Área do associado

Área do associado

Clipping do dia 25 de setembro

25.9.2013

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA 25 SETEMBRO

 

COLUNISTA RAFAEL MARTINI – Diário Catarinense

Mão-leve na balada

Leitor Carlos Nascimento conta que a filha foi comemorar o aniversário na Confraria da Lagoa, semana passada. Teve o celular roubado de dentro das bolsa, mesmo estando com a mesma colada ao corpo. Ao registrar o boletim de ocorrência na DP, foi informada de que várias outras pessoas também teriam sofrido o mesmo ataque.
A prática não é nova nas casas noturnas de Floripa, mas está cada vez mais profissional. A assessoria jurídica da Confraria diz que já tomou providências para repassar informações à polícia que facilitem as investigações. A suspeita é de que se trata de uma gangue especializada que atua nas principais baladas.

Que fase!

Comando da Polícia Civil anda rindo à toa nos últimos dias. Prisão do ex-deputado Duduco, estouro de quadrilha de tráfico internacional com apreensão de 120 mil comprimidos de ecstasy e uma operação bem-sucedida contra os caixeiros de banco em Florianópolis.

 

COLUNISTA MOACIR PEREIRA – Diário Catarinense

Emoção

Durante a inauguração da Delegacia da Pessoa Desaparecida, em São José, foi exibido um um vídeo sobre o drama das famílias que não têm notícias de parentes e a felicidade daqueles que os encontraram. A prefeita Adeliana Dal Pont, o secretário estadual César Grubba e o delegado-geral da Polícia Civil, Aldo Pinheiro D’Ávila, acompanharam atentos.

 

COLUNISTA PAULO ALCEU – Notícias do Dia

Quase

Faltam pequenos detalhes, mas o suplente de deputado federal, Roberto Salum, está deixando o PP para disputar uma cadeira na Assembleia pelo PSD. Um dos detalhes é uma conversa com o deputado Joares Ponticelli, a quem deve lealdade. De repente, será adversário direto de um ex-companheiro de sigla, João Amin.

 

ASSUNTO: Semana do Trânsito

VEÍCULO: Diário Catarinense

EDUCANDO PARA O TRÂNSITO: Agentes atuam para conscientizar estudantes

Diversas ações são desenvolvidas pela Secretaria de Segurança de Itajaí, que comemora a Semana Nacional do Trânsito 2013 desde o dia 18. Para encerrar o evento, os agentes de trânsito estarão hoje, a partir das 14h, na Escola Estadual Paulo Bauer, na rua Indaial, 173, bairro São João. Nos últimos sete dias, a Diretoria de Educação para o Trânsito desenvolveu mais de 15 ações entre blitze e palestras para conscientizar adultos e crianças sobre os mais diversos assuntos que tenham relação com segurança no trânsito.

 

ASSUNTO: ADOÇÃO ILEGAL

VEÍCULO: Diário Catarinense

Delegado afirma que bebê foi alvo de negociação em Camboriú

Polícia identificou depósito bancário para a intemediária da venda, que comprovaria o pagamento de R$ 2 mil pela criança

