Área do associado

Área do associado

Clipagem dos dias 12 e 13 de fevereiro

13.2.2014

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DE 12.02.2014

 

COLUNISTA RAFAEL MARTINI – Diário Catarinense

“Papa é Mike”

O autor do bordão acima, tenente-coronel PM Araújo Gomes completou ontem três anos no comando do 4o Batalhão, em Florianópolis.

Morte na água

O número de vítimas por afogamento em Santa Catarina já chega a 91 nesta temporada, contra 67 no verão passado. E olha que ainda tem muito calor pela frente até o Carnaval.

 

COLUNISTA MOACIR PEREIRA – Diário Catarinense

Lideranças

O deputado Neodi Saretta é o novo líder do PT na Assembleia. Vai suceder Ana Paula Lima. O PMDB escolheu como líder o deputado Moacir Sopelsa, que atuará no lugar de Carlos Chiodini. Valmir Comin continua como líder do PP.
O PSDB deve oficializar hoje o deputado Marcos Vieira como novo presidente da Comissão de Constituição e Justiça.

 

COLUNISTA HÉLIO COSTA – Notícias do Dia

Tiras desmotivados

Eles não fogem do serviço, mas procurar também é difícil. Isso porque os policiais de Santa Catarina, civis e militares, se dizem desmotivados. Desmotivação que vem pelo não cumprimento das promessas por parte do próprio governo. Oficiais e delegados tiveram aumentos concedidos — méritos de suas brigas com o Estado —, mas não se pode esquecer daqueles que estão na ponta de lança, no dia a dia. E ainda tem outras questões. Um exemplo: na PM, um cabo de 20 anos que passa a sargento com comportamento ótimo, mas em seguida cai para bom. Na rua, é difícil encontrar policiais com conceitos ótimos, mas no administrativo não. Na rua, o policial tem que tomar decisões de seu próprio arbítrio — o chefe não estará ali do lado olhando —, empregar os métodos da academia e seguir seu instinto de tira. O Centro Administrativo parece querer faturar os fortes, dando aumento para uns e não para outros. Os tiras não colocam a situação política com poder de barganha, insistem naquilo que foi prometido. Os civis ainda brigam pelo reconhecimento de uma “Polícia Judiciária”, o que de fato já fazem. Enquanto isso, a insatisfação aumenta e as respostas não vêm. E pelo jeito não virão. O prazo para que o governo conceda aumento salarial vence no dia 4 de abril, isso porque estamos em ano eleitoral.

 

ASSUNTO: HOMICÍDIO EM CHAPECÓ

VEÍCULO: Diário Catarinense

Bombeiro está preso em quartel

O delegado Fábio Baja, responsável pelo inquérito da morte de Ana Paula Gasperin, 28 anos, e de Eduarda Gasperin, 14, ocorrido na noite de sábado, em Chapecó, disse que vai indiciar o bombeiro Elias de Souza por homicídio qualificado.
Conforme o delegado, existem motivos que qualificam o homicídio, como motivo fútil. Souza se apresentou na delegacia da Criança, do Adolescente, da Mulher e do Idoso, em Chapecó, por volta de 9h de ontem.
Em depoimento ele afirmou que não foi na casa da ex-mulher com a intenção de matá-la. Souza disse que na discussão a arma caiu e, quando foi pegá-la, disparou. Depois ele disse não lembrar de mais nada. Mas Ana Paula levou quatro tiros e a sobrinha levou seis tiros. A arma do crime não foi encontrada. O veículo de Souza foi localizado em São Bento do Sul. O delegado acredita que o soldado fugiu para lá após o crime. Souza teve prisão preventiva decretada.
Conforme o advogado Jorge Barros, o cliente assumiu a autoria do crime, mas disse não ter ido na casa da ex-mulher com intenção de matá-la.
– Ele foi levar um CPU de computador e houve uma discussão – disse o advogado.
Para o advogado de defesa, o crime teria ocorrido por problemas psicológicos de Souza.
– Embora não justifique, ele vinha sofrendo de depressão – afirmou.
O bombeiro teria dito que não fez ameaça à ninguém, nem à ex-mulher, nem aos colegas de trabalho.
Baja disse que ainda vai ouvir mais algumas pessoas para confirmar as ameaças para a ex-mulher e os bombeiros. Ele tem 30 dias para concluir o inquérito. No quartel, um alojamento foi adaptado para que ele permaneça no local até a Justiça decidir onde ele aguardará o julgamento.

