Área do associado

Área do associado

Clipagem de 8 a 10 de março

10.3.2014

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DE 08.03.2014

 

COLUNISTA RAFAEL MARTINI – Diário Catarinense

Proteção à mulher

Em Santa Catarina, apenas em 2013, foram instaurados 11.713 inquéritos policiais, 68 termos circunstanciados e 3.220 autos de prisão em flagrante por crimes praticados contra as mulheres. São 28 delegacias de polícia civil especializadas em proteção à mulher, às crianças, adolescentes e aos idosos distribuídas pelo Estado.

 

COLUNISTA CACAU MENEZES – Diário Catarinense

Show

Tarde de ontem, sexta-feira, quase 30 graus em Floripa, e lá vem o show. PRF, com grandes motos e viaturas, tumultuou como pôde a principal avenida de Florianópolis, a Beira-Mar Norte, simulando uma operação de guerra. Sirenes, motos e carros fechando passagens, atravessando de um lado a outro, mandando parar o trânsito, coisa de cinema.
Acreditem se quiser: essa polícia veio treinar para a Copa em Floripa. Como se já não bastasse ter ficado sem os jogos da Copa…

 

COLUNISTA MOACIR PEREIRA – Diário Catarinense

Nova academia

Antes de participar de reuniões no Centrosul, o ministro José Eduardo Cardozo inaugurou a sede da Academia Nacional da Polícia Rodoviária Federal, situada no prédio antigo da Unisul, em Canasvieiras.

 

ASSUNTO: Violência no trânsito

VEÍCULO: Diário Catarinense

A ÚLTIMA MADRUGADA: Atropelamento com morte é registrado por câmeras

Imagens em posto de combustíveis mostram ataque a personagem da boemia de Lages que não resistiu aos ferimentos

O homem suspeito de ter atropelado propositalmente um empresário em um posto de combustíveis em Lages, na Serra catarinense, na madrugada de quinta-feira, responderá a processo por homicídio qualificado. A vítima, Luiz Fernando Letti, morreu em decorrência do atropelamento e o homem apontado como autor do crime pela Polícia Civil foi preso preventivamente ao se apresentar na delegacia no fim da tarde de ontem.
O delegado Bada Castro identificou o suspeito como Julio Burigo, de 23 anos, que tem, segundo a polícia, antecedentes criminais por porte ilegal de arma e tentativa de homicídio contra uma ex-namorada por atropelamento.
Luiz Fernando Letti, o Nando, de 60 anos, era uma figura conhecida de Lages. Dono de um moinho de trigo, era solteiro e não tinha filhos. Legítimo boêmio, vivia em festas, usava anéis, pulseiras e adorava passear de moto.
– A vida dele era se divertir. Era um playboy – diz o corretor Luis Fernando de Arruda, 50 anos, amigo de infância de Nando.
E foi na saideira de uma noitada que Nando encontrou a morte. Na madrugada de quinta ele estava no posto de combustíveis no bairro Sagrado Coração de Jesus, quando se envolveu numa briga que resultaria no fim da vida dele.
Segundo o delegado, o suspeito afirmou que teria ido à loja e sido ofendido pela vítima e que ao voltar foi ameaçado por amigos de Nando. Com medo, deixou a loja. Ao sair com o carro, relatou que atingiu a vítima sem querer, já que ela se jogou na frente do carro.

 