Uma série de contradições e a confirmação de um depósito de R$ 2 mil na conta da mulher apontada como responsável por intermediar a venda de um bebê em Camboriú seriam provas decisivas na conclusão do inquérito do delegado Osnei Valdir de Oliveira, da Divisão de Investigações Criminais (DIC) de Balneário Camboriú, que apura a adoção ilegal de uma menina de três meses, resgatada na semana passada no Paraná.
Após ouvir o depoimento do casal suspeito de ter comprado e levado a bebê para Palmas (PR) e confrontar com a história contada pela intermediadora que levou a mãe da criança para Matinhos, no litoral daquele Estado, Oliveira não tem dúvidas de que o crime se configura um caso de adoção à brasileira, em que a mãe é suspeita de vender o bebê.
O casal estava com a bebê havia três meses e a negociação com a mãe teria começado após a 12ª semana de gestação. Ainda menor de idade durante a gravidez do segundo filho, a mãe contou em entrevista do DC que pensava em abortar quando foi assediada por uma conhecida na região do bairro Monte Alegre, em Camboriú.
Apesar de a jovem não confirmar que recebeu dinheiro pela entrega da criança, em depoimento à polícia o casal paranaense confirmou o pagamento de R$ 2 mil no final da gravidez. O delegado acredita que o dinheiro seria a conclusão dos pagamentos, que ainda incluiriam um salário mínimo por mês.
– Eles apresentaram uma versão combinada, mas que não se sustenta. Ela disse que o dinheiro seria para a cesariana, mas a menina nasceu de parto normal – observou o delegado.
O delegado deve pedir quebra do sigilo bancário da avó da criança, que teria recebido dinheiro pela venda.
Falso pai deu indícios de que não conhecia a jovem
A mulher suspeita de ter intermediado a transação disse em depoimento que, ao saber da vontade da mãe em abortar, quis entregá-la ao irmão, em Palmas. A jovem foi levada para Matinhos para dar à luz em uma maternidade e a criança foi registrada no nome do falso pai.
– Ele alega que manteve um relacionamento com a jovem, mas não soube responder nem onde fica a casa dela – garantiu o delegado.
A mãe biológica, o casal adotivo e a mulher que intermediou a negociação serão indiciados pela venda do bebê, registro do filho de outro e por falsidade ideológica. O inquérito será concluído antes do prazo de 30 dias e todos deverão responder em liberdade.

 

ASSUNTO: Exploração Infanto-Juvenil

VEÍCULO: Diário Catarinense

COMBATE À VIOLÊNCIA: Mais atenção a crianças e adolescentes

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação (SST), investirá R$ 7,5 milhões em cofinanciamento de serviços de média e alta complexidade neste ano. Os recursos auxiliarão também no atendimento de crianças e adolescentes vítimas de violência e exploração sexual.
Ontem, foi lembrado o Dia Estadual de Combate à Violência e à Exploração Sexual InfantoJuvenil. Folder sobre combate a esse tipo de violência foi elaborado pela SST e será distribuído em três pontos de pedágio na BR-101 Norte em parceria com a Autopista Litoral Sul: em Porto Belo, Garuva e Araquari. O material também será distribuído em Florianópolis, pela Secretaria Municipal de Assistência Social, e em Forquilhinha, no Sul, pela Secretaria de Desenvolvimento Regional de Criciúma.

 

ASSUNTO: GREVE DOS BANCÁRIOS

VEÍCULO: Diário Catarinense

Caixa é opção para saques

Durante a greve dos bancários, que começou na semana passada, a alternativa para aposentados e pensionistas do INSS que recebem até um salário mínimo (R$ 678) é sacar o benefício pelos caixas eletrônicos.
Para isso, é preciso ir ao terminal levando seu cartão magnético que deverá ser inserido no caixa eletrônico. Na sequência, o segurado deve digitar sua senha e escolher a opção “saque”, concluindo a operação com o valor que deseja sacar.
Se tiver dificuldade para realizar a operação, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) orienta a não pedir ajuda a estranhos. “Quaisquer pedidos de ajuda devem ser feitos somente a funcionários identificados do banco, e nunca a pessoas”, destaca.
Os caixas eletrônicos de diversos bancos podem ser encontrados em locais de grande circulação, como shoppings e lojas de conveniência, e não apenas dentro da agência da instituição financeira. O limite de saque diurno costuma variar. Durante a noite, o máximo é de R$ 300.
Os terminais de autoatendimento dentro das agências bancárias funcionam até as 22 horas. Nos demais locais, funcionam 24 horas, mas é preciso que o estabelecimento também esteja aberto.
Correspondente bancário também é alternativa
Segundo a Febraban, há 175,1 mil correspondentes bancários espalhados pelo Brasil, entre eles supermercados, casas lotéricas e postos dos Correios.
Por esse canal é possível efetuar os saques dos benefícios sociais, tais como Bolsa Família, INSS, FGTS, seguro desemprego, PIS, entre outros.
Os saques em correspondentes, porém, têm valores máximos fixados pelos bancos que os contrataram para a prestação de serviços. Por isso, é preciso verificar o limite antes de fazer a operação.
Para realizar transferências de valores de banco para banco, o aposentado ou pensionista pode utilizar canais como a internet, o telefone do banco, os caixas eletrônicos e ainda o aplicativo do banco no celular.
Para valores a partir de R$ 1mil, pode optar pela Transferência Eletrônica Disponível (TED) quem tem urgência em realizar a operação, pois essa transferência faz o dinheiro cair na conta do destinatário no mesmo dia. Se não houver urgência, o cliente pode optar pelo DOC (Documento de Crédito), que tem limite de até R$ 5 mil, e cai no dia seguinte.

