Área do associado

Área do associado

Clipagem de 3 a 5 de maio

5.5.2014

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DE 3 DE MAIO

 

COLUNISTA RAFAEL MARTINI – Diário Catarinense

Vídeo da guarda

A Secretaria de Segurança Pública de Florianópolis investiga uma suposta tentativa de homicídio praticada por dois agentes da Guarda Municipal. Acesse www.diario.com.br/visor e confira as imagens.

 

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DE 4 DE MAIO

 

COLUNISTA RAFAEL MARTINI – Diário Catarinense

Suspeita de crime

A Guarda Municipal de Florianópolis está envolvida na apuração de suposta tentativa de homicídio praticada por dois de seus agentes. Acesse www.diario.com.br/visor e confira o vídeo que mostra um dos guardas efetuando o disparo que feriu um morador da região continental. A Polícia Civil também abriu inquérito para investigar o caso. A dupla foi afastada de suas funções e já responde a processo disciplinar.

 

ASSUNTO: VIOLÊNCIA EM VÍDEO

VEÍCULO: Diário Catarinense

Polícia responsabilizará envolvidos: Imagens de menina de São José sendo espancada são usadas por investigadores para identificar as agressoras e um rapaz

As três jovens que espancaram uma adolescente de 17 anos em São José, na Grande Florianópolis, e o garoto que filmou as agressões, vão ser responsabilizados pela Polícia Civil. O vídeo ganhou repercussão nacional pela violência das imagens.
A delegada regional de São José, Sandra Mara Pereira, disse na sexta-feira que os investigadores da Delegacia de Proteção da Criança, Adolescente, Mulher e Idoso apuraram que os envolvidos residem em duas comunidades de Florianópolis: Morro da Caixa e Chico Mendes, no Continente. A partir de segunda-feira, a polícia vai intimá-los e começar a tomar os depoimentos.
Num vídeo divulgado na internet, a adolescente aparece sendo espancada com socos, chutes e ainda é atingida na cabeça por uma das agressoras com uma pedra.
Ela também teve o cabelo puxado e saiu correndo nua após ter a roupa que vestia rasgada pelas agressoras. No fim do vídeo, uma das envolvidas diz ter “rachado” a cabeça da moça.
A briga ocorreu há cerca de duas semanas em uma rua no bairro Flor de Nápolis, em São José. Mas apenas na quinta-feira a família da menina agredida registrou boletim de ocorrência, na Central de Polícia. A jovem sofreu oito pontos na cabeça.
Segundo a delegada, a vítima foi atraída ao local pelas agressoras. O motivo seria uma vingança à vítima, que teria se aproximado do namorado de uma delas.– Estamos na fase de identificação dos envolvidos. Há suspeita que uma das agressoras seja adulta. Se for, vamos pedir a prisão dela por tentativa de homicídio. Nada justifica esse tipo de agressão – diz a delegada.
O autor da filmagem, que teria menos de 18 anos, também poderá ser responsabilizado por omissão de socorro, conforme a delegada.
Em entrevista à RBS TV, a mãe da vítima contou que a garota é usuária de drogas, está ameaçada de morte e que não consegue vaga para interná-la.
O caso é acompanhado pelo Ministério Público de São José, que aguarda o resultado da investigação policial para aplicar medidas socioeducativas aos adolescentes agressores. O promotor da Infância e Juventude Gilberto Polli diz que a adolescente se encontra em situação de vulnerabilidade social e encontra dificuldade para inseri-la em programas de atendimento do município. A prefeitura informou que a adolescente esteve internada em comunidade terapêutica, mas que saiu da unidade.

