Área do associado

Área do associado

Clipping do dia 4 de outubro

4.10.2013

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA 4 DE OUTUBRO

 

COLUNISTA ROBERTO AZEVEDO – Notícias do Dia 03.10

Trocou

Comunicador Roberto Salum foi para o PSD e é candidato a deputado estadual. Deixa o PP com pesadas críticas diretas à família Amin, da qual tem parentesco, por não lhe abrir sequer a possibilidade de uma interinidade na Câmara dos deputados, em Brasília.

 

Deputado Sargento Amauri Soares está no jogo e, com bom humor, afirma que pode concorrer à reeleição, mas se o deixarem em casa, sem mandato, não reclama.

 

Comandante geral dos Bombeiros Militar, coronel Marcos de Oliveira, saiu satisfeito da reunião com o presidente da Assembleia, Joares Ponticelli, que, mais tarde, definiu para a próxima quarta-feira a análise do projeto que concede poder de polícia à corporação, posição assumida depois do incêndio no depósito em São Francisco do Sul.

 

Presidente do Sindicato dos Policiais Civis, Anderson Vieira Amorim, e seu vice, Juliano Pedrini, adotaram uma postura interessante: estão diariamente na Assembleia e não aceitam debater o assunto sem conhecer ponto por ponto do projeto de readequação e salários para a categoria que o governo enviará ao Legislativo.

 

COLUNISTA PAULO ALCEU – Notícias do Dia 03.10

Meta

Por onde passa, o suplente de deputado federal Roberto Salum, que deixou o PP assinando ficha no PSD, exalta a figura do deputado Joares Ponticelli, a quem não esconde gratidão. Ao mesmo tempo não perde a oportunidade de acusar a “família”. Sonha em disputar uma cadeira na assembleia tendo por adversário de base João Amin.

 

COLUNISTA MOACIR PEREIRA – Diário Catarinense

Revisão da URV

A Procuradoria-Geral do Estado afirma que o pagamento da URV de 11,98%, pleiteada pelos servidores do Judiciário, foi anulado pelo STJ. Teria efeito retroativo a 1994 e causaria uma despesa milionária. Nova decisão do Supremo refere-se a uma servidora do Nordeste.

Magistério

O secretário da Educação, Eduardo Deschamps, informa que a folha de pessoal da área aumentou R$ 800 milhões entre 2011 e 2012. O piso teve reajuste de 157%, passando de R$ 709,00 para R$ 1.567,00.

 

ASSUNTO: JOVEM ASSASSINADA

VEÍCULO: Diário Catarinense

Retrato de suspeito é divulgado

A Polícia Civil aposta na divulgação da foto do suspeito de matar Aline Moreira, de 18 anos, para localizá-lo e avnçar nas investigações do caso. A jovem foi encontrada morta na última terça-feira em uma região rural de Rio Negro (PR).
Ela era moradora de Mafra, no Planalto Norte, e estava desaparecida desde sexta-feira da semana passada, quando pegou uma carona com José Ademir Radol, companheiro da mãe dela. Eles estariam a caminho de Curitiba, onde Aline encontraria com o namorado, mas ela não chegou ao destino.
O corpo foi encontrado próximo ao Fiat Uno em que ambos viajavam. O pneu do carro havia estourado e a roda ficou presa em um buraco. As suspeitas se voltaram contra José Ademir Radol porque ele não foi mais visto. A Justiça já expediu um mandado de prisão.
– Ele já é considerado foragido. Esperamos que, com a divulgação da foto, a população nos ajude a encontrá-lo – reforça o delegado responsável pela investigação, Sérgio Luiz Alves, de Rio Negro.
Conforme o delegado, a mãe da vítima teria conhecido o suspeito por meio de um anúncio no jornal, há cerca de três meses. José Ademir Radol, como foi identificado o homem, estaria procurando uma companheira no anúncio e teria se apresentado à mulher com um nome falso. Antes da suspeita de assassinto, dois boletins de ocorrência já foram registrados contra o homem em Mafra – um por estelionato e outro por tentativa de estupro.
O corpo da jovem foi encontrado sem roupa. O laudo do Instituto Geral de Perícias poderá identificar a causa da morte – há suspeita de traumatismo craniano – e se a vítima foi abusada sexualmente. Aline foi enterrada na tarde de quarta-feira, no Cemitério Municipal de Mafra.