 

ASSUNTO: CARNAVAL

VEÍCULO: Diário Catarinense

ALTERAÇÃO NO TRÂNSITO

Neste ano Polícia Militar e a Guarda Municipal devem dividir as tarefas. A PM ficará responsável pela segurança nas ruas e a GM pelo trânsito totalizando 70% do efetivo para o Carnaval. As avenidas Paulo Fontes e Gustavo Richard serão as que devem sofrer as principais alterações no trânsito durante o Carnaval. De acordo a Guarda Municipal, nos dias dos desfiles (sexta, sábado e domingo) a avenida Paulo Fontes estará fechada a partir das 18h, conforme o movimento no local, e na Gustavo Richard, a partir das 19h de acordo com o fluxo de pessoas. O entorno da Praça XV também deverá sofrer alterações durante a programação.

 

ASSUNTO: ACIDENTE NO SUL

VEÍCULO: Diário Catarinense

Menina morre após ser baleada

Uma menina de 4 anos não resistiu aos estilhaços de uma bala de espingarda que a atingiram na cabeça e morreu na manhã de ontem no Hospital Santa Catarina, em Criciúma, no Sul de SC.
O incidente ocorreu na noite da última quarta-feira, no município de Balneário Rincão, quando o tio-avô da criança disparou contra o irmão dele, que acabou ferido. Os estilhaços atingiram Carolini Dias Rinaldi, que estava por perto. O autor do disparo foi detido na mesma noite.
A menina e o avô foram encaminhados ao Hospital São Donato, em Içara, onde receberam atendimento antes de serem transferidos para a Unidade de Saúde de Criciúma. Segundo o delegado Márcio Campos Neves em entrevista à Rádio Eldorado, de Criciúma, com a morte da criança o caso passa a ser tratado como homicídio doloso qualificado.
– Como atingiu a menina, também tem o mesmo efeito com qualificação que pode elevar a pena – disse.

 

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DE 13.02.2014

 

COLUNISTA RAFAEL MARTINI – Diário Catarinense

Só carvão

O incêndio que persiste no Parque do Rio Vermelho, região norte da Ilha de SC, já consumiu quase 30 hectares da vegetação. Na foto, o bombeiro faz uma vistoria do que restou, se é que sobrou algo…

 

COLUNISTA CACAU MENEZES – Diário Catarinense

Nem aí

Na semana passada, Blumenau levou um protocolo de intenções sobre segurança pública no município ao secretário César Grubba. Nele, solicitava efetivo policial entre outras demandas, mas se colocava à disposição para colaborar com ações práticas a fim de melhorar a segurança na cidade. Não recebeu nenhuma promessa. Menos de 72 horas depois, Joinville recebeu a oferta de 26 novos policiais civis, porque autoridades daquele município berraram na mídia. Agora, em ofício à SSP, Blumenau diz esperar atenção semelhante. Como proporcionalmente Blumenau está mais carente de efetivo do que Joinville, quer pelo menos 30 policiais civis desta nova turma.

 

COLUNISTA MOACIR PEREIRA – Diário Catarinense

Folha

O Tesouro do Estado desembolsou no ano passado R$ 8,6 bilhões só com o pagamento dos servidores públicos. A quantia equivale a 52,59% do total arrecadado. No mês de dezembro, o governo ultrapassou o limite prudencial. Com o recorde da receita estadual em janeiro passado, retornou ao patamar anterior, segundo Antonio Gavazzoni.

 

COLUNISTA HÉLIO COSTA – Notícias do Dia

Haiti é aqui

Policiais haitianos que farão o curso de formação profissional da PRF, programado para começar no próximo dia 19, acompanharam o trabalho realizado pela Divisão de Operações Aéreas. Os policiais apresentaram os equipamentos empregados nas atividades, como material de resgate em altura, resgate aquático, resgate de suporte avançado e de combate ao crime. Também foram realizadas atividades de treinamento de embarque e desembarque da aeronave e por fim o voo de demonstração do equipamento.