ASSUNTO: Assalto na Trindade

VEÍCULO: Diário Catarinense

CRIME COM REFÉNS: Ladrões invadem agência em assalto

Assaltantes roubaram mais de R$ 100 mil em banco no bairro Trindade

As polícias Civil e Militar estão à procura de quatro criminosos que invadiram a agência do banco Santander, no bairro Trindade, na manhã de ontem, em Florianópolis. Os assaltantes, segundo a polícia, roubaram mais de R$ 100 mil.
A Polícia Militar afirma que quatro ladrões entraram no banco depois que um deles quebrou o vidro ao lado da porta giratória com uma marreta. Dois deles portavam pistolas e usavam bonés com a viseira baixa na tentativa de esconder o rosto.
Vigilantes tiveram as armas e os coletes levados. Clientes e o gerente do banco também foram rendidos. Um funcionário foi obrigado a repassar o dinheiro dos caixas e da tesouraria. Os ladrões fugiram em um carro preto. Ninguém foi ferido.
– Pela aparência são assaltantes novos, pouco experientes, um deles deu tiro para o alto para intimidar. Estamos em cima para prendê-los – disse o tenente-coronel Araújo Gomes, comandante do 4o Batalhão da PM.
Os policiais tiveram informações que os bandidos estavam nervosos.
– Ao que tudo indica são mão de obra local – disse o delegado Luiz Felipe Rosado, da Delegacia de Repressão a Roubos.
Os policiais civis afirmam que as câmeras do circuito-interno do banco gravaram o assalto e estão sendo analisadas. O ataque ocorreu em horário e região de grande movimento e circulação intensa de policiais militares – a sede do Centro de Ensino da Polícia Militar fica na Trindade.

Criminosos vêm de RS e PR

Nos últimos anos, os ataques a bancos registrados em Florianópolis mostram que o mais comum é que sejam praticados por quadrilhas de outros estados. Geralmente são criminosos do Rio Grande do Sul ou Paraná.
Uma das últimas quadrilhas armadas de ladrões de banco que agiram na Capital catarinense, em 2011, tinha integrantes de Londrina, no Paraná. Na época, o bando agiu no Banco do Brasil, no bairro dos Ingleses, e acabou preso após matar um policial rodoviário federal em Coqueiros.
Em um outro caso, em agosto de 2012, no Banco do Brasil da Lagoa da Conceição, Sul da Ilha de SC, a polícia apurou que os ladrões que levaram mais de R$ 500 mil eram de Belo Horizonte (Minas Gerais).
Segundo policiais experientes, os catarinenses envolvidos em ataques a bancos no Estado são os chamados caixeiros, arrombadores de caixas eletrônicos de Joinville que se especializaram na técnica de estourar os equipamentos com maçaricos.
Depois, também apareceram os assaltantes com explosivos, uma parte deles do Litoral Norte e Vale do Itajaí, que agiam com armas longas, usando de violência e encapuzados. Os principais grupos foram presos, mas ainda há criminosos sendo investigados.

 

ASSUNTO: Assalto em São José

VEÍCULO: Diário Catarinense

APÓS ROUBO: Funcionários rendem suspeito

Funcionários de uma distribuidora de material de construção na área industrial de São José, na Grande Florianópolis, renderam um suspeito de assalto até a chegada da Polícia Militar, na tarde de ontem. O roubo começou por volta das 14h e durou pelo menos 10 minutos. Ninguém ficou ferido.
Segundo testemunhas, um homem e um adolescente de 17 anos chegaram no galpão da empresa, onde trabalham cerca de 50 pessoas, com uma pistola .765.
– Apontaram a arma para mim e perguntaram pelo dinheiro. Eu disse que a empresa não guarda nada. Eles falaram ‘tem dinheiro sim, a gente sabe que tem’ – contou a primeira funcionária rendida pela dupla.
Os assaltantes roubaram o celular dela e um colega de trabalho teve que segurá-la.
– Ela gritava ‘quero meu celular, quero meu celular!’. Um dos assaltantes falou ‘vou dar um tiro se ela não calar a boca’ – disse o colega.
Para intimidar os reféns, um dos assaltantes teria gritado:
– Estou louco, vou matar um! – narraram as testemunhas.
Durante o assalto, alguns trabalhadores conseguiram pedir socorro. E o assaltante mais velho foi rendido por alguns funcionários armados com pedaços de pau.
Quando policiais militares do patrulhamento de área e do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) do 7o Batalhão de PM chegaram, o segundo assaltante, o adolescente de 17 anos, se entregou.
Adolescente não tinha passagem na polícia
Os dois haviam jogado os celulares roubados dos empregados na lata de lixo. Os aparelhos foram recuperados. A pistola foi dispensada, mas acabou apreendida pela polícia. A dupla foi detida em flagrante e encaminhada à Delegacia de Proteção da Criança, Adolescente, Mulher e Idoso de São José. O adolescente de 17 anos não tinha passagem pela polícia até este assalto, de acordo com a PM. Perguntado por que se envolveu no roubo, ele contou que precisava de dinheiro.

