Área do associado

Área do associado

Clipping do dia 24 de setembro

24.9.2013

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA 24 SETEMBRO

 

COLUNISTA RAFAEL MARTINI – Diário Catarinense

Susto no ar

Durante o sobrevoo do chefe da Defesa Civil de Rio do Sul com dois geólogos para vistoriar a área atingida no município ontem, acendeu uma das luzes de pane no sistema do helicóptero da Polícia Civil. A aeronave pousou em seguida, sem problemas.

Mapa da violência

Secretaria de Segurança Pública acaba de concluir estatística que mostra o mapa dos homicídios dolosos (intenção de matar) em Florianópolis em 2013. O bairro, em tese, mais violento é Capoeiras, na região continental, com três assassinatos.
Na contramão, regiões outrora marcadas pela violência, hoje apresentam índices dinamarqueses. É o caso, por exemplo, do Monte Cristo que chegou a registrar dez homicídios em 2011 (foto) e atualmente contabiliza uma única morte até setembro.

Menos crimes

A boa notícia é a redução de 30% nos assassinatos em Florianópolis no comparativo com 2012. Foram 43, de 1º de janeiro a 18 de setembro, contra 30 casos no mesmo período deste ano.

 

COLUNISTA CACAU MENEZES – Diário Catarinense

Anita Garibaldi

A decisão de Joares Ponticelli, deputado estadual pelo Sul de Santa Catarina, sobre disputar o governo do Estado no ano que vem é salutar sob todos os aspectos. Obriga um confronto entre as forças políticas atualmente unidas, PSD e PMDB, oxigena a disputa, renova a proposta e homenageia Anita, nossa heroína.

Desconectado

Comparado a outros Estados, o Detran de Santa Catarina ainda está à margem do mundo online. Para retirar documentos, após pagar multas, taxas e todo o resto, cidadão teve que se submeter a uma longa espera de quatro dias. Justificativa dos funcionários sobre a falta de agilidade do órgão: “É preciso aguardar o sistema dar baixa”.

 

COLUNISTA MOACIR PEREIRA – Blog no Clic RBS

Sinte cancela assembleia estadual por causa das chuvas

Em razão das fortes chuvas do final de semana, foi cancelada a Assembleia Estadual do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina. Não havendo possibilidade de locomoção, em todas as regiões do Estado, fica inviabilizada a realização do grande evento, nesta terça-feira, dia 24, em Joaçaba.

A Regional do SINTE de Chapecó se solidariza com os colegas trabalhadores em educação, os quais foram surpreendidos pelas fortes chuvas, convivendo, mais uma vez, com a catástrofe instaurada pela natureza, em todo o Estado. Casas e prédios estão comprometidos, pelas fortes chuvas, em Santa Catarina. Muitas escolas, inclusive, tiveram as estruturas físicas atingidas, o que causa ainda maior preocupação, já que a maioria apresenta sérios problemas de manutenção.

 

COLUNISTA CARLOS DAMIÃO – Notícias do Dia

Vaidades

Além de conflitos explícitos entre bombeiros militares e profissionais da defesa civil, as redes sociais revelaram também uma guerra de vaidades entre um alto funcionário da prefeitura de rio do sul e os meteorologistas, por causa da chuvarada que atingiu o Estado. Pois esse funcionário, não se sabe bem por que, recorreu a palavrões impublicáveis para esculhambar conceituados institutos de meteorologia, valorizando apenas o trabalho da defesa civil municipal.

