Área do associado

Área do associado

Clipagem de 15 a 17 de março

17.3.2014

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DE 15.03.2014

 

COLUNISTA CACAU MENEZES – Diário Catarinense

REFORÇO

A segurança pública de Santa Catarina ganhará um reforço de 1,1 mil policiais militares a partir de julho. São 850 homens e 250 mulheres que estão nos cursos preparatórios das academias da PM no Estado.

 

ASSUNTO: Júri em Joinville

VEÍCULO: Diário Catarinense

CASO MARIA REGINA: Júri condena homem a 14 anos de prisão

O júri popular de Arno Alfredo dos Passos Filho, acusado de executar com dois tiros a secretária Maria Regina de Oliveira, 40 anos, na região central de Joinville, em 2010, condenou o réu a 14 anos de prisão em regime fechado por homicídio qualificado, por motivo fútil e por impossibilitar a reação da vítima. Ele não poderá recorrer em liberdade. O ex-marido da vítima Marcelino José Santana, acusado de ser o mentor do crime, já foi condenado a 18 anos. A investigação apontou que Marcelino teria contratado Arno para atirar na mulher porque não aceitava o fim do relacionamento.

 

ASSUNTO: Morte no Morro da Penitenciária

VEÍCULO: Diário Catarinense

Policial que estava sem identificação na farda matou rapaz de 19 anos

Se pudesse escolher, Nilcéia Lima, 37 anos, preferiria lamentar a prisão do filho. Mas ela chora a morte de Jhonatas Vieira Lima, 19, desde a manhã de sexta-feira. Jhonatas morreu após ser atingido por dois tiros disparados por um policial militar durante ação no morro da Penitenciária, no bairro da Trindade, em Florianópolis. O jovem portava um revólver calibre 38 e, segundo o policial militar, teria efetuado dois disparos contra ele durante a fuga de uma casa, onde foram detidas outras cinco pessoas. Três eram menores de idade.

A Polícia Militar chegou ao número 233 da servidão da Criança após receber denúncias de moradores sobre a movimentação estranha na casa. Por volta das 8h30, agentes do 4º Batalhão chegaram ao local. Ao perceber a chegada da PM, Jhonatas correu. Pulou a janela e se escondeu em um banheiro desativado de uma casa vizinha.

Um dos agentes entrou no local e encontrou Jhonatas. “Ele tremia muito. Mandei soltar a arma e ele disparou duas vezes contra mim”, relatou o agente, que estava sem identificação na farda. A arma do jovem foi levada pela PM a uma delegacia.

Jhonatas recebeu dois tiros na cabeça e morreu no local. Segundo a Polícia Civil, ele tinha passagens pela polícia por porte de arma e tráficos de drogas.

Outras cinco pessoas foram detidas. Uma das duas moças apreendidas, de 15 anos, tinha mandado de busca e apreensão por tráfico de drogas em Imbituba, no Sul do Estado. Os outros jovens foram liberados para os pais.

Uma adolescente de 17 anos, assumiu a responsabilidade pela casa alugada e pelo material utilizado na manutenção de armas. “O uso da força foi legal e legítimo”, defendeu o comandante da Polícia Militar, tenente-coronel Araújo Gomes, ao afirmar que o local era alvo de monitoramento da PM. Há mais de dois meses traficantes do morro trocaram tiros com policiais.

 

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DE 16.03.2014

 

COLUNISTA HÉLIO COSTA – Notícias do Dia

Farra do boi

Apesar de o governo investir em campanhas educativas contra a farra do boi no Litoral catarinense, esta “brincadeira estúpida”, na qual os farristas açoitam o animal, continua a mil por aí. Neste fim de semana, a farra ocorreu em Itapema. Quando a Polícia Militar bateu, os farristas sumiram. O boi foi apreendido na rua 706. Ele não estava machucado, apresentava sinais de cansaço. A farra do boi foi proibida em 3 de junho de 1997 pelo STF, que considerou a brincadeira “cruel”.