 

ASSUNTO: CELULAR COM EXPLOSIVOS

VEÍCULO: Diário Catarinense

Dinamite é detonada em ponto de ônibus

Ontem, pela segunda vez em duas semanas, foram encontradas bananas de dinamite amarradas a um telefone celular em um ponto de ônibus à beira da BR-472, entre Itaqui e Uruguaiana, no RS. A região é conhecida da polícia pela existência de ladrões de gado, contrabandistas de armas e munição e quadrilhas de assalto a bancos. A rodovia foi bloqueada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), por mais de 11 horas, até que o Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), de Porto Alegre, chegasse ao local de avião, desacoplasse o celular das dinamites e detonasse os explosivos.

 

ASSUNTO: PAVOR NO LITORAL

VEÍCULO: Diário Catarinense

PCC organiza ação sem sucesso e dois são presos

Perseguição com tentativa de assassinato e disparos gerou terror nas ruas de Itapema e de Balneário Camboriú

A tentativa de uma execução planejada por uma das principais facções criminosas do país fez duas cidades do Litoral Norte se tornarem palco de perseguição e tiroteio ontem. Três pessoas acabaram presas em flagrante e o alvo dos criminosos saiu ileso. Apesar da resposta eficiente da segurança pública, pelo menos três pessoas ficaram feridas durante a ação, que iniciou em plena luz do dia em uma movimentada avenida do Centro de Itapema.
A ação orquestrada pelo Primeiro Comando da Capital (PCC), de São Paulo, estava sendo monitorada havia dias pelas polícias Civil e Militar. No entanto, nem mesmo medidas preventivas afastaram os convocados para a tarefa de matar um homem de 62 anos, morador de Porto Belo. A audácia dos suspeitos surpreendeu a polícia, que, por um descuido, fez com que parte da informação sobre o ataque vazasse alguns dias antes. Isso, porém, não desestimulou os detidos.
Era por volta de 9h quando a caminhonete do alvo começou a ser perseguida no bairro Meia Praia, em Itapema. Na altura da Rua 261 com a Avenida Nereu Ramos, um Fiesta se aproximou do veículo disparando sem parar. Mesmo debaixo de tiros, o motorista conseguiu fugir. Os suspeitos continuaram disparando, atingindo sem gravidade duas pessoas que passavam pelo local.
Uma terceira pessoa foi atropelada pelo Fiesta. A caminhonete também causou um acidente. Sem saber que estava no meio de um acerto de contas, o motorista do veículo atingido por acaso chegou a ir atrás do condutor que havia causada a colisão para cobrar o prejuízo.
A essa altura, policiais militares já acompanhavam a perseguição. A vítima conseguiu se desvencilhar da mira dos perseguidores, que fugiram pela BR-101 em direção a Balneário Camboriú. Na rodovia, o Fiesta capotou e os suspeitos se embrenharam no mato.
Já em Balneário Camboriú, no bairro da Barra, os suspeitos abordaram um homem que fazia compras em um sacolão, conforme a Polícia Militar, e roubaram o Fusca dele. Fugiram então no veículo, que era acompanhado de perto pela PM.
– Eles não conseguiram ir muito rápido e ficamos apenas esperando, até que eles bateram e conseguimos prendê-los – contou um dos policiais que atendeu a ocorrência.
Dois foram presos ontem e comparsas são procurados
Fernando Correia, 26 anos, e Moacir Correia, 35, foram presos. Segundo a polícia, eles apresentaram resistência e já haviam dispensado a arma que teria sido usada para tentar matar o homem perseguido nas ruas de Itapema.
Os dois serão autuados por tentativa de homicídio. Um advogado, que defenderia Moacir, também foi detido. Ele foi visto pelos policiais no local do atentado, mas sexta-feira à noite não havia informações sobre o motivo da prisão dele.
Todos serão encaminhados ao presídio da Canhanduba, em Itajaí, mas até o fechamento desta edição permaneciam na Divisão de Investigações Criminais (DIC) de Balneário Camboriú.
A polícia ainda investiga a participação de outros envolvidos na ação, pois a vítima teria visto uma mulher armada no carro do advogado e um terceiro homem no carro em que estavam Moacir e Fernando.

