Área do associado

Área do associado

Clipagem do dia 2 de julho

2.7.2014

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DE 02.07.2014

 

COLUNISTA RAFAEL MARTINI – Diário Catarinense

Anjos da guarda

Hoje é o Dia Nacional do Bombeiro. O comandante-geral da corporação em SC estará em Araquari para a instalação de uma unidade na cidade. Agora, são 122 municípios com presença dos bombeiros militares em SC.

Violência doméstica

A Assembleia Legislativa aprovou pedido de informações da deputada Ana Paula Lima (PT) sobre as medidas que o Estado estaria adotando para reduzir os índices de violência doméstica. Além de dados oficiais sobre as ocorrências registradas formalmente, a intenção é levantar quantas casas-abrigo, delegacias especializadas e profissionais existem no Estado para a proteção às vítimas.

Desceu quadrado

Secretaria de Estado da Justiça e Cidadanina anda inconformada com as informações extraoficiais de que a prefeitura de São José pretende recorrer da decisão judicial que determina a construção de uma central de triagem para presos provisórios no município.

 

COLUNISTA MOACIR PEREIRA – Diário Catarinense

Amin e Luiz Henrique no comando

O presidente estadual do PMDB é o vice-governador Eduardo Pinho Moreira. Se dependesse dele, a convenção estadual do PMDB teria fechado com a candidatura ao Senado de Joares Ponticelli (PP). Já aprovara a coligação. Quem batalhou pela vaga de senador do PMDB foi o deputado Mauro Mariani, escudeiro de Dário Berger. Mas quem viabilizou o projeto foi o senador Luiz Henrique, quando vetou o nome de Ponticelli. Criou o impasse, firmou posição e obteve a capitulação do governador Raimundo Colombo.
Essa virada explica porque Luiz Henrique foi aplaudido durante a convenção peemedebista e também porque à sua liderança estão sendo atribuídas a vitória e a unidade partidária.
O presidente do PP, deputado federal João Pizzolatti, tinha aprovado duas propostas para a convenção pepista: lançamento de candidatura isolada ao Senado, com ou sem apoio a Colombo; e outra, a transferência de poderes à executiva. Os deputados estaduais torciam por permanecerem na aliança governista, mesmo depois da “traição de Colombo”, denunciada por Ponticelli.
Quem virou o jogo na convenção foi o deputado Esperidião Amin, curiosamente, a liderança que estava sendo isolada pelo comando partidário. Duas vezes ovacionado pela plateia que pedia sua candidatura, Amin fez um vibrante discurso colocando seu nome à disposição.
Foi a senha para tirar o PP do isolamento e levá-lo à aliar-se com o PSDB, depois de entusiásticos aplausos a Aécio Neves. Logo em seguida, a executiva optava pela indicação de Ponticelli, premiando a vítima pelo golpe dos ex-aliados.
Luiz Henrique e Amin saíram fortalecidos e as duas convenções terminaram com empolgação, porque as decisões retrataram o desejo das bases.

Mais segurança

A segurança pública vai melhorar. Depois da formatura de 623 policiais militares na Capital, novos ingressos acontecerão este mês. Amanhã, a incorporação de mais 63 Policiais em Caçador. E na sexta-feira, dia 4, a formatura em Chapecó de outros 140. Em 30 dias, 202 policiais femininas. Polícia Militar na rua é o que está faltando.

 

COLUNISTA HÉLIO COSTA – Notícias do Dia

Segurança

Durante a formatura de 623 novos soldados da Polícia Militar, no Centro Multiuso, em São José, o governador Raimundo Colombo entregou 50 novos fuzis calibre 55.6 de última geração às unidades especializadas da PM. Uma aquisição inédita na PM que ajudará no combate à criminalidade. As armas foram repassadas aos batalhões de Operações Policiais Especiais, de Choque e de Aviação.

