Área do associado

Área do associado

Clipagem do dia 12 de agosto

12.8.2014

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA 12 DE AGOSTO

 

ASSUNTO: Sistema prisional

VEÍCULO: CLIC RBS

Presídios de SC receberão detectores de metal para reforçar segurança

Distribuição do equipamento deve começar a ser feita nesta terça-feira (12).

Segundo Secretaria de Justiça e Cidadania, são 150 peças do tipo raquete.

As unidades prisionais de Santa Catarina devem começar a receber a partir desta terça-feira (12) detectores de metal para reforçar a segurança. A distribuição será feita pela Secretaria de Justiça e Cidadania do estado. Segundo o órgão, são 150 peças manuais do tipo raquete, 120 do tipo banqueta e 30 do tipo portal.

O objetivo é impedir a entrada de celulares nos presídios catarinenses. “Com a aquisição destes equipamentos vamos aumentar a segurança e melhorar a fiscalização dentro de nossas unidades”, informou o secretário de Justiça e Cidadania, Sady Beck Junior.

A Secretaria adquiriu ainda um caminhão baú para transporte de materiais permanentes e de consumo que deve agilizar a distribuição para as unidades prisionais e socioeducativas do estado. O veículo segue os padrões de segurança com as barras de proteção lateral e possui também uma plataforma hidráulica para suspender material pesado.

 

ASSUNTO: ATRASO NAS INVESTIGAÇÕES

VEÍCULO: Diário Catarinense

Atraso nas investigações – IGP admite que pelo menos 40 peritos precisam ser contratados

O DÉFICIT DE profissionais no Instituto Geral de Perícias (IGP) tem deixado agumas cidades de Santa Catarina na dependência de apenas um servidor para o atendimento com sobrecarga de trabalho

A falta de peritos para trabalhar no Instituto Geral de Perícias (IGP) em Santa Catarina se arrasta há anos e deve ficar assim pelo menos até 2015, quando a Secretaria de Segurança Pública (SSP) planeja a abertura de concurso público.
Uma das razões para o déficit é justamente o fato de que desde 2008 não é realizado concurso. As consequências são a sobrecarga de trabalho ao atual quadro de servidores e o atraso nos resultados de exames solicitados pela polícia como os de balística, que estudam as armas de fogo e são fundamentais para o esclarecimento de assassinatos.
Indagado pelo DC, o diretor do IGP, Rodrigo Tasso, admite a falta de peritos e o acúmulo de exames. Ele cita que servidores de regiões com a demanda em dia – como é o caso de Joinville – têm ajudado na produção de laudos de outras regiões como a Grande Florianópolis.
 

SINDICATO MAPEIA A ESTRUTURA NECESSÁRIA
Tasso diz que o panorama já foi pior no passado, que fará um pedido para a criação de novas vagas e nega que a falta de peritos gere atrasos nos laudos.
– Nos últimos anos houve ingresso significativo não só de peritos, mas de auxiliares e médico legistas. Ao todo foram em torno de 150 funcionários. É claro que precisa mais, não temos nada que esconder. Precisamos de concurso e estamos trabalhando ainda na justificativa. Cada área e vaga que vou ter tenho que justificar – disse o diretor, acreditando que o ideal é a contratação de pelo menos 40 novos peritos.
O Estado conta com cerca de 300 peritos, segundo o presidente do Sindicato dos Peritos Oficiais de Santa Catarina (Sinposc), Julio Fernandes. O sindicato realiza um mapeamento da distribuição e da estrutura necessária.

Concurso público será realizado no próximo ano

A SSP diz que apenas em 2015 fará concurso público e que não contrata desde 2008 porque naquele ano decidiu dividir por chamadas os 196 peritos classificados na seleção.
Foram nomeados 106 peritos em 2009, 68 em 2010 e 22 em 2011. Ainda sobraram 21 vagas de candidatos que não demonstraram interesse em assumir.
“No momento a legislação eleitoral não permite realização de concurso. No entanto, há projeto para abertura de concurso para ingresso na carreira de perito em 2015”, diz a SSP em nota.
A SSP ainda afirma que desde janeiro de 2011 foram nomeados 116 servidores para o IGP, entre auxiliares legistas, criminalistas e de laboratório e peritos médicos, criminais e bioquímicos.
Atualmente, estão abertas inscrições para concurso público e contratação de 147 auxiliares criminalísticos e três laboratoriais. De acordo com o secretário da SSP, Cesar Grubba, as vagas serão distribuídas conforme a necessidade e os auxiliares laboratoriais atuarão na Capital.
A direção do IGP afirma que a cidade mais crítica é Tubarão, no Sul, onde havia três peritos, mas um saiu de licença médica e um se aposentou. Profissionais de outras cidades são convocados para atender nas folgas do único servidor.
– Tínhamos autorização para nomear mais do concurso de 2008, mas as vagas eram para o interior e os candidatos não queriam ir. Deixamos de nomear 30 profissionais – disse o diretor.