Testemunhas relatam momentos de medo

O fogo cruzado em plena Nereu Ramos na manhã de ontem assustou moradores e turistas, que passaram por momentos de medo e insegurança em uma das principais avenidas de Itapema. Moradora de Joinville de férias no Litoral, Siane Oliveira, 37 anos, ia comprar roupas em uma loja quando ouviu o primeiro disparo. A princípio pensou que o pneu de algum carro tivesse estourado, mas logo percebeu que se tratava de tiros.
– Nunca tinha passado por uma situação dessas e espero não presenciar novamente. Quando vi que era um tiroteio minha preocupação foi proteger meu filho, que estava no carrinho de bebê – lembra Siane.
Um comerciante da Nereu Ramos, que prefere não se identificar, conta que os carros envolvidos na perseguição deram voltas na avenida e nas ruas transversais, disparando pelo menos 10 vezes contra o veículo da vítima. A ação demorou poucos minutos, mas foi suficiente para assustar pedestres e motoristas.
– Foi muita sorte não ter atingido mais pessoas, porque a avenida estava cheia, com muitos carros. Foram cenas, literalmente, de cinema – comenta.

 

ASSUNTO: DESACATO NA INTERNET

VEÍCULO: Diário Catarinense

Comando-geral da PM valida autuação a jovem

Corporação reforça correção de policiais que intimaram rapaz depois de ofensas pelo Facebook

O comando-geral da Polícia Militar de Santa Catarina afirmou em nota estar a favor da conduta dos policiais de Joinville no caso em que autuaram por desacato um rapaz que havia feito críticas ofensivas pelo Facebook à ação da PM.
Em nota, assinada pelo comandante-geral, coronel Nazareno Marcineiro, a PM apontou que “a manifestação de pensamento quando ofensiva à honra dos particulares e de agentes públicos, em razão de suas funções, caracteriza infração penal, deixando a conduta de estar acobertada pela garantia constitucional”, em referência ao direito de livre manifestação de pensamento, previsto na Constituição.
O caso ganhou repercussão após divulgação na página do 8º Batalhão da PM no Facebook, na quinta-feira. Segundo a polícia, um rapaz teve o carro apreendido ao ser flagrado em um racha. Após ele escrever mensagens ofensivas contra a polícia nas redes sociais, foi novamente autuado, desta vez por desacato.
Pelo Facebook, o jovem pediu desculpas pelas ofensas. Mas contestou parte das informações repassadas pela polícia. O rapaz disse que tem 19 anos (a polícia havia informado que ele tinha 23). O estudante também afirma que obedeceu à ordem de parada da polícia e nega ter participado de um racha, mas reconhece as irregularidades apontadas: estava com a carteira vencida e tinha o carro rebaixado.
O motivo de ter se exaltado, diz o rapaz, foi pela forma como ocorreu a abordagem. Ele alega que houve excesso por parte da PM.
– No momento da raiva, tudo o que foi perguntado foi respondido no mesmo tom, o que também não foi certo. Entendo que os demais policiais tenham se sentido ofendidos – disse. Em mensagem, pediu desculpas “aos policiais de verdade, que se dedicam a cada dia a não deixar bandido se criar em nossa cidade”.
Procurado pela reportagem, o estudante afirmou que está disposto a reforçar sua versão quando for intimado a prestar depoimento na Justiça, mas disse que não deve registrar queixa na corregedoria da PM contra a conduta dos policiais.

