Área do associado

Área do associado

Clipping do dia 25 de outubro

25.10.2013

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA 25 DE OUTUBRO

 

ASSUNTO: Tráfico de mulheres

VEÍCULO: Diário Catarinense

PF desarticula bando que aliciava mulheres

A Polícia Federal desarticulou ontem uma quadrilha que traficava brasileiras para Angola. Cinco pessoas foram presas em São Paulo. As vítimas eram aliciadas em casas noturnas, mediante a promessa de pagamento de US$ 10 mil para se prostituírem por uma semana. Parte delas foi privada de liberdade e obrigada a manter relações sexuais sem preservativos. A investigação estima que a organização movimentou US$ 45 milhões desde 2007.

 

ASSUNTO: OPERAÇÃO MERCÚRIO

VEÍCULO: Diário Catarinense

Justiça condena 27 réus

Uma das maiores operações já colocadas em prática pela Polícia Federal para combater a atuação de quadrilhas especializadas em arrombar caixas eletrônicos em Santa Catarina e no Paraná garantiu a condenação de 27 réus pela Justiça Federal paranaense, incluindo dois joinvilenses.
A Operação Mercúrio, desencade ada há dois anos, prendeu quase 40 suspeitos de envolvimento em crimes como roubos de veículos, assaltos a ônibus de turismo, sequestro, homicídios, tráfico internacional de drogas e contrabando de armas, além de 13 ações contra terminais eletrônicos da Caixa Econômica Federal em Curitiba.
Sete joinvilenses chegaram a ser detidos, mas só dois tiveram denúncia aceita pela Justiça Federal e responderam ao processo em liberdade. Na última quarta-feira, quando a sentença foi assinada pela juíza federal Marize Cecília Winkler, os joinvilenses Anderson Hickman, 29 anos, e Ivan Aparecido Alves, 35, foram condenados.
Anderson recebeu pena de sete anos e seis meses de prisão no regime semiaberto, por roubo e associação criminosa. Pesava contra ele a acusação de participar do arrombamento de caixa eletrônico em shopping de Curitiba em 2011. A juíza considerou que, em buscas na casa dele, foram encontrados seis aparelhos celulares e um kit para limpeza de arma. Anderson poderá recorrer em liberdade.
Ivan foi condenado a um ano e seis meses de prisão em regime aberto por associação criminosa. A pena será substituída por prestação de serviços à comunidade e multa de cinco salários mínimos. A denúncia do Ministério Público Federal (MPF) narrava que ele seria responsável por fornecer os veículos utilizados nos crimes, além de participar de negociações envolvendo o tráfico. Apesar de já estar em liberdade e ter recebido o benefício da pena alternativa, também pode recorrer contra a condenação.
Catarinenses negam participação no crime
Os dois réus joinvilenses alegaram inocência em todo o processo. A defesa de Ivan pedia absolvição com o argumento de que a participação nos crimes não poderia ser comprovada. E o crime de quadrilha também não teria sustentação pois o próprio MPF pediu absolvição de um dos outros três réus supostamente ligados a Ivan, o que descaracterizaria o delito. Já Anderson, em depoimento, afirmou que a PF praticou tortura psicológica, forçando-os a se colocarem uns contra os outros, o que teria contribuído para um testemunho contra ele.

 

ASSUNTO: PROTESTO

VEÍCULO: Diário Catarinense

Movimento Passe Livre faz manifestação no Ticen

Ontem o Movimento Passe Livre fez manifestação no Terminal de Integração do Centro (Ticen), em Florianópolis. O protesto foi pacífico e fez parte da Semana Nacional de Luta pelo Passe Livre. Cerca de 50 integrantes saíram do Ticen por volta das 18h e se concentraram em frente à prefeitura. Com isso, o trânsito na Rua Tenente Silveira foi desviado para a Rua Arcipreste Paiva. Depois seguiram pela Avenida Mauro Ramos e as ruas foram parcialmente bloqueadas. O retorno ao Ticen ocorreu por volta das 19h30min. Para entrar no terminal, os manifestantes usaram a entrada destinada aos ônibus e ocuparam a Plataforma A. Eles foram acompanhados pela Polícia Militar durante todo o trajeto. No Ticen, andaram por entre as plataformas, impedindo a saída de alguns ônibus, indo em direção às catracas, numa tentativa de incentivar os passageiros a pularem a roleta. Nesse momento, os policiais fizeram um cordão de isolamento para que os usuários do transporte pudessem entrar na plataforma normalmente.

