Área do associado

Área do associado

Clipagem do dia 16 de abril

16.4.2015

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA 16 DE ABRIL

 

COLUNISTA MOACIR PEREIRA - Diário Catarinense

Curtas
Marcada para amanhã, às 16h, a posse da delegada Mara Toledo Baiocchi de Santana no cargo de superintendente da Policia Federal em Santa Catarina.

 

COLUNISTA CACAU MENEZES – Diário Catarinense

Regalias
Comandante da PM Paulo Henrique Hemm, que vem fazendo um bom trabalho, em todas entrevistas garantiu logo após o crime, que em 20 dias no máximo o policial Brentano, assassino confesso do surfista paz e amor Ricardinho da Guarda do Embaú, estaria expulso da corporação e que isso, segundo o comandante, serviria de exemplo, mas até agora o que vimos é muito diferente do que ele disse. O assassino, além de não ser expulso, ganhou o direito de trabalhar.

 

COLUNISTA ROBERTO AZEVEDO – Notícias do Dia

Na TV

O tempo de duração da greve do magistério já pesa no bolso do Sinte. Só em mídia de TV, aqueles anúncios do jogral com um aluno e do “Ouça Colombo”, já foram gastos R$ 275,9 mil, em horário nobre, nos meses de fevereiro e março, em uma única emissora. E falta calcular o aluguel de amplas salas no CentroSul para as assembleias.

 

COLUNISTA HÉLIO COSTA – Notícias do Dia

Renatão

A missa de um ano de falecimento do delegado de Polícia Civil Renato Hendges, o Renatão, acontece nesta quinta-feira, às 16h, na Catedral Metropolitana de Florianópolis. Renatão dedicou 48 dos seus 64 anos de vida à carreira policial, desvendando casos policiais complicados no Estado. Excelente profissional, foi diversas vezes homenageado pelo trabalho na Polícia Civil, como delegado da Antissequestro. Entre dezenas de medalhas, a maior honraria foi o troféu Anita Garibaldi, concedido pelo Estado de Santa Catarina.

 

COLUNISTA PAULO ALCEU – Notícias do Dia

Elogios

Muitos moradores de Coqueiros, ontem pela manhã, aplaudiram a presença de policiais no bairro fazendo ronda. Pois é, se sentiram, certamente, mais seguros. Mas a reação, deu para perceber, demonstrou na verdade surpresa, já que pelo visto não é comum policiamento ostensivo na região. Que vire rotina...

 

ASSUNTO: HOMICÍDIO

VEÍCULO: Diário Catarinense

Genro é preso e admite ter assassinado a sogra

RAPAZ DETIDO PELA morte de professora confessa ter matado Eliane dos Santos. Ele e a filha da vítima foram encontrados ontem em Porto Belo

Cristiano de Souza Schaadt, 19 anos, suspeito de assassinar a sogra Eliane Eroni dos Santos foi detido pela Polícia Civil de Blumenau ontem de manhã em Porto Belo, no litoral catarinense. Em depoimento, ele confessou ser o responsável pela morte da professora de uma escola municipal.
Para a polícia, Schaadt, que já havia sido preso após uma tentativa de roubo ocorrida no ano passado na Alameda Rio Branco, em Blumenau, contou como o crime ocorreu e disse que a filha mais velha de Eliane é inocente:
– Eu cheguei na casa e ela (Eliane) já veio com uma faca pra cima de mim. Eu tinha um facão e dei alguns golpes nela. Depois, enrolei o corpo em um cobertor e empurrei para debaixo da cama, mas não tinha certeza se ela estava morta. Se eu pudesse voltar no tempo não faria isso. A menina (filha mais velha da vítima) não tem nada a ver com o crime. Nosso amor é maior que tudo e iremos superar isso. Vou pagar o que devo.
DELEGADO CLASSIFICA CASO COMO BÁRBARO
O delegado Ronnie Esteves, que comanda a investigação, chamou atenção para a frieza com que os acusados lidaram com a situação e classificou o crime como “bárbaro”.
– Isso não é comum e por isso causa indignação no meio social – finalizou.
De acordo com Esteves, Schaadt e a namorada de 16 anos – filha mais velha de Eliane – foram localizados em uma quitinete no litoral dois dias após o crime. Eles fugiram para Porto Belo com o carro da vítima na segunda-feira à noite. A prisão preventiva do jovem já foi autorizada pelo juiz Juliano Rafael Bogo e a menina, menor de idade, foi encaminhada ainda ontem para a Promotoria da Infância eJuventude de Blumenau.
Segundo o delegado, Schaadt, que terá apoio de um defensor público, será acusado de furto qualificado, fraude processual (quando a cena do crime é alterada), homicídio qualificado e corrupção de menor. Se condenado em júri popular, a pena por homicídio pode chegar a até 30 anos.