 

ASSUNTO: Incêndio em São Francisco

VEÍCULO: Diário Catarinense

FUMAÇA TÓXICA: Moradores pedem indenização

Famílias da Associação dos Amigos do Portinho entram na Justiça e cobram R$ 10 mil por pessoa por danos morais

As 120 famílias da Associação dos Amigos do Portinho, uma das comunidades mais próximas do terminal da Global Logística, em São Francisco do Sul, não esperaram pela perícia ou por levantamentos técnicos dos danos causados pela fumaça que cobriu a cidade por três dias, na última semana. Eles entraram na Justiça com uma ação civil pública exigindo indenizações por danos morais e materiais pelo ocorrido. São cerca de 300 pessoas que moram às margens da BR-280.
A ação tinha, além da indenização, um pedido de liminar para que fossem providenciados abrigos para as famílias que tiveram de sair das casas às pressas, por volta de 8h de quarta-feira, sem poder levar mantimentos ou roupas. Antes de decidir, a juíza substituta da 2a Vara Cível de São Francisco do Sul, Liliane Midori Yshiba, ligou para a Defesa Civil e para o núcleo que estava coordenando a crise e negou a liminar que pedia um alojamento provisório aos moradores. A parte da ação que pede a indenização deve prosseguir em tramitação.
Segundo o advogado da associação, Pedro Donel, além do abalo por ter de deixar as casas, os moradores tiveram prejuízos financeiros porque não puderam trabalhar.
A ação pede R$ 10 mil para cada um dos associados por danos morais e valores que variam de R$ 100 a R$ 200 por dia para quem não pode trabalhar de quarta a sábado.
O presidente da Associação dos Amigos Moradores, Geovane Pinheiro Gonçalves, foi quem procurou advogados para tentar uma indenização.
– Muitos dos moradores estão com problemas de saúde, respiratórios. Por isso, a associação decidiu buscar a Justiça – disse, lembrando que ninguém conseguiu trabalhar nos últimos dias, especialmente entre quarta e sexta-feira, quando a Defesa Civil liberou a população para voltar para casa.
Segundo o advogado, o que está em questão é o prejuízo real de quem trabalha por dia – situação da maioria dos moradores.
– São pessoas que trabalham em sistema avulso, por dia, alguns no porto, outros fazendo carregamentos, Elas precisam desse dinheiro para tocar suas vidas, mesmo que os valores não sejam altos.
É provável que outras ações sejam abertas nos próximos dias por associações ou moradores e comerciantes.
Global Logística entra com recurso contra perícia
A Global Logística entrou ontem com um agravo de instrumento, um tipo de recurso direto no Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) questionando a decisão do juiz Fernando Seara Hickel, da 2a Vara Cível de São Francisco do Sul, que nomeou a professora Therezinha Maria Novaes de Oliveira, doutora em toxicologia e gestão ambiental, como perita do caso, e estipulou o valor de R$ 500 mil.
Até o fechamento desta edição, o recurso não havia sido julgado.

Bombeiro quer se aposentar

Após 24 horas longe da UTI cardíaca do Hospital Regional, o bombeiro voluntário David Marcellino, 59 anos, intoxicado durante o combate à reação química, voltou a ser intubado no fim da tarde de ontem. A informação foi repassada pelo filho dele, Alexandre. Conforme a assessoria de imprensa do hospital, Marcellino teve uma crise de falta de ar que não pode ser controlada por medicação. A previsão era de que ele retornasse à UTI ontem à noite.
Mais cedo, enquanto ainda respirava sem a ajuda de aparelhos, ele respondeu por escrito a perguntas feitas pela reportagem do jornal A Notícia.
Segundo Marcellino, todos os bombeiros em operação na tarde da quarta-feira estavam protegidos com máscaras. De acordo com Alexandre, o pai contou que ele estava usando uma máscara no momento em que desmaiou. Os bombeiros trabalhavam em segurança, o que eles chamam de ambiente controlado, quando o vento mudou e começou a soprar na direção da equipe.
Como a fumaça era muito densa, eles perderam a visibilidade e correram. Marcellino voltou porque ouviu vozes. Ajudou dois bombeiros a saírem da fumaça e caiu inconsciente.
Em visitas de familiares, o bombeiro soube da torcida por sua recuperação.
– Só tenho a agradecer a essas pessoas. Parar estava nos meus planos, mas aos poucos. São 35 anos e 10 meses como bombeiro – disse.
O Estado pretende prestar homenagem ao bombeiro e ajuda financeira à família, que está sem trabalhar.