 

ASSUNTO: ASSISTENTE DE ADVOGADO

VEÍCULO: Diário Catarinense

OAB é contra a atuação paralegal

PROJETO QUE TRAMITA no Congresso Nacional quer beneficiar bacharéis formados em Direito que não foram aprovados no exame da ordem, mas categoria defende a manutenção da prova e é contrária à flexibilização do exercício profissional

Causou alvoroço o projeto da Câmara dos Deputados que poderá autorizar bacharéis em Direito a trabalhar com advocacia, mesmo tendo sido reprovados no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).
A intenção do autor da proposta, deputado Sergio Zveiter (PSD- RJ), é beneficiar milhares de paralegais, como seriam chamados os profissionais sem registro. A iniciativa, porém, enfrenta resistência. Para o presidente da OAB em Santa Catarina (OAB-SC), Tullo Cavallazzi Filho, o projeto tem intenção “meramente eleitoreira”.
– É uma tentativa de agradar esse mar de bacharéis de Direito que fizeram o exame da Ordem e não conseguiram ingressar nos quadros da OAB – afirma.
O presidente observa que atualmente são 860 mil advogados no Brasil e em Santa Catarina, 40 mil profissionais, sendo mais de 29 mil em atividade. O número já demanda uma grande fiscalização.
– Os profissionais que estão exercendo a advocacia já passaram por um exame, que é invejado por todas as outras classes.

PROJETO DEVE SEGUIR PARA O SENADO
O vice- presidente do Conselho Federal da OAB, Claudio Lamachia, também é contra o projeto dos paralegais. A proposta foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara e está pronto para ser remetido ao Senado, a menos que algum recurso o force a passar pelo plenário da Câmara Federal.
É o que a Ordem pretende fazer, diz Lamachia:
– Não acredito que o projeto seja aprovado. É um equívoco, criaria uma subclasse de advogados.
Autor do projeto dos paralegais, Zveiter argumenta que o Brasil tem um “exército de bacharéis fora do mercado de trabalho”, no “limbo”. O parlamentar diz que se inspirou em outros países, como os EUA e o Canadá.

 

ASSUNTO: REFORÇO ANIMAL

VEÍCULO: Diário Catarinense

Bombeiros ganham cão para atuar em resgates

LABRADOR PACO É o novo integrante da equipe em Schroeder, no Vale do Itapocu. Na próxima semana, ele fará treinamento especializado

Os bombeiros voluntários de Schroeder, no Vale do Itapocu, contam com um novo integrante: um cão da raça Labrador, de apenas dois meses de vida. O reforço chegou na semana passada e foi batizado de Paco. Está na base a apenas alguns dias, mas já tornou-se o xodó da corporação. Na próxima semana, Paco começará o treinamento especializado.
Segundo o chefe de equipe e um dos responsáveis pelo cachorro, Nelson Gonçalves de Oliveira, o cão será treinado por oito meses para operações de busca, resgate de estruturas em colapso e desastres naturais. Conforme Oliveira, o município é formado em 70% de matas, morros e trilhas. Por isso, a função do cão em salvamentos será um diferencial. Paco poderá ser utilizado por todos os corpos de bombeiros da região.
– Em seis meses, o Paco já estará pronto para atuar, mas o treinamento segue até os oito meses. Escolhemos essa raça porque já trabalhei com ela em Guaramirim e por ser considerada a melhor para salvamentos e busca em locais confinados – explica.

CÃO DA RAÇA LOCALIZOU HOMEM PERDIDO NA MATA
Oliveira conta que o labrador com que trabalhou era o Skank. O cão conseguiu localizar um homem que estava perdido três dias em uma mata de Joinville. Além do faro aguçado, a raça é bastante dócil. Por isso, Oliveira afirma que quando encontram uma vítima, não terá o perigo de atacá-la.
– No município vizinho, não conseguimos dar continuidade ao trabalho. Hoje, Skank vive na casa de um policial militar. Mas, acredito que, em Schroeder, vamos desenvolver o trabalho.
Os bombeiros de Schroeder adquiriram o cão com recursos próprios e conseguiram um bom desconto pelo cachorro por causa da função que ele vai desenvolver, salvar vidas. Paco terá três tutores. Um deles será Oliveira; o outro, o comandante Evandro Pinto; e o terceiro, o bombeiro voluntário Lucas Wudtke.
– Nos próximos meses, iremos nos adaptar a rotina do Paco. Um cachorro vale por sete soldados durante o serviço – explica o bombeiro Oliveira.