 

ASSUNTO: ARTIGO

VEÍCULO: Diário Catarinense

A vocação dos bombeiros militares, Por Marcos Oliveira*

Desde 1954 comemora-se em 2 de julho o Dia Nacional do Bombeiro, relembrando a data de 1856 em que dom Pedro II regulamentou pela primeira vez o Serviço de Extinção de Incêndios no Brasil e criou o Corpo de Bombeiros Provisório da Corte. As organizações de bombeiro foram ampliadas e passaram de exclusivos combatentes de incêndio para grupos especializados que atuam com foco na atuação preventiva. Hoje em Santa Catarina oferecemos serviços de excelência em atividades técnicas preventivas (análise de projetos e vistorias), no combate a incêndios urbanos e rurais, no socorro pré-hospitalar, resgate veicular e salvamento aquático e em altura.
Recentemente ampliamos a atuação na área de resposta aos desastres extremos, com forças-tarefa que prestam socorro e ajuda humanitária, ao mesmo tempo que incrementamos a prevenção por força da lei 16.157 (2013), que estabeleceu os requisitos mínimos de segurança contra incêndio e pânico nas edificações e regulamentou o poder de polícia administrativa pelo CBMSC.
Esta última conquista, cujas consequências positivas e históricas neste momento talvez não pareçam suficientemente aclaradas manterá Santa Catarina como um dos Estados mais avançados da federação na prevenção de incêndios e pânico. Por meio da legislação moderna, que facilita a regularização de edificações pré-existentes exigindo itens de segurança conforme o risco que representam, o Estado permite o fortalecimento da prevenção que resultará no salvamento de vidas.
Paralelamente, a norma potencializou a capacidade de intervenção dos bombeiros militares para que garantam a segurança. Com base em mais de 32 anos de experiência na corporação, posso afirmar que ser bombeiro é mais do que uma profissão. É uma vocação, dedicação à proteção e a segurança das pessoas.

* CORONEL, COMANDANTE-GERAL DO CORPO DE BOMBEIROS DE SC. MORADOR DE TIJUCAS

 

ASSUNTO: Novo Quartel

VEÍCULO: Portal do CBMSC

INAUGURAÇÃO: 122° QUARTEL DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR EM ARAQUARI

     

 

Fruto de uma parceria entre o Governo do Estado de Santa Catarina, Secretaria de Estado da Segurança Pública e o Corpo de Bombeiros Militar, foi inaugurado no dia 1° de julho (terça-feira) o aquartelamento do Corpo de Bombeiros Militar de Araquari. A recém criada Organização de Bombeiro Militar conta com um efetivo de 11 elementos, sob o Comando do 1° Sargento BM Evandro Ribeiro Rodrigues (foto), e atenderá a uma população de aproximadamente 25 mil pessoas no município.

A edificação de 375 metros quadrados foi locada com recursos do Fundo de Melhoria do Corpo de Bombeiros Militar. A nova sede conta com três salas administrativas, uma delas destinada a Defesa Civil, uma recepção, dois alojamentos, banheiros, sala de assepsia e cozinha, além de uma ampla garagem, que abrigará as viaturas. Os equipamentos básicos e mobiliário foram adquiridos com recursos da Secretaria de Segurança Pública.

Foram entregues na solenidade as chaves das viaturas, todas novas: um Auto Socorro de Urgência (ambulância), um Auto Bomba Tanque e Resgate (caminhão) e um Auto Resgate (caminhão), adquiridos com recursos do Pacto por Santa Catarina. O total de investimentos no quartel, contando com as viaturas, é de 1 milhão de reais.

“É um dia festivo para o CBMSC, pois na véspera do Dia Nacional do Bombeiro recebemos este presente: o 122° quartel em Santa Catarina, fortalecendo a segurança em mais uma região”, afirmou o Comanante-Geral do CBMSC, Coronel BM Marcos de Oliveira.

Fazendo o uso da palavra, o Secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba, relacionou o potencial de crescimento do município com relação a necessidade da instalação do quartel, reafirmando a importância da presença do CBMSC em Araquari.

Compareceram também o Prefeito Municipal, Sr João Pedro Woitexem, vereadores, autoridades civis e militares e a comunidade.