 

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DE 09.03.2014

 

COLUNISTA CACAU MENEZES – Diário Catarinense

Socorro

Infelizmente uma praga invadiu Florianópolis neste verão. É a quantidade de “guardadores de carro” que atua nas proximidades de casas noturnas, restaurantes e até igrejas em noites de casamentos. Coitado do motorista que decidir não contribuir. No último sábado, no Centro, uma jovem jornalista marchou com R$ 50 ao parar o carro num local que nem estacionamento era para participar do Carnaval na Praça XV.

 

ASSUNTO: Bombeiros militares x voluntários

VEÍCULO: Diário Catarinense

BRIGA POR ESPAÇO: Atuação de bombeiros cria impasse

Vistoria realizada por militares em hotéis de Joinville causa desconforto em voluntários

Um novo impasse entre bombeiros voluntários de Joinville e bombeiros militares estremeceu ainda mais a relação, que já é delicada, das duas corporações. Após um pedido do Ministério Público de Santa Catarina, militares realizaram vistorias em hotéis da cidade.
O deputado estadual Darci de Matos fez denúncia ao próprio MP na semana passada, em que acusa os militares de estarem atuando de forma irregular no município. O deputado lembra a lei aprovada em outubro de 2013, que autoriza prefeituras a repassar o poder de fiscalização aos voluntários. Uma reunião entre os comandos das corporações, negociada pelo governo do Estado para ocorrer nesta semana, pretende retomar o diálogo e, quem sabe, chegar a uma solução.
O encontro está sendo intermediado pelo secretário de Estado da Casa Civil, Nelson Serpa. Segundo ele, já houve uma primeira rodada de conversas separadamente na semana passada.
– Nosso ponto de partida é ver o que está na lei. A nossa responsabilidade é garantir a segurança das pessoas por meio da fiscalização – disse.
Na denúncia feita pessoalmente ao procurador-geral de Justiça em Santa Catarina (chefe do MPSC), Lio Marcos Marin, Matos afirma que os militares, que seriam da cidade de Barra Velha estariam realizando vistorias em prédios comerciais de Joinville.
– Não temos nada contra os bombeiros militares. Eles fazem um trabalho tão bom quanto os voluntários, só não concordamos com a atuação deles em Joinville – disse o deputado.
O presidente da Associação dos Bombeiros Voluntários de Joinville, Moacir Thomazi, diz que donos de alguns comércios procuraram os voluntários após os militares terem tentado fazer ou feito vistoria nos locais.
– Nós estamos orientando os comerciantes para que eles não deixem os militares vistoriarem, até porque temos a lei que confere este poder aos voluntários – afirma Thomazi, que vê a atitude como “provocação boba”.
Decisão está prevista para ocorrer esta semana
Conforme a assessoria de imprensa do Ministério Público de Santa Catarina, a denúncia do deputado estadual Darci de Matos foi protocolada e, agora, está sob análise na Subprocuradora Geral de Justiça para assuntos jurídicos, que avalia se o conteúdo é ou não pertinente para ser investigado.
Conforme a assessoria, a lei aprovada em outubro, apesar de beneficiar os voluntários, não proíbe a atuação dos militares. A decisão sairá nesta semana, após a reunião.

 

ASSUNTO: Divulgação de resgate

VEÍCULO: Diário Catarinense

RESGATE HEROICO: Cúmplices

Uma forte corrente de retorno por pouco não tirou a vida de Enzo Martins, 13 anos, em Bombinhas, Litoral Norte. Ele entrou no mar, na praia de Bombas – apenas com o primo, Nathan, sem nenhum adulto conhecido para acompanhá-los – e não conseguiu voltar. Apesar de não saber nadar e ter medo da água, quis chegar perto das pedras para brincar com o primo. Ao perceberem a situação, os guarda-vidas Ricardo Martins, Thiago Andrade e Cleiton Glowacki, sem trocar uma palavra, se dividiram no salvamento. O vídeo do resgate realizado há 15 dias, gravado com uma câmera acoplada ao capacete de um guarda-vidas ganhou repercussão internacional. Dois dos jornais, um do Reino Unido (Daily Mail) e outro dos Estados Unidos (New York Daily News) divulgaram as imagens em seus sites.

