Área do associado

Área do associado

Clipagem do dia 28 de novembro

28.11.2014

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA 28 DE NOVEMBRO

 

COLUNISTA HÉLIO COSTA – Notícias do Dia

Coronel mata garoto

O coronel PM Sell, da reserva, reagiu a um assalto e matou um garoto de 15 anos, que junto com outros dois suspeitos, levaram a chave do carro do militar aposentado, em São José. Segundo informações do 7º BPM , o oficial estava chegando em casa, em Barreiros, quando foi interceptado pelos assaltantes. Ele recebeu uma coronhada na cabeça e reagiu, matando o adolescente com dois tiros. Os demais suspeitos fugiram. O garoto que teria agredido o coronel estava com uma arma de brinquedo.

 

ASSUNTO: TRÁFICO DE DROGAS

VEÍCULO: Diário Catarinense

Quadrilha que faturou R$ 6 milhões é presa

Santa Catarina era um dos três mercados da quadrilha presa ontem na Operação Pernambuco

Cerca de R$ 6 milhões. Este é o valor que uma quadrilha de traficantes de drogas pode ter movimentado em Santa Catarina, São Paulo e Mato Grosso do Sul. A estimativa é da Polícia Federal, que investigava os suspeitos desde fevereiro e ontem deflagrou a Operação Pernambuco nos três Estados.
Foram cumpridos sete mandados de prisão, 12 de busca e apreensão e cinco pessoas foram conduzidas para prestar esclarecimentos. A PF não divulgou o nome dos envolvidos, apenas que um empresário do ramo de franquias do bairro Kobrasol, em São José, foi detido como sendo um dos financiadores do tráfico.
GRANDE APREENSÃO OCORREU EM PALHOÇA
De acordo com o delegado Gustavo Trevisan, da Delegacia de Repressão a Entorpecentes da PF, a investigação iniciou com a prisão de um catarinense em São Paulo no mês de fevereiro. Ele estava com 317 quilos de cocaína.
– Percebemos que mesmo preso, ele continuava a comandar todo o esquema por meio de um celular e oito chips encontrados na cela dele – afirmou Trevisan.
Grandes apreensões também foram realizadas ao longo do ano, como a de 670 quilos de maconha em Palhoça, no dia 10 de novembro. No mesmo dia foram presos dois supostos gerentes do esquema.
– O destino desta droga nunca era o consumidor final. A droga vinha do MS e esses gerentes faziam o contato com os traficantes locais em SC e em SP – disse.

 

ASSUNTO: Polícia no México

VEÍCULO: Diário Catarinense

OFENSIVA CONTRA NARCOTRÁFICO: Presidente do México quer reforma policial

Dois meses após o desaparecimento de estudantes, em crime atribuído a traficantes e autoridades, Peña Nieto afirmou que país tem que mudar

Pressionado pelo desaparecimento e pela provável morte de 43 estudantes no Estado de Guerrero (sudoeste do México) em setembro, o presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, anunciou ontem em discurso a líderes partidários que vai propor mudanças constitucionais para reformar a polícia no país.
Segundo investigações, os 43 estudantes foram sequestrados pela polícia na cidade de Iguala e entregues a traficantes locais. Depois disso, teriam sido mortos e incinerados pelos criminosos. Acusados de serem os mandantes do crime, o ex-prefeito de Iguala e sua mulher foram presos no dia 4.
– O México não pode continuar assim. Depois de Iguala, o país tem de mudar – discursou Peña Nieto, que tem sido alvo de protestos e acusado de omissão.
O presidente anunciou um plano para substituir as unidades da polícia municipal por forças únicas em cada um dos 32 Estados do país. O novo modelo policial passará de “mais de 1,8 mil policiais municipais fracos, que, com facilidade, podem ser corrompidos pela delinquência, a 32 sólidas corporações de segurança estatal que sejam mais confiáveis, profissionais e eficazes”, afirmou o presidente na mensagem à nação. Outra das propostas permitirá ao governo federal assumir o controle dos serviços municipais.

 

ASSUNTO: Polícia Federal

VEÍCULO: Notícias do Dia

PF prende empresário em São José

Um empresário de 60 anos do ramo de fast food, foi preso ontem de manhã pela Polícia Federal, em casa, no bairro Kobrasol, São José, por financiar um esquema milionário de tráfico de drogas em Santa Catarina e São Paulo. Simultaneamente, em São Paulo e Mato Grosso do Sul, outras seis pessoas envolvidas com a quadrilha também foram presas.

Segundo o superintendente da Polícia Federal em Santa Catarina, Clyton Xavier, em apenas um ano, período das investigações, os traficantes movimentaram cerca de R$ 6 milhões. “Estamos rastreando os bens da quadrilha e as contas bancarias dos ‘laranjas’.  Além de desarticularmos grupos organizados no narcotráfico, também estamos quebrando o sistema financeiro deles, impedindo novas articulações”, disse.

Xavier confirmou a apreensão de carros novos – que eram trocados por drogas – e o bloqueio de contas correntes dos envolvidos. Agora, os policiais estão focados nos imóveis, que certamente foram adquiridos pela quadrilha, usados em lavagem de dinheiro. O delegado Gustavo Emílio Trevisan Mochi, da Delegacia de Repressão a Entorpecente, lembrou que os veículos eram moedas correntes nas mãos de narcotraficantes, tanto no Mato Grosso do Sul, de onde a droga era trazida, quanto em São Paulo e Santa Catarina, nas negociações com traficantes pontuais.

A ação policial batizada de Operação Pernambuco também cumpriu ontem de manhã doze mandados de busca e apreensão nos três Estado. As ordens judiciais partiram da 2a Vara Criminal da Comarca da Capital. A polícia não divulgou o nome do empresário capturado no bairro Kobrasol, em São José, mas afirmou que o filho dele já havia sido preso em São Paulo, no começo do ano, com 317 quilos de cocaína pura. O destino da droga seria Florianópolis.