Área do associado

Área do associado

Clipagem do dia 19 de janeiro

19.1.2015

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA 19 DE JANEIRO

 

COLUNISTA MOACIR PEREIRA – Diário Catarinense

POLÍCIA FEDERAL

O Departamento de Polícia Federal vai mudar de comando em Santa Catarina. Assumirá a Superintendência a delegada Mara de Toledo Santana, que já atuou em Florianópolis e goza de conceito e prestígio dentro e fora da corporação. Já ocupou a Superintendência no Distrito Federal. Vai suceder o atual, delegado Clyton Eustáquio Xavier.

 

COLUNA ROBERTO AZEVEDO – Notícias do Dia

Resultados

A primeira reunião do colegiado interno da Secretaria de Segurança Pública teve participação de todos os gestores das instituições vinculadas ao sistema. Recomposição dos efetivos e continuidade dos projetos em execução foram as principais orientações repassadas pelo secretário. “É chegada a hora de alcançar resultados”, declarou o secretário César Grubba.

 

ASSUNTO: Aposentadorias em SC

VEÍCULO: Notícias do Dia

Aposentados custam R$ 3,1 mi

O governo de Santa Catarina gastou, entre janeiro de 2011 e novembro de 2014, R$ 13 milhões com o pagamento de pensões especiais para nove ex-governadores e duas viúvas de ex-governadores. Cada ex-governador recebe R$ 23,8 mil por mês, e as viúvas, R$ 15 mil mensais cada. Santa Catarina é o sexto colocado entre os demais Estados brasileiros nos gastos anuais com este benefício, no total de R$ 3,1 milhões. Os dados de todos os Estados fazem parte de um levantamento publicado pelo jornal “O Globo”. Com o valor pago aos 11 beneficiados nos últimos três anos, o governo estadual poderia pagar as despesas de 4.333 alunos da rede estadual de ensino por um ano, considerando o cálculo feito pelo GT Custos (Grupo de Trabalho de Apuração de Custos) em 30 escolas do Litoral, Vale, Norte, Sul, Oeste e Meio-Oeste.

O grupo analisou os custos das unidades educacionais no ano de 2012, desde a folha de pagamento até a merenda, e chegou a um custo médio anual de cerca de R$ 3 mil por aluno. Entre os 104 ex-governadores que ganham pensão especial, 15 estão cumprindo mandato de senador. O grupo, segundo a reportagem, soma os dois rendimentos, beneficiando-se de uma falha na legislação, que instituiu um teto federal, mas não um teto nacional. Dois senadores de Santa Catarina são beneficiados com a soma dos dois salários e foram citados pelo jornal carioca: Casildo Maldaner e Luiz Henrique da Silveira.

Os dois senadores do PMDB também recebem pelo Iprev (Instituto de Previdência de Santa Catarina) “subsídios de ex-parlamentar”, segundo os dados do Portal da Transparência do governo estadual. Luiz Henrique tem vencimentos de R$ 8.335,15, e Casildo, de R$ 9.550,95. O ex-governador Henrique Cordova recebe o mesmo valor de vencimentos de Maldaner, também pago pelo Iprev. O ex-governador Paulo Afonso Vieira também acumula com a aposentadoria especial o salário de R$ 26,5 mil de auditor fiscal da Secretaria da Fazenda, segundo o mesmo Portal da Transparência.

 

ASSUNTO: Futebol

VEÍCULO: Notícias do Dia

Torcedores terão de ser identificados

Desde quinta-feira passada, as empresas de ônibus que transportarem torcedores para jogos de futebol em outras cidades do Estado são obrigadas a fornecer os nomes dos passageiros às autoridades da praça onde ocorrerá a partida com três dias de antecedência. A lei número 15.854 foi sancionada pelo governador Raimundo Colombo (PSD) na sexta-feira e prevê ainda que sejam repassados também os números dos documentos e os endereços completos dos torcedores que embarcarem.

Passa a ser obrigatório também informar horário de saída, horário e local do jogo e o itinerário feito pelo veículo. O descumprimento da nova determinação terá como punição advertência por escrito na primeira autuação, multa à empresa no valor de R$ 2.000 e dobrada em caso de reincidência.

A lei visa monitorar os torcedores que se deslocam para outra cidade para assistir a jogos de futebol e evitar brigas entre as organizadas. Uma determinação da Justiça proibiu a presença de membros das torcidas Mancha Azul, Gaviões Alvinegros, Fúria Marcilista e União Tricolor, uniformizados ou com qualquer identificação da agremiação, em estádios até 3 de maio.