Área do associado

Área do associado

Clipagem do dia 14 de outubro

14.10.2014

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA 14 DE OUTUBRO

 

COLUNISTA RAFAEL MARTINI – Diário Catarinense

RELATÓRIO DA POLÍCIA MILITAR QUE MONITORA OS ATENTADOS EM SANTA CATARINA NÃO REGISTROU NENHUMA OCORRÊNCIA ENTRE AS 18H DE DOMINGO ATÉ AS 18H DE ONTEM. FORAM CONTABILIZADOS 108 CASOS NESTA ÚLTIMA LEVA.

 

COLUNISTA MOACIR PEREIRA – Diário Catarinense

MOBILIZADOS

Delegados da Polícia Federal de Santa Catarina participam hoje de uma mobilização nacional decretada pela Associação Nacional. Querem aprovação da Lei Orgânica da PF, mais autonomia política, financeira e administrativa da instituição e escolha dos dirigentes através de critérios técnicos.

 

COLUNISTA CARLOS DAMIÃO – Notícias do Dia

Salários

Ganhe quem ganhar a corrida presidencial, há uma questão que preocupa os servidores públicos em geral: a imposição de arrocho salarial a partir de 2015. Simplesmente porque os trabalhadores do Estado são as primeiras “vítimas” de qualquer política de redução do déficit público.

Perigo real

Outra preocupação – correlata à salarial – é a ameaça de redução do tamanho do Estado, que inviabilizaria investimentos em muitos setores, como educação, ciência, cultura, saúde, segurança pública e desenvolvimento tecnológico. Cortar recursos para esses segmentos, em nome da redução do déficit público, é um perigo real.

 

COLUNISTA PAULO ALCEU – Notícias do Dia

Bloqueadores

O secretário de Justiça e Cidadania, Sadi Beck Júnior, declarou à reportagem do RIC Notícias que o contrato com a empresa Polsec, responsável pelos bloqueadores nos presídios, terminou em dezembro de 2012. Embora tenha sido feita uma licitação com prazo até 2016 havia a necessidade de ser renovada anualmente. A empresa alega que manteve os bloqueadores de janeiro de 2013 até fevereiro de 2014, atendendo pedido de continuidade de locação da Secretaria e que retirou por falta de pagamento. E agora? O secretário, inclusive, disse ao repórter Rodrigo Cardoso que desconhecia a decisão do desembargador Newton Trisotto no Agravo de Instrumento nrº 2013.013667-3 para que fosse efetuado o pagamento à empresa, argumentando que “não se pode obrigar a contratada a prestar serviço gratuitamente.” Estranho tudo isso. Diante dessa situação uma nova licitação foi aberta e a Polsec novamente venceu. O secretário argumentou que por orientação do Ministério Público foi anulada essa licitação e será aberta outra permitindo a participação de mais empresas, como a Neger, por exemplo. Os argumentos da Secretaria de Justiça, apelando até para o período eleitoral onde não pode haver contratações, não tiram da atual gestão a responsabilidade pela onda de atentados. Já que havia problemas desde 2012, por que não foram solucionados? A lei estadual obrigando as operadoras a colocarem bloqueadores nos presídios está tendo sua constitucionalidade contestada. O fato é que não há bloqueadores facilitando, desta forma, mais uma onda de atentados ao permitir a comunicação de presidiários com o mundo externo, por meio de um comércio ilegal de celulares. No mais, apenas argumentos...

Movimento

Sem parar as atividades, a Polícia Federal realiza hoje uma mobilização nacional em defesa de mais autonomia. São vários os temas em debate nas assembleias estaduais defendendo a aprovação da Lei Orgânica, da eleição para Diretor-Geral, com maior condição administrativa e financeira, além da criação de unidades especializadas em corrupção, priorizando ações onde há desvio de dinheiro público. Ou seja, a Polícia Federal que presta um serviço competente defendendo os princípios da lei, certamente ofertará um trabalho muito mais eficiente, apesar do que já realiza, no momento em que conquistar direitos que não verdade são em benefício da sociedade.