Polícia Civil

A chefia da Polícia Civil não quis pagar as horas extras, pois alega que os policiais ficam em casa, de sobreaviso, não caracterizando horas excedentes. Por conta desta determinação, os agentes postaram um recado na rede interna afirmando que não vão mais atender crimes considerados hediondos fora do expediente. O delegado Ilson Silva, diretor da Delegacia Metropolitana, interpretou a atitude como um ato de insubordinação e mandou recolher os celulares funcionais dos agentes, as viaturas descaracterizadas e transferiu os policiais da DIC para o expediente da delegacia. Ora, quem paga a hora-extra é a população, que agora vai ficar prejudicada, sem a investigação em Palhoça. É bom lembrar que a investigação é a prerrogativa da Polícia Civil – direito exercido e inerente da instituição.

 

COLUNISTA CARLOS DAMIÃO – Notícias do Dia

Varredura

O 4º Batalhão da Polícia Militar promoveu uma Operação Varredura no centro histórico de Florianópolis na madrugada de ontem. Foram abordadas 79 pessoas, a maioria moradores de rua. A região, em termos de segurança pública é a mais crítica do Centro, em especial para o comércio – frequentemente atacado por consumidores de crack.

 

ASSUNTO: PM do Rio

VEÍCULO: Diário Catarinense

CERCO À VIOLÊNCIA: Bope voltará ao Alemão e à Penha

A morte de mais um policial militar nos complexos do Alemão e da Penha levou a Secretaria de Segurança do Rio a determinar que o Batalhão de Operações Especiais (Bope) volte a ocupar a região. O crime ocorreu na quinta-feira à noite, um dia depois de a Secretaria ter entrado em alerta e determinado reforço no policiamento em áreas de Unidade de Polícia Pacificadora.
A decisão foi tomada depois que a secretaria foi avisada, pelos serviços de inteligência da Polícia Federal, da Marinha e do Exército, que chefes do tráfico detidos em presídios federais e estaduais tinham determinado ataques.
Subcomandante da UPP da Vila Cruzeiro, no complexo da Penha, o aspirante a tenente Leidson Acácio Alves Silva, 27, foi baleado no rosto quando patrulhava a favela com outros nove policiais. Eles foram cercados por cerca de 20 homens. A polícia investiga se eles foram emboscados.
Silva estava na PM havia três anos e havia três meses que trabalhava na UPP da Vila Cruzeiro. Ele foi o quarto PM morto na região em pouco mais de um mês.

 

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DE 17.03.2014

 

COLUNISTA MOACIR PEREIRA – Diário Catarinense

Sem investigação

A decisão do Delegado Geral de Polícia Civil, Aldo Pinheiro Ávila, de extinguir a Divisão de Investigação Criminal da Palhoça está provocando protestos dos policiais. A medida teria por objetivo reduzir despesas com pagamento de horas extras. Investigações não serão feitas mais após o expediente e nos fins de semana e feriados. 

Afrânio Boppré será o candidato do PSOL ao governo. A decisão foi ratificada ontem na Conferência Estadual da sigla. Amauri Soares deve ir ao Senado

 

COLUNISTA RAFAEL MARTINI – Diário Catarinense

Desaprovação

Não estão caindo bem no comando da Polícia Militar do Estado algumas manifestações a favor de justiça com as próprias mãos, como a de um oficial da corporação que tem usado as redes sociais para celebrar a morte de supostos criminosos em confrontos com a polícia.
Apesar de o regimento disciplinar da PM não prever esse tipo de caso, o episódio deve ser avaliado pelo alto comando nos próximos dias.