 

ASSUNTO: Criança desaparecida

VEÍCULO: Diário Catarinense

Família pode estar envolvida, diz polícia

Na próxima semana, o desaparecimento de Emili Miranda Anacleto, de Jaraguá do Sul, completará 11 meses. Após investigações, a Delegacia de Desaparecidas, da Grande Florianópolis, apreendeu cinco celulares e um notebook da mãe de Emili, Josenilda Miranda, e dos seus irmãos. Os aparelhos foram encaminhados ao Instituto Geral de Perícias (IGP) de Joinville.
O delegado Wanderley Redondo, responsável pela Delegacia de Desaparecidos, afirma que todas as linhas de investigações foram averiguadas. Como perceberam que Josenilda não estava abalada com o caso, resolveram apreender os aparelhos de comunicação.
– Faz um ano que a unidade de Desaparecidos foi criada. E a Emili é a única criança considerada sumida em Santa Catarina – explica.
Redondo espera que dentro de um mês saia o resultado da perícia. Segundo ele, as chances de envolvimento da família materna são grandes. O caso é investigado também pela Polícia Civil de Jaraguá do Sul.
Emili Miranda Anacleto, de dois anos, foi levada pelo pai, Alexandre Anacleto, 31 anos, no dia 21 de maio de 2014. Três dias depois do sumiço da criança, Alexandre foi encontrado queimado junto ao seu carro na praia de Itajuba, em Barra Velha. Desde então, o desaparecimento de Emili tem sido investigado.
A família da garota não foi encontrada pela reportagem durante as tentativas por telefone, ontem.

 

ASSUNTO: Investigação na Argentina

VEÍCULO: Diário Catarinense

Pistola é apreendida na casa da mãe de Nisman

ARMA CALIBRE 22 em nome do promotor trouxe ainda mais dúvidas sobre o suposto suicídio dele

A descoberta de que o procurador Alberto Nisman escondia uma arma na casa de sua mãe deu novos rumos à investigação sobre sua morte. Uma pistola calibre 22, semelhante à que disparou o tiro responsável pela morte do promotor foi encontrada pela polícia na casa de Sara Garfunkeld.
O promotor foi encontrado morto em 18 de janeiro com um tiro na cabeça de uma pistola calibre 22, deixada junto ao corpo. Quatro dias antes, ele acusou a presidente Cristina Kirchner e seu chanceler, Héctor Timerman, de acobertar ex-funcionários iranianos pelo atentado à Associação Mútua Israelita Argentina (Amia), que deixou 85 mortos e 300 feridos, em 1994.
Nisman havia, supostamente, pedido a arma emprestada a um colaborador um dia antes de se apresentar no Congresso para ampliar sua denúncia.
Sandra Arroyo Salgado, juíza e ex-mulher do funcionário que denunciou Cristina Kirchner e aliados por suposto encobrimento a acusados do atentado de 1994 à Amia, afirmou que o promotor não teria necessidade de pedir nova arma para cometer suicídio.
– Isso muda tudo, todo o cenário. Entendo que é um elemento importante, porque se uma pessoa tem uma arma registrada em seu nome e tem medo pela segurança de si e de suas filhas, busca a arma que tem registrada, e não procura outros para pedir outra – diz a ex-mulher do promotor.
Em pé de guerra com Sandra, que assegura que ele foi morto, a promotora do caso, Viviana Fein, manteve a postura de que os rumos da investigação não mudam com a descoberta.
– A arma já havia sido mencionada no caso. Não tinha balas – afirmou Viviana.