 

ASSUNTO: Ronda

VEÍCULO: Diário Catarinense

Adolescente mata o padastro no Sul de SC

Uma adolescente de 16 anos matou o padastro na madrugada de ontem, em Braço do Norte, no Sul do Estado, numa tentativa de defender a mãe, de 31 anos. Jonatas Juliano Schlatter Rech, 32 anos, foi atingido com uma facada no tórax. Ele chegou a ser socorrido ao Hospital Santa Terezinha, mas morreu. Segundo a Polícia Militar, o casal estaria brigando e a mãe da jovem sendo agredida. A adolescente teria dito que agiu para defender a mãe.

Laudo confirma que garota foi estuprada

Aline Moreira, 18 anos, encontrada morta em Rio Negro (PR) em 1º de outubro foi mesmo estuprada. Segundo o delegado Sergio Alves, o laudo apontou ainda que a causa da morte foi traumatismo craniano. causado possivelmente por uma chave de rodas. O namorado da mãe de Aline, José Ademir Radol, foi preso no dia 4 de outubro como principal suspeito e na mesma noite foi encontrado enforcado na cela em que estava na delegacia de Rio Negro (PR).

Fogão pega fogo em restaurante

Por volta das 6h de ontem, um incêndio foi registrado no restaurante do prédio da RBS TV em Florianópolis. Houve um vazamento de gás no restaurante Vitrine, que fica dentro da emissora. O incêndio se iniciou quando a primeira funcionária ligou o fogão para aquecer água. Ela não sofreu ferimentos. As chamas foram extintas com o desligamento do gás central. Os Bombeiros foram chamados e constataram que não havia mais riscos no local.

 

ASSUNTO: Tráfico de drogas

VEÍCULO: Diário Catarinense

ECSTASY EM SC: PF faz apreensão recorde

Uma fiscalização de rotina no primeiro dia da Operação Veraneio da Polícia Federal rendeu ontem a maior apreensão de ecstasy nos últimos dois anos em Joinville e a maior deste ano no Estado até agora. Foram apreendidos 12,5 mil comprimidos da droga sintética em uma mochila no bagageiro de um ônibus que fazia a linha São Paulo – Florianópolis.
O ônibus foi parado pelos agentes da PF no pedágio de Araquari, por volta de 6h30min. Ao pedirem o bilhete de bagagem de alguns passageiros, os agentes perceberam o nervosismo de um. Durante a revista da mochila do suspeito, um cobrador de ônibus de 35 anos, encontraram os comprimidos embalados em sacos plásticos e divididos em quantidades de mil e um pacote com 551.
– Você pede o bilhete para o cara e ele já te entrega tremendo. Geralmente quando você pede o documento para uma pessoa dessas, ela fica nervosa – disse o delegado-chefe da PF em Joinville, Alcir Amaral Teixeira.
O cobrador, que não tinha passagem na polícia, relatou aos agentes que foi contratado para pegar a droga com um desconhecido na rodoviária do Tietê, em São Paulo, e depois entregá-la a outro desconhecido quando desembarcasse na rodoviária de Florianópolis.
– Eles sempre contam essa história. Ele vai ser autuado por tráfico com agravante de tráfico interestadual, podendo pegar de cinco a 20 anos de prisão – explica Teixeira.
O suspeito foi preso em flagrante e, após prestar depoimento, foi levado para o Presídio Regional de Joinville.A droga será enviada para a perícia da PF em Florianópolis, que irá testar se a substância é mesmo ecstasy. Os peritos também vão analisar os dois celulares apreendidos com o cobrador.
A Operação Veraneio iniciada ontem pela PF de Joinville com o objetivo de combater o tráfico de drogas, entre outros crimes, vai ser realizada até o fim da temporada. As fiscalizações serão realizadas em dias, locais e em veículos distintos.