 

ASSUNTO: ALUNO-SOLDADO

VEÍCULO: Diário Catarinense

UM HERÓI POR TELEFONE

Papai de primeira viagem, Jean Rodrigues Bartolomeu, 22, levou um grande susto na noite da última terça-feira. A filha Ana Luísa, de apenas um mês, dormia tranquilamente quando começou a se debater e ficar roxa. A bebê não respirava. Desesperado, ele discou para a Polícia Militar. Do outro lado da linha, o aluno-soldado Maicon Manoelito de Farias, 29, tentou acionar o Samu, mas nenhum atendente estava disponível. O PM lembrou então que o colega Vitor Thomaz Mendes era treinado em primeiros socorros. Foi então que ele deu as orientações.
Ana Luísa voltou a respirar. A mãe da bebê, Tatiana Veloso, 21, ainda chorava quando viu a filha voltar à cor normal. Depois de ser atendida por um médico, foi descoberta a causa do susto: ela havia se afogado com leite materno e o líquido foi para o pulmão, onde fez um coágulo. Medicada, ela já passa bem.

 

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DE 5 DE MAIO

 

COLUNISTA RAFAEL MARTINI – Diário Catarinense

Navalha na carne

Cesar Souza Júnior determinou ao secretário Rafael de Bona, da Segurança Pública Municipal, rigor absoluto na apuração do episódio envolvendo os guardas municipais e a abordagem que resultou em um jovem baleado, divulgado com exclusividade pelo Visor. As imagens dos agentes deixando o local sem prestar socorro à vítima deixaram o prefeito extremamente preocupado.

Experiência

O inspetor Luiz Graziano, da área de Comunicação da Polícia Rodoviária Federal, fez o seguinte comentário ao analisar a série de acidentes com motos em SC:
– Venda a sua (moto) e jamais compre uma.
Muita gente resolveu bombardeá-lo no blog do Visor, mas basta dar uma espiada no setor de traumatologia dos hospitais para perceber que a dica se baseia em estatísticas.

 

COLUNISTA MOACIR PEREIRA – Diário Catarinense

PM: 179 anos

Polícia Militar de Santa Catarina comemora hoje os 179 anos de excelentes serviços prestados à população com solenidade as 17h no Centro de Ensino da Trindade. Além da tradicional promoção de oficiais e praças haverá entrega de medalhas aos amigos da corporação e passagem do comando.

Mudança

Coronel Nazareno Marceneiro deixa o comando da PM com um saldo positivo de realizações. Além de dirigir as operações que resultaram no combate aos atentados no Estado, promoveu melhoria salarial dos praças e oficiais e avançou na gestão.
Deixa o comando e vai para a reserva. Assumirá o subcomandante, coronel Valdemir Cabral.

 

COLUNISTA ROBERTO AZEVEDO – Notícias do Dia

O competente coronel Paulo Henrique Hemm, ex-chefe da Casa Militar da Assembleia, assume hoje, às 17h, em solenidade no Centro de Ensino da PM, em Florianópolis, o subcomando geral da Polícia Militar, ao lado do coronel Valdemir Cabral, que assume o comandogeral da instituição.

 

COLUNISTA HÉLIO COSTA – Notícias do Dia

Comando da PM

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Nazareno Marcineiro, passa hoje o bastão para o subcomandante-geral coronel Valdemir Cabral. Na entrevista que concedeu ao Notícias do Dia, semana passada, Marcineiro disse que pediu à reserva para poder terminal o doutorado em engenharia de gestão e sistema, que tem como tese o modelo de gestão da PM . Porém, nos bastidores da caserna, comenta-se que estava ocorrendo um desgaste gerencial entre o comandante e os demais coronéis.

