Área do associado

Área do associado

Clipagem do dia 3 de fevereiro

3.2.2015

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA 3 DE FEVEREIRO

 

COLUNISTA RAFAEL MARTINI – Diário Catarinense

O PREÇO DA FAMA

A Polícia Militar recapturou no início da tarde de ontem o foragido David Douglas da Silva, 27anos, que ficou conhecido nas redes sociais por posar para uma foto durante a escavação do túnel no Presídio de Blumenau. A imagem foi destaque no Visor de ontem. Ele foi encontrado próximo a um condomínio no bairro Progresso, em Blumenau. A PM chegou ao local através de denúncia anônima.

 

COLUNISTA CACAU MENEZES – Diário Catarinense

Por conta própria
Como o agente policial de Canasvieiras reclamou de atender ocorrência de roubo na casa de um “verme”, deixando o caso morrer no esquecimento, fizemos a investigação por conta própria. No domingo, quando fomos sair para o almoço, desconfiamos de um homem que rondava a minha casa com um celular na mão e uma bicicleta na outra. Quando fomos em sua direção, ele desapareceu. Encontramos o homem mais tarde entrando num edifício ao lado da Marina da Croa, por volta das 18h. Ao sair, nervoso, a caminho de Canasvieiras, não soube responder nenhuma das perguntas, não deixando dúvida de que se tratava de alguém muito suspeito. Bati uma foto dele e ele perguntou qual era a razão. Disse que ele poderia ser alguém que estava sendo procurado pela polícia. Nervoso, prometeu que não voltaria mais ao local onde moro e foi embora. E como ele sabe onde moro?
Ontem pela manhã caiu a ficha do vagabundo: chama-se Nelson, tem várias passagens, mora no Morro do Mosquito, perto dos Ingleses. Rouba com um outro viciado em crack.
É tão fácil identificar e prender um ladrão em Jurerê que nem precisa ser policial. Basta abordá-los na rua.

Parece piada
Continua correndo sério risco de não termos em Floripa o ótimo Carnaval de Santo Antônio de Lisboa. O problema agora é com a falta de segurança: Guarda Municipal e Polícia Militar da região já disseram que não têm contingente para realizar a tarefa. E a Setur insiste em não disponibilizar uma equipe de segurança privada para garantir a tranquilidade da comunidade e dos foliões, que são milhares todos os dias do evento. Não é uma piada?

 

COLUNISTA PAULO ALCEU – Notícias do Dia

Vergonhoso

Definitivamente celular é um equipamento sem restrições nos “ambientes” prisionais de Santa Catarina. Não se trata apenas de uma questão de incompetência de gestão, mas de insegurança, favorecendo ações criminais aqui fora.

 

ASSUNTO: Promoções na PMSC

VEÍCULO: Portal da PMSC

Policiais e bombeiros militares galgam novos postos e graduações

Os comandos da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros realizaram na manhã desta sexta-feira (30), no Centro de Ensino da PM, em Florianópolis, a solenidade de promoções de policiais e bombeiros militares. Só da Polícia Militar, foram promovidos no Estado 903 policiais, sendo 52 oficiais e 851 praças.

A solenidade contou com a presença do governador João Raimundo Colombo, o secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Paulo Henrique Hemm, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Onir Mocellin, o diretor Instrução e Ensino da PM, coronel José Aroldo Schilisting, demais autoridades militares e civis, e familiares.

Os atos tiveram início com a promoção das praças. Na Polícia Militar, em todo o Estado, foram promovidos dois subtenentes, um 1º sargento, seis 2º sargentos, 358 3º sargentos e 484 cabos.

Na oportunidade, também aconteceu o primeiro ato de promoção de 11 aspirantes a oficial PM da área da saúde. No ato, os aspirantes foram promovidos ao primeiro posto da carreira, e prestaram o compromisso perante a Bandeira Nacional.

Ainda no quadro de oficiais, foram promovidos 14 tenente-coronéis, sendo um da área médica, e 15 majores, sendo um da área médica, e 19 bombeiros militares ao posto de 1º tenente.

Encerrando os atos de promoção, foi realizada a promoção de coronel, último posto da carreira dos militares estaduais. Na oportunidade, o tenente-coronel PM Cláudio Gomes e o tenente- coronel BM Valdir Florença receberem as insígnias de coronel.

Ao fazer uso da palavra, o secretário de Segurança Pública, destacou que as cerimônias de promoção são atos muito peculiares as corporações militares, pois permite que se proceda perante a tropa e com a participação da família militar o cumprimento de uma tradição, e também um gesto público de expressão de reconhecimento, agradecimento e valorização da experiência profissional. “As vestirem as novas insígnias e divisas tenham consciência de que muito mais do que um símbolo militar, ela lhes conferem a responsabilidade sobre a liderança de homens e também o peso de novas tarefas e atribuições”, frisou Grubba.