 

ASSUNTO: Novos soldados

VEÍCULO: Portal da PMSC

623 novos soldados prontos para atuar pela segurança do Estado

Aconteceu na manhã desta terça-feira (1º), no Centro Multiuso de São José, a formatura de 623 novos soldados da Policia Militar de Santa Catarina. Após concluírem com aproveitamento 1.445 horas/aula de instruções, distribuídas ao longo de 35 semanas de curso, obtendo conhecimentos técnicos em legislação, técnicas de policiamento ostensivo, defesa pessoal, ética e relacionamento interpessoal, os novos policiais estão prontos para atuar em prol da sociedade.

Os 623 novos soldados, que realizaram o curso de formação no Centro de Formação de Praças e nos batalhões localizados nas regionais de Balneário Camboriu, Joinville, Criciúma, Blumenau e Tubarão, serão distribuídos nos seguintes municípios: Florianópolis, São José, Palhoça, Biguaçu, Santo Amaro da Imperatriz, Itajaí, Balneário Camboriu, Navegantes, Joinville, Jaraguá do Sul, São Francisco do Sul, Criciúma, Içara, Araranguá, Blumenau, Timbó, Indaial, Pomerode, rio do Sul, Atalanta, Leoberto Leal, Brusque, Gaspar, Tubarão, Braço do Norte, Laguna e Imbituba.

A formatura contou com a presença de diversas autoridades, com destaque para o governador do João Raimundo Colombo, o secretário de Segurança Pública, César Augusto Grubba, o comandante-geral da Polícia Militar, coronelValdemir Cabral, o subcomandante-geral, coronel Paulo Henrique Hemm, o chefe do Estado Maior-Geral, coronel João Ricardo Busi da Silva, a procuradora de Justiça e presidente de honra da Associação Filantrópica de Amparo aos Policiais Militares, Heloísa Crescent Abdalla Freire, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Marcos de Oliveira, o delegado geral da Polícia Civil, Aldo Pinheiro D’avilla, e o diretor geral do Instituto Geral de Perícias, Rodrigo Tasso. Além de secretários estaduais, comandantes regionais da PM, prefeitos, vereadores, deputados, policiais e familiares.

A solenidade teve início com homenagens aos familiares do “Cabo Everton Rodrigues de Bastos”, que com 23 anos faleceu no dia 12/04/2010, no município de Tijucas, após um ano e meio de formado, com um tiro disparado por um desconhecido que pilotava uma moto. Como forma de homenagear o nobre policial militar, o Curso de Formação de Soldados deu o nome do cabo à turma.

Em seguida, após as madrinhas e padrinhos entregarem aos formandos os certificados de conclusão de curso, os novos soldados, perante a Bandeira Nacional, prestaram o juramento. “Ao ingressar na Polícia Militar de Santa Catarina, prometo regular a minha conduta pelos preceitos de moral, cumprir rigorosamente as ordens das autoridades a que estiver subordinado e dedicar-me inteiramente ao serviço policial militar, a preservação da ordem pública e a segurança da comunidade, mesmo com o risco da própria vida”.

Na sequência aconteceu a entrega do Kit de Proteção Individual aos novos soldados. Composto por colete de proteção balística, pistola, munições, cinto de guarnição, algema, tonfa e espargidor de gás de pimenta, o kit acompanhará cada policial militar durante toda a carreira. A meta do governo do Estado, em médio prazo, é que todo policial militar tenha o seu kit de proteção individual.

Outro ato da solenidade foi a entrega de 50 novos fuzis de última geração às unidades especializadas da Polícia Militar. Uma aquisição inédita na PM que irá ajudar no combate à criminalidade. As armas foram entregues aos seguintes batalhões: de Operações Policiais Especiais (BOPE), de Choque e de Aviação.

Em seu pronunciamento, o comandante-geral, destacou que não adiantar a Corporação ter equipamentos e armamentos de última geração, sistema de videomonitoramento, viaturas, aeronaves se não tiver policiais militares bem preparados. “O dia de hoje é de grande felicidade para a Polícia Militar, pois estamos colocando a serviço da sociedade catarinense um contingente de 623 novos policiais, homens e mulheres, que passaram por difícil processo de seleção e foram preparados durante quase nove meses dentro de um rigoroso padrão de ensino e formação para prestar ao cidadão barriga verde e a todo aquele que pelo nosso estado transita serviço de excelência na área de segurança pública”, destacou o coronel Cabral.