 

ASSUNTO: Eleições em Palhoça

VEÍCULO: Diário Catarinense

DANÇA DAS CADEIRAS: Um ano de instabilidade na prefeitura de Palhoça

Candidatos mais votados na eleição de 2012 respondem a processos na Justiça e incerteza sobre o comando da cidade continua

Faz um ano que os moradores de Palhoça, na Grande Florianópolis, foram às urnas eleger o prefeito da cidade. Mas, ainda hoje, dois processos na Justiça Eleitoral mantêm o clima de instabilidade política no município.
No Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SC) tramita a cassação de Camilo Martins (PSD), atual prefeito. Uma decisão por cassá-lo pode levar a realização de novas eleições na cidade.– Eu confio na reversão do TRE. Não acredito em uma cassação, mas caso essa venha a ocorrer eu vou buscar todos os recursos possíveis – afirma Camilo sobre a denúncia de, supostamente, ter se aproveitado de recursos públicos de uma ONG para se promover na eleição de 2012.
Enquanto isso, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) também pode decidir devolver o registro de candidatura a Ivon de Souza (ex-PSDB, atual PR) e colocá-lo na prefeitura para a qual se elegeu e acabou não assumindo por decisão da Justiça Eleitoral catarinense.
– Tenho uma expectativa, por menor que seja, mas existe. Por tudo que a gente enfrentou e apanhou, eu considero sempre o mínimo das possibilidades – diz Ivon.
Corre por fora Nirdo Artur Luz (DEM), o Pitanta. Ele é o presidente da Câmara de Vereadores e foi prefeito interino durante todo o primeiro semestre. Assume a prefeitura se Camilo for cassado até que se faça uma nova eleição.
– Eu só acho que o TRE deve fazer aquilo que determina a lei. O promotor da Palhoça pediu a cassação. A juíza cassou. O procurador do TRE pediu também a cassação. Tu acha que os cinco juízes do tribunal vão querer, em uma hora dessas, fazer o contrário? – afirma Pitanta, garantindo que será candidato se houver nova eleição.
A assessoria do TRE-SC informa que uma análise do recurso só deve ocorrer próximo ao final do ano. No TSE, o recurso de Ivon não tem previsão para entrar na pauta do tribunal.
Se Camilo Martins for cassado, fica inelegível pelos próximos oito anos, o que o deixa de fora de uma eventual nova disputa pela prefeitura. Ivon de Souza só poderá concorrer se a eleição demorar mais um ano para acontecer, já que acabou de se filiar ao PR e precisa de um ano no partido para ser candidato.

 

ASSUNTO: Guarda municipal

VEÍCULO: Notícias do Dia

São José: Acidentes de trânsito sem vítimas não vão precisar mais passar pela Polícia Militar

A partir de novembro, a Guarda Municipal de São José auxiliará nas ocorrências de acidentes de trânsito sem vítimas. Policiais do 7º Batalhão da Polícia Militar capacitam os agentes para esta tarefa. O curso é resultado do convênio entre Prefeitura e governo do Estado, como parte do Plano Integrado de Segurança Pública, lançado pela administração municipal.

Na última semana, os agentes receberam treinamento sobre confecção do Boat (Boletim de Ocorrência de Acidente de Trânsito), passando a ter acesso ao sistema para o registro das ocorrências.

Nos próximos dez dias, o curso será voltado para a parte prática. Na etapa seguinte, os participantes multiplicarão os conhecimentos para aproximadamente 80 agentes que atuam nas ruas de São José. De acordo com a comandante da Guarda Municipal, Priscila Godinho, a previsão é que na segunda quinzena de novembro, o grupo esteja preparado para o trabalho.

“Dados da Polícia Militar mostram que 90% das ocorrências diárias estão relacionados ao trânsito e com guardas municipais qualificados, poderemos dar um bom apoio à PM, sobretudo nas áreas de maior incidência, como os bairros Campinas, Kobrasol e Barreiros”, explica.

A comandante acrescenta que até o final do ano, os 40 agentes responsáveis por trabalhos internos e administrativos da Guarda também serão capacitados. A secretária municipal de Segurança, Andreá Pacheco, destaca que esta é uma das ações do Plano Integrado de Segurança Pública, que prevê ações integradas em estratégias de combate ao crime. “Atuando nas ocorrências de trânsito, liberamos as viaturas da Polícia Militar para sua atividade fim, que é o trabalho ostensivo”, afirma Andréa.

