Área do associado

Área do associado

Clipagem de 10 e 11 de junho

11.6.2014

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DE 10 DE JUNHO

 

COLUNISTA CACAU MENEZES – Diário Catarinense

Teste de bafômetros

O Instituto de Metrologia de SC (Imetro) está submetendo a testes de qualidade 40 bafômetros recebidos pela Polícia Rodoviária Federal de Santa Catarina. Ao contrário do que muitos possam imaginar, os aparelhos não são testados por pessoas embriagadas. O sopro do ar alcoolizado é feito por válvulas. A questão é: você já viu uma válvula embriagada dirigindo?

 

COLUNISTA MOACIR PEREIRA – Diário Catarinense

Eleições: crise e indefinições em SC

Faltando 20 dias para o prazo final das convenções partidárias, as principais lideranças políticas e os parlamentares evitam projeções sobre alianças nas eleições ao governo e Senado. São três os candidatos: Raimundo Colombo (PSD), Paulo Bauer (PSDB) e Cláudio Vignatti (PT). Vignatti concorrerá solitário, sem grandes aliados. O mesmo pode ocorrer com Paulo Bauer, se os progressistas entrarem na chapa de Colombo, o tucano sairá também isolado.
A semana começa com fatos novos. O primeiro, trata da conversa de Luiz Henrique com Colombo. Informa-se nos bastidores que teria sido muito amarga. Diz-se também que o senador teria aceito o PP, considerando os nomes de Hugo Biehl ou Silvio Dreveck. O segundo fato veio do Oeste com a unidade política do PP em torno da aliança com Colombo ou, se negativa, com o PSDB.
Luiz Henrique vai hoje a Brasília, participa da convenção nacional do PMDB. Retornará depois a Santa Catarina para fazer uma nova peregrinação pelo Estado, ouvindo as principais lideranças do PMDB.
Principal líder do partido, Luiz Henrique examina os três cenários:
1) A convenção estadual do PMDB aprova Joares Ponticelli, do PP, na chapa de Colombo. O senador passa a cuidar apenas do mandato em Brasília, recolhe-se em Itapema e fica fora da campanha.

2) O PMDB decide lançar candidato próprio, hipótese muito difícil. Ele se incorpora à campanha (com PT, PSB ou chapa pura) para levar a eleição ao segundo turno.

3) Há disputa na convenção, o PMDB vira “fera indomável” e exige sua candidatura ao governo. Como último recurso, parte para a batalha.

 

COLUNISTA HÉLIO COSTA – Notícias do Dia

Olho Vivo

O projeto Olho Vivo – monitoramento por câmeras em pontos estratégicos, locais de grande incidência criminal no comércio da cidade, cujo objetivo será permitir ao proprietário de estabelecimento comercial do município acesso on-line à imagem – foi aprovado na Câmara de Vereadores de São José. Para o autor do projeto, vereador PM Sílvio, além do monitoramento feito pela polícia, o comerciante também poderá auxiliar na fiscalização, unindo forças contra o crime.

 

COLUNISTA PAULO ALCEU – Notícias do Dia

Orientação

Quem está chegando no Brasil para assistir aos jogos da Copa e passear por aqui carrega uma grande preocupação: a insegurança pública. Vergonhosamente a cada ano não diminui a criminalidade, e sim aumenta revelando que há algo errado apesar dos governantes garantirem investimentos para o setor.

 

ASSUNTO: São José

VEÍCULO: Notícias do Dia

Câmeras de segurança

O governo do Estado deverá assinar convênio hoje com a Prefeitura de São José para a instalação de 150 câmeras de segurança na cidade. Segundo a secretária municipal de Segurança, Andrea Pacheco, a central de monitoramento já está montada no prédio da prefeitura e, assim que o convênio for assinado, as câmeras começam a ser instaladas em pontos estratégicos do município.

 

ASSUNTO: Incêndio em Palhoça

VEÍCULO: Notícias do Dia

Resgate em incêndio

Cinco pessoas foram resgatadas de um incêndio no edifício Solar de Gaia, no bairro Passa Vinte, em Palhoça, no começo da noite de ontem. O fogo teria começado por volta das 16h30min em um apartamento do sétimo andar. Três pessoas estavam na cobertura e precisaram ser resgatadas de helicóptero pelos bombeiros. As outras duas, que estavam no sexto piso, saíram pelas escadas. Embora o apartamento onde o fogo começou tenha ficado completamente destruído pelas chamas, ninguém se feriu.

