Área do associado

Área do associado

Clipping do dia 29 de agosto

29.8.2013

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA 29 DE AGOSTO

 

COLUNISTA MOACIR PEREIRA – Diário Catarinense

EDUCAÇÃO E PREVENÇÃO

Na tarde de ontem, 461 crianças de 10 escolas de Biguaçu se formaram no Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd). A iniciativa é promovida pela Polícia Militar com a finalidade de evitar o uso de drogas e entorpecentes por crianças e adolescentes em fase escolar.

Diretas

O delegado Ilson da Silva recebeu o diploma de Amigo da Brigada Silva Paes, pelo comando da 14a Brigada de Infantaria Motorizada de Florianópolis.

 

COLUNISTA CARLOS DAMIÃO – Notícias do Dia

ação e…

Nada justifica uma morte, evidentemente. a não ser que, em confronto com a polícia, alguém utilize uma arma de fogo e corra o risco de ser alvejado. Foi o que houve ontem no morro da caixa, região continental de Florianópolis. Um homem, condenado por homicídio, resistiu a uma ação policial e acabou morto. o curioso foi a reação da comunidade, como bem mostrou o Jornal do meio-dia.

… reação

Na reportagem de Hélio costa foi possível perceber a indignação dos moradores diante da violência policial contra o criminoso. E o mais incrível é que a polícia reagiu a tiros porque alguém, que estava nas proximidades do cidadão procurado, jogou uma pedra nos Pms. obviamente o desfecho não poderia ser pior. E as consequências puderam ser sentidas na violenta manifestação dos moradores, ontem à noite.

 

ASSUNTO: EMERGÊNCIA

VEÍCULO: Diário Catarinense

Número 190 poderá centralizar chamadas

Usado atualmente para contato com a Polícia Militar, o número 190 poderá centralizar todas as chamadas emergenciais no país. Projeto aprovado ontem pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, em caráter conclusivo, estabelece a unificação dos números de emergência, como já ocorre em vários países. Se não for apresentado recurso, a proposta segue para o Senado. Pelo texto, ao discar 190 o usuário poderá fazer contato com Bombeiros, Defesa Civil e polícias Federal e as Rodoviárias.

 

ASSUNTO: Ação policial gera polêmica

VEÍCULO: Diário Catarinense

AÇÃO POLICIAL: Moradores protestam após morte

Cerca de 50 moradores do Morro da Caixa, na região continental de Florianópolis, fecharam um ponto da Avenida Ivo Silveira, ontem à tarde. O motivo do protesto foi a morte de um morador da comunidade, Gilmar Guedes de Moura, o Baianinho, 45 anos, por volta das 9h de ontem.
Em cinco minutos, bombeiros apagaram o fogo em colchões e entulho colocados no meio da via por moradores revoltados. O trânsito chegou a ficar congestionado no sentido Florianópolis-São José. A Polícia Militar esteve no local para tentar controlar a situação.
Baianinho teria sido baleado durante uma investigação de furto no Morro da Caixa, de acordo com informações da Polícia Civil. Agentes informaram que o homem estava armado, não obedeceu a ordem policial e tentou fugir.
Conforme a Polícia Civil, ele havia sido preso outras vezes, era procurado por envolvimento no furto de um portão de ferro. Ele estava com um mandado de prisão em aberto por homicídio e era foragido da Justiça.

 

ASSUNTO: Sistema prisional

VEÍCULO: Diário Catarinense

CASO DEISE ALVES: Fase de audiências é encerrada

Com a conclusão dos depoimentos, Justiça agora deve julgar pedidos de liberdade de réus e de reconstituição do crime

Encerrada a fase de depoimentos, a Justiça espera concluir até o fim do ano o julgamento dos acusados pelo assassinato da agente penitenciária Deise Alves, em São José, em 26 de outubro do ano passado. Além disso, o juiz da 1a Vara Criminal, Otávio Minatto, deve analisar nos próximos dias pedidos de liberdade dos presos.
Uma outra solicitação dos advogados de defesa a ser julgada é a realização de reconstituição na frente da casa em que Deise foi morta, com a presença de testemunhas, no Bairro Roçado. Ontem, ao final de três dias de audiências, o promotor que atua no caso, Jádel da Silva Júnior, se mostrou esperançoso em dar rapidez no julgamento final.
– Acredito que em um mês e meio saia a decisão se os réus vão ou não a júri popular e até o final do ano seja realizado o julgamento. O juiz vai dar prioridade ao processo – disse.
Minatto confirmou a prioridade, mas não quis estabelecer data. Para o magistrado, a experiência da videoconferência para ouvir os presos que estão na Penitenciária Federal de Mossoró (RN) teve êxito. Em 20 dias, será disponibilizado à Justiça e aos advogados um DVD com o conteúdo das audiências online.
Esse mesmo tipo de procedimento online será utilizado pela Justiça de Blumenau, no próximo mês, nas audiências do julgamento da onda de atentados a ônibus e unidades policiais. São 98 réus e pelo menos 20 deles estão presos em Mossoró.
Apontado como executor nega participação na morte
Acusado de disparar o tiro que matou a agente, Marciano Carvalho dos Santos, 19 anos, declarou ser inocente em seu depoimento ontem à tarde.
– Não teria por que fazer essa crueldade que estão me acusando. Não conheço essas pessoas – afirmou.

