Área do associado

Área do associado

Clipagem do dia 9 de julho

9.7.2014

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DE 09.07.2014

 

COLUNISTA HÉLIO COSTA – Notícias do Dia

O senhor das drogas

A Polícia Militar está com o policiamento apontado para três morros de Florianópolis. Dois deles, Horácio, na Ilha, e Caixa, no Continente – onde há anos o tráfico de drogas movimenta a cidade – estão ocupados. O terceiro é o Morro do Mocotó. Esses são os principais pontos de venda avulsa. No entanto, a polícia deveria estancar o tráfico na origem.

Pelos corredores das delegacias comenta-se que a distribuição da droga no varejo tem origem no Morro da Costeira. Faz tempo que os grandes traficantes deixaram de morar no local, onde está o bunker das drogas. Ali estão apenas os gerentes. Então, não adianta a polícia capturar os gestores do tráfico porque eles são substituídos por outros colaboradores do poder paralelo. A polícia deveria quebrar o patrimônio dos senhores das drogas. Atingir o financeiro da organização, que funciona como uma empresa bem sucedida. A polícia prende quase que diariamente traficantes, mas nunca diz para onde vai o dinheiro do tráfico. E por falar nisso, onde está o patrimônio de Neném da Costeira, considerado pela polícia o traficante mais bem sucedido do Estado?

 

COLUNISTA CARLOS DAMIÃO – Notícias do Dia

Mais segurança

O Conseg (Conselho Comunitário de Segurança) do Centro de Florianópolis recebe hoje, às 19h, uma turma de oficiais da Polícia Militar para conhecer o trabalho da polícia comunitária e para troca de experiências. O encontro também vai tratar de assuntos como a cartilha sobre furto e roubo no comércio, a segunda edição da cartilha de Moradores de Rua, além de apresentar resultados da última vistoria noturna. O evento é aberto ao público.

 

ASSUNTO: MORRO DO HORÁCIO

VEÍCULO: Notícias do Dia

PM controla a circulação de drogas em dois morros

A Polícia Militar ainda ocupa dois morros em Florianópolis, com objetivo de controlar a circulação de drogas. Mais de 30 policiais continuam no Morro da Caixa (Continente) e, dependendo do horário, segundo o comandante do 4o BPM, tenente-coronel Araújo Gomes, o efetivo aumenta. No Morro do Horácio (região central), a incursão seguida de ocupação para cumprir 16 mandados de prisão começou na segunda-feira, quando 150 homens subiram o Horácio para prender os gerentes do tráfico de drogas.

André Luís dos Santos Moura, o Deco, e outros sete colaboradores, entres eles duas mulheres, foram capturados. “Essas prisões são importantes, pois dão uma resposta à comunidade, no sentido de acabar com o tráfico de drogas e aumentar a segurança e a sensação de segurança nessa região”, destacou o subcomandante-geral da PM de Santa Catarina, coronel Paulo Henrique Hemm, no dia da ocupação. O comando não informou quantos policiais estão no Horácio.

A permanência da polícia no Morro da Caixa está associada a diversas outras ações desencadeadas nos últimos dias pelas polícias na Capital, com objetivo de combater o tráfico de drogas. Desde o início deste ano, foram apreendidas em Florianópolis mais de meia tonelada de maconha e cerca de 30 quilos de cocaína. No dia 25 de junho, no Morro da Caixa, o saldo da operação incluiu apreensão de 8.000 comprimidos de ecstasy, 160 munições, 2.000 trouxas de cocaína e crack, e 20 quilos de maconha. A operação também terminou com a morte de Anderson Camargo de Jesus, 19. Isso provocou reação da comunidade, que ateou fogo em dois ônibus. 

 

ASSUNTO: Novos Soldados

VEÍCULO: Portal da PMSC

Com mais 140 soldados formados, solenidade em Chapecó finaliza entrega de 854 novos policiais ao Estado

Uma solenidade realizada em Chapecó na última sexta-feira (04) finalizou o ciclo de formaturas do Curso de Formação de Soldados (CFSD), turma cabo “Everton Rodrigues de Bastos”. Foram 140 novos policiais militares formados durante o evento, que somados aos 623 formados na solenidade de São José, na Grande Florianópolis, e aos 91 formados em Caçador, representam 854 novos policiais entregues para a proteção da sociedade catarinense.

O evento contou com a presença de diversas autoridades, em especial do governador do Estado João Raimundo Colombo, do secretário de Estado da Segurança Pública César Augusto Grubba, do comandante-geral da PM , coronel Valdemir Cabral, da promotora de Justiça e presidente de Honra da Associação filantrópica de Amparo aos Militares Estaduais (Afapom), Heloísa Crescenti Abdalla Freire, do subcomandante-geral da PM, coronel Paulo Henrique Hemm, do delegado geral da Polícia Civil, Aldo Pinheiro D’avilla, do diretor geral do Instituto Geral de Perícias, Rodrigo Tasso, além de diversas autoridades civis e militares, prefeitos, vereadores, secretários estaduais, comandantes regionais da PM, deputados, policiais, órgãos de imprensa, convidados e familiares dos formandos, que lotaram o pátio do Centro de Eventos, em Chapecó.

