Área do associado

Área do associado

Clipagem do dia 15 de abril

15.4.2015

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA 15 DE ABRIL

 

COLUNISTA MOACIR PEREIRA – Diário Catarinense

ESTATÍSTICAS

A CDL de Joinville está fazendo um apelo ao governo estadual para que adote em SC o registro do Boletim de Ocorrência pela internet em casos de assaltos. O número desses crimes é elevado na cidade e em outros municípios, mas a maioria das vítimas evita o BO. O movimento é liderado pelo presidente da CDL Jovem, William Escher.

MOÇÃO

A Assembleia Legislativa deve apreciar hoje moção de iniciativa da deputada Luciane Carminatti (PT) propondo o restabelecimento das negociações entre os servidores e o comando Judiciário Estadual. A proposta foi levada ontem pela deputada. E no fim da tarde, um desembargador entrou em contato com os líderes do movimento.

CODESUL

O governador Raimundo Colombo participa hoje, em Campo Grande (MS), de nova reunião do Conselho do Extremo Sul, o Codesul. Entre os assuntos de interesse dos catarinenses, a polêmica da dívida dos Estados e medidas comuns de segurança pública para combater a criminalidade na região Sul. A rigor, o Codesul está totalmente esvaziado.

 

COLUNISTA CARLOS DAMIÃO – Notícias do Dia

Regalia

Indignação geral nas redes sociais com a autorização judicial para que o assassino do surfista Ricardinho dos Santos, soldado Luís Paulo Mota Brentano, possa realizar trabalhos internos no quartel da Polícia Militar de Joinville, onde era lotado antes do crime. Pelas características do homicídio – cometido de forma covarde, conforme apurou o inquérito –, o acusado não deveria receber qualquer tipo de regalia antes do julgamento. Trabalhar no quartel é quase um prêmio.

 

ASSUNTO: RONDA

VEÍCULO: Diário Catarinense

Entrega de laudo é adiada

Os laudos do Instituto Geral de Perícias (IGP) de Joinville que vão apontar as causas do acidente com um ônibus de turismo na Serra Dona Francisca, ocorrido no último mês, serão entregues hoje à Delegacia de Trânsito, responsável pela investigação do caso. Os documentos estavam praticamente concluídos até o fechamento desta edição, mas ainda passariam por uma revisão final. O material abrange três frentes de trabalho: laudos cadavéricos, laudo de perícia mecânica e laudo do local do acidente.

Genro é suspeito de morte

O delegado Ronnie Esteves, que comanda a investigação do assassinato da professora Eliane Eroni dos Santos, 36 anos, morta em Blumenau na tarde de segunda-feira, destaca que o principal suspeito de ter cometido o crime é o namorado da filha mais velha, Cristiano de Souza Schaadt, 19 anos. Esteves pondera que ainda é preciso esclarecer a motivação do crime. Eliane foi encontrada morta por volta das 18h de segunda-feira na Rua Lourenço da Cunha, no Garcia, em Blumenau. Quem a localizou foi a filha de apenas oito anos, ao chegar da escola. O corpo estava embaixo da cama de um dos quartos da residência. Segundo testemunhas, o namorado e a filha fugiram no Fiat Palio da vítima

 

ASSUNTO: Caso Ricardinho

VEÍCULO: Diário Catarinense

Policial poderá trabalhar em batalhão do Norte

LUIS MOTA BRENTANO, acusado de matar surfista em Palhoça, ganha direito de atuar dentro da unidade da Polícia Militar onde está detido

