Área do associado

Área do associado

ACORS presta homenagem ao ex-Comandante-Geral Cel Ayrton João de Souza, que está sendo velado no QG da Polícia Militar. Missa de corpo presente será nesta segunda-feira, às 16h.

27.10.2014

O COMANDANTE AYRTON

     Um Comandante não morre jamais. Ele se mitifica. Todos sonham, muitos almejam, mas poucos alcançarão o panteão dos mitos. No conjunto de Comandantes da Força Pública Barriga-Verde, cada um escreveu a sua história no livro da vida. O Cel PM Ayrton não foi diferente, considerando-se as suas particularidades, inerentes a cada ser humano.

     Os assentamentos militares da sua trajetória profissional dão mostras do seu padrão de líder, mas a sua conduta na vida pessoal permite enxergarmos além do valor castrense. Quando um ser humano consegue conciliar o rigor do ambiente militar com a brandura da minimização do sofrimento alheio, indubitavelmente, atingiu um patamar evolutivo altaneiro. Assim foi o Cel Ayrton.

     Não se limitou a trilhar na senda das ciências jurídicas visando à gestão pública, o comando da tropa, a segurança da sociedade. Ele foi além e palmilhou o caminho das ciências da saúde. Por intermédio do estudo e do exercício profícuo da odontologia abrandou o sofrimento físico de inúmeras pessoas num momento em que esta ciência almejava desenvolver-se no país. Foi um dos pioneiros da moderna odontologia, hoje tão desenvolvida.

     Outro aspecto que o diferencia diz respeito ao cultivo do “corpo belo” por intermédio da calistenia e do desporto coletivo. Seu porte esguio e sua postura impecável chamavam a atenção de todos por onde passava, assemelhando-o a um militar britânico. Suas fotos históricas falam por si só, mesmo para aqueles que com ele não conviveram na caserna ou na vida civil. Para os mais jovens fica a certeza de que devemos nos orgulhar do Cel Ayrton por ter comandado a Polícia Militar Catarinense num momento conturbado da história do País, de 29 de novembro de 1967 a 21 de março de 1969.

     Somos na atualidade o que ele ajudou a forjar com aço forte, inquebrantável. O nosso eterno Comandante Ayrton João de Souza não lutou contra moinhos de vento, tampouco combateu gigantes, mas descansa agora porque teve a sorte de ser tão valente e forte tendo sido grande a sua bravura.

 

Florianópolis, SC, em 26 de outubro de 2014.

FRED HARRY SCHAUFFERT

Cel PM R/R Presidente da ACORS      

 

Conheça a trajetória do Cel Ayrton em https://www.acors.org.br/pagina/2366/conhecaocelayrtonjoaodesouza