 

COLUNISTA CARLOS DAMIÃO – Notícias do Dia

Sufoco

Está certo que as temperaturas devem baixar consideravelmente a partir da tarde de hoje. Mas um amigo da coluna pergunta: por que a PM não permite que seus policiais usem bermudas para trabalhar no patrulhamento de certas áreas da Capital? A imagem foi registrada anteontem à tarde.

 

ASSUNTO: Incêndios em SC

VEÍCULO: Diário Catarinense

FOGO INCESSANTE: Novos focos surgem na BR-470

Este ano foram registrados no Litoral Norte de Santa Catarina 108 incêndios, cerca de 60% das ocorrências atendidas em 2013

Após o incêndio às margens da BR-470 que levou mais de cinco horas para ser controlado e atingiu seis quilômetros de vegetação, novos focos apareceram ao longo da rodovia ontem.
Foram pelo menos três registros no trecho entre Navegantes e Ilhota. A situação é atípica para esta época do ano e é resultado da onda de calor e estiagem que atingem todo o Estado. Ontem à noite, um novo incêndio foi registrado na Ilha das Cabras, um dos cartões-postais de Balneário Camboriú. Desde o começo do ano, a região registrou 108 incêndios florestais. O número corresponde a 58% do total das ocorrências atendidas ano passado.
O tenente coronel Sérgio Murilo Mello, comandante do 7o Batalhão de Bombeiros Militar de Itajaí, alerta que os incêndios, mesmo quando pequenos, podem alcançar maiores proporções se não forem controlados. Como é o caso das queimadas feitas em entulhos, terrenos baldios ou as chamadas “queimadas controladas”, geralmente feitas de forma ilegal para limpar a vegetação.
Para o comandante do pelotão do Corpo de Bombeiros de Balneário Camboriú, Daniel Dutra, o último mês tem sido um período anormal, com cidades, a exemplo de Porto Belo, registrando mais incêndios do que no ano passado inteiro.
O fogo não causa apenas danos na vegetação. Apesar de pequenos, os focos podem gerar diversos prejuízos à natureza. De acordo com a engenheira florestal, Rosemeri Carvalho Marenzi, entre as consequências estão a redução da vegetação, perda da atividade de micro-organismos no solo e o afugentamento da fauna, quando ela não é afetada também.
– Além disso, com a perda da cobertura vegetal pode ocorrer maior erosão do solo em locais próximos a cursos d’água ou encostas. Pode haver, ainda, uma interferência a nível de regulação do microclima, prejudicando a formação de chuvas e proporcionando uma sensação maior de calor – explica a engenheira.
Novas labaredas surgem em Florianópolis
Em Florianópolis, o incêndio persiste no Parque Estadual do Rio Vermelho, na praia de Moçambique, desde segunda-feira. O fogo foi combatido na noite de terça-feira, mas ontem novas ocorrências foram registradas no local.
O fogo já atingiu 29,8 hectares de vegetação. Uma guarnição do Corpo de Bombeiros esteve no local trabalhando na contenção das chamas ontem. Bombeiros e Polícia Ambiental utilizaram abafadores para conter as chamas por terra, enquanto o Helicóptero Águia 2 da Polícia Militar sobrevoou a área para combater os maiores focos despejando água. O calor e a vegetação seca facilitaram a propagação das chamas e dificultaram o combate.
– Foram usados cerca de 35 mil litros de água. O fogo está controlado, mas ainda podem surgir focos – alerta o chefe do Parque Estadual do Rio Vermelho, Coronel Márcio Luiz.
Equipes estão de prontidão para o caso de o fogo voltar. Além disso será realizada avaliação dos estragos provocados pelo incêndio.

Como prevenir

Com a onda de calor, as chances de o fogo se propagar mais rapidamente é maior, por isso o Corpo de Bombeiros pede que moradores fiquem atentos a algumas dicas:

– Evite queimar mato e resto de lixo

– Não utilize cestos de lixo como cinzeiros

– Não jogue pontas de cigarro em terrenos baldios ou nas margens de rodovias, nem as deixe sobre móveis

– Respeite as proibições de fumar e acender fósforos em locais sinalizados

– Evite o acúmulo de lixo em locais que não sejam apropriados, como terrenos baldios

– Pessoas que fizerem fogueiras devem apagá-las antes de deixarem o local

– Manter vigilância sobre as crianças, especialmente no período de férias, mantendo controle sobre fósforos, isqueiros e líquidos inflamáveis