Vídeos ajudam na prevenção

Imagens como as captadas pelo equipamento acoplado no capacete do guarda-vidas Thiago de Souza Andrade – que participou do salvamento do menino Enzo Martins, em Bombinhas, no Litoral Norte, vão ser cada vez mais comuns nos resgates feitos pelo Corpo de Bombeiros em SC.
De acordo com o chefe de Comunicação, tenente André Pratts, a corporação catarinense tem estimulado esta prática desde o início da Operação Veraneio 2013/2014. O objetivo é contribuir para reduzir o número de mortes que, mesmo antes do fim desta temporada, cresceu 41,8% comparando com o ano passado.
– Cada vez mais vamos utilizar este recurso que aumenta a percepção sobre a situação de risco para as pessoas e pode inibir novos descuidos – diz.
Os experimentos começaram nas ações do helicóptero Arcanjo, do Batalhão de Operações Aéreas, e agora estão sendo testados em terra. No resgate do garoto Enzo, em que as imagens rodaram o mundo, era o primeiro dia que a guarnição da praia de Bombas utilizava o equipamento, de acordo com Pratts.
– A imagem dá mais valor ao trabalho dos guarda-vidas e facilita à medida que mostra os riscos de afogamento. Com o vídeo, as pessoas têm uma noção de que não é brincadeira ficar em uma corrente de retorno – disse.
A Operação Veraneio 2013/2014 foi lançada no dia 13 de dezembro e desde lá os guarda-vidas entraram 4.412 no mar para salvar banhistas de arrastamento de correntes de retorno – situação vivida por Enzo. Apesar de investir na prevenção, foram registradas 17 mortes em algumas das 153 áreas monitoradas em SC, cinco a mais que a temporada passada. Ao todo, são 480 guarda-vidas militares e 1,2 mil civis.
Pratts lembra que a partir do final de maio algumas praias terão os postos desativados até outubro.
– É indicado procurar praias que ainda estarão guarnecidas, buscar orientação com os guarda-vidas para evitar correntes e, se ingerir bebida alcóolica, não entrar na água – ensina.

 

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DE 10.03.2014

 

ASSUNTO: Violência no trânsito

VEÍCULO: Diário Catarinense

CARRO NA CONTRAMÃO: Acidente mata três no Norte de SC

Vítimas são dois bailarinos que voltavam de festa em Curitiba e motorista do veículo que percorreu a BR-101 na pista contrária

A morte encontrou, na madrugada de ontem, seis jovens que passavam sobre o viaduto da BR-101, em Joinville. E levou três deles num acidente que envolve uma série de fatos ainda sem explicação.
O vidraceiro Jackson Batista Porto, de 25 anos, que saiu de casa para ir buscar a mulher e o filho de sete meses em Major Vieira, dirigiu seu Cobalt preto por cinco quilômetros na contramão e bateu de frente em um Palio onde estavam cinco pessoas. O acidente aconteceu por volta das 5 horas da manhã, no KM 27,2 da BR-101, a poucos metros de um posto da Polícia Rodoviária Federal.
Porto e os dançarinos Tamiris Knaut Porcíncula, 24 anos, e Jean Carlos de Souza, 20, morreram na hora. As três pessoas que estavam no banco de trás do Palio que seguia de Curitiba para o Vale do Itajaí ficaram gravemente feridas e foram levadas para o Hospital São José, em Joinville. Sandro Luiz Barth, de 30 anos, Claudia Huller, 23, e Fiama de Bittencourt da Silva, 21, sofreram várias fraturas e permaneciam internados na UTI.
Segundo o pai de Jackson, Idacir Porto, o rapaz conhecia bem a estrada.
– Não há explicação – disse.
Segundo ele, Jackson tinha dito que iria buscar a mulher, Roseli, e o filho no Planalto Norte. É a segunda perda de Roseli. O primeiro marido dela, o bombeiro Marcos de Oliveira, 23 anos, morreu há oito anos enquanto prestava um atendimento.
Tamiris e Jean Carlos retornavam de Curitiba, onde haviam participado de um baile.
Quem são as vítimas