 

ASSUNTO: SISTEMA PENITENCIÁRIO

VEÍCULO: Diário Catarinense

Cadeias de todas as regiões de SC terão o reforço de mais 242 agentes prisionais

Grande Florianópolis ficou com maior número de profissionais, que serão formados na próxima quinta-feira e começarão a atuar na segunda. O reforço na segurança é uma das expectativas no sistema prisional de Santa Catarina a partir da formatura de 242 agentes penitenciários, na próxima quinta-feira, às 10h, no Teatro Pedro Ivo Campos, em Florianópolis. Os novos servidores foram aprovados em concurso público em 2013 e fizeram três meses de academia. O maior número de agentes trabalhará na Grande Florianópolis, onde há constantes queixas de poucos funcionários para um grande número de presos, principalmente no complexo da Agronômica.

A região receberá 92 agentes e a maior parte atuará na Penitenciária de São Pedro de Alcântara, onde ficam os detentos de maior periculosidade e com as condenações mais altas do Estado. O grupo se apresentará nos presídios na próxima segunda-feira.

RESSOCIALIZAÇÃO ESTÁ NO FOCO DESSA TURMA

– A nova turma vai melhorar bastante a segurança das unidades e também trabalhar o aspecto da ressocialização da pena – afirma o secretário da Justiça e Cidadania, Sady Beck Júnior, lembrando que os aprovados passaram por investigação social, exame toxicológico e têm curso superior.

Também serão formados 20 novos agentes socioeducativos, que vão ser distribuídos em Florianópolis, São José, Lages e Chapecó.

Ao todo, há 48 unidades prisionais em SC, 2,1 mil agentes e 18 mil presos. O déficit de vagas para detentos é de cerca de 5 mil. Além da superlotação, o desafio do Estado tem sido conter a ação de facções criminosas que agem de dentro das cadeias.

 

ASSUNTO: Prisão preventiva

VEÍCULO: Clic RBS

Polícia prende terceiro suspeito de furtar armas e drogas de delegacia da Capital

Caso foi concluído e enviado à Justiça.

Mais uma pessoa foi presa suspeita de envolvimento no furto de drogas e armas da 2ª Delegacia de Polícia, no Saco dos Limões, em Florianópolis.
De acordo com o delegado Antônio Seixas Joca, da Delegacia de Combate às Drogas (Decod), a prisão de Jared Luiz da Silva, 22 anos, aconteceu na tarde desta segunda-feira, quando ele se apresentou para prestar depoimento.
Silva teve a prisão preventiva decretada pela Justiça. Morador de Tijucas, ele é irmão de dois assaltantes que morreram no confronto com policiais da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), em Governador Celso Ramos.

O DC não teve acesso ao preso nem advogado dele. Segundo o delegado Joca, o preso negou o envolvimento no crime. Este é o terceiro preso em razão do sumiço das drogas e armas da 2ª DP, em agosto.
Na sexta-feira, Amauri Atilio Muraro havia sido preso, em Tijucas. Também continua preso o policial civil Princehumberto Silva Beccari, que trabalhava na 2ª DP.

— A investigação foi concluída e enviamos o inquérito ao Fórum, que agora vai para a fase de denúncia dos envolvidos pelo Ministério Público — disse o delegado.

 

ASSUNTO: Outubro Rosa

VEÍCULO: Portal do CBMSC

CENTRO DE ENSINO BOMBEIRO MILITAR ADERE A CAMPANHA

     

 

Neste mês de outubro a estrutura do Centro de Ensino Bombeiro Militar foi decorada em rosa para chamar a atenção e aderir a campanha Outubro Rosa, que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, das empresas e entidades.

Além de lâmpadas trocadas e laços com o símbolo da campanha espalhados pelo pátio, as mulheres que trabalham no Centro de Ensino usarão, todas as sextas-feiras, uma camiseta rosa com o símbolo da campanha. Na última sexta-feira (10/10), na formatura matinal, um pelotão foi formado com todas as alunas-soldado vestidas com a camiseta alusiva à campanha. O pelotão exclusivamente feminino marchou durante a apresentação matinal com o brado: “Mulher guerreira, bombeira militar”.

“Por ser uma organização predominantemente masculina tal ação faz lembrar a todos os Militares Estaduais homens e mulheres da importância da prevenção ao Câncer de Mama e os benefícios de ações de prevenção”, explica a Major BM Adriana de Souza. Às sextas-feiras, além da camiseta da campanha, também é permitida a utilização de acessórios e unhas cor de rosa. O objetivo é alertar para a importância da prevenção deste tipo de câncer, que apresentou cerca de 52.680 novos casos no ano de 2013.