Para a prefeita Adeliana Dal Pont, a iniciativa contribui para que a Polícia Militar atue de forma mais ampla na criminalidade. “Essa importante parceria com o governo do Estado possibilita que pelo menos 80 guardas municipais, que já circulam diariamente pelas ruas do município, estejam preparados para atender ocorrências de trânsito sem vítimas. Isso faz com que o efetivo da PM possa agir de forma mais abrangente no combate ao crime, protegendo melhor nossa população contra a violência”, completa.

 

ASSUNTO: Sistema prisional

VEÍCULO: Notícias do Dia

São José: Agentes se manifestam por maior rapidez para julgar o processo e contra liberdade de acusados

Mais de 50 agentes do Deap (Departamento de Administração Penal), acampados em frente ao Fórum de São José, pediram celeridade no processo que apura a morte da colega Deise Alves, que ocorreu em outubro do ano passado. Ela foi alvejada ao abrir a porta da garagem, na noite de 26 de outubro de 2012. Uma das agentes na manifestação, que pediu para não se identificar, disse que trabalha sob tensão. “O que aconteceu com Deise pode ocorrer com qualquer um de nós. Estamos trabalhando no limite.” Outra agente, Carolina, falou que a colega assassinada era uma pessoa boa. Ela foi a primeira mulher do Estado a fazer, em Brasília, o curso de Intervenção Prisional.

De acordo com o processo, oito envolvidos são integrantes do PGC (Primeiro Grupo Catarinense) que teriam ordenado a morte do então diretor do presídio de São Pedro de Alcântara, Carlos Alves. A mulher dele, Deise Fernanda Melo Alves, teria sido morta por engano quando chegava a casa dirigindo o carro de Carlos. Depois do protesto no Fórum os agentes passaram no cemitério e realizaram homenagens. O viúvo só participou do segundo ato.

A indignação mais forte dos agentes é com relação à soltura de três dos oito suspeitos. O juiz da 1ª Vara Criminal, Otávio José Minatto, soltou a advogada Fernanda Fleck Freitas (apontada como portadora de recados de presidiários para os colaboradores na rua), Fabrício da Rosa e Marciano Carvalho. O primeiro teria atirado em Deise e o segundo conseguido a arma.

 

ASSUNTO: Afapom

VEÍCULO: Portal da PM

AFAPOM é homenageada pela Câmara de Vereadores de Florianópolis

Na tarde de terça-feira, dia 22 de outubro de 2013, a Associação Filantrópica de Amparo aos Policiais Militares de Santa Catarina (AFAPOM) foi agraciada com a Medalha João Paulo II, em Sessão Solene da Câmara de Vereadores de Florianópolis. Prestigiaram o evento o secretário de Estado da Segurança Pública em Exercício, coronel PM RR Fernando Rodrigues de Menezes, o comandante-geral em Exercício da PMSC, coronel PM Valdemir Cabral.
A Medalha João Paulo II foi criada pela Lei Municipal nº 7.039/2006 e é concedida a movimentos e/ou entidades que realizam trabalhos voluntários de caráter caridoso e de relevância social no município de Florianópolis, simbolizando o reconhecimento do Poder Legislativo Municipal às boas ações em benefício da sociedade.

 

ASSUNTO: Concurso no CBM

VEÍCULO: Portal do CBM

CBMSC ABRE CONCURSO PÚBLICO COM 153 VAGAS PARA A INCLUSÃO DE SOLDADOS

     

 

O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) lançou nesta segunda-feira (21/10) o edital de concurso público com 153 vagas para admissão no Curso de Formação de Soldados (CFSd). A remuneração inicia a partir do primeiro mês do CFSd no valor bruto de R$ 2,2 mil e pode chegar a R$ 3,3 mil após a formação.