> Tamiris Knaut Porcíncula, 24 anos

Fazia o curso de Sistemas para Internet na Univali. Nasceu em Curitiba, onde moram os familiares. O sonho era dar aulas de dança, se formar e manter carreiras paralelas com suas duas paixões, a dança e a internet.

> Jean Carlos de Souza, 20 anos

Era instrutor de dança de salão e coreógrafo. Trabalhava na Companhia Ritmo Studio de Dança de Salão. Também era monitor do laboratório de Botânica na Univali, onde cursou ciências biológicas. Era conhecido pela criatividade em criar coreografias.

> Jackson Rodrigo Batista Porto, 25 anos

Há três anos decidiu abrir o próprio negócio, uma vidraçaria, no Centro de Garuva, no Norte do Estado. Gostava de pescar e era conhecido pelos amigos como Jajá. Tinha uma filha de sete meses.

 

ASSUNTO: Morte de ciclista

VEÍCULO: Diário Catarinense

MOTORISTA PRESO: Menino morre atropelado no Rio Vermelho

Faleceu na noite de ontem o menino de 10 anos atropelado no bairro Rio Vermelho, em Florianópolis. João Victor estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Infantil Joana de Gusmão e não resistiu aos ferimentos.
O motorista, um homem de 42 anos, foi autuado em flagrante por lesão corporal grave pela Polícia Militar (PM). Com a morte do menino, ele deverá responder por homicídio por acidente de trânsito. Ele tentou fugir do local do acidente, mas foi detido pelos policiais. Após o acidente, o motorista foi encaminhado à Central de Polícia do Norte da Ilha e por volta das 20h foi levado à Central de Triagem do Estreito, mais conhecido como Cadeião.
Segundo os policiais que registraram a ocorrência, o motorista realizou o teste do bafômetro, que indicou embriaguez. A delegacia de polícia do Norte da Ilha, que está cuidando do caso, não informou qual seria o índice.
O atropelamento ocorreu por volta das 14h40min, na Rua Candido Pereira dos Anjos, quando João Victor passeava de bicicleta.

PROTESTO: Ciclistas protestam por segurança

Com frases pintadas nos corpos pedindo proteção, como “SOS vida” e “pelado você me vê”, cerca de 50 ciclistas partiram da pista de skate do bairro Trindade, em Florianópolis, para passear pela cidade sem roupa no sábado. A terceira edição da “peladada” – ou pedalada pelada – faz parte da World Naked Bike Ride, movimento que começou em San Francisco, EUA, para questionar que ciclistas precisam diariamente defender a dignidade no meio do tráfego das grandes cidades. Organizador da edição florianopolitana, Daniel de Araújo Costa explica que a manifestação não tem conotação sexual ou a celebração da nudez, mas que só assim são realmente notados.

 

ASSUNTO: Novo Comandante

VEÍCULO: Portal da PMSC

Joinville: Polícia Militar Ambiental tem novo comandante

Aconteceu na tarde de ontem (6), em Joinville, a solenidade de passagem de comando da 2ª Companhia do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (PMA). Com a presença do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Nazareno Marcineiro, o tenente-coronel Adilson Schlickmann Sperfeld passou o comando ao major Fábio Henrique Machado.

Além da troca de comando, o evento também marcou o aniversário de 21 anos da Sub Unidade PMA, que foi a primeira a ser inaugurada no interior do estado, em 05 de março de 1993.