 

ASSUNTO: Prisão de ex-deputado

VEÍCULO: Diário Catarinense

BASTIDORES DA OPERAÇÃO: Investigação de 170 horas levou a polícia até Duduco

Responsáveis por localizar o político catarinense em favela carioca fizeram quatro dias de campana até realizar a prisão

Foram 170 horas de investigação até a polícia catarinense capturar o ex-deputado estadual e ex-vereador Nilson Nelson Machado, o Duduco, 52 anos, no Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro. Às 15h30min de domingo, quando o delegado Antônio Cláudio Seixas Joca apareceu na frente do político, a equipe de policiais civis de Florianópolis conseguiu enfim terminar a campana intensa montada com vários recursos policiais de investigação, à exceção de meios eletrônicos.
Duduco havia fugido na sexta-feira, dia 13 deste mês, quando vazou a informação de que a Justiça decretara a prisão preventiva dele. Na segunda-feira seguinte, o delegado Ilson Silva, diretor da Polícia Civil na Grande Florianópolis e um dos policiais mais experientes da Capital, montou equipe integrada de investigadores da 1a DP e 6a DP.
O primeiro passo foi apurar a rede de amizades de Duduco. Surgiu a hipótese que estivesse em Porto Alegre. Houve buscas na capital gaúcha, mas a polícia descobriu que o Duduco que vivia no Rio Grande do Sul na realidade era outra pessoa com o mesmo apelido. Foi então que a polícia atacou as amizades que o ex-político havia feito no mundo carnavalesco, paixão antiga que o levava a participar de escolas de samba e desfiles no Rio de Janeiro no passado.
Agentes nascidos no Rio foram essenciais à ação
Na coordenação do grupo, o delegado Ilson resolveu escalar para as incursões no Morro do Alemão policiais nascidos no Estado do Rio de Janeiro. Dos dois investigadores que foram ao Rio, um deles, da 6a DP, é carioca. Como terceiro policial, no comando da operação, foi designado o delegado Antônio Cláudio Seixas Joca, 39 anos, que também é carioca.
Joca atua na 1a DP, no Centro de Florianópolis. Ao longo dos anos, ganhou destaque à frente de investigações por tráfico de drogas na 8ª DP, nos Ingleses. Recentemente, participou da força-tarefa que apurou os atentados no Estado e a atuação da facção criminosa Primeiro Grupo Catarinense (PGC).
– O Joca, antes de vir para Santa Catarina, também foi policial no Rio de Janeiro, conhece bem aquela área. Essa prisão partiu de investigação pura, na raça, sem nada de grampo (telefônico) – destacou Ilson.
Ao descobrir que Duduco havia recebido guarida no Alemão, na casa de uma amiga que cultivava dos tempos que ia ao Carnaval carioca, os policiais encontraram uma laje para observá-lo à distância com uma luneta. Foi assim entre quinta-feira e domingo. Nesse período, houve outra chance de prendê-lo. A equipe abortou o primeiro atraque com receio de que, de alguma forma, ele conseguisse escapar.

 

ASSUNTO: Delegacia de Desaparecidos

VEÍCULO: Diário Catarinense

ESPERANÇA A FAMÍLIAS: Estado ganha hoje delegacia voltada para os desaparecidos

Instalada em São José, a equipe especializada vai ter foco na busca por pessoas sumidas em qualquer cidade do Estado

A partir das 10h de hoje, seis investigadores e um delegado da Polícia Civil estarão imbuídos de uma missão: encontrar pessoas desaparecidas em Santa Catarina. Eles fazem parte da mais nova delegacia de polícia especializada criada no Estado.
Antes de devolver a alegria aos familiares, ou simplesmente confortá-los com notícias concretas do que realmente aconteceu com a pessoa sumida, os policiais precisarão começar do zero o trabalho de mapear a realidade a cerca de quem realmente está desaparecido.
O Estado acumula 18 mil Boletins de Ocorrência (BOs) registrados por desaparecimento desde 2002, o ano em que foi criado o Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp). Mas não há, no entanto, um banco de dados que pudesse filtrar as pessoas que reapareceram ou foram localizadas nesse período.
Isso se deve também porque muitos nem sequer fazem o boletim de ocorrência do reaparecimento. Os dados mais recentes divulgados pela Polícia Civil mostram que, em 2012, foram 3.319 desaparecimentos. Destes, a polícia afirma que 1.947 casos continuam sendo investigados.
A Delegacia de Pessoas Desaparecidas tem sede em São José, junto à Delegacia da Mulher, na Rua Adhemar da Silva, no Kobrasol. A abrangência de atuação é estadual e a equipe terá conhecimento de todos os casos registrados no Estado.
Intenção é aperfeiçoar o banco de dados estadual
Para melhorar o banco de dados, a equipe ficará responsável em fazer um bloqueio no Sisp da identidade da pessoa que estiver sumida. Assim, se for localizada e não houver registro do desaparecimento, ela ficará impedida de dar andamento a documentos como carteira de identidade e habilitação. Esse modelo já é utilizado em Estados como São Paulo, Paraná e Minas Gerais.
Um outro serviço oferecido será o de identificar cadáveres a partir de banco de dados que será criado. Integram a equipe policiais experientes. O titular é o delegado Wanderley Redondo, com 38 anos de carreira.
Ele acredita que o número real de pessoas sumidas em Santa Catarina seja de 500 a mil pessoas. A maioria, diz ele, seria formada por adolescentes. Há ainda no grupo investigadores vindos da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic) e da Delegacia de Homicídios, todos com larga experiência na apuração de casos complexos e de repercussão.