ASSUNTO: Incêndio

VEÍCULO: Notícias do Dia

Ato de coragem salva moradores

“Quando passamos em frente à casa pegando fogo e ouvimos as pessoas dizendo que havia gente lá dentro, encharquei de água o meu moletom e atravessei a cortina de fumaça. Eu só ouvia um senhor excepcional falando: ‘fogo, fogo’. Eu tentava puxá-lo para fora, mas ele se agarrava na cama. A sorte é que meu amigo me ajudou.” A narração é de Ramom Cardoso, 27, que trabalha com prevenção de incêndios. O amigo a que ele se refere é Arthur Rosa, 31, colega de trabalho.

Os dois conseguiram salvar Júlio Cesar, 30, portador de síndrome de Down, e o padrasto dele, José Heinz, 62, que tem problemas graves na visão. O incêndio ocorreu por volta das 9h de ontem e destruiu totalmente a casa de madeira da aposentada Adélia Terezinha Heinz, 66, que morava com o marido José, 62, e o filho Júlio, no bairro Bela Vista 2, em São José. Em menos de 20 minutos a casa, localizada na rua Antonio Schroeder, se transformou em um amontoado de cinzas e entulho.

O fogo ainda afetou outras duas construções vizinhas. Em uma delas mora Auta Maria de Almeida que teve o banheiro e as telhas chamuscadas. A morada dos fundos, de Valdecir Heinz, 49, estava fechada, porque o proprietário está hospitalizado fazendo tratamento para câncer. Ela também foi danificada. O Corpo de Bombeiros utilizou 20 mil litros de água para controlar as chamas.

De acordo com o oficial de área do 10o BBM, tenente Felipe Pires da Silva, 27, o chamado aconteceu às 9h15. Segundo ele, foram deslocadas cinco viaturas para atender à ocorrência. “Quando chegamos ao local as chamas estavam muito altas. Havia madeira e outros materiais de reciclagem. Isso infelizmente, facilitou a combustão”, contou o oficial, o primeiro a chegar.

Heróis no lugar certo

Ramom Cardoso e Arthur Rosa, que lidam com prevenção contra incêndios, faziam o caminho do trabalho quando mudaram o itinerário ao ver a fumaça. Os dois foram aplaudidos pelos vizinhos e reconhecidos como heróis por terem retirado da casa os dois homens doentes. “Ganhamos o ano”, disse Ramon. Arthur que machucou a testa durante o salvamento, não escondia a alegria de ter ajudado. “Graças a Deus conseguimos retirá-los a tempo”. O líder comunitário da avenida das Torres, Márcio Osmar de Oliveira, 54, reuniu moradores da região para tentar reconstruir a casa. Ele afirmou que abrirá uma conta no Banco do Brasil, onde doações poderão ser depositadas e ressaltou que quem quiser ajudar de outra forma pode comprar materiais de construção nos estabelecimentos comerciais do bairro. Para doar, entrar em contato com Márcio, pelos telefones (48) 3346 7572 ou (48) 9973-8309.

 

ASSUNTO: Promoções na PM

VEÍCULO: Portal da PMSC 11.08

Hoje pela manhã, mais de 1500 policiais militares tiveram a emoção de juntamente com seus familiares e amigos, trocar as insígnias e divisas e ascender na carreira. A formatura de promoção é um ato de grande importância para a Polícia Militar, uma instituição que tem por alicerce a ordem e a disciplina, sendo necessário os mais variados postos e graduações para o perfeito funcionamento da Corporação. Em todo estado, foram promovidos 62 oficiais e 1557 praças. Como parte da solenidade, foi realizada a promoção ao primeiro posto na carreira de oficiais do quadro da saúde. Onze novos oficiais médicos e dentistas receberam suas insígnias após seis meses de estágio de adaptação. Agora, irão atender em todo o estado nas unidades sanitárias, juntamente com os demais membros de uma equipe de saúde qualificada. Os novos tenentes prestaram o juramento perante a bandeira nacional.