 

COLUNISTA CARLOS DAMIÃO – Notícias do Dia

Desobediência

“O autor foi identificado e possui várias passagens por receptação, desobediência, posse de drogas”. Trecho de um relato do comandante Sílvio Ribeiro, do 21º Batalhão da Polícia Militar (Norte da Ilha), sobre a prisão de um criminoso, no Rio Vermelho. A palavra “desobediência” me chamou atenção. Os policiais têm convivido muito com esse tipo de situação. O desrespeito tornou-se comum e explica casos como o ocorrido em Canasvieiras na semana passada

Tens tempo

Conversando com uma autoridade policial recentemente, ouvi dela uma observação inquietante: o telefone 190 é acionado quase todos os dias, com mais frequência no verão, por pessoas incomodadas com som alto na vizinhança. Ou seja, ao invés de se concentrar no combate ao crime, a PM tem que se preocupar com uma questão que distancia o ser humano da civilização: o respeito pelo outro, acima do respeito às leis.

 

ASSUNTO: BRUTALIDADE DESMEDIDA

VEÍCULO: Diário Catarinense

Jovem é esquartejada em Joinville

Mulher de 19 anos é assassinada e encontrada em uma casa com partes do corpo desmembradas, após dois dias desaparecida

O caso da estudante Mara Tayana Decker, assassinada durante o feriado em Joinville, chocou a região Norte de SC. Depois de dois dias desaparecida, a jovem de 19 anos foi encontrada morta em uma casa na Zona Sul da cidade. Segundo a polícia, o autor do crime teria tentado desmembrar partes do corpo.
Mara saiu de casa na noite anterior ao feriado do dia 1o para se divertir com amigos e o corpo dela foi encontrado no sábado, numa casa no bairro Guanabara, na zona Sul de Joinville. A perícia disse que a jovem teve uma das pernas desmembrada do corpo. Os braços e a outra perna também estavam parcialmente separados.
A polícia considera o dono da casa onde ela foi encontrada o principal suspeito do crime. Identificado como Leandro Emílio da Silva Soares, ele teria sido visto com a jovem por volta das 3 h de quinta-feira, pegando um táxi na Via Gastronômica, lugar movimentado da noite na cidade.
O sumiço dela preocupou os pais e os amigos já na manhã de quinta. Mara havia combinado de viajar com a família e a saída estava marcada para as 6h, só que ela não apareceu.
Na sexta-feira, após registrar Boletim de Ocorrência, a família recebeu um sinal de que a jovem poderia estar viva. De forma inexplicada, a conta dela no Facebook foi desativada sem comentários ou informação de paradeiro. A Polícia Militar chegou a ir na casa da família e, depois, com base nas imagens das câmeras de segurança da rua e de informações de amigos, começou uma investigação à parte.
A estudante que queria ser fisioterapeuta morava com os pais no bairro Costa e Silva, zona Norte da cidade, e foi sepultada ontem à tarde, em Guaramirim, onde nasceu.

Suspeito do crime está desaparecido

O segurança Leandro Emílio da Silva Soares, que mora na casa onde o corpo da jovem Mara Tayana Decker foi encontrado, está desaparecido desde a manhã de sábado e é considerado pela polícia como o principal suspeito do crime.
A mãe dele, que mora em Navegantes, foi quem informou a polícia de que ele teria matado uma pessoa e deixado o corpo na casa. Ontem à tarde, o delegado da divisão de Homicídios, Paulo Reis, liderou uma série de buscas, mas até o fechamento desta edição, o suspeito não havia sido preso.
Soares responde a pelo menos quatro processos na Justiça de Joinville e foi condenado em pelo menos um deles, por ameaça, mas a ação está em recurso no Tribunal de Justiça, em Florianópolis. A Polícia Civil de Joinville está usando uma foto dele, tirada em uma das vezes em que ele foi detido, para tentar encontrá-lo.
O primeiro processo criminal é de 15 de julho de 2011. Em março de 2013, o segurança foi condenado a um mês e meio de prisão em regime aberto, de acordo com a Lei Maria da Penha. A vítima do processo informou à Justiça que sofria ameaças constantes e que temia por si e pela filha porque Soares, como segurança, portava arma de fogo. Os outros processos criminais são de maio, setembro e novembro de 2013, mas não há decisão.
Segundo a polícia, Soares era o homem que estava com Mara na madrugada do dia 1o na Via Gastronômica, pouco antes de ela desaparecer. Segundo os investigadores, ele trabalhava em um dos bares, mas o nome do estabelecimento não foi informado. Em imagens de câmeras de vigilância cedidas à polícia, Soares e Mara aparecem saindo do local pouco depois das 3h para tomar um táxi. A direção do estabelecimento diz que eles estavam como clientes no local.
Convivendo com casos de violência desde a década de 1990 em Joinville, a delegada Marilisa Boehm considera que, em crimes desta natureza, haja o envolvimento com algum tipo de droga ou doença mental.
– O que se vê, na rotina das ocorrências, é empurrão, soco, agressão, fraturas. Esquartejamento de uma pessoa tão jovem choca muito a sociedade – diz a delegada, para quem só traços psicológicos explicam um fato assim.