“Casos antigos, crianças e idosos são prioridade”

ENTREVISTA: Wanderley Redondo/Delegado

Responsável pela delegacia destaca as vantagens da criação do serviço policial, que era inédito no Estado até então.

Diário Catarinense – Como será o controle de casos?
Wanderley Redondo – Agora vamos homologar todo o boletim de ocorrência. No momento que alguém registrar, em qualquer ponto, em cinco minutos recebo e-mail aqui. Vamos analisar caso a caso e jogar para o cadastro único de desaparecidos.

DC – Haverá cadastro único?
Redondo – O sistema vai bloquear o indivíduo desaparecido. Ele não vai fazer identidade, documento de veículo, CNH. Aparecerá um carimbo verde no sistema no momento que o policial abrir a identidade da pessoa. Assim, força a registrar o reaparecimento.

DC – Não há controle hoje?
Redondo – Não, nenhum. Temos casos aqui que vamos devagar para ir possibilitando dar uma baixa.

DC – Há quantas desparecidos em Santa Catarina?
Redondo – De 500 a mil são reais, um número máximo. A gente não tem a quantidade exata.

DC – Quais são os casos considerados prioritários?
Redondo – Principalmente os antigos, de crianças e de idosos.

 

ASSUNTO: Semana do Trânsito

VEÍCULO: Portal da PMSC

PM desenvolve ações em todo o Estado

Dentro do que estabelece o Código de Trânsito Brasileiro (artigos 75 e 326), que prevê a realização da Semana Nacional do Trânsito, a Polícia Militar de Santa Catarina, em todo o Estado, está desenvolvendo uma série de eventos educativos abordando a importância da prudência, responsabilidade e obediência a legislação como fatores primordiais para que tenhamos um trânsito cada vez mais humano e com cada vez menos vítimas. A Semana Nacional do Trânsito é realizada de 18 a 25 de setembro. O tema aborda o previsto na Década Mundial de Segurança no Trânsito 2011-2020: “Álcool, outras drogas e a segurança no trânsito – efeitos, responsabilidades e escolhas”

 

ASSUNTO: Segurança no Norte

VEÍCULO: A Notícia

Latrocínio: Moradores do bairro Boa Vista, em Joinville, fazem protesto para pedir segurança

Na semana passada, um comerciante da região foi morto em Sensibilizados com a dor da família de Rodrigo Rosa, 27 anos, morto em um assalto à uma sorveteria na última quinta-feira, cerca de cem pessoas, entre moradores e comerciantes do bairro Boa Vista, se reuniram para pedir justiça e mais segurança. Com faixas, cartazes, apoio de um carro de som e lenços brancos nas mãos, os manifestantes se reuniram em frente à sorveteria onde ocorreu o crime, no final da tarde desta segunda-feira. Eles fecharam as duas principais vias de acesso — primeiro a Albano Schmidt e, em seguida a Helmuth Fallgatter. Uma breve passeata foi realizada em volta do quarteirão.

Com a neta de sete meses nos braços, a mãe da vítima, Marlene Rosa, 50 anos, desabafou.