 

ASSUNTO: Centro de Comando

VEÍCULO: Notícias do Dia

Segurança receberá verba federal

Santa Catarina receberá, ainda este ano, investimentos do governo federal para a construção do Centro Integrado de Comando e Controle. O anúncio foi feito na manhã de ontem, durante reunião do secretário da Segurança Pública, César Augusto Grubba, com dirigentes da Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública). O encontro foi no Rio de Janeiro, onde os secretários estaduais participam da 58a Reunião Ordinária do Colégio Nacional de Secretários da Segurança Pública, evento realizado em paralelo à Feira Internacional de Defesa e Segurança.

De acordo com o secretário Grubba, o local abrigará o centro integrado das inteligências, sala de crise, call center, videomonitoramento e uma central de processamento de dados. O centro será construído numa área de 4.000 m² e com todos os equipamentos e sistemas instalados. “A ideia é instalar este complexo ao lado da nova sede da SSP, no bairro Capoeiras, que está em construção”, disse o secretário Grubba. Para lá também será transferida a Central Regional de Emergência da Grande Florianópolis.

 

ASSUNTO: Bombeiros em Tijucas

VEÍCULO: Notícias do Dia

Destino ou imprudência?

O desabamento de parte de um galpão, que tirou a vida de um operário em Tijucas na última quinta-feira (9), acabou acendendo um alerta na sociedade. Afinal, as condições de trabalho no local eram adequadas? As normas de segurança estavam sendo respeitadas? Estas e muitas outras perguntas ainda estão à espera de respostas definitivas, pois o caso ainda depende de investigação criminal.

Mesmo assim, fica a preocupação com o que pode acontecer a trabalhadores que diariamente se sujeitam a funções perigosas sem qualquer cuidado ou proteção. Acidentes de trabalho geralmente podem ser evitados. No entanto, na maioria dos casos, são resultado de imprudência ou de falta de planejamento. De acordo com o bombeiro civil, técnico em Segurança do Trabalho e supervisor de trabalho em altura Diones Chelenper, atualmente o Brasil ocupa o quarto lugar no ranking mundial em números de acidentes no trabalho.

E ele explica o porquê. “Na maioria dos casos, os acidentes acontecem por falta de um planejamento prévio, ou seja, sem o que chamamos de análise preliminar de risco. O objetivo destas ações é identificar, com antecedência, os riscos envolvidos em alguma atividade que o colaborador vai desenvolver no ambiente de trabalho e com isso, buscar alternativas para garantir sua segurança e evitar acidentes”, explica.

Entenda o caso

O desabamento da estrutura aconteceu por volta das 10h de quinta-feira (9) no loteamento Mata Atlântica, no bairro Universitário, em Tijucas. Três pessoas trabalhavam para desmanchar um galpão que estava no local há pelo menos dez anos. Um dos operários, identificado como Áureo Pilantir, 46 anos, acabou ficando soterrado após a queda de parte da laje.

Bombeiros trabalharam por mais de quatro horas no resgate à vítima. O helicóptero Arcanjo, dos Bombeiros, chegou a ser acionado, mas retornou à base pouco tempo depois – devido ao longo período de soterramento da vítima, os bombeiros concluíram que Pilantir já teria morrido. O trabalho final foi realizado por uma máquina retroescavadeira. Peritos do IGP (Instituto Geral de Perícias) e do IML (Instituto Médico Legal) também acompanharam o trabalho de retirada dos escombros e do corpo do operário.

Sobre a vítima, as autoridades afirmam não terem muitas informações. Sabe-se apenas que Pilantir era natural do Paraná e que estava em Tijucas em busca de melhores condições de trabalho.