– Plantar cortinas de segurança com vegetação menos inflamável

– Em terrenos maiores, construir estradas secundárias, no interior de florestas, para facilitar a fiscalização e favor o controle de incêndios quando eles ocorrerem

 

ASSUNTO: Quadro da Saúde

VEÍCULO: Portal da PMSC

Aspirantes da Saúde visitam o Comando-Geral da Corporação

Na tarde de hoje (12), os aspirantes a oficiais da saúde, que são os médicos e dentistas da Corporação, estiveram no quartel do Comando-Geral da PM, em Florianópolis.
Os futuros oficiais conversaram com o comandante-geral da PM, coronel Nazareno Marcineiro, que falou um pouco sobre a maneira estratégica de como a PM vem sendo administrada e também sobre o Plano de Comando vigente na corporação.

Conheceram também a Sala do Conselho Estratégico, local destinado a reuniões e encontros que permitem o compartilhamento de experiências e ideias, onde são discutidas questões relacionadas a melhoria da Segurança Pública do estado.

Após conversarem com o subcomandante-geral, coronel Valdemir Cabral, que falou sobre as peculiaridades afetas á saúde dos militares estaduais e a importância deste trabalho na melhoria dos processos na corporação, a comitiva, que estava sendo acompanhada pelo chefe do Estado Maior-Geral, coronel João Schorne de Amorim, conheceu a Sala de Situação. Este é o local onde a Polícia Militar gerencia as informações recebidas e converge-as em dados e informações que auxiliam na Tomada de Decisão Estratégica em momentos de evento críticos, como nas enchentes, ou em eventos que demandem grande quantidade de policiamento, como por exemplo nas eleições.

Os aspirantes encontram-se cursando o estágio de oficiais da saúde e em breve estarão atuando nas Regiões de Polícia Militar (RPM’s) do Estado, em consultórios médicos e odontológicos gerenciados pela Diretoria de Saúde e Promoção Social (DSPS).

 

ASSUNTO: Campanha de prevenção

VEÍCULO: Portal do CBMSC

O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) reforçou no mês de fevereiro as ações preventivas para evitar mortes por afogamentos e acidentes em ambiente aquático em todo o Estado durante a Operação Veraneio 2013/2014. A partir da primeira quinzena do mês começou a ser distribuído às rádios do Estado um programete (spot) com dicas de segurança na hora do banho para ser veiculado durante a programação.

A produção do áudio, que foca especialmente a divulgação de dicas de segurança em água doce (priorizando as rádios do interior), contou com o apoio da Tractebel Energia. Através da mensagem, curta e de fácil compreensão, a Corporação espera conscientizar a população sobre os riscos envolvidos no banho, seja em água doce ou salgada, e assim minimizar o risco de acidente acidentes e a perda de vidas em afogamentos.

Parceria

Paralelamente foi firmada parceria com a Rádio Atlântida, de grande penetração junto ao público jovem, que produziu e passou a veicular programetes de 30 segundos em sua programação nas últimas semanas.

 

ASSUNTO: PMs feridos em Brasília

VEÍCULO: Portal Globo.com

Marcha do MST termina com 30 PMs e 2 manifestantes feridos em Brasília

Cerca de 15 mil sem-terra marcharam pela Esplanada dos Ministérios.

Ameaça de invasão levou ministros do STF a deixar o prédio.

O confronto entre policiais militares e manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra na tarde desta quarta-feira (12) na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, terminou com 32 pessoas feridas – 30 PMs e dois integrantes da marcha. De acordo com o comando da PM, oito policiais precisaram de atendimento médico em hospitais.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, parte dos policiais foi atendida no posto da Câmara dos Deputados e outros levados ao Hospital de Base. Segundo a assessoria da PM, os policiais feridos que necessitaram de atendimento médico foram atingidos por pedras e pedaços de paus na cabeça. Eles não correm risco de morte, segundo a corporação.

A marcha pela reforma agrária reuniu cerca de 15 mil pessoas, segundo a PM, e interrompeu o trânsito na área central da capital. Na Praça dos Três Poderes, houve enfrentamento entre integrantes da passeata e policiais.