 

ASSUNTO: Incêndio em Florianópolis

VEÍCULO: Diário Catarinense

MARICULTURA: Incêndio destrói produção e ranchos

Cinco ranchos de maricultores ficaram totalmente destruídos por conta de um incêndio, de causas ainda desconhecidas, que começou por volta das 20h de sábado na praia de Santo Antônio de Lisboa, em Florianópolis.
Ontem, atrás da Praça Getúlio Vargas, ainda era possível sentir um forte cheiro de queimado no local. Em meio à madeira queimada, freezers retorcidos e enferrujados pelo calor do fogo continuavam lotados de camarões, ostras e lulas que seriam vendidos pelos maricultores.
– Não sei nem por onde começar – disse o maricultor Rodrigo Ventura, enquanto olhava para os destroços do rancho.
No total, oito famílias dependiam dos equipamentos destruídos pelo incêndio. Um dos ranchos perdidos, o dos Ventura, tinha 24 anos e uma produção de 1 milhão de ostras por ano.
– Perdemos seis freezers com quase R$ 3 mil em produtos, dois motores, um barco, duas bombas de água, máquina de lavar ostras, televisão. Não sei nem o tamanho exato do prejuízo – contabiliza.
Ainda não se sabe se algum órgão público – Ministério da Pesca ou prefeitura – vai dar assistência aos maricultores. A reportagem tentou obter informações com os dois, mas não conseguiu o contato até a noite de ontem. Ninguém sabe por onde o fogo teria começado. Ventura lembra que seu rancho foi o último a ser fechado, por volta de 19h30min de sábado.
De acordo com o sargento Gilson Martins de Andrade, que inspecionou o local, as causas do incêndio deverão ser apontadas depois de uma perícia. Um curto-circuito ou um raio são causas consideradas.

 

ASSUNTO: Sistema prisional

VEÍCULO: Diário Catarinense

PROTEÇÃO NO ENTORNO: Muro cai e três fogem

Temporal provocou queda de proteção em torno da penitenciária feminina

O muro da ala feminina do Presídio Regional de Criciúma, que caiu no sábado depois de um temporal, deve começar a ser reconstruído nesta semana em caráter emergencial. De acordo com o diretor do Departamento de Administração Prisional (Deap), Leandro Lima, os trâmites para iniciar a obra serão feitos a partir de hoje, mas até ontem não era possível determinar o dia exato em que os trabalhos começariam. Com a queda da proteção, três detentas fugiram.
As fugitivas estavam no pátio tomando banho de sol e escaparam a pé assim que o muro despendou dentro da penitenciária. Luana Flores de Jesus, 18 anos, Cátia Cilene Padilha Pereira, 42, e Aline Maurício Cruz (sem idade confirmada) não haviam sido capturadas até a noite de ontem.
Desde o sábado a segurança no entorno da penitenciária foi reforçada com vigilantes e a Polícia Militar. As presas passaram o restante do fim de semana nas celas, e terão direito a banho de sol novamente a partir de hoje em outro pátio do presídio. As visitas também serão normalizadas.
Além do estrago no muro, a virada repentina no tempo derrubou duas caixas d’água e também destelhou parte do prédio do presídio.
O temporal no Sul do Estado durou 15 minutos. Em alguns pontos isolados houve registro de granizo.
Os bairros Santa Augusta, Paraíso, Boa Vista e Tereza Cristina foram os mais afetados. Um ginásio municipal também desabou. Parte da estrutura foi arrancada do chão e arremessada contra uma casa, do outro lado da rua. Não havia ninguém no local no momento. Mais de 20 árvores caíram pela cidade, a maioria em cima de casas próximas.

 

ASSUNTO: Sistema prisional

VEÍCULO: Diário Catarinense

SEM BANHO DE SOL: Paralisação faz presídio restringir as atividades

A direção do presídio de Joinville anunciou que irá restringir temporariamente atividades envolvendo os presos como banho de sol, visitas e escoltas do presídio e da penitenciária até o fórum.
A decisão veio após o anúncio de greve dos agentes penitenciários e socioeducativos a partir das 8h de hoje, mesmo dia da paralisação organizada pelo Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual de Santa Catarina (Sintespe). Em Joinville, atuam 60 agentes com função operacional.
O diretor do presídio de Joinville, Cristiano Teixeira da Silva, explicou que a unidade vai monitorar possíveis sinais de rebelião e que sexta-feira se reuniu com os representantes sindicais para pedir que não houvesse transtorno dentro da unidade. Como o efetivo estará completo, Teixeira não acredita que haverá problemas internos de segurança e aguarda o início do movimento para avaliar a situação.
Os grevistas se comprometeram a atender emergências médicas, manter a alimentação e a segurança da unidade. A categoria reivindica a revisão do plano de carreira, com a criação de adicional de 40% sobre os ganhos na aposentadoria.
O diretor do Departamento de Administração Prisional (Deap), Leandro Lima, afirmou que a entidade se manifestará somente hoje.