 

ASSUNTO: Homenagem a PMs

VEÍCULO: Portal da PMSC

Policiais militares são homenageados pela Câmara de Vereadores da Capital

A Câmara Municipal de Florianópolis realizou sessão especial na tarde desta segunda-feira (30), para entregar Moções de Aplausos a pessoas e instituições que contribuem para o engrandecimento da cidade, por meio de projetos, trabalhos desenvolvidos, parcerias, movimentos sociais, culturais e filantrópicos. Na ocasião, um oficial do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar, um soldado do 4º Batalhão e um subtenente da reserva remunarada foram homenageados.

O vereador Alderico Furlan (PSC) discursou em nome dos demais parlamentares e destacou que este reconhecimento é a afirmação coletiva de que os atos valeram a pena e tiveram a aprovação de muitos. “A Moção de Aplauso é uma forma de manifestar algum aplauso a pessoas merecedoras. Por isso, estamos aqui para enaltecer grandes atitudes e personalidades voltadas para o bem da coletividade, direcionadas a tornar a vida em Florianópolis muito melhor”, concluiu Furlan.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Florianópolis, João Batista Lonh, foi escolhido como orador dos homenageados e agradeceu a honraria.”Esse momento é um momento de inspiração. Feliz de quem pode ajudar. A gente sempre deve fazer as coisas de coração e aí quando existe reconhecimento é muito legal”.

Foram homenageados as seguintes pessoas e instituições:

– Jornalista e apresentador Hélio Costa, por sua brilhante trajetória nos 35 anos de carreira;

– Sociedade Musical e Recreativa Lapa do Ribeirão da Ilha, por ter se consagrado no folclore ilhéu desde 1896;

– João Carlos da Silva (Balduíno), pela belíssima comemoração aos 75 anos do Flamengo Esporte Clube que homenageou ex-atletas e grandes lideranças;

– João Batista Lohn – pelo excelente trabalho desenvolvido frente à Presidência da Câmara de Dirigentes Lojistas de Florianópolis e pelo Projeto Tarde na Praça;

– Associação Catarinense de Engenheiros, pela passagem de seus 79 anos;

– Colégio Aderbal Ramos da Silva, pela passagem de seu cinquentenário;

– Comcap, pelo excelente trabalho desenvolvido nos bairros do Continente;

– Subtenente PM RR Jairo Gonçalves Cabral, pela dedicação e comprometimento em sua carreira militar desde 1985;

– RBS TV e direção do Jornal do Almoço, pelo grande apoio social com a criação do quadro Desaparecidos;

– Capitão Daniel Nunes e soldado Joi Joaquim Duarte, pelo excelente cumprimento do dever.

– Jornal Folha de Coqueiros, pelos 18 anos de fundação comemorados no dis 11 de setembro de 2013;

– Agência de Publicidade Propague, pelos 50 anos de fundação, conduzida pelo publicitário Roberto Costa;

– Rádio Guarujá, pela passagem de seus 70 anos informando e divertindo os ouvintes catarinenses;

– Escola de Ensino Básico América Dutra Machado, pelos 25 anos de existência da instituição, tendo atendido milhares de crianças e adolescentes do Bairro Monte Cristo.

 