 

ASSUNTO: Copa do Mundo

VEÍCULO: Notícias do Dia

Barra-bravas serão impedidos de entrar no Brasil

O Brasil está disposto a deportar sumariamente 2.100 torcedores argentinos, já banidos dos estádios no país vizinho, durante a Copa do Mundo. A lista com os nomes dos “barrabravas”, como são conhecidos os argentinos com histórico de violência nas arquibancadas e nos arredores das arenas, está nos sistemas de controle imigratório da Polícia Federal.

“Se tentarem entrar, serão barrados. Caso consigam, burlando os controles, serão detidos no Brasil e serão deportados sumariamente”, afirma o delegado da PF Luiz Eduardo Navajas, o chefe da Interpol no Brasil. A PF promete deportá-los mesmo se estiverem longe dos estádios.

Foram solicitadas listas de torcedores violentos a todos os países que disputarão a Copa -até agora apenas a Argentina enviou as informações. Inglaterra, Bélgica e Alemanha avisaram que não os deixarão sair de seus territórios. Outros 30 mil nomes de criminosos internacionais também foram lançados no sistema de controle imigratório e poderão ser acessados por autoridades de todos os órgãos de segurança do Brasil. Até agora, apenas um norteamericano condenado por pedofilia foi impedido de entrar no país.

Para ajudar a identificar os infratores, 205 policiais de 36 países e de três organismos internacionais começaram a trabalhar ontem, em Brasília.

 

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DE 11 DE JUNHO

 

COLUNISTA CACAU MENEZES – Diário Catarinense

Perigo nas ruas

Atenção, você com filho ou filha que transita pelo Centro, especialmente próximo à praça ao lado do Teatro Álvaro de Carvalho, que é passagem dos estudantes dos colégios Energia e Bom Jesus. Dois ou três homens abordam o(a) menor perguntando se viu um rapaz (dão a descrição) que agrediu o primo. Ao desencadear a conversa com a vítima, as pessoas que estão ao redor não se dão conta que, na verdade, está acontecendo um assalto, pois no meio da conversa um dos elementos vai para trás da pessoa e com uma faca ou arma manda entregar celular, relógio, carteira e óculos sem chamar muita atenção.

 

ASSUNTO: INSEGURANÇA

VEÍCULO: Diário Catarinense

Estudante é alvo de sequestro na UFSC

Vítima sofreu abordagem à mão armada dentro do campus na Capital

Um aluno da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) foi vítima de assalto que virou sequestro-relâmpago na noite de segunda-feira no campus da universidade em Florianópolis. É o segundo caso grave registrado no campus em menos de uma semana. Na quarta-feira passada, outro estudante foi baleado após reagir a um assalto em um estacionamento da universidade.
Em relato enviado ao Diário Catarinense, o jovem que não quis ser identificado detalhou as duas horas e 20 minutos em que esteve sob o poder dos criminosos.
Ele conta que voltava da academia no Córrego Grande e ia buscar o carro, que estava parado desde cedo na universidade, onde o estudante teve aulas. Estava com a chave do carro na mão, atravessando a rua para acessar o estacionamento do Centro Tecnológico, quando notou um homem ao seu lado, bem vestido, mas muito perto. Ao se aproximar do carro, o rapaz foi abordado pelo indivíduo e um comparsa, ambos armados.
– O que os atraiu foi me ver caminhando com a chave do carro na mão. Seguimos pelo Córrego Grande, subimos o Morro da Lagoa e fomos em direção ao Rio Vermelho. A ação estava demorando demais para terminar, o que me deixou com medo. Pedia para ser liberado, mas diziam que tinham um local específico para isso – disse a vítima.
Por volta das 22h, os ladrões pararam o carro em uma mata fechada entre o Rio Vermelho e a Barra da Lagoa e mandaram o rapaz descer, acompanhado do comparsa que estava ao lado dele no banco de trás.
– Depois de uma hora, vieram buscar o homem que me acompanhava, mas não era o outro assaltante, nem o meu carro. Não levaram nada meu além do veículo. Eu tinha meu celular comigo, mas sem sinal. Esperei até não ouvir mais o barulho de motor ou de vozes e segui na direção contrária até encontrar uma estação de tratamento da Casan – relatou.
Segundo o estudante, às 23h ele conseguiu contatar a polícia com a ajuda de funcionários da Casan e seguiu para a delegacia para registrar a ocorrência.

