado. Alega cuidados com sua mãe, que sofreu fratura, mas a questão política também influiu. O recado de Colombo, criticando o secretário regional João Fabris, afilhado de Moreira, não foi assimilado.
O novo comandante do 9º Batalhão da Polícia Militar, coronel Evandro de Andrade Fraga, iria assumir o cargo no dia 26 de maio. Naquela data, o governador será Eduardo Moreira. Colombo estará na Europa. O ato de transmissão será hoje, às 10h, no Parque das Nações, em Criciúma. Sem Eduardo Moreira.
Os recados que o PMDB vêm dando na Assembleia são claros. A medida provisória dos ACTs foi rejeitada. O projeto de fusão da Agesc com a Agesan faz água. O deputado peemedebista Manoel Motta está sendo boicotado pelo Deinfra. As obras no Sul seguem lentas ou estão paradas.
O PMDB não quer romper porque detém 50% dos cargos do governo. Mas nas bases há flagrante insatisfação. Que começa no Sul e termina no Oeste.

 

COLUNISTA HÉLIO COSTA – Notícias do Dia

Salve-se quem puder

Não havia necessidade de a comissão de políticos e empresários de Criciúma vir ao Centro Administrativo, em Florianópolis, exigir do governador Raimundo Colombo um plano de ação urgente para combater a violência, que explodiu nos últimos meses na cidade. Ora, o governo não está descentralizado? Os comandos regionais das polícias Civil e Militar foram criados exatamente para resolver situações críticas assim. Em todo o Estado, são 30 delegacias regionais implantadas para solucionar problemas pontuais. A impressão é que os comandos não estão repassando para o governo informações sobre a atual situação da segurança pública, que não vem sendo tratada como merece. Há mais de dois meses a população de Criciúma grita contra a violência e não é atendida. Com os 21 homicídios registrados nos primeiros quatro meses, ela passou a ser, proporcionalmente, a cidade mais violenta do Estado. Em governos anteriores, havia o Conselho Estadual de Segurança, que se reunia periodicamente para discutir segurança pública. Sinto falta de planejamento na política de segurança pública do Estado. Ela tem que ser repensada.

 

ASSUNTO: SISTEMA CARCERARIO

VEÍCULO: Diário Catarinense

Ala feminina do presídio de Blumenau será fechada

NOVENTA DETENTAS SERÃO transferidas a partir de hoje para complexo em Itajaí. Unidade, considerada a pior do Estado, passará por reformas

Aala feminina do Presídio Regional de Blumenau começa a ser extinta a partir de hoje. As 90 detentas que estão na unidade serão encaminhadas para o Presídio Regional de Itajaí.
Conforme o Departamento de Administração Prisional (Deap), a unidade em Itajaí é mista, mas os homens deverão ser transferidos para outros complexos da região e a estrutura passará a ser apenas de mulheres até que o primeira unidade feminina da região do Vale do Itajaí seja concluída no Complexo Prisional da Canhanduba.
A ação é resultado da intervenção no Presídio Regional de Blumenau sob o comando de Marco Antônio Elias Caldeira, que ocorre desde o fim de março quando foi deflagrada a Operação Regalia. No local da ala feminina haverá uma reforma e outros presos da unidade, que é considerada a pior do Estado, serão realocados.
A reestruturação da estrutura vai incluir ainda a instalação do sistema de biometria e bloqueadores de celulares. As galerias A e B receberam reforço de 15 centímetros de concreto usinado no fim de abril e as parcerias com empresas que oferecem empregos aos detentos estão sendo revistas.
MEDIDA PARA O FIM DOS PRESÍDIOS MISTOS
Segundo o Deap, a transferência das detentas faz parte de uma política de Estado que prevê reduzir o déficit de vagas no sistema prisional e extinguir os presídios mistos até 2019. Para o defensor público do núcleo Blumenau, Fernando André Pinto de Oliveira Filho, na ala feminina, as mulheres dos regimes semiaberto e fechado ficavam juntas.

 

ASSUNTO: ROUBO A BANCOS

VEÍCULO: Diário Catarinense

Prisão de assaltantes no Paraná alerta para migração de bandidos

QUADRILHA RESPONSÁVEL por pelo menos uma explosão em caixa eletrônico em Santa Catarina, em fevereiro, foi presa ontem na região metropolitana de Curitiba com armamento e dinamite

APolícia Civil do Paraná diz que há uma migração entre estados do Sul de criminosos responsáveis pela nova onda de ataques a bancos e a caixas eletrônicos. Apenas este ano foram pelo menos 19 ações em Santa Catarina. Na manhã de ontem, uma quadrilha com cinco integrantes e forte armamento foi presa numa casa na região metropolitana de Curitiba e é suspeita de ter praticado o roubo a um caixa eletrônico no dia 9 de abril em Navegantes.
– Eles (criminosos) migram. Quando aperta a investigação de um lado, vão para o outro – comentou o delegado Sivanei de Almeida Gomes, do Grupo Tigre, unidade de elite paranaense.
Os bandidos detidos são suspeitos de 11 ataques, sendo 10 no Paraná (região metropolitana e interior) e o de Navegantes. A prisão dos assaltantes foi em uma casa que seria o “QG” da quadrilha. Foram apreendidos na casa um fuzil 556, uma metralhadora, três pistolas, oito coletes balísticos, 45 quilos de emulsão explosiva – que tem capacidade para explodir até 125 caixas eletrônicos –, dois rolos de cordéis, além de três carros, sendo um importado.

ASSUNTO: 3ºBBM

VEÍCULO: Portal do CBMSC

MILITARES RECEBEM CAPACITAÇÃO NA ÁREA DE PRODUTOS PERIGOSOS

     

 

Integrantes do Corpo de Bombeiros Militar de Blumenau e Gaspar participaram na terça-feira (05/05) de capacitação na área de Emergências com Produtos Perigosos realizada pela Defesa Civil Estadual na sede da Associação de Municípios do Médio Vale do Itajaí (AMMVI).

O treinamento envolveu membros das agências locais que atuam no caso de emergências do tipo com o objetivo de orientar os participantes em relação a legislação e procedimentos a serem seguidos em ocorrências envolvendo produtos perigosos. O curso será finalizado nessa sexta-feira (07/05) com a realização de uma blitz a veículos que transportam produtos perigosos com o apoio da Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar Rodoviária.