Área do associado

Área do associado

Clipping do dia 4 de dezembro

4.12.2013

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA 04 DE DEZEMBRO

 

COLUNISTA RAFAEL MARTINI – Diário Catarinense

Juras de amor

Oito detentos do Complexo Prisional da Canhanduba, em Itajaí, trocaram ontem os uniformes amarelos pelo terno. Em uma cerimônia organizada pela unidade, os presos trocaram alianças e juras de amor com as noivas, relata o Sol Diário. Os rapazes vestiram ternos alugados pelo Instituto de Pesquisas sobre a Violência e só precisaram cuidar das alianças. As noivas, usando vestidos tradicionais, tiveram que passar pelos detectores de metais. Após o beijo, as mulheres voltaram para casa e os presos, para as celas. A lua de mel está prevista para… hoje.

 

COLUNISTA MOACIR PEREIRA – Diário Catarinense

Heliponto

O Hospital São José, de Joinville, passa a contar hoje com um moderno heliponto. Objetivo principal: atender vítimas de acidentes nas rodovias. O heliponto vai operar 24 horas e foi construído pela Autopista Litoral Sul, concessionária da BR-101.

 

ASSUNTO: DRAMA ENTRE AS FERRAGENS

Veículo: Diário Catarinense

Motorista fica preso por seis horas

Condutor de caminhão que se envolveu em acidente com ônibus na SC-108 havia ficado preso às ferragens em uma ribanceira

Um resgate dramático foi realizado ontem na SC-108, em Blumenau, após um acidente entre um ônibus e um caminhão. O caminhoneiro Alexandre Correia da Silveira, 30 anos, foi retirado das ferragens seis horas após a colisão que deixou cinco pessoas feridas. Dois guinchos e dois guindastes trabalharam para fazer a remoção do motorista.
Ele foi retirado do local consciente, com fraturas na parte inferior do corpo e até o fechamento desta edição corria o risco de ter uma das pernas amputadas. Silveira foi encaminhado ao Hospital Santa Isabel pelo helicóptero Águia, da Polícia Militar.
O acidente ocorreu por volta de 13h40min em frente ao acesso a Luis Alves e os dois veículos caíram em um barranco à margem da rodovia Guilherme Jensen, que liga Blumenau a Massaranduba. Quatro dos feridos estavam dentro do coletivo.
Uma mulher que mora próximo ao local do acidente afirmou que o ônibus fazia a linha Vila Itoupava – Aterro. Como próximo dali era o fim da linha, estavam dentro do veículo apenas dois cobradores e dois motoristas. Os funcionários que estavam trabalhando tiveram ferimentos mais graves e foram levados ao hospital. Os outros dois ficaram apenas com escoriações.

 

ASSUNTO: GOLPE NO TRÁFICO

Veículo: Diário Catarinense

Operação desarticula quadrilha

Onze pessoas envolvidas em esquema que trazia maconha e cocaína do Paraguai são presas no Litoral Norte de SC

Uma operação conjunta da Polícia Federal de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul desarticulou um esquema internacional de tráfico de drogas que envolvia ainda cidades paranaenses e também do Paraguai. Iniciadas separadamente, as operações Monte Alegre (em SC) e Antares (no RS) identificaram suspeitos comuns às duas investigações, o que gerou troca de informações entre as delegacias da PF em Itajaí e Caxias do Sul (RS), e com a Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai (Senad).
Em Itajaí, Balneário Camboriú, Camboriú e Barra Velha foram expedidos 12 mandados de prisão e oito de busca e apreensão. A origem do nome da operação catarinense se deve ao fato do grupo estar inicialmente estabelecido no Bairro Monte Alegre, em Camboriú. A ação envolveu cerca de 30 policiais da região e resultou em 11 prisões preventivas – os nomes não foram divulgados pela PF –, quatro delas em flagrante sendo duas por posse ilegal de arma de fogo, uma por uso de documento falso e uma relacionada ao grupo criminoso.
Apreensões chegaram a 400 kg de maconha e 50 kg de cocaína
A outra pessoas foi presa quando entregava 275 gramas de maconha, embalados em material próprio para ser ingerido. De acordo com a PF, há indícios de que essa droga era destinada presos que usufruíam de saída temporária de estabelecimento prisional da região.
Segundo o delegado da Polícia Federal em Itajaí Luciano Raizer, ainda não é possível calcular quanto a quadrilha movimentava com o tráfico internacional de drogas, mas as apreensões foram significativas.
– Algumas delas destacavam em torno de 300 a 400 quilos de maconha e de 20 a 50 quilos de cocaína. Isso indica que realmente o grupo tinha uma atuação expressiva na região – comenta o delegado.
As investigações em SC iniciaram há cerca de quatro meses, sendo possível identificar um grupo criminoso que atuava no fornecimento de drogas vindas do Paraguai. O entorpecente era levado até a região em tanques de combustível de caminhões ou em sacos de farinha. Dentre os investigados há pessoas presas anteriormente pelo mesmo crime e foragidos com mandados de prisão em aberto de operações anteriores, como a Summer.
Em Caxias do Sul (RS), foram feitas 17 prisões e apreendidos armas de fogo, seis quilos de explosivos e meio quilo de cocaína. No Paraguai foram presas três pessoas, e desmontado laboratório de refino de cocaína.