Denunciado pelo assassinato do surfista Ricardo dos Santos na Guarda do Embaú, Grande Florianópolis, o policial militar Luis Paulo Mota Brentano, que está detido no 8o Batalhão da PM em Joinville por tempo indeterminado, poderá trabalhar na sede do batalhão até que sua sentença seja conhecida.
Numa decisão publicada na segunda-feira, a juíza Carolina Ranzolin Nerbass Fretta, da 1a Vara Criminal de Palhoça, autorizou que o soldado faça trabalhos internos nas dependências da cela, desde que as atividades não possibilitem o seu contato externo, “com rigor fiscal pelos responsáveis e encaminhamento de relatórios mensais”.
SOLDADO RESPONDE POR HOMICÍDIO QUALIFICADO
Em caso de uma eventual condenação, os dias trabalhados no batalhão poderão ser considerados para o cálculo da pena. A decisão da juíza teve o aval do Ministério Público, responsável pela acusação. O soldado responde pelos crimes de homicídio qualificado, abuso de poder e embriaguez ao volante. Ainda não há data marcada para o júri.
Ricardinho foi baleado no dia 19 de janeiro deste ano, depois de uma discussão com o policial militar Luis Paulo Mota Brentano. Levado ao Hospital Regional de São José, depois de 30 horas e quatro cirurgias não resistiu e morreu no dia 20 de janeiro. O policial e a testemunha que estava com o surfista contaram diferentes versões para o motivo dos três disparos. O primeiro alegou legítima defesa e a segunda disse que a ação foi sem justificativa.

 

ASSUNTO: Policiais suspeitos

VEÍCULO:  Portal Globo.com

Operação cumpre mandados de prisão no RJ, SP e MG

Ação da Civil e MP busca 40 pessoas, incluindo policiais civis e militares.

Bando é acusado de praticar os crimes de tráfico, roubo e extorsão.

A Polícia Civil do Rio, em parceria com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) realizavam, na manhã desta quarta-feira (15), a Operação Adren. A ação tinha como objetivo cumprir mandados de prisão preventiva contra 40 pessoas, incluindo policiais. Até 7h25, segundo o Bom Dia Rio, três pessoas tinham sido presas. 

O bando é acusado de praticar os crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, organização criminosa, roubo, extorsão e extorsão mediante sequestro. Os mandados eram cumpridos na Região Sul Fluminense, Rio de Janeiro, São Paulo (capital e interior) e interior de Minas Gerais. Ao todo, são 43 denunciados.

De acordo com a Polícia Civil do Rio, com a implantação das UPP, uma quadrilha do estado do Rio perdeu dinheiro, armas e drogas e pediu ajuda para a principal facção criminosa de São Paulo. Como a dívida não foi paga, o bando começou a controlar pontos de venda de drogas no Sul do Estado do Rio. Trezentos agentes participam da ação.
Denúncia
De acordo com a denúncia, uma parte da quadrilha era organizada a partir de um grande núcleo fornecedor de drogas radicado na capital paulista. Este núcleo abastecia diversos traficantes da Região Sul Fluminense, que faziam a distribuição e venda da droga no Estado do Rio de Janeiro, bem como atendia a outra célula do bando, sediada nos arredores da cidade de Mogi Guaçu, no interior de São Paulo.

A operação também tem como alvo policiais corruptos, que, associados a outros traficantes transportavam, guardavam e mantinham entorpecentes em depósito, para fins de tráfico e sem autorização legal. Os suspeitos da prática são os policiais civis Guilherme Dias Coelho (conhecido como "Guilherminho"), Pablo Bafa Feijolo e Clodoaldo Antônio Pereira, associados a outros traficantes, e por vezes com auxílio do policial civil Ricardo Wilke.

O material era posteriormente repassado a integrantes da quadrilha para revenda, cujo produto era partilhado entre todos. Por vezes, parte da droga apreendida em diligências policiais era retida e transportada em carro policial e distribuída entre outros membros do bando, também para revenda.

Apurou-se ainda a existência de organização criminosa composta por policiais militares e outros criminosos, cujo propósito era a extorsão e a prática de outros crimes patrimoniais contra traficantes da região.

