Área do associado

Área do associado

Clipagem do dia 28 de outubro

28.10.2014

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA 28 DE OUTUBRO

 

COLUNISTA RAFAEL MARTINI – Diário Catarinense

CORTE DAS HORAS

Os agentes socioeducativos, responsáveis por monitorar os jovens infratores, receberam e-mail informando a interrupção de plantões extras nas unidades socioeducativas entre os dias 21 e 30 de dezembro e liberando apenas 30 plantões a partir de novembro. Eles alegam que a medida representa um corte em torno de R$ 1 mil no salário no fim do mês, além da redução efetiva do pessoal para trabalhar.

 

COLUNISTA HÉLIO COSTA – Notícias do Dia

Festas de Outubro

A Polícia Rodoviária Federal encerrou no domingo a operação Festas de Outubro 2014, que teve início no dia 10 em todo o Estado. Em comparação ao ano anterior houve uma redução significativa no número de mortes (48%) e de acidentes (8%). No ano passado foram 25 mortes contra 13 deste ano. Três mortes foram na BR -470 e outras três na BR -101. A BR -282 registrou dois óbitos ao lado da BR -153.

Festas e bebida

O dado mais alarmante na operação Festas de Outubro ficou por conta dos que insistem em dirigir alcoolizados, em contradição com as leis vigentes. Em 3.207 testes de bafômetro, 252 motoristas foram flagrados com algum índice de álcool no sangue. Destes, 62 foram presos.

 

ASSUNTO: Incêndio

VEÍCULO: Notícias do Dia

Prejuízo pode chegar a R$ 2 milhões

Um dia após sofrer um duro golpe em seu patrimônio, o empresário Agenor Furlin, 52 anos, ainda contabilizava os prejuízos que um incêndio causou na Via Inox, na avenida Ivo Silveira, bairro Capoeiras, em Florianópolis. As chamas, que durante duas horas queimaram no domingo todo o segundo andar da loja de utensílios domésticos, deixaram perdas de pelo menos R$ 2 milhões. “Só de estoque tínhamos R$ 2 milhões em 3.500 produtos, como panelas, faqueiros, coifas, objetos de plástico e de madeira emborrachada. Isso são as perdas em material, ainda não consegui calcular o tamanho exato do prejuízo, nem acionar o seguro para avaliar os estragos”, afirmou o empresário que mora em Caxias do Sul (RS).

Ontem à tarde, peritos do IGP (Instituto Geral de Perícias) estiveram no local. Eles entraram na edificação, pois restos de telhas e outros objetos precisam ser removidos do prédio. Como as suspeitas são de que um curto-circuito tenha provocado o fogo, um dos peritos, que não quis se identificar, disse que uma perícia oficial só será feita a partir da solicitação de um delegado de polícia, o que não havia acontecido até ontem.

 

ASSUNTO: CEL AIRTON

VEÍCULO: Notícias do Dia

Morre ex-comandante da PM

Segurando as mãos da filha Sônia de Souza e da esposa Waltraut Kimmel, com quem era casado há mais de meio século, o ex-comandante da Polícia Militar de Santa Catarina, coronel Ayrton João de Souza, 84 anos, morreu domingo, no hospital Caridade, em Florianópolis, onde estava internado.

Ele lutava há seis meses contra um câncer. “Estava com a mão sobre o peito dele. Senti o coração do pai parando. Estamos muito tristes, era uma pessoa correta e que proporcionou a todos os filhos ter uma família feliz e realizada”, disse Sônia. Ayrton deixou quatro filhos e sete netos.

Para dar o último adeus, familiares e amigos participaram do velório e da salva de tiros dada pela corporação da PM como última homenagem ao ex-comandante. O corpo será cremado amanhã, às 16h, no Crematório Vaticano em Balneário Camboriú.

Nascido no Rio Grande do Sul, Ayrton passou 20 anos na PM. De 1967 a 1969 exerceu o cargo de comandante-geral. Atuou também como dentista, função que executava após o expediente militar. Ao deixar a PM em 1969, o oficial e dentista, com capacitação inclusive nos Estados Unidos, foi escolhido por uma equipe de médicos para instalar e gerenciar plano de saúde Medsan em Florianópolis, que mais tarde se tornou a Unimed.

Ayrton era também um empreendedor: fez um projeto pioneiro nos anos de 1970, loteando o Jardim Santa Mônica, hoje um dos bairros mais valorizados da Capital. A honestidade e a forma como era capaz de unir a família são destacadas pela mulher Waltraut, 82. “Uma pessoa muito honesta, íntegra. Ele é o amor da minha vida”, disse. O ex-comandante da PM teve também sua trajetória marcada pelo esporte. Foi atleta de bocha, ciclismo, tênis e natação. O futebol também era uma de suas paixões. Ele torcia pelo Figueirense.

 

ASSUNTO: VIOLÊNCIA NA SERRA

VEÍCULO: Diário Catarinense

Presa mulher suspeita de matar ex-prefeita

Está detida no Presídio Regional de Lages, na Serra Catarinense, a principal suspeita de ter matado a tiros a ex-prefeita de Bocaina do Sul Marta Regina Goss (PSD), de 42 anos, no fim da tarde do último sábado. Antonia Terezinha Rodrigues, 34, foi autuada em flagrante por homicídio qualificado e porte ilegal de arma, e agora está à disposição da Justiça.
Segundo o policial civil Carlos Manoel Mendonça, da Delegacia Regional de Lages, Antonia foi capturada pela Polícia Militar na madrugada de ontem enquanto pedia água e comida em uma residência na localidade de Ponte Alta, às margens da BR-282, no interior de Bocaina do Sul.
Como já tinha conhecimento do assassinato da ex-prefeita e da fuga da suspeita, o morador acionou a PM, que chegou logo em seguida. Antonia foi identificada e presa.
No momento da prisão, ela estava portando um revólver calibre 38 que teria sido usado no crime.
Debilitada e desidratada, Antonia foi conduzida pelo Samu ao Hospital Nossa Senhora dos Prazeres, em Lages, e depois de receber atendimento médico foi levada à Central de Polícia Civil, onde o delegado Beto Castro a autuou em flagrante, uma vez que as buscas à suspeita, inclusive no matagal para onde ela havia fugido, não haviam sido interrompidas em nenhum momento desde o crime.
Aos policiais militares que a prenderam, Antonia teria confessado a autoria do crime, mas no depoimento oficial ao delegado preferiu ficar calada e invocou o direito de falar somente em juízo.
O advogado Paulo Marques, que faz a defesa de Antonia, afirma que a cliente não teria premetidato o crime, tanto que não planejou a fuga e correu para o mato. Segundo ele, a briga começou quando a ex-prefeita Marta Regina foi à casa de Antônia fazer campanha eleitoral, mas logo começaram a brigar porque Marta Regina teria conseguido um advogado para defender o homem acusado de matar o irmão de Antônia no início do ano.
O advogado deve protocolar hoje o pedido de relaxamento de prisão alegando que Antonia não possui antecedentes criminais, tem residência fixa e iria se apresentar espontaneamente à polícia.