 

ASSUNTO: PRISÃO EM FLAGRANTE

Veículo: Diário Catarinense

Quadrilha de caixeiros é descoberta

Usando coletes à prova de balas, armados e portando explosivos, cinco suspeitos de assaltar caixas eletrônicos no Estado foram presos em flagrante na madrugada de ontem em Videira, no Meio-Oeste catarinense. Maicon Rodrigo Mendonça, de 25 anos, natural de Maringá (PR), foi baleado após tentar resistir à prisão.
Segundo a polícia, o suspeito teria tentado pegar uma espingarda de calibre 12 para atirar contra os agentes que participavam da ação. A prisão ocorreu quando os cinco estavam dentro de um carro, preparados para sair e praticar outro assalto, conforme a investigação.
Além de Mendonça também foram presos Diego Drum, 24, natural de Fraiburgo, Jonas da Silva, 22, de Ibirama, Eduardo Rocha, 18, de Chapecó, e Sidinei Mattos, 48, de Videira.
O grupo portava explosivos e a investigação suspeita que eles fossem roubar caixas eletrônicos, assim como fizeram na madrugada de segunda-feira em Fraiburgo, também no Meio-Oeste, quando dois equipamentos foram explodidos em um supermercado.
Conforme o delegado Anselmo Cruz, da Divisão de Furtos e Roubos da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), que comandou a operação, a quadrilha costumava agir com violência e teria participação também em assaltos a casas e estabelecimentos comerciais.
Membros do bando teriam se articulado em outubro
Segundo o delegado, os cinco atuavam juntos desde meados de outubro e seriam responsáveis por explosões a caixas eletrônicos de Camboriú e Porto Belo e outras duas tentativas em Videira e Blumenau – além de um assalto a banco em Lebon Régis em plena luz do dia e roubos a casas em Balneário Camboriú.
– Todos têm extensa ficha criminal e dois deles estavam com mandado de prisão em aberto. É uma quadrilha que se organizou muito rápido, pois estamos investigando há cerca de 15 dias e já sabemos que eles praticaram pelo menos seis assaltos em diversas cidades – afirma.
Além da espingarda, a polícia também apreendeu três pistolas de uso restrito, munições, touca ninja, dinamite e cerca de R$ 3 mil. A suspeita é de que o restante do dinheiro roubado dos caixas eletrônicos em Fraiburgo tenha sido escondido no interior do município, onde também foi encontrado abandonado o carro utilizado na ação criminosa. Os suspeitos foram para o Presídio Regional de Florianópolis. O DC não teve acesso aos presos nem aos advogados deles.

 

ASSUNTO: Negociação salarial

Veículo: Diário Catarinense

POLÊMICA SALARIAL: Teto de servidores é votado hoje

Projeto de lei está vinculado ao conjunto de normas que regulamenta as remunerações na área da Segurança Pública