 

ASSUNTO: DESAPARECIDO

VEÍCULO: Diário Catarinense

Polícia procura menino de 12 anos

A Polícia Civil de Rio do Sul trabalha com o desaparecimento do menino Ivan Schlichting de Oliveira, de 12 anos, desde o dia 31 de maio. A investigação esbarra em algumas dificuldades, pois o principal suspeito é esquizofrênico.
As cheias do rio Itajaí-Açu somam-se aos problemas: além das buscas terem sido suspensas, possíveis pistas sobre o paradeiro do menino podem ter sido apagadas. Roupas e chinelos da criança foram encontrados nas proximidades de uma boate, localizada perto do rio, e encaminhados para a perícia que irá determinar se o material encontrado nos pertences é sangue.
O menino teria saído de casa para comprar pão por volta das 8h30min do dia 31 e, depois disso, foi visto apenas uma vez por uma professora, no dia 1o de junho. Desde a última semana, o Corpo de Bombeiros trabalha nas buscas com o auxílio de dois cães farejadores vindos de Xanxerê.
De acordo com a delegada responsável pelo caso, Patrícia Maria Zimmermann D’Ávila, as cheias dificultam as buscas, pois ainda não foi possível percorrer as principais áreas das margens do rio. O Corpo de Bombeiros foi acionado na quinta-feira.
O principal suspeito da Polícia Civil teria vendido uma bicicleta para o garoto dias antes. Ele iria receber R$ 50 do menino pela venda do veículo. No entanto, a investigação está prejudicada pelo fato dele ser esquizofrênico. Todas as declarações do homem precisam ser avaliadas por uma psicóloga, já que ele apresenta versões contraditórias.
Um grupo organizado pela família com 45 pessoas somou-se ao trabalho de investigação, mas nenhum outro vestígio foi encontrado. O irmão Anderson Schlichting conta que o menino possui uma personalidade calma e não costumava afastar-se de casa para brincar.
Qualquer informação pode ser repassada pelo telefone (47) 3531-6730.

 

ASSUNTO: OPERAÇÃO ATHOS

VEÍCULO: Diário Catarinense

PF cumpre mandado no Norte do Estado

A Operação Athos da Polícia Federal, que desarticulou ontem, em Minas Gerais, uma quadrilha suspeita de tráfico internacional de drogas, respingou em Balneário Camboriú. Um dos mandados judiciais foi cumprido pela PF de Itajaí em um apartamento de luxo na Barra Sul.
No local foram apreendidos R$ 51,9 mil. Além do imóvel, a polícia sequestrou uma lancha batizada de “As Mina Pira”, um veículo com placas de SP e outro apartamento de luxo.

 

ASSUNTO: VALOREM

VEÍCULO: Portal da PMSC

Vencedores do Valorem conhecem a PM de Minas Gerais

Entre os dias 27 e 30 de maio os vencedores estaduais do 4º período do Programa de Valorização e Reconhecimento Técnico-Profissional – Valorem, soldado Marcelo Piccolo, vencedor na categoria Pró-Atividade e soldado Éderson Evandro Cabral, vencedor na categoria Pronta-Resposta, acompanhados do Gestor Técnico do Valorem, tenente Luís Guilherme de Lima Veronese, realizaram uma visita de estudos à Polícia Militar do Estado de Minas Gerais. A visita faz parte da premiação Valorem aos vencedores estaduais do programa, proporcionando novos conhecimentos e troca de experiência entre os agraciados e os membros de outras instituições policiais militares.

O foco da visita, além de conhecer a PMMG como um todo, voltou-se às áreas de atuação em que os vencedores obtiveram maior destaque, sendo elas, atividades de Polícia Comunitária e Policiamento de Trânsito.