 

ASSUNTO: Assalto a caixas eletrônicos

VEÍCULO: Diário Catarinense

BANDO ESPECIALIZADO: Polícia prende caixeiros

Uma operação da Polícia Civil cumpriu nove mandados de prisão na Grande Florianópolis ontem. A investigação, de um ano e três meses, aponta os presos como membros de uma quadrilha especializada em assaltos a caixas eletrônicos, com preferência para equipamentos instalados em órgãos públicos.
Em um condomínio no bairro Abraão, na parte continental de Florianópolis, foram detidas duas pessoas. Os outros mandados foram cumpridos no Pântano do Sul, no Sul da Ilha, em São José e Palhoça. Dois membros do grupo moram na região metropolitana de São Paulo e não haviam sido capturados até o fechamento desta edição.
A quadrilha teria arrombado no mínimo seis caixas eletrônicos, mas a polícia só possui provas de quatro assaltos: ao Detran/SC, Badesc, Secretaria de Estado da Saúde e em um estabelecimento comercial na Lagoa da Conceição.
– O grupo praticava o crime de madrugada. Ao chegar no local, rendia o vigia e abria o caixa eletrônico com um maçarico. Nenhum banco registrou boletim de ocorrência, mas estima-se que em cada roubo eles tenham levado em torno de R$ 100 mil – afirmou o delegado Marcos Fraile.

 

ASSUNTO: Tráfico de drogas

VEÍCULO: Diário Catarinense

CONEXÃO EUROPA: Tráfico de drogas sintéticas sofre baque histórico em SC

Quadrilha desarticulada mandava cocaína para a Holanda e abastecia o Estado com ecstasy e LSD

As malas saem de Santa Catarina para Amsterdã, na Holanda. Vão recheadas com cocaína nas partes laterais e retornam com drogas sintéticas. Os donos são jovens encantados com a viagem à Europa, aliciados por traficantes e que se arriscam como mulas – pessoas que transportam a carga.
Descoberta em 2005, a rota criminosa Europa–Florianópolis segue a todo vapor. Nem mesmo a fiscalização dos aeroportos inibe os traficantes. A Polícia Civil afirma ter dado um golpe nesse tipo de ação. Após quatro meses de investigação, foram presas ontem sete pessoas e apreendidos 100 mil comprimidos de ecstasy, cocaína e dinheiro.
O delegado da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), Cláudio Monteiro, considera a apreensão de drogas sintéticas, feita por policiais civis, um recorde no Estado.
O alvo principal da polícia era Fábio Augusto Walter, 31 anos, de Palhoça. Ele usa o codinome de Bernardo e tem o apelido de Marmota. Foi investigado pela Polícia Federal em Santa Catarina e no Rio de Janeiro por tráfico internacional de drogas. Estava em liberdade e era monitorado por arregimentar mulas que embarcassem à Europa para levar cocaína e trazer drogas sintéticas.
A polícia o trata como espécie de patrão da distribuição da droga no Estado. Policiais afirmam que frequentava boates e tinha vida noturna agitada, mas não ostentava os ganhos. Ele foi preso de madrugada, na Rodoviária Rita Maria, quando foi encontrar um homem que serviu como mula e vinha da Europa com malas cheias de drogas sintéticas.
Nas casas do bando foram apreendidas quatro malas recheadas com cocaína. Seis pessoas foram autuadas por tráfico internacional e associação. Um adolescente foi para a delegacia de menores e uma mulher que chegou a ser detida acabou liberada. Na delegacia, os jovens se recusaram a falar da prisão. Aos policiais, Fábio negou envolvimento com o crime.