Deve ser apreciada hoje na Assembleia Legislativa uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que eleva o teto salarial de agentes políticos, empregados e servidores públicos da administração direta de SC. – SC é um dos últimos estados a aderir a este modelo. Algo em torno de 2 mil funcionários serão contemplados por esta lei, especialmente delegados de polícia, fiscais da Fazenda e procuradores. Normalmente os que estão no topo da pirâmide – comentou o deputado Aldo Schneider (PMDB), líder do governo na AL e relator da PEC. A PEC chegou a entrar na ordem do dia de ontem da Assembleia, mas por falta de quórum foi adiada para hoje. Durante a sessão, alguns parlamentares estavam reunidos para discutir os projetos de lei relacionados ao teto salarial (ver boxe ao lado) que estão sob regime de urgência e devem ser votados até o final deste ano.
A PEC 6/2013, de autoria do governo estadual, estabelece remuneração máxima com base no salário de desembargador do Tribunal de Justiça (cargo de maior remuneração do serviço público estadual).
Se aprovada, a lei passa a valer para todos os poderes do Estado. De acordo com o texto, o salário atual do governador e de secretários do executivo não serão elevados em função do novo teto remuneratório.
Atualmente o salário de desembargador é de aproximadamente R$ 28 mil. A proposta, no entanto, institui limite salarial de 90,25% sobre este valor, o que representa R$ 25,3 mil.
A introdução do teto remuneratório será feito de forma gradual: 71% do novo montante começará a valer a partir de 1o de janeiro de 2014 e 86% a partir de 1o de julho do mesmo ano. O integral de 100% só será estabelecido em 1o de janeiro de 2015.
Em reunião realizada nesta terça-feira, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa aprovou uma emenda que reduz o tempo de introdução do novo teto salarial na Assembleia com relação aos outros poderes.
– SC é um dos últimos estados a aderir a este modelo. Algo em torno de 2 mil funcionários serão contemplados por esta lei, especialmente delegados de polícia, fiscais da Fazenda e procuradores. Normalmente os que estão no topo da pirâmide – comentou o deputado Aldo Schneider (PMDB), líder do governo na AL e relator da PEC.

A PEC chegou a entrar na ordem do dia de ontem da Assembleia, mas por falta de quórum foi adiada para hoje. Durante a sessão, alguns parlamentares estavam reunidos para discutir os projetos de lei relacionados ao teto salarial (ver boxe ao lado) que estão sob regime de urgência e devem ser votados até o final deste ano.

Pacote da segurança vai para comissões

Além da PEC, tramita na Assembleia Legislativa um conjunto de 10 projetos de lei que integram o pacote salarial de servidores das Secretarias de Segurança e Justiça. Em geral, tratam da regularização das gratificações e eliminação dos chamados “penduricalhos”, que são gratificações acumuladas pelos servidores. As matérias deveriam passar pelas Comissões de Finanças, Serviço Público e Segurança Pública individualmente, mas, uma vez que se encontram em regime de urgência e precisam ser votadas até o final deste ano, foi composta uma comissão conjunta na qual as três equipes analisarão os textos de uma vez. Hoje será dada a abertura de vista coletiva aos membros das comissões e no dia 9 de dezembro está agendada uma reunião para discussão e votação dos pareceres finais dos deputados.

 

ASSUNTO: EVASÃO DE DIVISAS

Veículo: Diário Catarinense

Operação implode quadrilha

Grupo especializado em lavar dinheiro, com ramificação em Santa Catarina, teria enviado R$ 100 milhões do Brasil para o exterior

Uma quadrilha de São Paulo especializada em evasão ilegal de divisas milionárias para o exterior, com célula em Santa Catarina, foi presa preventivamente ontem pela Polícia Federal de SC. Em apenas um ano o bando teria enviado mais de R$ 100 milhões para a Coreia do Sul, China, Singapura, Hong Kong, Estados Unidos e Panamá. Oito integrantes, que não tiveram nomes divulgados, foram presos em Florianópolis, São Paulo e Santos. O homem apontado como chefe e outro suspeito estão foragidos.
A Operação Tétis da PF catarinense teve origem na desconfiança de técnicos da Receita Federal (RF) em relação a documentos apresentados por suposto empresário de São José, na Grande Florianópolis, quando ele tentou abrir a empresa de comércio exterior Trip Traiding.
– Os técnicos notaram diversos indícios de falsificação e não fizemos a habilitação da empresa. Depois tentaram habilitar a empresa MD Training. Nenhuma teve sucesso e enviamos os documentos ao Ministério Público Federal – contou o auditor fiscal da Receita em SC Gilberto Tragancin.
O MPF repassou o caso para a PF, que abriu inquérito e montou uma força-tarefa com SP. Nos sete meses de investigações, os policiais com apoio da Receita e do MPF descobriram que a Trip e a MD eram empresas de fachada. Mesmo não habilitadas, passaram a operar na importação de produtos para o Brasil. Artigos vendidos no maior centro de comércio popular do país: a Rua 25 de Março, em São Paulo, mantida por comerciantes na maioria coreanos.
Por meio dessas empresas e de outras em São Paulo, que fingem atuar no mesmo ramo, a quadrilha mandava remessas de dinheiro ilícito para o exterior, fraudando tributos nas mais de 265 operações financeiras realizadas entre 2012 e 2013, período em que o bando foi monitorado pelas instituições federais.