Os manifestantes ocuparam a praça, onde ficam o Congresso Nacional, o Supremo Tribunal Federal e o Palácio do Planalto, sede do Poder Executivo. A presidente Dilma Rousseff não se encontrava no palácio no momento do tumulto – ela estava no Palácio da Alvorada, residência oficial.

Em pelo menos três momentos houve confusão entre policiais militares e manifestantes na Praça dos Três Poderes. O Batalhão de Choque da PM chegou a jogar bombas de gás e dar tiros de borracha na direção dos sem-terra. Manifestantes arremessaram objetos contra os PMs.

Depois do tumulto, os manifestantes se concentraram no gramado em frente ao Congresso Nacional. Segundo lideranças do MST, um manifestante foi detido após confronto e pelo menos dois ficaram feridos.

O senador Inácio Arruda (PCdoB-CE), que acompanhou a manifestação do alto de um carro de som, disse que os manifestantes não tinham a intenção de invadir prédios públicos. “A polícia achou que eles tinham a intenção de invadir o Palácio do Planalto, mas nunca houve essa ideia. A polícia foi para cima e os manifestantes reagiram. Estou aqui desde o começo para não deixar virar pancadaria”, disse o parlamentar.

O ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, conversou com manifestantes e recebeu uma carta do MST. Ele informou que na manhã desta quinta a  presidenteDilma Rousseff receberá uma comissão de representantes do movimento.

Embaixada dos EUA
Antes, por volta das 15h30, manifestantes entraram em confronto com a polícia em frente à embaixada dos Estados Unidos. Um policial chegou a apontar uma arma de pulsos elétricos em direção aos manifestantes.

Os policiais fizeram um cordão de isolamento em frente à embaixada, para impedir a aproximação dos manifestantes. O grupo seguiu apenas pela via lateral ao prédio.

Pouco depois das 16h, os manifestantes entraram em confronto com os policiais. Um grupo de sem-terra tentou ultrapassar uma barreira de PMs e houve troca de socos e pontapés.

Alguns manifestantes disseram que houve uso de spray de pimenta. A corporação negou o fato e disse que o movimento transcorria com tranquilidade até que “baderneiros infiltrados” iniciaram a confusão.

Supremo
Por causa da manifestação, a segurança do Supremo retirou os ministros do prédio. A sessão desta quarta do tribunal foi suspensa e posteriormente retomada.

O presidente em exercício da Corte, Ricardo Lewandowski, informou por volta de 16h10 que havia risco de invasão ao tribunal pelo grupo do MST.

“Fui informado agora pela segurança que o tribunal corre o risco de ser invadido”, afirmou Lewandowski naquele momento.

Um grupo chegou a derrubar as grades que protegem o tribunal, mas foi barrado pela segurança do Supremo Tribunal Federal.

Às 19h, a maior parte dos manifestantes retornou para o acampamento montado ao lado do estádio Nacional Mané Garrincha.

 

ASSUNTO: Comissões da ALESC

VEÍCULO: Notícias do Dia

Fechado acordo por comissões

Os deputados estaduais fecharam ontem um acordo para a composição das comissões da Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina). A cinco dias úteis do prazo – a sessão da próxima terça-feira – PMDB e PSDB acertaram as divergências quanto a ocupação dos cargos.

O PMDB, que detém a maior bancada, com dez deputados, e o PSDB, a quarta bancada, com seis parlamentares travaram uma briga, pautada no cumprimento de um acordo. Com o deputado Romildo Titon na presidência da Casa, o PMDB abriu mão ao PSDB da principal comissão, a de Constituição e Justiça.

Mauro de Nadal (PMDB) passa o comando para Marcos Vieira (PSDB). Em troca, o PMDB queria a Comissão de Finanças e Tributos, uma das três principais, comandada pelo deputado Gilmar Knaesel (PSDB). Porém, em reunião da bancada, na manhã de ontem, o PMDB se contentou com a opção dada pelo PSDB, que não abriu mão da Finanças e ofereceu a Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público, que Nadal presidirá.

Com o acordo, o PSDB continua no comando de quatro comissões, dentre elas as três principais: Finanças e Tributos; Ética e Decoro Parlamentar; e Constituição e Justiça, além da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente. O PMDB também mantém a presidência de três comissões, como em 2013: Educação, Cultura e Desporto; Agricultura; e Trabalho, Administração e Serviço Público.