ASSUNTO: Incêndio em Joinville

VEÍCULO: Jornal A Notícia

Casa onde houve tripla tentativa de homicídio é incendiada em Joinville

Fogo teria começado por volta das 20 horas desta quinta-feira

A casa que foi palco de uma tripla tentativa de homicídio na noite de quarta-feira no Jardim Paraíso, zona Norte de Joinville, foi alvo de um incêndio na noite desta quinta.
Um vizinho, que não quis se identificar, conta que estava lendo notícias sobre as tentativas de homicídio quando ouviu um estrondo, por volta das 20 horas. Os moradores estão preocupados.
— Assusta, né? Estou com medo de deixar as crianças brincarem aqui na frente — desabafa.
Segundo os moradores, os familiares dos irmãos, entre eles o mais velho que foi baleado apenas no braço, já tinham deixado o imóvel.
— Parece que já tinham ameaçado colocar fogo na casa — conta o vizinho.
A casa de madeira foi completamente destruída pelas chamas.
Na noite de quarta, três homens teriam entrado na casa, que fica na rua Corona Borealis, e disparado contra os jovens. O adolescente de 14 anos que foi baleado nas pernas e no abdômen continua internado no Hospital Materno Infantil Doutor Jeser Amarante Faria. O outro rapaz, de 17 anos, que levou um tiro nas costas, permanece internado no Hospital Municipal São José. A Polícia Civil investiga o caso.

 

ASSUNTO: Perseguição em São José

VEÍCULO: Hora de Santa Catarina

Jovem é morto por policiais em São José, na Grande Florianópolis

Rapaz e um colega estavam em uma moto sem placa e teriam trocado tiros com os policiais

Um jovem foi morto por policiais militares na tarde desta quinta-feira, por volta das 13h, em um matagal do Bairro José Nitro, São José, na Grande Florianópolis. Até as 15h30min a vítima não havia sido identificada. 
De acordo com o comandante do 7º Batalhão da Polícia Militar (7º BPM), tenente-coronel Marcus Vinicius, o rapaz foi atingido durante uma troca de tiros. Tudo teria começado quando a equipe que trabalhava no patrulhamento de rotina no Bairro Jardim Zanellato viu dois jovens em uma moto sem placa. 
O grupo mandou que a dupla parasse para uma revista, já que a falta de identificação no veículo caracteriza uma atitude suspeita, como explica o comandante. Eles não teriam respeitado a ordem e acabaram perseguidos até um beco sem saída no Bairro José Nitro, quase na divisa com o município de Biguaçu. Durante o trajeto, teriam dado tiros contra os policiais, que teriam, ainda conforme o tenente-coronel, revidado. Quando deram de frente com um matagal, os jovens teriam abandonado a moto e entrado no mato. 
— Sumiram dentro da mata e continuaram trocando tiros com a guarnição, até que um deles foi atingido por um disparo e acabou sendo encontrado — descreveu o comandante. 
O jovem que foi morto aparenta ter 20 anos. O corpo dele foi levado para o Instituto Médico Legal de Florianópolis. O outro jovem não foi encontrado. O caso será investigado pela Polícia Civil de São José.

 

ASSUNTO: Treinamento no aeroporto

VEÍCULO: Jornal O Sol Diário

Aeroporto de Navegantes realiza simulado de combate a incêndio

Ação faz parte da formatura do Curso de Formação Técnica Quem passou próximo do Aeroporto de Navegantes na tarde desta quinta-feira provavelmente se assustou com as chamas e a fumaça que podiam ser vistas à distância. Mas dentro do terminal, a situação estava sob controle.

O incêndio era na verdade um simulado, que fazia parte da formatura do Curso de Formação Técnica para Bombeiros de Aeródromo (FTBA). O curso capacitou 22 Bombeiros Civis para executarem as atividades operacionais específicas de prevenção, salvamento e combate a incêndio em aeródromos.

Como pré-requisito do FTBA, todos os bombeiros participaram, no período de 31 de agosto a 5 de setembro, do Curso de Operação do Carro (CCI). O treinamento foi composto de três fases: a primeira, com ensinamentos teóricos e práticos de operacionalidade do veículo de combate a incêndio, condução de veículos de emergência, familiarização com a aviação e o complexo aeroportuário, além da organização e funcionamento do Serviço de Prevenção, Salvamento e Combate a Incêndio em Aeródromos Civis (SESCINC).

A segunda fase abordou o atendimento pré-hospitalar e técnicas de resgate em emergências aeronáuticas, e a terceira etapa explanou os temas: formação de equipe , maneabilidade e exercício de combate a incêndio, seguido de simulado de salvamento e combate a incêndio, que aconteceu em quatro etapas durante esta quinta-feira.

O curso foi ministrado por oito instrutores da Infraero, entre eles o Gerente de Operações e Segurança do aeroporto, Rogério Eduardo Prestes dos Santos, e o empregado também da Gerência de Operações e Segurança, Paulo Henrique de Azevedo.