 

ASSUNTO: BRIGA EM CAMPO

VEÍCULO: Diário Catarinense

Tiro mata homem em jogo de futebol

O pedreiro Evair Santos, 30 anos, assistia à partida e foi atingido na cabeça

Antes do apito final na partida que envolvia peladeiros das comunidades de Santa Vitória e do Morro do 25, uma briga resultou em um homicídio ontem à tarde, em Florianópolis.
Evair de Santana Santos, de 20 anos, assistia ao jogo à beira do campinho, nos fundos do Hospital Nereu Ramos, na Agronômica, em Florianópolis, quando começou o desentendimento entre os jogadores.
Nem a Polícia Militar, que foi chamada às 15h07min, e nem investigadores da Delegacia de Homicídios conseguiram informar como o fato aconteceu. As testemunhas disseram que durante a briga um sujeito puxou uma arma, efetuou disparos e um deles acabou acertando a cabeça de Evair, que morreu na hora.
De acordo com a Polícia Civil, nenhum outro, entre jogadores e torcedores, teria se ferido e a vítima não havia participado da briga no campo.
Natural da Bahia, Evair morava e trabalhava em uma construção em Florianópolis. Assim como a vítima, a maioria dos envolvidos exercem função de servente, pedreiro e mestre de obras.
A própria partida era um pretexto para reunir colegas, em uma confraternização. Ainda na noite deste domingo, agentes da Delegacia de Homicídios faziam diligências na região do Maciço do Morro da Cruz.

 

ASSUNTO: Farra do Boi

VEÍCULO: Diário Catarinense

FLAGRANTE NO LITORAL: Segundo registro de farra do boi

O Litoral Norte registrou na madrugada de sábado a segunda ocorrência de farra do boi da região neste ano. Por volta de 2h30min um animal da raça Nelore foi recolhido na rua 706, em Itapema. Conforme a PM, o boi não tinha ferimentos, mas apresentava sinais de cansaço.
Ele foi localizado em um terreno junto com outros três bovinos, após denúncia de moradores. A Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) recolheu o animal. As pessoas que estavam participando da farra conseguiram fugir e não foram encontradas. Cinco motos e o caminhão utilizado para transporte do boi foram apreendidos.
No fim de fevereiro deste ano, o comando-geral da Polícia Militar definiu medidas para coibir a prática da Farra do Boi em Santa Catarina. Ações preventivas e repressivas foram acertadas para que o número de casos diminua em 2014. Ano passado foram registradas 310 ocorrências em todo o Estado.
A Farra do Boi geralmente ocorre durante a Quaresma e surgiu como uma espécie de “malhação de Judas”, onde o boi é solto nas ruas e perseguido pelas pessoas, por muitas vezes agredido. Considerado crime de maus-tratos aos animais, a prática é proibida no Estado desde 1997, mas todos os anos a polícia precisa ser acionada para encerrar as farras.
Para evitar a prática, A PM pretende atuar na cadeia deste mercado: buscar quem cria, quem vende e quem transporta o boi para a farra, além de fazer ações educativas e preventivas nos locais onde ocorre o crime.