A Operação Adren também cumpre 64 mandados de busca e apreensão, além do sequestro de bens e valores de todos os denunciados. Ao longo das investigações, iniciadas em meados de 2014, diversas prisões foram efetuadas, bem como a apreensão de aproximadamente 65 quilos de material entorpecente e vasta quantidade de material utilizado no preparo da droga, os quais foram parcialmente localizados em refinaria mantida pela facção criminosa na capital de São Paulo.

 

ASSUNTO: Crime em Blumenau

VEÍCULO: Notícias do Dia

Com namorado, adolescente é suspeita de matar própria mãe

Uma mulher de 35 anos foi encontrada morta dentro da própria casa na rua Lourenço da Cunha, no bairro Garcia, em Blumenau, na noite de segunda-feira. A filha da vítima e o namorado são os principais suspeitos do crime. Segundo informações da Polícia Militar, ao chegar ao local do crime, a guarnição encontrou marcas de sangue por vários lugares do imóvel. A vítima foi morta com um golpe de facão na região do pescoço.

A filha de 16 anos e o namorado já têm passagens pela polícia. A mulher foi encontrada pela filha de oito anos. Quando chegou em casa após a escola, a menina viu marcas de sangue no chão. A criança então seguiu o rastro até o quarto, onde encontrou a mãe morta embaixo da cama. Segundo a PM, os jovens são usuários de drogas e foram vistos com o veículo da vítima, por volta das 13h de segunda-feira, na casa da avó do rapaz, no bairro Garcia. Depois, não foram mais vistos. A polícia trabalha na localização dos suspeitos.

 

ASSUNTO: Colégio de Secretários de Segurança

VEÍCULO: Portal da SSPSC

O secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba, participa no Rio de Janeiro da 58º reunião ordinária do Colégio Nacional de Secretários de Segurança Pública (CONSESP). Paralelo ao evento também acontece a LAAD Defence & Security – Feira Internacional de Defesa e Segurança. São mais de 600 expositores, 150 delegações estrangeiras de 71 países. O evento foi aberto pelo ministro da Defesa, Jacques Wagner, e Governador Luiz Fernando Pezão, do Rio de Janeiro.

A 58º reunião ordinária do Colégio Nacional de Secretários de Segurança Pública (CONSESP) é coordenada pelo presidente, secretário de Estado da Defesa Social/MG Bernardo Santana. O evento teve a participação da Secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki. A reunião acontece nesta terça-feira, 14, e o encerramento na quarta-feira, 15.

Também está sendo realizado reuniões dos conselhos dos Comandantes Gerais da PM, Delegados Gerais da PC e Diretores Gerais de Perícia Oficial.

Na oportunidade, serão apresentados os trabalhos realizados pelo colegiado desde o último encontro – realizado em Belo Horizonte – e recebidas as contribuições dos membros sobre os temas debatidos.

Entre elas, estão as sugestões de alteração na legislação federal elaboradas pelo estado de Goiás, já encaminhadas aos integrantes do CONSESP sobre o financiamento da Segurança Pública. As propostas tratam da criação da assistência financeira pela União aos estados para manutenção e serviços e da criação de um Fundo Constitucional para o setor.

João Alexandre Zanon, especialista em regulação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), apresentará o projeto de localização geográfica de chamadas aos centros de emergência de Segurança Pública. O tema também será abordado pelo estado do Mato Grosso, com a explanação sobre a experiência do Estado na implementação da solução de localização das chamadas de emergência.

O grupo de trabalho da Câmara Temática de Inteligência realizará a apresentação do resumo do encontro realizado entre os chefes de Inteligência dos Estados que ocorrerá paralelamente à reunião do CONSESP. A iniciativa é, também, fruto dos encaminhamentos da reunião extraordinária ocorrida na capital mineira no dia 17 de março.

LAAD Defence & Security: O evento é um dos mais importantes encontros do setor de Defesa e Segurança. Reúne, a cada dois anos, empresas brasileiras e internacionais especializadas no fornecimento de equipamentos, serviços e tecnologias para as Forças Armadas, Polícias, Forças Especiais, serviços de segurança, consultores e agências governamentais.