– Eu quero justiça. Levaram a vida do meu filho, que dei boa educação e trabalhou o dia inteiro com o pai. Mãe nenhuma merece passar por essa dor. Estou só na carcaça, porque meu coração se foi.

A esposa, os irmãos e outros parentes de Rodrigo também participaram da caminhada.

Entre os manifestantes estava Juvenal Motta, 66, que perdeu o filho em um assalto no mesmo bairro. Há três anos, Amauri Motta, 37, saiu de casa para comprar pão e não voltou mais. A esposa preparava cachorro-quente para o jantar daquela noite. O filho do casal de dez anos presenciou o crime. Segundo Juvenal, o assaltante entrou na panificadora e disparou um tiro contra Amauri que estava pagando a conta no caixa.

— Queremos mais segurança, tem muitos marginais e pontos de drogas aqui — disse Juvenal.

A Polícia Militar orientou o trânsito durante a manifestação que foi pacífica e durou cerca de 30 minutos.

 

ASSUNTO: Aniversário dos bombeiros

VEÍCULO: Portal CBMSC

MISSA ABRE PROGRAMAÇÃO DE EVENTOS ALUSIVOS AOS 87 ANOS DO CBMSC

     

A rede de televisão BAND Santa Catarina transmitiu neste domingo (22/09) para todo o Estado a missa alusiva ao 87º aniversário do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina. A celebração religiosa, que abriu as atividades da semana comemorativa aos 87 anos da Corporação, foi realizada na sede da emissora em Florianópolis pelo Capelão da Polícia Militar, Tenente-Coronel PM Padre Valdemar Groh, com a presença de banda musical militar e integrantes do Centro de Ensino Bombeiro Militar (CEBM).

Prestigiaram o culto o Comandante-Geral, Coronel BM Marcos de Oliveira, o Chefe do Estado-Maior Geral, Coronel BM Carlos Augusto Knihs, o Ajudante-Geral Major BM Daniel Fernandes, além de cadetes do 3º período do Curso de Formação de Oficiais (CFO), alunos do Curso de Formação de Soldados (CFSd) em fase de capacitaçã na Capital, militares convidados e integrantes da comunidade local.

A banda formada 14 militares, formada por membros da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar, conduziu com competência os cânticos religiosos da missa que enalteceu a dedicação dos mais de 2,5 mil Bombeiros Militares que não medem esforços para “salvar vidas e riquezas alheias” há mais de oito décadas.

 Estima-se que cerca de 100 mil telespectadores em todo o Estado acompanhem, aos domingos, as missas transmitidas pela Band SC.

87 ANOS DO CBMSC

Confira os principais eventos programados para a Grande Florianópolis:

22/09 – 8h Missa alusiva aos 87 anos do CBMSC

23/09 – 9h30min Inauguração do Quartel BM em Gov. Celso Ramos (suspenso em razão das chuvas)

24/09 – 13h Início da 3ª Jornada Catarinense e 1ª Sul-Brasileira de Aviação Pública (BAFL)

– Abertura dos quartéis BM para visitação pública

25/09 – 14h Abertura Exposição de Equipamentos Shopping Iguatemi – Florianópolis

– 20h Sessão solene da Academia de Letras dos Militares Catarinenses

26/09 – 10h Formatura Militar alusiva aos 87 anos do CBMSC no Centro de Ensino Bombeiro Militar

– Formatura do Curso de Aperfeiçoamento de Sargentos (CAS)

– Formatura do Curso de Formação de Cabos (CFC) III/2013

– Entrega de Medalhas alusivas aos 50 anos do Serviço de Salvamento Aquático e 25 anos do Serviço de Atendimento Pré-Hospitalar do CBMSC a civis e militares

– Apresentação de protótipos de viaturas adquiridas via Pacto Por Santa Catarina

27/09 – 8h Encontro de Bombeiras Militares em Gov. Celso Ramos

28/09 – Encerramento Exposição Shopping Iguatemi

29/09 – 9h Dia de Bombeiro Exposição de equipamentos e viaturas no Parque de Coqueiros na Capital