Para marcar a importante data, o comando da 2ª Companhia prestou homenagem ao policial com maior tempo de serviço no quartel, o cabo Claudimar Francisco Felske, com 20 anos de serviço na PM Ambiental, e desta forma homenageando também os policiais que atuam na Companhia. O policial foi homenageado com uma comenda, que foi entregue pelo comandante da companhia.

Na sequência, foram também agraciados com diplomas quatros policiais militares que findaram sua carreira policial militar em defesa da vida e do patrimônio alheio, mesmo com o risco da própria vida, na Unidade de Polícia Militar Ambiental. O subtenente Pedro Nenigres, o 2º sargento Osmar Felicio Ferreira do Vale, o 3º sargento José Marcílio Gonçalves e cabo Osmar Moreira receberam os parabéns e os agradecimentos dos comandantes e foram transferidos para a reserva remunerada.

Encerrando o evento, aconteceu o ato de passagem de comando, que foi presidido pelo comandante do Batalhão de Polícia Militar Ambiental, tenente-coronel Leibnitz Martinez Hipolito. Na oportunidade, o tenente-coronel Adilson Schlickmann Sperfeld passou o comando da 2ª Companhia de Polícia Militar Ambiental ao major Fábio Henrique Machado, que desde 1999 desenvolve funções em Unidades de Polícia Militar Ambiental, sendo que sua última função foi de comandante da 6ª Companhia de Polícia Militar Ambiental, com sede no município de Canoinhas.

Diversas autoridades da região prestigiaram o ato militar, como os comandantes de Polícia Militar Especializada, coronel Carlos Eduardo Orthmann, do 8º Batalhão PM, tenente-coronel Adilson Moreira, da 2ª Companhia do Batalhão de Aviação PM, major Nelson Henrique Coelho, do 62 Batalhão de Infantaria, tenente-coronel EB, Sandro Emílio Dureck, o delegado de Polícia Federal, Junior Aparecido Taglialinha, o diretor do Foro de Justiça Federal de Joinville, juiz Roberto Fernandes Jr, o delegado da Capitania dos Portos de São Francisco do Sul, capitão de corveta Claudio Luiz Estrela Pereira, o procurador Federal da República, Thiago Gutierrez, o promotor Marcelo Mengarda, o delegado de Polícia Civil, Rodrigo Gusso, o prefeito de Balneário Barra do Sul, Ademar Henrique Borges, o vice-preito de Joinville, Rodrigo Coelho, o presidente da Câmara de Vereadores de Joinville, João Carlos Gonçalves, e o diretor-geral da SDR Joinville, Giovanni Gonçalves, que representou o governador João Raimundo Colombo.

 

ASSUNTO: Formatura do Fogo

VEÍCULO: Portal da PMSC

Futuras soldados usam a farda pela primeira vez

O orgulho de ser policial militar e envergar a farda cáqui foram as bandeiras levantadas na solenidade de entrega e autorização do uso do fardamento às alunas do Curso de formação de Soldados (CFSd) – Turma 2013, realizada na última sexta-feira (28), na sede do 13º Batalhão de Polícia Militar (BPM)de Rio do Sul.

A “Formatura do Fogo”, nome dado à solenidade em virtude do acendimento de tochas, tem como característica também o ambiente noturno. Em seu discurso, o major Alexandre Balduíno, oficial respondendo pelo comando do 13ºBPM, destacou a importância da data, bem como citou a origem dos uniformes militares e o comprometimento que as novas alunas soldados devem ter com sua apresentação pessoal e com o correto uso do fardamento. “O respeito a estes aspectos demonstram não só o alto grau de disciplina, mas também a credibilidade da corporação perante à sociedade”, destacou o major.

A presença dos familiares abrilhantou ainda mais a solenidade, marcada ao final pela emoção de todos, principalmente das alunas que usavam a farda da Polícia Militar de Santa Catarina pela primeira vez.