 

ASSUNTO: Semana do Trânsito

VEÍCULO: A Notícia

Crianças de Joinville aprendem e ensinam na Semana do Trânsito

Atividades desenvolvidas por alunos de um CEI e de uma Eles ainda não têm idade para dirigir, mas na brincadeira acabam levando conscientização e respeito às ruas de Joinville. Com atenção às placas, sinais e demais símbolos tão comuns no dia a dia, as crianças do Centro de Educação Infantil (CEI) Estrelinha Brilhante participam do projeto “Bi Bi Fon Fon, Caminho Consciente para o Trânsito”.

A iniciativa, desenvolvida com a turma do maternal, estimulou nos alunos de apenas três anos de idade o interesse pelas regras no trânsito e despertou a consciência nos pequenos. Os futuros motoristas já contribuem com dicas e orientações aos motoristas de verdade.

– Os pais dos alunos nos relataram que depois do projeto as crianças cobram deles atitudes conscientes. Falam para parar nas faixas de pedestre, explicam que não pode passar no sinal amarelo e pedem para os pais não ultrapassarem os limites de velocidade – relata a professora Eliana da Silveira Tomia.

O projeto começou em março deste ano e, além do maternal, crianças das outras turmas também se envolveram com o tema. Para aprender sobre as regras no trânsito, os alunos observaram o fluxo de veículos em frente ao CEI e perceberam que poucos carros respeitam a faixa de pedestres. Em sala de aula, eles aprenderam a atravessar a rua corretamente e interpretar as placas de sinalização.

A prática dos alunos acontece em uma pista construída dentro da unidade escolar. A estrutura foi criada em parceria com o Instituto de Trânsito e Transporte de Joinville (Ittran), o Instituto Cau Hansen e com a colaboração dos familiares, que participaram ativamente de todo o projeto.

– Foram os pais das crianças que fizeram os carros com material reciclável e contribuíram com doações para a construção da nossa pista – comenta Adriana Carla Sanches da Silva, diretora do CEI.

 

ASSUNTO: Incêndio em São Francisco do Sul

VEÍCULO: Clic RBS

Bombeiros tentam controlar incêndio em terminal marítimo de São Francisco do Sul

Carga de fertlizantes explodiu e os bombeiros trabalham para evacuar algumas áreas dos bairros Paulas e Iperoba

O Corpo de Bombeiros de São Francisco do Sul, no Norte do Santa Catarina, tenta, na manhã desta quarta-feira, conter o fogo em um terminal marítimo na BR-280, perto do porto da cidade. O incêndio começou por volta da 1 hora depois que uma carga de fertlizantes explodiu. 

A situação é considerada grave porque o material que explodiu tem nitrato de potássio, que é um produto tóxico. Já há registro de pessoas intoxicadas no hospital de São Francisco do Sul. 
A polícia e os bombeiros trabalham para evacuar algumas áreas dos bairros Paulas e Iperoba, porque a fumaça baixou pelo início da manhã. Segundo a polícia, o vento segue em direção às praias.
Cerca de 80 pessoas estão desabrigadas. Entre elas, 40 idosos que moram em um lar próximo ao local da explosão foram atendidos. As pessoas estão sendo levadas para o Colégio Estadual Santa Catarina.
De acordo com Antônio Edival Pereira, coordenador regional da Defesa Civil, a fumaça causa irritação na garganta, náuseas e em casos mais graves, insuficiência respiratória. A orientação é para os moradores procurarem locais arejados. 
Trabalham no local as equipes do Corpo de Bombeiro de São Francisco do Sul, Joinville, Araquari, Barra do Sul, Itajaí e Barra Velha.

 

ASSUNTO: Incêndio em São Francisco do Sul

VEÍCULO: Globo.com

Armazém de fertilizantes pega fogo e fumaça tóxica atinge bairros

Incêndio começou por volta das 23h de terça-feira (24) na BR-280.

Moradores intoxicados foram encaminhados para hospital local.