“A visita à Polícia Militar de Minas Gerais foi de grande aprendizado e nos trouxe novos conhecimentos, sempre é muito bom compartilhar informações com as demais forças de segurança publica do país, saber como são e como funcionam suas atividades. A viagem só veio a acrescentar e nos dar novas ideias para futuros projetos que possamos desenvolver em nossa instituição”, disse o soldado Éderson.Além do Batalhão de Trânsito da PMMG, os agraciados tiveram a oportunidade de conhecer todas as seções do Estado-Maior-Geral e a Diretoria de Apoio Operacional daquela Corporação.

 

ASSUNTO: CBMSC recebe equipamentos

VEÍCULO: Portal do CBMSC

ENTREGUE NOVO LOTE DE VIATURAS DO PACTO POR SANTA CATARINA

     

 

O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) recebeu nesta terça-feira (10/06) mais um lote de viaturas adquiridas pelo Governo do Estado com recursos do Pacto Por Santa Catarina. Na solenidade realizada no Centro de Ensino da Corporação em Florianópolis, prestigiada pelo governador Raimundo Colombo, foram distribuídos para diferentes regiões do Estado 12 caminhões de combate a incêndio, 13 ambulâncias, 26 quadriciclos, três micro-ônibus e duas embarcações.

Os investimentos chegam a R$ 10 milhões, do total de mais de R$ 32,5 milhões destinados à aquisição de novas viaturas, equipamentos e materiais à Corporação no programa de governo.

Participaram da cerimônia na Capital, entre outras autoridades, o Secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba; o Secretário de Estado do Planejamento, Murilo Flores; além de Secretários de Desenvolvimento Regional, prefeitos e Oficiais e Praças convidados.

O governador foi homenageado pelo Coronel BM Marcos de Oliveira, Comandante-Geral do CBMSC, com uma estátua de São Floriano (santo padroeiro dos bombeiros e protetor das pessoas envolvidas em incêndios) como reconhecimento ao apoio prestado aos pleitos da Corporação.

“O Estado tem um conjunto de pessoal extraordinário na corporação dos bombeiros, pessoas que arriscam suas próprias vidas para socorrer os outros, para salvar outras vidas. É fundamental melhorar a infraestrutura de atendimento e garantir condições operacionais para realizar um atendimento completo. Estamos apoiando um trabalho de proteção e prevenção às vidas das pessoas, instrumentalizando todas as regiões de Santa Catarina para poderem fazer ações de enfrentamento em todas as calamidades que possam ocorrer”, destacou o governador Colombo, que aproveitou para ressaltar os esforços recentes dos bombeiros no auxílio às famílias atingidas pela chuva no fim de semana no Estado e a importância dos recursos disponíveis.

Os veículos do lote entregue nesta segunda fazem parte de um investimento de mais de R$ 30 milhões realizado pelo Governo do Estado, por meio do Pacto de Santa Catarina, no Corpo de Bombeiros. Trata-se de maior investimento da história da corporação. Desde o final de 2013, quando os processos licitatórios começaram a ser finalizados, deu-se início à série de solenidades de entregas. Ao longo de 2014, quartéis de todo o Estado serão beneficiados com as melhorias.

Unidades entregues nesta segunda

12 caminhões – R$ 6 milhões em recursos (R$ 500 mil cada um)

As cidades beneficiadas são Guaraciaba, Gaspar, Orleans, Otacílio Costa, Camboriú, Campo Alegre, Navegantes, Armazém, Rio dos Cedros, Içara, Urubici e Itapoá.

13 ambulâncias – R$ 2,08 milhões em investimentos (R$ 160 mil cada uma)

As cidades beneficiadas são Camboriú, Florianópolis, Curitibanos, Brusque, Braço do Norte, Blumenau, Bom Retiro, Cunha Porã, Palhoça e outras quatro cidades ainda não definidas.

26 quadriciclos – R$ 650 mil em investimentos (R$ 25 mil cada um)

As cidades beneficiadas são Florianópolis (2), Curitibanos (2), Blumenau (1), Criciúma (3), Lages (2), Chapecó (1), Itajaí (5), Tubarão (3), Canoinhas (1), São José (2), São Miguel do Oeste (1) e Balneário Camboriú (3).