 

ASSUNTO: Polícia Civil

VEÍCULO: Diário Catarinense

CAUSA DESCONHECIDA: Polícia reconstitui crime passional

Mulher suspeita de matar o marido no início deste mês em Biguaçu teve pedido de prisão preventiva encaminhado pela Civil

A Polícia Civil de Biguaçu pediu a conversão da prisão temporária para preventiva da mulher de Jean Carlos Decker, coordenador de informática de uma emissora de televisão de Florianópolis. Ele foi assassinado com um tiro na cabeça, no dia 7 de agosto, enquanto dormia, em sua residência no Bairro Vendaval, em Biguaçu.
Uma equipe do Instituto Geral de Perícias realizou ontem a reconstituição do crime. O delegado responsável pelo caso, Nilton César da Silva, afirma que uma série de fatores ainda devem ser investigados, principalmente em relação à cena do crime.
– A primeira verificação, a partir do que nos foi informado pelos peritos, dá a impressão de que o ambiente foi montado – disse o delegado em entrevista à Rádio CBN Diário.
A mulher de Jean, Adriana da Silva Decker, 30 anos, está presa em uma delegacia de Antônio Carlos. Assim que a pena for convertida, ela será transferida para o Presídio Feminino de Florianópolis.
Vizinho deu relato do que encontrou na residência
Léo Bruning, vizinho da família, foi uma das primeiras pessoas a entrar na casa depois que perceberam que o coordenador de informática estava morto. Alertado por um outro vizinho, ele entrou na residência para verificar o que havia acontecido.
– Só tinha um pacote de roupa no chão, que dava a impressão de ter sido jogado por alguém. O celular dele estava na cabeceira da cama, o notebook estava na estante. Na sala não tinha nada mexido, a TV estava no lugar – descreveu a testemunha.
Segundo a polícia, Jean foi assassinado assim que a esposa saiu para o trabalho, por volta de 6h. O crime só foi descoberto no início da noite, quando ela voltou para casa com os dois filhos do casal. Apenas a moto da vítima foi levada. O delegado descartou a possibilidade de latrocínio.

 

ASSUNTO: PM em São Miguel do Oeste

VEÍCULO: Portal da PMSC

Projeto ”Arquitetura contra o Crime” é lançado em São Miguel do Oeste

A Polícia Militar de Santa Catarina busca, através de seu Plano de Comando, a melhoria contínua dos processos produtivos de segurança pública e a busca de respostas mais efetivas às demandas sociais. Dentro deste pensamento, o 11º Batalhão de Polícia Militar de Fronteira (BPM/Fron) de São Miguel do Oeste vem desenvolvendo uma série de ações que visam dar uma maior resposta as demandas da Segurança Pública no extremo-oeste catarinense. Buscando esta constante melhoria, o batalhão está desenvolvendo um projeto denominado Arquitetura Contra o Crime.

Arquitetura Contra o Crime pode ser definida como um conjunto de ações e medidas com o objetivo de diminuir a probabilidade de ocorrência de delitos e aumentar a sensação de segurança, através de intervenções no desenho urbano. Busca-se a diminuição da ocorrência de delitos com ações no planejamento do desenho urbano, como o planejamento de ruas e praças, com ações que visem a construção ou alteração das estruturas físicas das edificações tornando-as menos propicias para o cometimento de crimes, além de medidas que visem a melhoria da iluminação e paisagismo público. Para a realização deste projeto, o 11º BPM/Fron vem capacitando o efetivo de São Miguel do Oeste, onde o projeto-piloto será desenvolvido, e tem buscado parcerias com instituições visando a divulgação desta idéia.

No dia 24 de agosto foi ministrada uma palestra para acadêmicos do curso de Arquitetura da Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc), campus São Miguel do Oeste, onde o gestor do projeto, major Marcelo de Wallau da Silva, explanou os princípios da Arquitetura Contra o Crime. Houve uma intensa participação dos acadêmicos e professores, que realizaram várias perguntas demonstrando grande receptividade a ideia. Nos próximos dias o projeto será apresentado ao Clube de Diretores Lojistas (CDL) e ao Conselho de Planejamento Municipal de São Miguel do Oeste.