O secretário Grubba discorreu sobre os investimentos do Governo do Estado na área da Segurança Pública, com a aquisição de equipamentos, veículos, reformas e, principalmente da recomposição do efetivo das corporações, um dos mais urgentes compromissos do governador Colombo. Para os novos soldados deixou a seguinte mensagem: “Renovem a cada dia o compromisso que estão assumindo com a profissão que abraçaram e com a corporação que os acolhe. Sejam exigentes e rigorosos com a excelência da prestação do serviço, e ainda que na maior parte das vezes não seja possível resolver o problema ou solucionar o crime, dada as variáveis múltiplas interferentes do complexo sistema de vida em sociedade, lembrem-se que são as atitudes acolhedoras que fazem a diferença.”

Já o governador Colombo falou sobre a importante missão que os formandos assumiram ao ingressar nos quadros da Polícia Militar. “Missão nobre, bonita e muito forte. Por que você coloca a tua vida em risco, a tua segurança em risco, para proteger a vida e a segurança de todos na comunidade”, disse o governador.

Desde 2011, incluíram na Polícia Militar 2.656 novos policiais. Nesta terça-feira ingressaram mais 368, e durante a solenidade o governador Colombo autorizou concurso para ingresso de mais 500. No total serão mais de 3.500 novos policiais na PMSC no período de quatro anos.

Dando prosseguimento as formaturas, ainda nesta semana formam-se 91 soldados em Caçador, com turmas de alunos das regionais de Lages e Herval do Oeste, na quinta-feira (03); e outros 140 em Chapecó, na sexta-feira (04), com turmas das regionais de Chapecó e São Miguel do Oeste. E para o mês de agosto está prevista a formatura de mais 202 soldados, de turmas formadas por policiais femininas.

GALERIA DE FOTOS: http://www.pm.sc.gov.br/fotos/20140701-formatura-cfsd-2013-ii-grande-florianopolis.html

 

ASSUNTO: PRESÍDIO DE ARARANGUÁ

VEÍCULO: Diário Catarinense

Falta de vagas impede remoção

Governo do Estado afirma que não tem para onde mandar parte dos detentos da unidade, que foi interditada pela Justiça

A interdição judicial do Presídio Regional de Araranguá, no Sul do Estado, não deve gerar transferência em massa de presos da unidade prisional. Isso porque não há vagas imediatas disponíveis no sistema penitenciário em Santa Catarina que possibilitem a remoção.
A informação é do secretário da Justiça e Cidadania, Sady Beck Júnior, dada na tarde de ontem, em Florianópolis, sobre a determinação do juiz da 2a Vara Criminal de Araranguá, Luís Felipe Canever, de proibir o ingresso de novos detentos. O magistrado também limitou a lotação em no máximo 200 pessoas – a unidade abriga mais de 450 presos em condições consideradas por ele como de insegurança e insalubridade para os próprios agentes penitenciários.
No despacho, entre outras irregularidades, o juiz cita um motim e um princípio de incêndio no presídio onde não se teve “consequências mais graves por causa de alguma espécie de intervenção divina e à cooperação entre os agentes prisionais e parte dos internos”.
Com a dificuldade alegada pela Secretaria de Justiça (SJC) e o Departamento de Administração Prisional (Deap), se forma um novo impasse em torno de vagas em presídios, situação agravada com a dificuldade do Estado em construir novas unidades no próprio Sul – Imaruí rejeita receber uma penitenciária e trava batalha judicial contra o Estado.
– Há uma indisponibilidade física que deixa absolutamente impossível fazer qualquer transferência em massa nesse momento – diz o secretário Sady Beck Júnior, ao lembrar que as cadeias estão lotadas.
Ele observa que há uma reforma sendo feita no Presídio Santa Augusta, em Criciúma, que deverá abrir 200 novas, mas ainda não está concluída. Segundo o titular da SJC, estão em andamento outras obras para abrir 2 mil vagas até novembro.

 

ASSUNTO: Copa do Mundo

VEÍCULO: Portal Globo.com

PM dispersa torcedores argentinos na Vila Madalena, em São Paulo

Turistas do país vizinho foram dispersados à força da região, na Zona Oeste.