Como parte da formatura, também foi realizada a promoção a coronel, o posto mais alto da Corporação. Os novos coronéis que receberam a insígnia de seus familiares foram o coronel Dirceu Antônio Oldra, coronel Lênio Espíndola, coronel Milton Kern Pinto e coronel Adilson Michelli. Também foram promovidos oficiais ao posto de tenente-coronel e major.

Já no quadro de praças, o destaque ficou para a promoção de cabos e soldados promovidos pela Lei Complementar nº 623, de 20 de dezembro de 2013, que descreve as novas regras de promoção no quadro especial de policiais e bombeiros militares, que permite os militares estaduais – soldados e cabos -, ascenderem à graduação imediata ao completarem 12 e 20 anos de serviço, respectivamente. No estado foram promovidos no quadro combatente, 39 subtenentes, quatro 2º sargentos e dois cabos post mortem. No quadro especial, 710 3º sargentos e 802 cabos.

Durante seu discurso, o comandante-geral afirmou que a data de hoje deve ser celebrada com muito orgulho pelos policiais, pois para vencer essa etapa são exigidos critérios técnicos e morais, os quais são imprescindíveis para a promoção. “As novas insígnias e divisas não vêm gratuitamente e representam algo que vai além da satisfação de ser promovido. Com a promoção chegam também novas atribuições e novas responsabilidades”.

O evento contou com a presença de diversas autoridades, dentre elas, o secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba, o comandante-geral da PM, coronel Valdemir Cabral, e do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Marcos Oliveira, o subcomandante-geral da PM, coronel Paulo Henrique Hemm, o delegado geral da Polícia Civil, Aldo Pinheiro D’Avila, o diretor do Instituto Geral de Perícias (IGP), Rodrigo Tasso, a procuradora de Justiça e presidente de honra da Associação Filantrópica de Amparo aos Policiais Militares (AFAPOM), neste ato representando, o ministério Público, Heloísa Abdalla, o chefe de Estado Maior-Geral, coronel João Ricardo Busi da Silva, além de demais oficiais, praças e familiares.

 

ASSUNTO: Promoções no CBMSC

VEÍCULO: Portal do CBMSC

PROMOÇÕES E ENTREGA DE VIATURAS E EMBARCAÇÕES EM FLORIANÓPOLIS

     

 

Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) realizou nesta segunda-feira (11/08) a segunda série histórica de promoções de integrantes da Corporação. Ao todo 16 Oficiais e 224 Praças ascenderam hierárquicamente na carreira em razão dos anos de serviços prestados à população.

A promoção em massa dos Praças – a segunda em 2014 – foi motivada pela aplicação da nova legislação da carreira militar, aprovada em 2013, que estabeleceu promoções automáticas aos 12 (Soldado para Cabo) e 20 anos (Cabo para 3º Sargento) de serviço aos militares no Estado.

Os beneficiados pelas promoções na região da Grande Florianópolis, em número de aproximadamente 60 Bombeiros Militares, receberam as novas divisas e insígnias em cerimônia no Centro de Ensino Bombeiro Militar (CEBM) no bairro Trindade, na Capital.

“Este é o resultado do trabalho dedicado de cada um ao longo dos anos em benefício da Corporação e da sociedade, agora reconhecido através promoções”, manifestou-se o Comandante-Geral do CBMSC, Coronel BM Marcos de Oliveira, que na cerimônia distribuiu novas viaturas, embarcações e radicomunicadores a quartéis pelo Estado.

Foram entregues nove ambulâncias, quatro embarcações equipadas com motor de 90 hp e carreta de reboque e 500 radiocomunicadores, totalizando mais de R$ 2 milhões em investimentos do Governo do Estado, via Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP). A entrega simbólica contou com a participação do Secretário e do Secretário-Adjunto de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba e Fernando Rodrigues de Meneses, respectivamente.

Os demais 148 bombeiros militares promovidos na data receberão as novas patentes em solenidades independentes nos Batalhões de Bombeiro espalhados pelo Estado. Este foi o segundo conjunto histórico de promoções na Corporação. Em janeiro, cinco Oficiais e 254 Praças foram os primeiros beneficiados pela mudança na legislação da carreira militar. A próxima série de promoções ocorrerá no mês de novembro.

Relação das cidades beneficiadas com as novas viaturas:

– Ambulâncias (custo unitário R$ 155 mil): Xanxerê, Itapoá, São Francisco do Sul, Garopaba, Jaguaruna, Tubarão, Porto União, Mafra e Matos Costa

– Embarcações (custo unitário R$ 84,9 mil): Tubarão (2), Itajaí e São José

– Rádiocomunicadores (custo unitário R$ 650): Todas as regiões