Área do associado

Área do associado

Clipping do dia 23 de julho

23.7.2013

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA 23 DE JULHO

 

COLUNISTA RAFAEL MARTINI – Diário Catarinense

POLÍCIAS

Dirigentes do governo do Estado acreditam que está próximo um acordo para o reajuste salarial dos policiais civis e militares. Se fechar, os policiais de Santa Catarina terão salários entre os melhores do Brasil e tratamento isonômico entre as corporações.

 

COLUNISTA HÉLIO COSTA – Notícias do Dia

Central da Capital

Depois da derrubada da cela da Central de polícia da Capital, em uma área nobre da cidade, agora o foco do delegado geral Aldo Pinheiro d´Ávila é um novo endereço para o serviço. Atualmente, a Central divide o prédio de quatro andares, localizado na rua Osmar Cunha, com a delegacia de homicídios e a 1ª DP de Florianópolis. A Central de Flagrantes, criada há 18 anos, nunca foi aceita pelos moradores do entorno, que durante este período tiveram que conviver com gritos, fugas de detentos e movimentação de policiais com presos algemados e acorrentados pela calçada. Aldo pretende regatar o ambiente de uma delegacia, voltada para atendimento ao público. Na nova Central, mais afastada do Centro, não haverá celas. “Já mandei ver a casa. Ali pela agronômica é um bom local”, disse d´Ávila.

 

ASSUNTO: Defesa Civil

VEÍCULO: Diário Catarinense

ABRANGÊNCIA ESTADUAL: Defesa Civil é disseminada

Pensar na prevenção e na preparação para desastres é um processo que ainda está em construção em todo o Estado. Apesar de ter sido transformada em uma secretaria estadual, em 2011, a Defesa Civil não com núcleos locais estruturados, o que compromete ações de prevenção, preparação, mitigação, de resposta e de recuperação dos municípios.
Para apoiar no processo de implantação e estruturação, foi iniciada neste mês a capacitação de todos os municípios do Estado. De acordo com o o secretário de Estado de Defesa Civil, Milton Hobus, a missão é prevenir, e não apenas atuar durante desastres. A partir deste mês, Hobus pretende sensibilizar os gestores públicos municipais e os profissionais da área para prepará-los para a gestão de riscos e desastres. Cada município participará de um seminário e receberá guias sobre a Defesa Civil.

 

ASSUNTO: Sistema prisional

VEÍCULO: Diário Catarinense

SISTEMA FRÁGIL: Fugas deixam cadeias em alerta

Num único dia, 15 presos escaparam de unidades prisionais de Joinville e Chapecó, mas Estado afirma que são casos isolados

As fugas de 15 presos, 11 em Chapecó, no Oeste, e quatro em Joinville, no Norte, além do túnel descoberto no complexo da Agronômica, em Florianópolis, colocaram o sistema prisional catarinense em estado de alerta.
A diretoria do Departamento de Administração Prisional afirma que os fatos são isolados e descartou possibilidade de ações orquestradas de facções criminosas.
Nas duas fugas desta madrugada os detentos serraram grades. No presídio de Chapecó, onde estão 411 presos (a capacidade é para 135) os 11 fugitivos estavam na cela do seguro, como é denominado o espaço em que ficam os ameaçados de morte e recolhidos por crimes sexuais. Para ganhar a liberdade, serraram duas grades. Uma delas, do duto da ventilação, por onde escaparam.
Neste ano foram registradas 69 fugas do sistema prisional
Em Joinville, no Presídio Regional em que estão 748 detentos (a capacidade é para 667), os presos ainda conseguiram pular o muro. O diretor do Deap, Leandro Lima, lamentou decisão judicial do juiz João Marcos Buch de 21 de maio que impede a realização de revista íntima, dando a entender que assim é quase impossível evitar a entrada de objetos que possam ajudar os presos a fugir.
– Em Joinville tem uma ordem mandando a revista não ser bem feita. Então nem tenho como cobrar dos agentes que façam melhor a revista. Em Chapecó o relato que tive é que houve falha não intencional no procedimento. De qualquer forma, nos dois casos são fatos graves e abrimos sindicâncias para investigar – declarou Leandro, informando que nenhum agente foi afastado por enquanto.
De janeiro até esta segunda-feira, 69 presos fugiram das cadeias catarinenses. No mesmo período, houve 39 tentativas de fugas. Em 2012, ao longo de todo o ano, fugiram 194. Até o meio da tarde, nenhum dos 11 fugitivos havia sido recapturado. Denúncias podem ser dadas ao 190 ou 181.