Não há registro de depredações ou de pessoas detidas.

A Polícia Militar (PM) informou que dispersou à força torcedores argentinos que faziam festa na madrugada desta quarta-feira (2) na Vila Madalena, bairro boêmio da Zona Oeste de São Paulo, após a classificação de sua seleção para as quartas de final da Copa do Mundo.

Segundo a PM, a dispersão começou por volta das 2h30 e só terminou meia hora depois. Dezenas de torcedores embriagados insistiam em permanecer na região, mesmo depois de os bares fecharem as portas. De acordo com a polícia, a ação ocorreu após os argentinos soltarem rojões.

A PM admitiu o uso da força, mas negou a utilização de bombas de efeito moral para dispersar as pessoas das ruas – estrondos, porém, foram ouvidos nas imediações.

A PM informou que não houve depredações e que ocorreram algumas discussões entre torcedores brasileiros e estrangeiros na noite de terça-feira (1°) e na madrugada desta quarta. Ninguém foi detido.

A PM ainda não tem o número de argentinos que escolheram a Vila Madalena para a comemoração.

 

ASSUNTO: Copa do Mundo

VEÍCULO: Correio Braziliense

SEGURANÇA: Valcke culpa governo e álcool por falta de segurança

Secretário geral da Fifa lembra que segurança de estádios é de responsabilidade do Brasil

Para Valcke, o trabalho dos agentes de segurança fica mais difícil em função do alto consumo de bebida nos estádios

Contente por já ter assistido a 15 bons jogos da Copa do Mundo que organizou no Brasil, o secretário geral da Fifa, Jérôme Valcke, afirmou que a segurança nos estádios do Mundial ainda preocupa. Em entrevista ao canal SporTV, ele anunciou que mais stewards – seguranças oficiais da Fifa – serão acionados para os próximos jogos, mas se esquivou de responsabilidade em casos como a invasão de chilenos no Maracanã. “Não cabe à Fifa providenciar a segurança, isso é uma tarefa do Brasil.”

Para Valcke, o trabalho dos agentes de segurança fica mais difícil em função do alto consumo de bebida nas arenas brasileiras. A venda de cerveja dentro dos estádios é uma exigência da própria Fifa, que pressionou as autoridades para que um artigo sobre o tema fosse incluído na Lei Geral da Copa. “Fiquei impressionado com a quantidade de álcool que as pessoas beberam. Muitos estavam embriagados e isso pode aumentar a violência”, sinalizou. Logo após o comentário, o secretário geral lembrou que a regra também valia para outros Mundiais. “Já fizemos em todas as Copas e não tivemos problema”.
Perguntado sobre mais episódios, como invasão do campo em Alemanha x Gana e Bélgica x Estados Unidos, o secretário anunciou que, independentemente dos times que cheguem à final, é provável que agentes de segurança de outros estádios sejam transferidos. No entanto, Valcke ainda amenizou as falhas ocorridas no Brasil, relembrando as previsões feitas antes da edição da África do Sul. “Em 2010 falaram que seria um pesadelo. Nada aconteceu. Acho que a segurança foi bem controlada.”

 

ASSUNTO: Comunicação da PM

VEÍCULO: Notícias do Dia

SSP licitará serviço analógico

O secretário de Segurança Pública de Santa Catarina, César Grubba, confirmou que recebeu o relatório da Coordenadoria de Radiocomunicação que atesta a precariedade do serviço móvel especializado fornecido pela Direta Telecomunicações à SSP (Secretaria de Segurança Pública) e remeteu o documento à Polícia Militar. O relatório, publicado com exclusividade pelo Notícias do Dia, revela denúncias de improbidade administrativa com “gastos inúteis beneficiando a terceirizada”. O parecer foi enviado à Procuradoria Geral do Estado. Desde

o dia 26 de junho, o ND publica uma série de reportagens que mostram que o serviço de rádio das polícias de Santa Catarina não se atualizou, é obsoleto e inseguro, permitindo que bandidos ouçam conversas da polícia.