Um armazém de fertilizantes pegou fogo no final da noite desta terça-feira (24) na BR-280, emSão Francisco do Sul, município da região Norte de Santa Catarina, e moradores de pelo menos seis bairros precisaram deixar as casas. Segundo os Bombeiros Voluntários, o incêndio começou por volta das 23h, e até as 7h desta quarta-feira (25), equipes do Corpo de Bombeiros Militares da região estavam no local tentando apagar as chamas.

O estabelecimento fica no bairro Paulas, que precisou ser evacuado por causa da fumaça tóxica. Moradores intoxicados foram encaminhados ao hospital local. Outros foram levados para uma escola no Centro da cidade. Até as 7h, os bombeiros não souberam informar o número de pessoas atingidas.

Os bombeiros voluntários informaram que não há previsão de quando o fogo será controlado porque havia cerca de 40 toneladas de fertilizantes no local. Ainda de acordo com os bombeiros, outros bairros próximos também já começam a ser evacuados porque a fumaça está passando baixa sobre as casas.

Moradores da região das praias, além dos bairros Iperoba, Reta, Rocio Pequeno e Sandra Regina foram afetados pela fumaça e estão tendo que deixar suas casas. Conforme os bombeiros, o produto contém amônia e cloreto de potássio, dentre outras substâncias tóxicas.

 

ASSUNTO: Jornada de Aviação

VEÍCULO: Portal do CBM

3ª JORNADA CATARINENSE E 1ª SUL BRASILEIRA DE AVIAÇÃO PÚBLICA NA CAPITAL

O desenvolvimento da aviação pública, buscando a excelência no atendimento ao cidadão conduziu os operadores da Aviação Pública do Estado de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul a reunirem-se visando a integração e interação entre as Unidades, respeitando suas respectivas competências e atribuições constitucionais. Os eventos climáticos que afetaram estes Estados nos últimos anos e a demanda social na área de Segurança Pública e Defesa Civil, culminaram na criação da 3ª Jornada Catarinense e a 1ª Sul Brasileira de Aviação Pública.
A Jornada tem como proposta aprimorar a coordenação e a integração dos trabalhos de aviação dos órgãos públicos que operam nos Estado de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, composto dos seguintes órgãos participantes no evento: Base Aérea de Florianópolis (BAFL), Coordenadoria de Transporte Aéreo SC (COTAer); Batalhão de Aviação Policial Militar SC (BAPM); Serviço Aeropolicial da Polícia Civil SC (SAER); Divisão de Operações Aéreas da PRF (DOA-SC); Batalhão de Aviação Brigada Militar RS (BABM); Serviço Apoio Aéreo da Polícia Civil RS (SAA); Grupamento Aeropolicial-Resgate Aéreo PR (GRAer); Batalhão de Operações Aéreas do Corpo de Bombeiros Militar SC (BOA); Serviço de Atendimento Móvel de Urgência SC (GRAU-SAMU); e Secretaria de Defesa Civil SC;
A coordenação, a integração e a padronização entre os órgãos têm como ponto facilitador a agilidade nos atendimentos, trazendo para as populações dos Estados, uma segurança mais ampla com a certeza de um atendimento eficaz, ágil e de qualidade com a otimização de recursos públicos.
O emprego de aeronaves é um fator essencial para o serviço da segurança pública, defesa civil e saúde, visto que é capaz de levar a segurança e o socorro de forma mais rápida e segura aos locais mais ermos, prestar o serviço ao cidadão com maior agilidade, segurança e conforto, capaz de zelar pela tranqüilidade e sossego, mesmo nos momentos mais difíceis, como ocorreram no decorrer dos últimos anos.
Nas calamidades públicas estavam presentes vários integrantes da aviação pública, de vários Estados e setores, onde os serviços prestados mostraram que a importância do transporte aéreo e das atividades exercidas pelos órgãos públicos deve ser fomentada, com o intuito de crescimento profissional, troca de experiências e integração ao serviço, oferecendo o atendimento de qualidade e profissionalismo merecido a todos.
Integrar as instituições, ampliar conhecimentos, agregar informações, aprimorar as atividades, realizar operações seguras, buscando a excelência no atendimento ao cidadão, são os objetivos desejados nesta Jornada.