 

ASSUNTO: Sistema prisional

VEÍCULO: Diário Catarinense

ÀS MOSCAS: Presídio novo segue vazio em Chapecó

Em meio à superlotação, fugas e um túnel feito na cadeia de Florianópolis, um presídio novo com capacidade para cerca de 370 vagas e que custou R$ 9,1 milhões está vazio em Santa Catarina.
A unidade fica em Chapecó, no Oeste, a mesma cidade em que 11 detentos fugiram na madrugada desta segunda-feira do antigo Presídio no Bairro Santa Maria, que abriga 411 presos, três vezes mais que a sua capacidade. O novo presídio foi construído justamente para a desativação do atual. Ele foi inaugurado em 22 de janeiro deste ano com a presença do governador Raimundo Colombo e havia a promessa de que os primeiros presos chegassem em 40 dias. Mas até hoje a obra permanece sem receber nenhum detento.
O motivo é uma decisão judicial que obrigou o Estado a realizar readequação no espaço para que possa receber homens e mulheres.Essa situação foi ilustrada na tarde de ontem pelo diretor do Departamento de Administração Prisional (Deap), Leandro Lima, em entrevista coletiva sobre as fugas de 15 presos nesta madrugada (além de Chapecó, quatro fugiram em Joinville) e o túnel descoberto no sábado, no complexo da Agronômica, em Florianópolis.– Houve uma decisão judicial em Chapecó que avaliou que homens e mulheres estariam num espaço muito próximo e que então dividíssemos melhor as alas, o que está sendo feito e estamos cumprido. Esperamos que até agosto possamos concluir e transferir os presos para lá – projeta o diretor, assegurando que o prédio obedece aos mais modernos conceitos de arquitetura prisional.
Obra foi inaugurada com um ano e nove meses de atraso
O presídio, que começou a ser construído em 2009, foi inaugurado em janeiro deste ano com atraso de um ano e nove meses. Ontem, o DC tentou entrar em contato, sem êxito, o juiz responsável pela decisão de impedir a utilização do presídio enquanto a readequação não for providenciada. O Deap afirma ter ainda projeto aprovado para a construção de um presídio feminino em Chapecó.

 

ASSUNTO: Habeas Corpus negado

VEÍCULO: Diário Catarinense

PRISÕES EM PALHOÇA: Tribunal de Justiça nega liberdade para acusados

Ex-secretário Caco Fernandes, o pai e o empresário Dentinho continuam detidos na Deic