 

ASSUNTO: Mais segurança no Norte

VEÍCULO: A Notícia

Moradores de bairro da zona Norte de Joinville protestam por mais segurança

Ocorrência de furtos no comércio e em casas do Bom Retiro motivou ação da população

Entoando gritos de guerra como “O Bom Retiro pede segurança pública, educação e respeito”, “Mais educação, menos prisão” e “O povo unido jamais será vencido”, os moradores do Bom Retiro, zona Norte de Joinville, se reuniram no fim da tarde desta quarta-feira para protestar por mais segurança no bairro. 
A reclamação levou cerca de 50 moradores as ruas. Acompanhados pela Polícia Militar eles iniciaram a manifestação na rua Tenente Antônio João, e caminharam por cerca de 15 minutos, pela calçada, até o cruzamento com a rua Piratuba. 
Uma das organizadoras da ação, a cabeleireira Carmelita Custódio Jacinto de Carvalho, 49 anos, conta que a ideia de fazer o protesto surgiu com a ocorrência dos furtos que, segundo ela, vem se tornando frequentes no comércio e nas casas da região.
— Há um mês e meio mais ou menos nós recebemos uma visita indesejada no salão (furto), aí conversei com outros comerciantes que também tinham sido roubados e decidimos nos reunir na Associação de Moradores para ver o que fazer — conta.
O Bom Retiro já foi palco de manifestação contra a ocorrência de furtos no bairro em abril deste ano.
Segundo Carmelita há pelo menos cinco moradores que ela conhece que tiveram as casas furtadas no último mês, a luz do dia. Ela também cita ocorrências de assalto e lembra do homicídio ocorrido no início de julho durante uma briga em uma lanchonete da rua Tenente Antônio João. 
A moradora Sônia Azambuja, 47 anos, que nasceu no bairro e passou toda a vida ali, lembra com carinho de como o Bom Retiro era “um lugar tranquilo para se viver”. 
— Agora a gente ouve falar de assaltos a mão armada, assassinatos, nem parece o mesmo bairro — reclama. 
Carmelita conta que a ideia inicial era fechar a rua, mas o baixo número de participantes mudou os planos. 
— Esperava bem mais gente porque quase todas as ruas e comércios foram atingidos, mas o pessoal não abraçou a causa — desabafa.

 

ASSUNTO: Educação e Segurança

VEÍCULO: O Sol Diário

Camboriú inicia campanha nas escolas contra armas de brinquedo

Objetivo é incentivar as crianças para que troquem as armas por livros

Camboriú começou na quarta-feira a campanha Armas, Nem de Brincadeira. A ação tem como intenção o desarmamento infantil, incentivando que as crianças troquem as armas de brinquedo por livros. Pela primeira vez, a campanha atinge a todo o município.

A campanha é uma parceria entre secretarias de Desenvolvimento e Assistência Social, Educação, o Núcleo de Prevenção às Drogas e a Pedofilia, e o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS).

Coordenador do núcleo, Manoel Mafra, diz que a campanha visa conscientizar as crianças e os pais de que algumas brincadeiras podem ser prejudiciais. A ação ocorre até 16 de outubro.

Serão realizadas palestras nas escolas da rede municipal para prevenir a violência e obullying. Essa é a terceira edição da campanha, mas em anos anteriores o foco eram as regiões do Monte Alegre e Conde Vila Verde.

Somente no ano passado, foram coletadas 170 armas de brinquedo. Após o término da ação será feita a destruição simbólica das arminhas. Os livros que serão trocados foram adquiridos pelo próprio município.

Além dos livros, na Escola Joaquim Magalhães, no Rio Pequeno, estão sendo disponibilizados brinquedos antigos e educativos. A ideia é verificar se as crianças se interessam por bilboquê, pião e outros artigos que faziam sucesso com a garotada há anos.

 

ASSUNTO: Mais segurança no Vale

VEÍCULO: Jornal de Santa Catarina

Segurança é a prioridade para moradores da Itoupavazinha

O JA nos Bairros, da RBS TV, esteve nesta quarta-feira na Itoupavazinha e recebeu uma enxurrada de reclamações do pessoal da comunidade. Pedem, na maioria, que a segurança no bairro seja reforçada. 
O tema foi o mais votado pelos moradores, com 34 das 132 indicações. Logo depois, veio o pedido de pavimentação das vias. O principal destaque negativo foi a Rua Frederico Bohringer, que apresenta problemas por falta de asfaltamento e de insegurança.