 

ASSUNTO: SOS Desaparecidos

VEÍCULO: Portal da Alesc

Clubes do futebol de SC vão divulgar campanha sobre desaparecidos

O Poder Legislativo catarinense, um dos apoiadores da campanha “Onde está você?”, promovida pelo Programa SOS Desaparecidos da Polícia Militar, estabeleceu uma parceria com a Associação de Clubes de Futebol Profissional de Santa Catarina (SCCLUBES) com o objetivo de dar mais visibilidade à causa no estado. O acordo foi firmado durante reunião realizada entre o presidente interino da Assembleia Legislativa, deputado Joares Ponticelli (PP), e o presidente da SCCLUBES, Wilfredo Brillinger, na tarde desta quarta-feira (12), na sede da entidade.

A ação inclui a divulgação da campanha na abertura dos jogos da Série A do Campeonato Catarinense (hexagonal e quadrangular) por meio de faixas, a distribuição de panfletos informativos, com enfoque nos cuidados necessários com as crianças, além de placas de publicidade nos estádios. As atividades devem ser iniciadas neste domingo (16) e encerradas no final da competição, em 13 de abril.

Todo ano são registrados 3 mil desaparecimentos no estado, sendo que cerca de 40% dos casos envolvem crianças e adolescentes. Diante desta realidade, a Polícia Militar de Santa Catarina criou em outubro de 2012 o programa SOS Desaparecidos, focado em missões de atendimento e resposta ao desaparecimento. A causa é apoiada pela Assembleia Legislativa desde 2013.

A intenção do presidente da Casa é manter o assunto em pauta e ampliar o debate, especialmente depois que a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) elegeu o tema “Fraternidade e Tráfico Humano” para a campanha da Fraternidade de 2014. “Abraçamos a causa em setembro do ano passado. Para a nossa felicidade, a CNBB escolheu este tema para trabalhar este ano. Muitos desaparecidos são traficados para prostituição, trabalho escravo, além de envolver comércio de órgãos”, disse Ponticelli. “Temos que juntar forças para sensibilizar a sociedade em relação a esta causa. São 3 mil desaparecidos por ano no estado, o que equivale ao desaparecimento de um dos 108 municípios catarinenses que tem menos de 5 mil habitantes”, ressaltou.

Na opinião do presidente da SCCLUBES, “o futebol, por ser um esporte de massa, que tem visibilidade, é um meio espetacular para contribuir com a divulgação da campanha”. Segundo Brillinger, a ação pode atingir milhares de pessoas. “A cada jogo, nossa média de público é de 5 mil torcedores. Em uma final de campeonato, são 20 mil. Em termos de alcance dos telespectadores, só na Grande Florianópolis, a estimativa é atingir mais de 350 mil pessoas na final”, afirmou. 

 

ASSUNTO: Operação Presença

VEÍCULO: Notícias do Dia

Investimento de R$ 1,7 milhão começa a reduzir índice de roubos e assaltos

A Operação Presença, criada com a intenção de melhorar a iluminação pública e consequentemente a segurança em Florianópolis, teve a primeira etapa concluída no início deste ano. Com o investimento de mais de R$ 1,7 milhão pela prefeitura nos pontos com maior índice de criminalidade, os casos têm diminuído nas localidades onde novos pontos de luz foram instalados e outros revitalizados, segundo autoridades de segurança.

No início do segundo semestre do ano passado, a Polícia Militar realizou um estudo sobre os locais com maior incidência de delitos como assaltos, tráfico e consumo de drogas. Com os dados em mãos, a Prefeitura da Capital anunciou o então plano de melhoria na iluminação pública para combater crimes na cidade.

Foram elencados diversos pontos no Centro, Trindade, Vila União, Rio Tavares, Lagoa da Conceição, Abraão, Bom Abrigo e praia das Palmeiras. Ruas e servidões destes bairros não tinham iluminação ou contavam com baixa luminosidade, o que contribuía para a ocorrência de crimes.

“No começo tínhamos 150 pontos identificados, porém diante das necessidades houve a instalação ou revitalização em mais de 900 pontos. Esta primeira etapa foi concluída”, informa Rodrigo Viegas, da Secretaria de Obras. “Quanto aos índices de criminalidade, cabe um novo levantamento para saber qual foi o nível de interferência positiva da Operação Presença até agora.”