O governador Colombo parabenizou os promovidos e falou sobre a importância do ato, que reconhece e valoriza os militares estaduais. “Esse ato reconhece o empenho, o desempenho, o compromisso e o comprometimento, com princípios e com valores, com a nossa sociedade catarinense. Temos muito orgulho da nossa Polícia Militar, que hoje fica mais forte, porque valoriza aqueles que no dia a dia constroem a sua grandeza e a segurança do povo catarinense”, ressaltou Colombo.

 

ASSUNTO: Promoções de bombeiros

VEÍCULO: Portal do CBMSC

PELO ESTADO: SOLENIDADES DE PROMOÇÃO DE OFICIAIS E PRAÇAS

     

 

 

Na última semana, em diversos quartéis do Estado, foram realizadas cerimônias para marcar a promoção de Oficiais e Praças do Corpo de Bombeiros Militar e Polícia Militar. Ao todo foram promovidos 112 Oficiais e 950 Praças de ambas as corporações. Ascenderam hierarquicamente na ocasião 20 Oficiais e 92 Praças Bombeiros Militares.

Blumenau

Com a presença de autoridades civis e militares, foi promovidos um oficial e oito praças. Na mesma oportunidade foi realizada também a promoção de Bombeiros Comunitários.

São Miguel do Oeste

No extremo oeste catarinense além da promoção de dois oficiais e três praças, a solenidade contou ainda com entrega de viaturas e honrarias. Houve também a formatura do Curso Avançado de Atendimento a Emergências (CAAE).

 

ASSUNTO: Novo comando no 12º BBM

VEÍCULO: Portal do CBMSC

SOLENIDADE DE PASSAGEM DE COMANDO EM IPORÃ DO OESTE

     

 

 

O comando do Grupo Bombeiro Militar de Iporã do Oeste, na circunscrição do 12º Batalhão BM no Extremo-Oeste Catarinense, foi assumido pelo 3º Sargento BM André Rauber em cerimônia celebrada na quinta-feira (29/01). Ele ocupa a função exercida até então pelo 3º Sargento BM Ivair Ganzer, que assumirá nos próximos dias o comando do Grupo Bombeiro Militar em São José do Cedro, na região.

A cerimônia foi prestigiada por autoridades civis e militares, entre elas representantes do Executivo e Legislativo dos cinco municípios atendidos pelo quartel em Iporã do Oeste, o Secretário de Desenvolvimento Regional de Itapiranga, Alcides Hofer, e o comandante da 1ª Companhia do 12ºBBM, 1º Tenente BM Michel Magrini.

O ato da passagem de comando do quartel local foi complementado pela entrega de uma nova ambulância (Auto Socorro de Urgência), doada pela prefeitura municipal de Iporã do Oeste e revitalizada com recursos do convênio entre o poder público e a Corporação. Também foi entregue à unidade operacional uma embarcação, tipo bote inflável com motor de popa e reboque, adquirido pelo Governo do Estado com recursos do Pacto Por Santa Catarina.

 

ASSUNTO: PM x jornalistas

VEÍCULO: Portal Comunique-se

Polícia Militar de São Paulo já agrediu cinco jornalistas em 2015

O primeiro mês de 2015 nem terminou e já acumula cinco agressões contra profissionais da imprensa. A violência partiu da polícia de São Paulo, que nos últimos dois anos foi responsável pela maior parte das agressões contra comunicadores no Brasil. As informações são da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji).

O caso mais recente aconteceu nesta semana, quando o Movimento Passe Livre (MPL) realizou o quinto ato contra o aumento da tarifa do transporte público em São Paulo. Na ocasião, o repórter da TV Estadão, Fernando Otto, foi atingido por uma bala de borracha da PM. O jornalista só não se machucou por que o tiro atingiu seu celular, que estava no bolso. O aparelho ficou destruído.

Na sexta-feira, 23, outro profissional do Estadão passou por situação similar. Edgar Maciel estava no quarto protesto contra a tarifa do transporte e foi vítima de um tiro de bala de borracha, que acertou sua perna esquerda. Ele levou três pontos no ferimento.

Outros nomes que entram para está lista são: o fotógrafo freelancer Matheus José Maria, que, segundo a Abraji, levou golpe de cassetete nas costas mesmo após acatar a ordem da PM, e o jornalista Thomas Dreux Miranda, que trabalha para o blog Xadrez Verbal e foi atingido no tornozelo por estilhaço de bomba.

Levantamento Fenaj
Desde que as manifestações começaram, em 2013, policiais têm sido os maiores responsáveis por agressões contra a imprensa. A afirmação foi revelada pela Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), que anualmente publica o Relatório de Violência e Liberdade de Imprensa. Em 2014, a polícia foi responsável por 62 casos de violência, o que representa 48,06% do total. "Também repetindo um fenômeno iniciado em 2013, manifestantes aparecem em segundo lugar entre os principais agressores da categoria, junto com os políticos (ou seus prepostos e parentes) que, historicamente, figuravam no topo da lista", mostrou o levantamento. Além disso, São Paulo e Rio de Janeiro são os estados mais perigosos para o exercício da profissão no Brasil.