Área do associado

Área do associado

Clipagem do dia 22 de julho

22.7.2014

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA 22 DE JULHO

 

COLUNISTA UPIARA BOSCHI – Diário Catarinense

Exigência compatível

A Secretaria de Justiça e Cidadania está cedendo a uma das principais exigências da prefeitura de São José para a construção da nova Central de Triagem na cidade: utilizar a unidade apenas para detentos do município. Ao repórter Ânderson Silva, o secretário Sady Beck Júnior diz que a exigência pode ser atendida. Dos 2,5 mil detentos da região, 30% são de São José e a futura estrutura terá capacidade para 400 pessoas.

 

COLUNISTA ROBERTO AZEVEDO – Notícias do Dia

DO PSOL

Para discutir aspectos do programa de governo do PSOL à Presidência, o deputado Sargento Amauri Soares, candidato do partido ao Senado, encontrou-se com a candidata Luciana Genro, em Porto Alegre, ontem. Soares defende que Luciana dê prioridade à saúde totalmente pública, a reformulação de todo sistema de segurança e Justiça, com mais apoio a policiais militares e civis. Na foto, da esquerda para a direita, o candidato catarinense, Luciana e Roberto Robaina, candidato ao governo do Rio Grande do Sul.

 

COLUNISTA HÉLIO COSTA – Notícias do Dia

O vizinho e a segurança

Na edição de ontem escrevi sobre o novo modelo de policiamento urbano que o comandante-geral da Polícia Militar de Santa Catarina, Valdemir Cabral, está executando no Estado: a ostensividade com rondas a pé, feitas por duplas de policiais. O resultado deu positivo. Mas agora quero ressaltar que o cidadão também tem que ajudar na questão da segurança pública, entrando de cabeça na prevenção, como por exemplo, avisar o vizinho quando for viajar. Vizinho é uma retaguarda em potencial. Ter boas relações com quem mora ao lado é de fundamental importância para a segurança comunitária. Quando o cidadão se ausentar por alguns dias deve pedir para o vizinho ficar de olho na propriedade e em qualquer situação considerada anormal. É bom informar ainda para onde vai e o tempo em que ficará fora. Deixar a agenda de telefones com o morador do lado ajuda bastante. Para não ter futuras dores de cabeça, peça para ele informar à polícia, pelo número 190, a presença de suspeitos rondando a casa.

 

COLUNISTA CARLOS DAMIÃO – Notícias do Dia

Mau cheiro

Na falta de fiscais, a Polícia Militar está agindo contra certo tipo de comércio ambulante. É o caso – grave – de vendedores de perfumes falsificados, que se espalharam pela Capital nos últimos meses. Conforme o comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Araújo Gomes, o problema é de saúde pública, por causa da procedência duvidosa das mercadorias. Os ambulantes chamam os perfumes de “genéricos” ou “similares” de marcas consagradas. Muita cara de pau.

 

COLUNISTA PAULO ALCEU – Notícias do Dia

Contribuição

Um estudo minucioso, coordenado pelo deputado federal José Carlos Vieira, que recebeu o título de Violência, Justiça, Impunidade, relatando as causas da elevada criminalidade em todo o país e também suas consequências, concluiu que para reverter esse quadro assustador e em ascensão é necessário dar prioridade às crianças e aos jovens. E isso começa em casa, passando pelas escolas incentivando o respeito, a solidariedade, a ética e a cidadania, incluindo disciplinas voltadas a isso no currículo escolar. Por sinal, tudo passa pela educação, que, de repente, está falhando, ao permitir desvios na sociedade. É fundamental uma revisão…

 

ASSUNTO – RONDA BIGUAÇU

VEÍCULO: Notícias do Dia

Briga de bar resulta em dois homicídios

Dois homicídios ocorridos em em menos de duas horas no Morro do Ivo, em Biguaçu, domingo à noite, movimentou policiais civis e militares da cidade. O primeiro crime ocorreu em um bar, na rua 13 de Maio, por volta das 20h30 e foi presenciado por várias testemunhas. Gean Marcelo Pereira de Souza, 37, entrou em luta corporal com Giovani Fernandes Bendes, 25, por causa de uma rixa antiga. Atingido por facadas, Gean foi levado de carro por amigos para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Biguaçu. Apesar do esforço de médico de plantão, o paciente não resistiu os ferimentos. O agressor fugiu do local e teria sido surpreendido por um parente da vítima, que o matou a tiros de revólver. O segundo assassinato ocorreu no mesmo bairro, na casa de Giovani. As investigações estão sendo realizadas pela delegacia de Biguaçu.

 

ASSUNTO: RONDA PALHOÇA

VEÍCULO: Notícias do Dia

Policiais apreendem fuzil

A Polícia Civil investiga a origem de um fuzil AR-15 apreendido na última sexta-feira, na Praia da Pinheira, em Palhoça. A arma foi encontrada em uma operação conjunta com a inteligência da PM. Quatro homens foram presos em flagrante em posse da arma. São eles Durian Guesser, Bem Hur Rodrigues, Douglar Ferreira e Luciano Laranjeiras. Os suspeitos disseram que pagaram R$ 50 mil pelo fuzil. Mas não contaram a origem do armamento. A polícia encontrou na casa uma balaclava. A suspeita é que os quatro estariam praticando roubo, com um carro clonado na região.