São 143 vagas para o sexo masculino e 10 para o sexo feminino, além da formação de cadastro de reserva (CR) para os aprovados em todas as etapas do concurso fora das vagas de convocação imediata. O CFSd é a formação de ingresso na Carreira de Praças do CBMSC que prepara seus participantes para exercerem funções de “execução” nas unidades Bombeiro Militar, entre elas as de combatente de incêndio, socorrista, resgatista, motorista e guarda-vidas, entre outras competências previstas no Artigo 108 da Constituição Estadual.

Para participar, os candidatos devem ter nível superior em qualquer área reconhecido pelo MEC, idade mínima de 18 anos no ato da matrícula no CFSd e máxima de 30 anos no ato da inscrição no concurso, altura mínima de 1,65m para candidatos do sexo masculino e 1,60m para candidatos do sexo feminino, além de carteira de habilitação.

O processo seletivo é composto de prova teórica, exame de avaliação de saúde, exame de avaliação física, exame de avaliação psicológica, investigação social e a entrega de documentos e exame toxicológico.

Para fins de classificação final, o candidato deve ter sido considerado apto e aprovado em todas as fases do certame que terá dois anos de validade, podendo ser prorrogado por igual período.

O curso terá duração aproximada de nove meses e será oferecido no Centro de Ensino Bombeiro Militar (CEBM) em Florianópolis, além dos quartéis-sede dos Batalhões de Bombeiros Militar sediados nas cidades de Curitibanos (2ºBBM), Blumenau (3ºBBM), Lages (5ºBBM), Chapecó (6ºBBM) e Itajaí (7ºBBM). A escolha do local obedecerá o número de vagas e a ordem de classificação no concurso.

As inscrições devem ser realizadas exclusivamente por meio do site www.msconcursos.com.br até o dia 10 de novembro de 2013. A taxa custa R$ 100. As provas objetivas e de redação serão realizadas no dia 08 de dezembro de 2013 nas cidades de Blumenau, Canoinhas, Chapecó, Florianópolis, Joinville e Lages. Para mais detalhes, leia o edital do concurso disponível no site da empresa organizadora.

 

ASSUNTO: Incêndio em Porto Alegre

VEÍCULO: Portal Globo.com

Incêndio atinge prédio da Sogipa, em Porto Alegre

Chamas começaram à 0h45 e foram controladas duas horas depois.

Não há registro de feridos, segundo o Corpo de Bombeiros.

Um incêndio atingiu o prédio da sede social da Sociedade de Ginástica Porto Alegre (Sogipa), na Zona Norte da capital gaúcha, no início da madrugada desta sexta-feira (25). Segundo o Corpo de Bombeiros, as chamas começaram por volta da 0h45 e foram controladas cerca de duas horas depois. Não há registro de feridos.

O trânsito no Avenida Dom Pedro II foi bloqueado para o trabalho de combate às chamas. Cinco veículos foram deslocados para atender a ocorrência. Por volta das 2h40, o fogo foi completamente extinto, informaram os bombeiros. Um carro da Polícia Civil também foi para o local e aguarda a chegada da perícia para apurar as causas do incêndio.
De acordo com informações preliminares passadas por testemunhas aos bombeiros, o fogo teria começado na cozinha de um dos salões de festas do prédio social. O local recebeu uma festa que integrava a programação da Oktoberfest do clube, mas o evento já havia sido encerrado antes do início do fogo. Funcionários que estariam no local teriam conseguido sair a tempo.

O agente de intercâmbio Edson Ricardo dos Santos, de 36 anos, estava jogando futebol com os amigos em uma das quadras do clube. Depois da partida, ele estava no vestiário quando viu pessoas correndo e ouviu barulho de explosões.

“Começou a estourar tudo, os vidros da janela, as pessoas pedindo extintores de incêndio. O fogo estava forte, se espalhou nas cortinas e tinha muito ruído de vidro estourando. Estava só eu e mais um amigo no vestiário quando a gente ouviu a correria”, relatou.

Fundada em 1867, a Sogipa é um dos clubes mais tradicionais de Porto Alegre. A sede, na Rua Barão de Cotegipe, no bairro São João, tem mais de 14 mil metros quadrados de área construída, com vários quadras de esportes, ginásios, piscinas e um estádio de atletismo, entre outras dependências. O clube tem cerca de 10 mil sócios e 35 mil dependentes.