 

ASSUNTO: Negociação salarial

VEÍCULO: Portal da Alesc

PEC do pacote salarial do funcionalismo público vai a Plenário

Os membros da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) aprovaram por unanimidade, na reunião da manhã desta terça-feira (3), a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6/2013, do Poder Executivo, que altera o artigo 23 da Constituição do Estado de Santa Catarina, sobre o teto remuneratório dos servidores públicos estaduais. A proposta faz parte do pacote salarial encaminhado pelo governo no começo de novembro.

A matéria, relatada pelo deputado Aldo Schneider (PMDB), foi acatada com subemenda aditiva encaminhada pela Mesa da Assembleia, a qual especifica que a proposta seja aplicada ao Poder Legislativo no percentual de 86% a partir de 1º de janeiro de 2014 e a partir de 1º de julho de 2014 em 100% do teto remuneratório constitucional.
Outra PEC aprovada por unanimidade nesta manhã foi a 5/2013, que altera o inciso I do artigo 14 da Constituição do Estado para estabelecer a participação majoritária da sociedade civil organizada nos Conselhos Estaduais de cunho social. A matéria, de autoria do deputado Padre Pedro Baldissera (PT) e outros, recebeu parecer favorável da deputada Ana Paula Lima (PT).
As PECs seguem agora para deliberação em Plenário.

 

ASSUNTO: OPERAÇÃO VERANEIO

VEÍCULO: Notícias do Dia

Investimento de R$ 26 milhões em segurança

Enfileirados ao lado do secretário de Segurança Pública de Santa Catarina César Grubba, os cônsules da Itália, Argentina, do Uruguai e da Costa Rica conheceram os detalhes da Operação Veraneio. Entre 19 de dezembro e 15 de março, o governo promete investir R$ 26 milhões em equipamentos e pessoal, nos principais balneários e estâncias hidrominerais do Estado.

Participaram da reunião representantes da Santur, Exército, Marinha, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Infraero. O lançamento oficial da Operação Veraneio será no dia 11, na avenida Beira-Mar Continental.

Pelo menos 926 policiais militares e 820 policiais civis serão mobilizados para 26 balneários. Entre as características que destacam os profissionais, que durante três meses atuarão nos destinos turísticos mais disputados, Grubba disse que “aqueles que falam um segundo ou terceiro idioma são mais requisitados”, disse. Os reforços virão das cidades do interior do Estado.

Durante o encontro, o comandante do Corpo de Bombeiros do Estado, Marcos de Oliveira, ressaltou que nesta temporada serão pelo menos 1.200 guardavidas civis e 480 militares. Eles atuarão na prevenção e no atendimento de ocorrências.

Emilio Julio Neffa, cônsul da Argentina, lembrou que seus conterrâneos representam a maioria dos turistas estrangeiros e cobrou mais diálogo nas ocorrências. “No caso do rapaz que subiu na ponte [Tomas Schimitt, encontrado morto no trapiche da Beira-Mar Norte], ninguém avisou o consulado.

Os bombeiros liberaram o rapaz e ele foi encontrado morto dias depois”, disse em tom de protesto diante dos demais convidados.

 

ASSUNTO: Bombeiros militares e voluntários

MEIO-OESTE: POSSÍVEL FUSÃO DE MILITARES E VOLUNTÁRIOS É TEMA DE REUNIÃO

     

VEÍCULO: Portal do CBM

 

 

Na tarde desta terça-feira (03/12) o Comandante-Geral do CBMSC, Coronel BM Marcos de Oliveira, recepcionou uma comissão do município de Lebon Régis (meio-oeste catarinense) para tratar de uma possível fusão entre os Bombeiros Voluntários do município e os Bombeiros Militares.

Fizeram-se presentes o prefeito Lebon Régis, Sr Ludovino Labas, o presidente dos Bombeiros Voluntários de Lebon Régis, Prof Almir Granemann Reis e militares da região.

De acordo com o Comandante-Geral, “o objetivo da conferência é definir como e quando será realizada a fusão, melhorando o atendimento da população do município”.

Posteriormente a pauta foi discutida também na Secretaria de Estado da Segurança Pública, onde o Secretário Adjunto, Coronel PM Fernando Rodrigues de Menezes, recebeu a comitiva.