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ/SC) negou o habeas corpus para os três presos por suspeita de envolvimento em corrupção em Palhoça: o ex-secretário Caco Fernandes Junior, o pai dele e o engenheiro Carlos Alberto Fernandes, e o empresário Luiz Fernando Oliveira da Silva, o Dentinho.
O advogado Claudio Gastão da Rosa Filho, que ingressou com os pedidos de habeas corpus, argumenta que não há justificativa para a prisão preventiva. Entre as considerações dele que estão na decisão do TJ/SC estão ainda a de que este seria um “fato isolado” e que “as provas já foram todas coletadas”.
Para o desembargador substituto Odson Cardoso Filho, que negou a liminar, “os depoimentos dos policiais são indícios suficientes de autoria e, aliados ao resultado das apreensões, bastam como evidência da materialidade”. Em outro trecho, o magistrado alega que “o fato de os policiais terem êxito na busca e apreensão dos bens não significa que a suposta escamoteação de provas nunca existiu e sim que houve uma inclinação nesse sentido e que ela foi frustrada”.
– Essa inclinação (para a escamoteação de provas) representa fato real que justifica, ao menos por ora, a determinação da prisão – escreveu o desembargador na decisão.
O mérito do habeas corpus ainda será julgado por uma câmara criminal do tribunal, composta por três desembargadores.
O ex-secretário, o pai dele e o empresário continuam detidos na Deic, para onde foram levados na noite de segunda-feira passada em operação realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco).
Flagrante de corrupção foi feito pelo Gaeco
Os três tiveram a prisão preventiva decretada na quarta-feira por flagrante de corrupção. Segundo o Ministério Público, participaram de um esquema de R$ 280 mil para a renovação de contrato, sem licitação, da Raiz Soluções Inteligentes com a Águas de Palhoça.
Em entrevista ao DC na sexta-feira, o advogado Claudio Gastão da Rosa Filho acusou a Deic e o Ministério Público de abuso de poder e restrição ao direito de defesa. Falou que a prisão em flagrante foi baseada apenas nas escutas telefônicas, foi precipitada e baseada em denúncias de desafetos políticos. Garantiu ainda que o dinheiro apreendido na operação tem origem lícita. Ontem, ele não foi localizado para falar sobre o que fará depois da rejeição do habeas corpus.

 

ASSUNTO: Policial militar lança livro

VEÍCULO: Portal da PMSC

Sargento lança livro nessa quarta-feira

Depois de adiamentos ocasionados pelos protestos do passe livre, será realizado o lançamento do livro “Polícia Militar de Santa Catarina Origens e Evolução”, de autoria do sargento Andrei Francisco Fernandes. O livro aborda temas como a hierarquia, fardamentos, inclusões, promoções e o ensino na PMSC. O lançamento será no Clube Barriga Verde dos Oficiais da PM no dia 24 de julho às 19h30.

 

ASSUNTO: Incêndio em Blumenau

VEÍCULO: Jornal de Santa Catarina

Fogo destrói garagem com materiais recicláveis em Blumenau

Incêndio ocorreu na madrugada desta terça-feira

A garagem de uma casa na Rua Cuiabá, no Centro de Blumenau, foi destruída por um incêndio na madrugada desta terça-feira. O local estava cheio de materiais recicláveis, o que dificultou o combate às chamas. 
Ao lado da garagem, há uma casa, que não chegou a ser atingida pelo fogo. Os bombeiros usaram cerca de 15 mil litros de água para controlar o incêndio.

 

ASSUNTO: Rodovias fechadas

VEÍCULO: Hora de Santa Catarina

Mais de duas horas de neve em Rancho Queimado e BR-282 é fechada na Grande Florianópolis

Espetáculo atrai turistas, mas também causa acidentes na rodovia

Os primeiros registros de neve na Grande Florianópolis aconteceram por volta das 20h no Morro da Boa Vista, divisa entre Rancho Queimado e Alfredo Wagner. Delson Américo, que possui um sítio no local, conta que muitos turistas se aglomeraram no mirante da BR-282. Por outro lado, a Polícia Rodoviária Federal teve que fechar a rodovia por conta dos acidentes causados pela pista lisa .
— A neve é muito lisa, mas é legal demais — conta Delson Américo, que possui um sítio no Morro da Boa Vista.
Delson, que mora há 10 anos no local, nunca havia visto o fenômeno na região. Ele foi uma das primeiras pessoas a ver seu carro coberto com flocos brancos e conta que chegou a fazer um pequeno boneco de neve.
Além da Boa Vista, a neve chegou  a localidades como Mato Francês e Taquaras. Por volta de 21h, a cidade de Rancho Queimado também recebeu neve. Nas redes sociais, relatos e fotos do fenômeno chamaram turistas para a cidade.
A francesa Christine Marie Pezin Vacaro, diz que está se divertindo muito com a neve. Ela mora há cerca de um ano em Rancho Queimado e só conhecia a neve europeia.
— Aqui é mais exótico — conta Christine.