Após passarem pelas 1.445 horas/aula de instruções distribuídas ao longo de 35 semanas de curso, os soldados agora formados estão aptos para atuarem na preservação da ordem pública e polícia ostensiva. Eles já receberam o Kit Policial Militar, composto por colete de proteção balística, pistola, munições, cinto de guarnição, algema, tonfa e espargidor de gás de pimenta, materiais que o acompanharão durante toda a carreira. 
Perante o pavilhão nacional, os formando prestaram o compromisso de proteger a sociedade, mesmo com o risco da própria vida.

Durante a solenidade, o formando soldado Fábio Natalino da Rosa, que frequentou o curso no 20º BPM/Fron de Concórdia, foi homenageado por ter a melhor nota de todos os 854 formandos, com média final 9,777.

O comandante-geral da PM enfatizou em seu discurso a necessidade do empenho e dedicação dos policiais no combate à criminalidade. Fez questão de destacar à máxima que vem norteando sua gestão frente ao Comando da Corporação, e que já tem gerado notáveis resultados: “A criminalidade não pode ser mais ostensiva que a ostensividade da Polícia Militar”.

O secretário Grubba destacou os avanços conquistados na Segurança Pública do Estado, tanto em efetivo como em logística. Falou sobre os investimentos do Governo do Estado na formação e capacitação dos profissionais da segurança pública, reformas e modernizações das instalações, aquisições de novas viaturas e equipamentos, enfatizando o empenho na recomposição dos efetivos das polícias Militar e Civil, IGP e do DEAP.

O governador Colombo parabenizou os formandos pela escolha da profissão – que considera uma das mais gratificantes e nobres-, destacando a importância da missão que agora assumem. “Não há bem maior que poder zelar pela vida de cada pessoa de nossa sociedade. E a Polícia Militar sabe fazer isso com excelência e comprometimento”, falou.

Os novos soldados já foram distribuídos para diversos batalhões da PM pelo Estado, sediados nas cidades de Florianópolis, São José, Palhoça, Biguaçu, Santo Amaro da Imperatriz, Itajaí, Balneário Camboriú, Navegantes, Joinville, Jaraguá do Sul, São Francisco do Sul, Criciúma, Içara, Araranguá, Blumenau, Rio do Sul, Brusque, Tubarão, Braço do Norte, Laguna, Canoinhas, Lages, Curitibanos, Mafra, Chapecó, Concórdia, São Bento do Sul, São Miguel do Oeste, Dionísio Cerqueira, Caçador, Herval d’Oeste e Imbituba, de onde serão remanejados conforme a necessidade do serviço
Em agosto, 202 novas policiais militares (turma feminina) serão formadas e estarão prontas para zelar pela segurança das pessoas e do patrimônio. Outros 368 alunos iniciaram a formação no início deste mês e, em breve, um novo edital com 500 vagas deve ser aberto. Se somados desde 2011, serão mais de 3.500 novos policiais à disposição da sociedade.

 

ASSUNTO: COPA DO MUNDO

VEÍCULO: Portal Globo.com

Ônibus são incendiados e loja é saqueada na Grande São Paulo

Suspeitos foram presos após saque em loja da rede Ponto Frio.

Fogo em mais de 20 veículos mobilizou equipes dos bombeiros.

Cidades da Grande São Paulo e a capital paulista tiveram vários ataques a ônibus no começo da noite desta terça-feira (8), de acordo com relatos da Polícia Militar, Polícia Civil e do Corpo de Bombeiros. Foram mais de 20 coletivos incendiados. Houve ainda saque a uma loja da rede Ponto Frio na Zona Leste de São Paulo.

Por conta dos ataques, algumas linhas de ônibus que atendem a Zona Sul começaram a ser recolhidas para suas garagens. O G1, porém, não conseguiu confirmar até as 22h50 quais delas foram afetadas. No horário, uma fila era formada por coletivos vazios na Estrada de Itapecerica, desde o Terminal João Dias até uma garagem, perto do Hospital Campo Limpo.

O Corpo de Bombeiros de São Paulo informou ao G1, por telefone, que não pode dar detalhes dos casos registrados por se tratarem de “manifestações” e “agressões com arma branca”. Segundo a corporação, por determinação da Secretaria da Segurança Pública (SSP), esses casos devem ser tratados apenas pela Polícia Militar.

A PM informou à TV Globo que houve registro de saque a uma loja do grupo Ponto Frio, na esquina da Avenida Mateo Bei, em São Mateus. Segundo policiais do 49° Distrito Policial, três homens foram presos e duas adolescentes, apreendidas após o crime.