 

ASSUNTO: MUDANÇA NO COMANDO DA PM

VEÍCULO: Diário Catarinense

Coronel Cabral toma posse hoje

O coronel Valdemir Cabral, 55 anos, assume hoje o comando-geral da Polícia Militar (PM) do Estado. Uma solenidade está marcada para as 17h, no Centro de Ensino da PM, em Florianópolis.
Atual subcomandante da PM, Valdemir Cabral entra no lugar do coronel Nazareno Marcineiro, que anunciou a saída do comando há 10 dias. Nazareno ficou na função de número um da corporação por três anos e cinco meses. Ele disse que pediu o desligamento para se dedicar à vida acadêmica, pois pretende concluir doutorado em Engenharia de Produção na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).
O evento ocorre no dia de aniversário dos 179 anos da PM. Estarão presentes o governador Raimundo Colombo e o secretário da Segurança Pública (SSP), César Grubba. Com a saída de Nazareno também mudaram os ocupantes de outros dois postos importantes na hierarquia da PM.
O coronel Cabral é fundador e ex-comandante do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). No meio policial, há quem aposte num perfil mais operacional da PM na gestão que se inicia.
O novo subcomandante-geral é o coronel Paulo Henrique Hemm, atual gerente de Relações Institucionais da SSP. O chefe de Estado Maior da PM foi anunciado como sendo o coronel João Ricardo Busi da Silva, que estava na Diretoria de Apoio Logístico e Financeiro. Após a solenidade haverá coquetel no Clube Barriga Verde dos Oficiais (ABVO).

 

ASSUNTO: Fiscalização dos bombeiros

VEÍCULO: Notícias do Dia

Creche volta a atender

As crianças matriculadas no CEI (Centro Educacional Infantil) Nova Geração, na praia da Pinheira, em Palhoça, poderão voltar ao ritmo normal de aulas a partir desta segunda-feira. A creche, única que atende a comunidade da Pinheira e região do Maciambu, ao Sul de Palhoça, ficou interditada por mais de 30 dias devido a dezenas de irregularidades apontadas pelo Corpo de Bombeiros, Vigilância Sanitária e Conselho Municipal de Educação.

Quando os problemas foram identificados, o Ministério Público de Santa Catarina interveio, firmando um TAC (termo de ajuste de conduta) a partir do dia 14 de março. Segundo o documento, havia itens que deveriam ser corrigidos em um prazo de 48 horas. Porém, uma semana depois, nada havia sido feito. Por isso, a creche foi interditada.

Inicialmente, ficou fechada por 15 dias, depois foi liberada parcialmente a parte de baixo da casa, onde funcionam a cozinha e refeitório improvisado, duas salas e um banheiro não adaptado para crianças. Há mais de 20 dias, as crianças tinham aulas apenas duas vezes por semana, em sistema de rodízio. A creche atende a 96 crianças de 1 a 5 anos e há quatro anos funciona de maneira improvisada em diferentes endereços. Antes, funcionava em uma colônia de pescadores e foi retirada do local por falta de condições e estrutura para o aprendizado.