3 micro-ônibus – R$ 810 mil em investimentos (R$ 270 mil cada um).

A unidade beneficiada é o Centro de Ensino Bombeiro Militar, em Florianópolis.

2 embarcações para salvamento aquático para uso no litoral catarinense – R$ 178 mil (R$ 89 mil cada uma).

 

ASSUNTO: Descaso no Rio de Janeiro

VEÍCULO: JORNAL EXTRA

Bombeiro dá voz de prisão a médico de UPA após morte de idosa

Um cabo do Corpo de Bombeiros deu voz de prisão a um médico, na noite desta terça-feira, na UPA de Madureira, na Zona Norte do Rio, por desacato e suposta negligência. Os dois se desentenderam durante o atendimento a uma mulher, que acabou morrendo após sofrer um derrame cerebral. De acordo com o enfermeiro do Samu Renato Alves de Lima, o médico sequer tocou na paciente, que deu entrada na unidade em parada cardíaca. O profissional não foi levado para a 29ª DP (Madureira) por estar de plantão, mas a delegada adjunta Ana Carolina Medeiros registrou o caso como homicídio culposo (quando não há intenção de matar) por omissão imprópria.

– Conseguimos reanimar a vítima no local em que ela havia passado mal e viemos fazendo massagem cardíaca. Ao chegar à UPA, ela parou de novo. Além de demorar para atender, o médico apenas olhou e disse que não adiantava fazer nada. Eu perguntei por que ele não faria o protocolo de ressuscitação. Ele respondeu que, se eu quisesse, podia fazer. Apliquei adrenalina na idosa e tentei reanimá-la, mas não consegui – conta o enfermeiro, que, em seguida, questionou a conduta do médico: – Ele me xingou de filho da puta e perguntou se eu queria ferrar ele. Eu disse que queria fazer o meu trabalho e dar uma chance de a mulher poder sobreviver.

O enfermeiro, que já trabalhou na UPA de Madureira por quase quatro anos, afirmou já conhecer o médico anteriormente.

Socorro começou na rua

A aposentada Luíza da Penha Cabral Batista, de 68 anos, começou a passar mal dentro de um ônibus engarrafado na Rua Carvalho de Souza, entre Cascadura e Madureira. A jornalista Cristiane Pepe, de 30 anos, que estava num ônibus atrás, viu quando a idosa desceu, expelindo secreção pela boca, e saiu para socorrê-la.

– Várias pessoas ligaram para o Samu. O trânsito estava completamente parado, e a ambulância demorou 40 minutos para chegar. Fiquei fazendo massagem cardíaca na senhora até que o cabo Renato desceu da ambulância, ainda no Viaduto Negrão de Lima, e veio correndo me ajudar. Ficamos revezando na massagem cardíaca – conta Cristiane.

Os carros foram dando passagem até que a ambulância conseguiu chegar ao local em que a vítima estava.

– O tempo todo, monitoramos os batimentos cardíacos. Pegamos a contramão na pista do BRT e conseguimos chegar à UPA de Madureira. Eu estava na porta da sala vermelha da UPA e vi quando o médico apenas olhou e saiu – diz Cristiane.

A delegada Ana Carolina Medeiros afirmou que vai ouvir o médico e todos os demais funcionários que estavam de plantão na UPA, além de pedir as imagens das câmeras de segurança.

– O médico será intimidado para prestar depoimento, provavelmente ainda esta semana. O objetivo é apurar as circunstânciar da morte e eventuais responsabilidades – explicou.

Já a família, ainda abalada com o ocorrido, espera que o caso possa ser esclarecido o quanto antes.

– Minha esposa foi a primeira parente a chegar. Quando também cheguei à UPA, o médico me procurou quando fui reconhecer o corpo e me disse que o atendimento teria sido feito de maneira correta. A gente só quer que a justiça seja feita, que o próprio laudo do IML possa auxiliar a explicar isso tudo. É muito triste – disse Gustavo Monteiro, marido de uma neta de Luiza.