 

ASSUNTO: Deputada no 3º BBM

VEÍCULO: Portal do CBMSC

DEPUTADA ANA PAULA LIMA VISITA QUARTEL SEDE DO 3ºBBM EM BLUMENAU, NO VALE

     

 

 

O quartel sede do 3º Batalhão de Bombeiros Militar em Blumenau, no Vale do Itajaí, recebeu na sexta-feira (28/02) a visita da Deputada Estadual Ana Paula Lima. A parlamentar esteve na instalação para tratar de assuntos institucionais e conhecer o novo comandante da unidade, Major BM José Gamba Júnior.

A Deputada Estadual Ana Paula têm, em sua trajetória política, apoiado ações desenvolvidas pelo 3º BBM no Vale. Ela aproveitou a oportunidade para evidenciar e parabenizar a organização militar pelos projetos sociais desenvolvidos à comunidade nos municípios na região, especialmente os que envolvem a participação de crianças promovendo a educação de base como forma de refletir numa sociedade mais humanizada e com melhor qualidade de vida no futuro.

 

ASSUNTO: Prisão de PMs

VEÍCULO: Portal Globo.com

PM determina a prisão de três policiais que socorreram vítima de tiroteio no Morro da Congonha

Após ser atingida por um tiro, Claudia da Silva Ferreira, de 38 anos, foi colocada dentro do porta-malas do carro da PM. Seu corpo caiu e foi arrastado.

Três policiais militares do 9º BPM (Rocha Miranda) que participaram do socorro a Claudia da Silva Ferreira, de 38 anos, atingida por um tiro na operação na manhã de domingo, na comunidade Congonha, em Madureira, na Zona Norte, tiveram a prisão decretada, além da abertura de um Inquérito Policial Militar (IPM), a pedido do comando do batalhão. A informação foi passada pela assessoria de imprensa da PM, no início da madrugada desta segunda-feira.

A nota não informou o nome dos policiais, somente a patente deles: dois subtenentes e um soldado. O comandante do 9º BPM, tenente-coronel Wagner Moretzsohn, disse que os PMs resgataram a vítima na Rua Joana Resende e a colocaram dentro do porta-malas do carro. No caminho para o Hospital Carlos Chagas, o porta-malas se abriu e parte do corpo da moradora foi arrastado, causando mais ferimentos à vítima.

A PM ainda informou que uma perícia será feita na viatura pelo Centro de Criminalística da PM. O caso está sendo investigado pela 29ª DP (Madureira) e pela 2ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (DPJM).

Manifestação fecha rua

Revoltados com o caso, moradores da comunidade fizeram um protesto na noite de domingo, fechando a Avenida Ministro Edgar Romero, em Madureira. Dois ônibus foram incendiados. Cláudia Silva Ferreira morreu após uma troca de tiros entre bandidos e policiais durante uma operação da PM. Os moradores relataram que o corpo da mulher caiu do carro da PM que a socorria, e os policiais não teriam parado para ajuda-la.

A manifestação fechou por mais de duas horas uma das principais vias do bairro e causou pânico aos motoristas e pedestres que passavam pelo local. Além dos ônibus incendiados, havia barricadas em chamas, e rojões foram atirados contra os policiais.

A situação começou a amenizar com a chegada de reforço policial do próprio 9º BPM (Rocha Miranda) por volta de 22h30m. A via foi parcialmente liberada por volta de 22h45m e o Batalhão de Choque não foi acionado. Os Bombeiros receberam chamados mas foram ameaçados pelos manifestantes e não puderam realizar o trabalho.

Morte durante operação

Após a morte de Cláudia, o tenente-coronel Wagner Moretzsohn disse que a vítima tinha saído de casa pela manhã para comprar pão e estava com R$ 6 no bolso. Um outro homem, que seria ligado ao tráfico de drogas, também foi atingido durante a ação.

O suspeito atingido morreu no local. Próximo à área onde ele foi encontrado, a polícia apreendeu três pistolas e drogas.