 

ASSUNTO: SISTEMA PRISIONAL

VEÍCULO: Notícias do Dia

Tornozeleiras eletrônicas são testadas no Vale

A colocação de tornozeleiras eletrônicas em 100 detentos foi realizada ontem no Presídio Regional de Blumenau. O equipamento permitirá combater à superlotação na unidade prisional, com capacidade máxima para 450 presos, mas contava com mais de 950. De acordo com o diretor do presídio Elenilton Fernandes, 35 presos já receberam as tornozeleiras e foram liberados para cumprir a pena em prisão domiciliar. “Esperamos liberar os outros 65 detentos até a próxima semana, mas dependemos da liberação do Judiciário. Temos uma sala de acompanhamento no presídio, mas o monitoramento será feito pela própria empresa fabricante do instrumento”, informou o diretor.

Caso o preso saia da área de sua casa, um aviso será passado para o Deap (Departamento de Administração Prisional). A tornozeleira é composta de aço e fibra ótica, conta com um GPS e um GPRS (Serviço de Rádio de Pacote Geral), é a prova de água e tem a bateria de até 30 horas de duração. Os equipamentos fazem parte de um projeto piloto do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, e espera-se que após os testes sejam adotados  permanentemente.

 

ASSUNTO: ABUSOS EM RIO NEGRINHO

VEÍCULO: Diário Catarinense

MP denuncia homem por três crimes

O promotor de Justiça Alan Rafael Warsch entregou ontem à Justiça de Rio Negrinho, no Planalto Norte, a denúncia contra o homem de 45 anos acusado de abusar sexualmente de duas filhas por cerca de 20 anos. Ele foi preso no dia 11 de julho e está no Presídio de Mafra. Se o Poder Judiciário da cidade aceitar a denúncia do Ministério Público, o pai pode ser julgado em 60 dias.
Na denúncia entregue pelo Ministério Público, o homem é acusado de estupro de vulnerável, tortura e coação no curso do processo. A pena pode chegar a mais de 47 anos de prisão. O processo agora está nas mãos da Justiça da cidade.
De acordo com a denúncia, os crimes são agravados porque as filhas tinham menos de 14 anos quando os abusos começaram. A violência durou cerca de 20 anos, segundo os relatos das vítimas à Polícia Civil. Cada uma delas teria engravidado três vezes do próprio pai e uma delas está esperando o quarto filho.
O promotor Warsch ainda relata que o autor “submeteu sua família a um regime de reclusão social e impôs uma escravidão sexual às filhas desde a tenra idade, sempre sob uma atmosfera de terror e medo.”
Em relação à esposa do acusado, Warsch descreve no documento que ela “também sofreu agressões e ameaças, sendo obrigada a se omitir e a conviver com o sentimento permanente de impotência, aflição e angústia diante do sofrimento das filhas, fato que configura o crime de tortura contra a mãe”.
Já o crime de coação, de acordo com a denúncia, se caracteriza porque o acusado teria obrigado as filhas e a esposa a mentirem para a Polícia Civil no ano de 2008, assim como em processo judicial em 2013. A investigação em 2008 ocorreu porque uma das vítimas tentou buscar ajuda, mas acabou negando os crimes, após supostas ameaças do pai.
Promotor solicitou exame de DNA nas crianças
O homem de 45 anos foi preso após uma denúncia anônima. A reportagem conversou com vizinhos e uma orientadora escolar das crianças, que afirmaram que ninguém desconfiou da situação da família.
O acusado morava em uma casa a cerca de 10 quilômetros do Centro com a esposa, nove filhos (duas de 22 e 24 anos que teriam sido abusadas) e outras seis crianças geradas pelas duas jovens.
O promotor pediu exame de DNA nas crianças para confirmar a paternidade, assim como o acompanhamento assistencial e psicológico da família.

 

ASSUNTO: ARTIGOS

VEÍCULO: Diário Catarinense

Futebol e segurança pública, por Marcelo Martinez Hipólito*

Cada brasileiro é um técnico de futebol, ainda mais quando se trata de Seleção. Tem sua escalação e sabe quando um time ou técnico vai mal. Infelizmente na segurança pública não é diferente. Todo cidadão e a maioria dos governantes e dirigentes das polícias sabe perfeitamente qual a fórmula de um trabalho eficiente: mais prisões de criminosos e mais policiais nas ruas. O problema da criminalidade é complexo, é efeito de inúmeras causas, e como tal não pode ser enfrentado com respostas simples e limitadas a mais policiais e mais prisões de criminosos que um dia serão soltos e em geral piores do que quando entraram.
A ciência provou há tempos que as pessoas não praticam crimes por uma série de razões. E a polícia e a prisão estão longe de serem as principais. Basta o leitor pensar em que medida a polícia ou a prisão contribuíram para que não se tornasse um criminoso. As cidades crescem de maneira desordenada e o preço que pagam é o aumento da criminalidade.
Não há caminho para a diminuição da criminalidade que não passe por integração das diversas forças, que de maneira direta ou indireta interferem nas condicionantes da criminalidade. Não se quer dizer que a polícia não seja importante: talvez seu surgimento tenha sido uma das principais conquistas da sociedade democrática. Da mesma forma a prisão. Mas só se enfrenta um fenômeno de causas tão complexas com rigor científico e ações diversas por parte da sociedade e dos diversos níveis de governo – em especial o local –, tais como educação, cultura, urbanização, assistência social, sistema prisional, justiça, polícia, imprensa, sociedade civil etc. Quem duvidar dessa receita procure saber um pouco mais do sucesso alcançado por Nova York (EUA), Bogotá e Cali (Colômbia), Diadema e Jardim Ângela (São Paulo, Brasl), entre outros.

*TENENTE-CORONEL DA PM, COMANDANTE DO 12O BATALHÃO. MORADOR DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