Ataques contra ônibus relatados

– Relato de ataque a um ônibus na Rua Marinópolis, no Jardim Presidente Dutra, em Guarulhos. Chamado ocorreu por volta das 19h40, segundo bombeiros de Guarulhos.

–  Relato de um ônibus incendiado por volta das 18h40, na Rua Primavera de Caiena, 780,  em Sapopemba, na Zona Leste, segundo a PM e a SPTrans.

– Relato de incêndio em um ônibus na Avenida Yervant Kissajikian, 4.600, na Zona Sul. O chamado ocorreu por volta das 19h20, segundo a PM. A SPTrans aponta a mesma ocorrência.

– Incêndio em um ônibus na Avenida Antenor Navarro, na Vila Medeiros, segundo a SPTrans.

– Um ônibus foi incendiado na Rua Tibúrcio de Souza, no Itaim Paulista, Zona Leste. Segundo a PM, relato foi por volta das 20h.

– Incêndio em pelo menos 20 ônibus estacionados em uma garagem na Rua João de Abreu, perto da Estrada do M’Boi Mirim, na Zona Sul de São Paulo. O número de veículo depredados foi confirmado pelo 47º Distrito Policial do Capão Redondo.

Garagem no M’Boi Mirim

Um dos principais ataques contra ônibus já confirmado nesta noite ocorreu em garagem da empresa VIP na região do M’Boi Mirim. Pelo menos 20 coletivos foram destruídos. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), os veículos queimados estavam desativados.

O fogo começou por volta das 19h20. A garagem fica na Rua João de Abreu, perto da Estrada do M’Boi Mirim e do Terminal Guarapiranga. Não há registro de feridos ou presos. A Polícia Civil vai investigar o caso.

 

ASSUNTO: Copa do Mundo

VEÍCULO: Uai de Minas

Pelo menos 15 pessoas são detidas por causa de confusões após derrota da Seleção

Pelo menos 15 pessoas foram detidas ontem na Savassi ontem. A derrota da Seleção Brasileira exaltou os ânimos e os problemas começaram ainda no primeiro tempo, quando o placar já estava 5 a 0 para os alemães. Um grupo de torcedores ateou fogo em uma bandeira brasileira. Policiais foram apagar e torcedores jogaram uma lata de cerveja, que acertou um PM. Os militares reagiram, usaram gás de pimenta e bombas de efeito moral para dispersar a multidão e conseguiram deter três torcedores. 
Poucos minutos depois, quando a Alemanha vencia por 6 a 0, outra confusão. Um adulto, que parecia estar bêbado, foi preso por desacato a um policial militar. Algumas pessoas se revoltaram com a prisão e outras quatro, sendo três menores de 18 anos, foram detidas acusadas pelos policiais de jogarem pedras em direção aos militares e de usarem bombas no meio da multidão. 
A tenente-coronel Cláudia Romualdo, responsável pelo policiamento da capital, não revelou o efetivo usado para a segurança na Savassi. Ela disse somente que foram escalados policiais para um público de 30 mil pessoas. Segundo a policial, no início do jogo haviam 25 mil pessoas, mas, quando o placar estava 3 a 0, grande parte começou a deixar a região. No intervalo da partida a estimativa da PM era de que haviam 15 mil pessoas na Savassi. 
Saiba mais…

Após o fim da partida, militares do Batalhão Copa, equipados com capacetes, escudos e segurando cachorros se posicionaram em diversos quarteirões. A polícia prendeu outras duas pessoas por agressão. Um homem, que não teve o nome divulgado, teria agredido o dono de um bar porque não pôde usar o banheiro e outro foi preso por agredir um torcedor. Todos os presos foram levados para a Delegacia Adjunta do Juizado Especial Criminal. Mesmo com a confusão, os shows não foram cancelados. Logo apos o fim da partida, Lô Borges subiu ao palco e iniciou o show. 

No fim da noite, mas confusão, desta vez no quarteirão da Rua Pernambuco, entre Tomé de Souza e a praça. Torcedores alemães que estavam no local não foram envolvidos na confusão. Pelo menos um jovem ficou ferido, depois que um grupo tentou tomar boné importado dele. Seguranças de restaurantes no quarteirão agiram com violência com um adolescente, que foi colocado para fora da área cercada, com chutes e socos nas costas. Não fosse a intervenção de policiais, o menor seria espancado por outros rapazes que tentavam entrar no espaço cercado. Outro jovem chegou a ser perseguido pelos seguranças, que queriam expulsá-lo do quarteirão. O jovem ferido no rosto foi encaminhado pelos PMs para atendimento médico. Ninguém foi preso.

Além das 15 prisões na Savassi, a PM abordou um ônibus na Avenida Amazonas, próximo ao Bairro Gameleira, na Região Oeste de BH. Cinco pessoas foram conduzidas por portar uma réplica de pistola, cinco explosivos e 10 buchas de maconha