Os líderes de bancadas asseguram que houve respeito à definição prévia. “Era um acordo já firmado entre os partidos. O PSD cedeu a presidência da Comissão de Justiça para o PMDB no ano passado e o PMDB nos cede neste ano. Essa era a única imposição”,  esclareceu o líder da bancada do PSDB, deputado Dóia Guglielmi. “A bancada decidiu aceitar a troca proposta pelo PSDB e mantêm os membros e o comando das comissões”, disse o líder da bancada do PMDB, deputado Moacir Sopelsa.

 

ASSUNTO: Incêndios em SC

VEÍCULO: ClicRBS

Número de incêndios passa de dois por dia no Litoral Norte

Ocorrências têm aumentado no verão devido à onda de calor e estiagem que atingem o Estado

Após o incêndio às margens da BR-470 que levou mais de cinco horas para ser controlado terça-feira, novos focos apareceram ao longo da rodovia no dia seguinte. Foram pelo menos três registros no trecho entre Navegantes e Ilhota.

A situação é atípica para esta época do ano – o aumento de queimadas é mais comum no inverno -, e é resultado da onda de calor e estiagem que atingem todo o Estado. Desde o começou do ano, a região registrou 107 incêndios florestais. O número corresponde a 60% do total das ocorrências atendidas no ano passado inteiro: 177.

Conforme o Tenente Coronel Sérgio Murilo Mello, comandante do 7º Batalhão de Bombeiros Militar de Itajaí, é preciso redobrar os cuidados com a estiagem, uma das principais causas das queimadas neste ano.

– A vegetação está muito seca e qualquer fagulha pode provocar um incêndio de grandes proporções. Pedimos que a população se conscientize e auxilie o Corpo de Bombeiros a tomar conhecimento rapidamente de qualquer foco de incêndio através do telefone 193 – afirma.

O comandante Mello também alerta que o incêndio, mesmo pequeno, pode alcançar maiores proporções se não for controlado. Como é o caso das queimadas feitas em entulhos, terrenos baldios ou as chamadas queimadas controladas, geralmente feitas de forma ilegal para limpar a vegetação. Além disso, os focos ocorrem em locais de difícil acesso, sendo necessário um esforço extra dos bombeiros.

O segundo tenente e chefe da seção de Atividade Técnica do Corpo de Bombeiros de Itajaí, Leandro Flores Emmanuelli, também confirma que a seca aumenta o número de incêndios em vegetação ou terrenos baldios.

– Percebemos que a maioria dos casos ocorre por ação humana, seja direta ou indireta, como é o caso das bitucas de cigarro. As pessoas fazem queimadas para limpar um terreno ou área às margens da rodovia e, com o vento, o fogo acaba fugindo do controle – destaca.

Para o comandante do pelotão do Corpo de Bombeiros de Balneário Camboriú, Daniel Dutra, o último mês tem sido um período anormal, com cidades, a exemplo de Porto Belo, registrando mais incêndios do que no ano passado inteiro.

– A falta de chuva acaba secando a vegetação e qualquer fagulha pode se tornar um incêndio florestal de grandes proporções. Estamos mobilizando as equipes próximas dos focos quando somos chamados e, se necessitar de reforços, outros bombeiros são enviados.

Perda da vegetação provoca erosão do solo perto de encostas

O fogo não causa apenas danos à vegetação. Apesar de pequenos, os focos podem gerar diversos prejuízos à natureza. De acordo com a engenheira florestal Rosemeri Carvalho Marenzi, entre as consequências estão a redução da vegetação, perda da atividade de micro-organismos no solo, além de espantar a fauna, quando ela não é afetada também.

– Além disso, com a perda da cobertura vegetal pode ocorrer maior erosão do solo em locais próximos a cursos d’água ou encostas. Pode haver ainda uma interferência a nível de regulação do microclima, prejudicando a formação de chuvas e proporcionando uma sensação maior de calor – explica a engenheira.

Rosemeri afirma que a falta de chuva e o calor intenso fazem com que a folhagem fique seca e mais propícia a combustão, que pode ocorrer de forma natural ou ser intensificada pela atividade humana.

– As bitucas de cigarro jogadas pelas pessoas nas margens das estradas, por exemplo, favorecem a ocorrência de incêndios – ressalta.