Paralelamente ao relatório, que mostra as falhas do sistema de radiocomunicação, César Grubba recebeu um relatório em quatro cenários (veja quadro ao lado) de uma comissão criada para estudar a implantação do sistema digital no Estado, com o aporte de R$ 10 milhões financiados pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e

Social). Conforme decisão da comissão, o secretário encaminhou uma exposição de motivos ao governador Raimundo Colombo, sugerindo que a opção mais viável seria começar a implantação pela fronteira, onde já existe verba federal de R$ 13 milhões para o programa da Enafron (Estratégia Nacional de Segurança Pública nas Fronteiras).

Com os recursos do governo federal e mais o aporte do BNDES, que totalizam R$ 23 milhões, a comissão garante instalar um sistema de radiocomunicação digital que beneficiará 100 cidades fronteiriças. A licitação ainda não aconteceu. O processo está em análise no escritório do Pacto por Santa Catarina, em Florianópolis.

No litoral, a intenção do secretário é manter o sistema analógico. No dia 27 de junho, Grubba disse ao Notícias do Dia que o sistema de radiocomunicação, atualmente fornecido pela Direta na modulação analógica e frequência de 800 Mhz, mudaria para digital. O processo evolutivo aconteceria em setembro, quando vencer o contrato do governo com a Direta. No entanto, ontem ele voltou atrás e deixou transparecer que não está disposto a abrir licitação para digital no Litoral. “Não podemos jogar nossos legados fora”, afirmou ao ND, durante formatura de policiais militares no Centro Multiuso de São José. O legado a que Grubba se refere são os rádios (3.500) comprados pela SSP que só operam no sistema analógico da Direta.

O secretário Grubba assegurou que pretende apenas licitar o serviço. Se optasse por um sistema digital na Grande Florianópolis, com o aporte dos R$ 10 milhões financiados pelo BNDES, a Direta ficaria de fora. Indagado sobre se o sistema digital a ser instalado na fronteira conversará com o arcaico sistema analógico no Litoral, o secretário se irritou: “Há 12 anos sempre funcionou assim (exclusividade da Direta com o governo), por que somente agora esta insistência?”

 

ASSUNTO: Eleições

VEÍCULO: Notícias do Dia

Oito candidatos ao Governo

Passadas as convenções, os partidos têm até o dia 5 de julho para oficializar os candidatos à majoritária e às proporcionais que vão disputar as eleições em outubro. O balanço do período convencional apresenta oito concorrentes a governador, seis a vice e outros seis ao Senado em Santa Catarina. Pelo menos 12 legendas disputam a majoritária, sendo o PSD, PSDB, PT, PSOL, PCB, PSTU, PRP e PPL com candidatos ao governo do Estado.

A maior coligação é a do governador Raimundo Colombo (PSD), que tem o apoio de 12 siglas e a estimativa de 11min15s de tempo de TV. Em seguida, o PSDB, ao lado de seis partidos, projeta ter o segundo maior tempo, com 7min08s. Por enquanto, o tempo que todos os candidatos terão igualmente é de 1min15s. O TRE (Tribunal Regional Eleitoral) deve anunciar os tempos de TV somente a partir do dia 7 de julho.

O cálculo ainda não é definitivo, já que há prazo para desistências ou novas candidaturas e alianças. É o caso do PT, que não definiu os candidatos a vice-governador e a senador. Segundo o presidente Milton Mendes de Oliveira, quatro partidos pequenos podem ingressar na coligação, fator que determinará, nos próximos dias, a ocupação das duas vagas em aberto.

O próprio PSD também alega que outras legendas podem ingressar na plural aliança. O PPL, da candidata Janaína Deitos, aguarda a definição do aliado PMN ao cargo de vice-governador. PSOL, PCB, PSTU e PRP lançam chapa pura na majoritária. Sem candidato ao governo, PHS deve apoiar o PSDB de Paulo Bauer, caminho já definido pelo PTdoB.

Além das legendas citadas, Santa Catarina possui PEN, PRTB, PSL, PTC e PTN regulares com a Justiça Eleitoral. Até o fechamento desta edição, a reportagem do ND não conseguiu contato com representantes das siglas.