Área do associado

Área do associado

Clipping do dia 2 de outubro

2.10.2013

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA 2 DE OUTUBRO

 

COLUNISTA RAFAEL MARTINI – Diário Catarinense

Cara na lama

Os bombeiros militares realizaram treinamento de técnicas de mergulho no Itajaí-Açu ontem. A atividade faz parte dos preparativos da Operação Verão.

Show da PM

A banda da PM completa 120 anos nesta semana. Para celebrar a data, apresenta-se hoje na escadaria da Catedral Metropolitana, na Capital, a partir das 16h30min.

Saravá é pop

Representantes das religiões afrodescendentes tiveram uma reunião com a PM para discutir a forma de abordagem aos cultos religiosos. Ficou acordado pelo comando que seria distribuído um Procedimento Operacional Padrão (POP) para coibir eventuais atos truculentos nos terreiros.

Pediram pra sair

É crescente o volume de pedidos de exoneração da Polícia Civil que chegam à mesa do secretário da Segurança Pública, César Augusto Grubba. O motivo é simples. Os demissionários foram aprovados em outros concursos públicos. Com salário melhor, desistem da PC. Só este ano foram 49 pedidos de desligamento: dois delegados,15 escrivães e 32 agentes.

 

COLUNISTA MARIO MOTTA – Hora de Santa Catarina

O “Piano Catarinense”
Amanhã, às 16h30min, a Banda de Música da Policia Militar de Santa Catarina se aprensenta em frente à Catedral Metropolitana, em comemoração aos 120 anos de sua fundação. Após a apresentação, às 18h15min, haverá um culto ecumênico. A Banda foi criada em 21 de setembro de 1893. Conhecida como “O Piano Catarinense”, foi declarada patrimônio artístico e cultural do Estado.

 

COLUNISTA HÉLIO COSTA – Notícias do Dia

Banda da PM

A banda de música da Polícia Militar de Santa Catarina está completando 120 anos nesta semana. Para celebrar a data, a corporação realiza às 16h30 de hoje apresentação em frente à Catedral Metropolitana, no centro de Florianópolis.

 

COLUNISTA CARLOS DAMIÃO – Notícias do Dia

No Largo

Patrimônio artístico e cultural de Santa Catarina, a Banda de música da Polícia Militar faz hoje, às 18h15, a sua apresentação comemorativa aos 120 anos de fundação. Após o espetáculo, no largo da catedral, será realizado um culto ecumênico para celebrar a memória dos que, ao longo de mais de um século, proporcionaram tantos momentos musicalmente belos aos catarinenses.

 

COLUNISTA ROBERTO AZEVEDO – Notícias do Dia

Diferente

Mas quando o PSD encostou no comunicador Roberto Salum, atual suplente de deputado federal pelo PP, a turma do partido não gostou. Confirmada troca, há promessas de revide imediato contra os pessedistas e, quem sabe contra o governo Colombo

 

COLUNISTA PAULO ALCEU – Notícias do Dia

Opinião

Referente à expulsão do deputado Sargento Amauri Soares, o ex-senador Jaison barreto, sem entrar no mérito de discordar de algumas ideias do parlamentar, destacou a importância de garantir o mandato do ex-PDT como obrigação moral de quem defende a democracia. “Do deputado Amauri não conheço um mal feito, um gesto menos nobre, um sinal de fisiologismo, algo que o desabone…”  Hoje prepara-se para concorrer ao governo do estado pelo PSOL.

 

ASSUNTO: Sistema prisional

VEÍCULO: Notícias do Dia

Detentos ajudarão a construir barcos

A empresa NautCar Carretas Náuticas, com sede em Biguaçu, é a nova parceira do Governo do Estado no projeto de ressocialização utilizando mão de obra de detentos. A parceria permitirá que reeducandos do Cope (Complexo Penitenciário do Estado), em São Pedro de Alcântara, trabalhem, dentro da própria unidade, na produção de barcos.

Segundo Gilberto Junckes, gerente de produção da NautCar, o projeto será desenvolvido na unidade em São Pedro de Alcântara e no início com dez detentos. Junckes lembra que a empresa já emprega um ex-reeducando em sua sede, que se destaca como um dos melhores colaboradores. Segundo a Secretaria de Justiça e Cidadania, atualmente o Estado mantém mais de 200 convênios com empresas e órgãos públicos, totalizando 6.500 detentos (43% da massa carcerária). “Santa Catarina está em primeiro lugar no Brasil no ranking dos estados que promovem a ressocialização pelo trabalho”, destaca a secretária Ada De Luca. Os apenados são remunerados com 75% de um salário mínimo mensal, além da redução de um dia de pena para cada três dias trabalhados.

 

ASSUNTO: Operação Veraneio

VEÍCULO: Diário Catarinense

PROTEÇÃO NO MAR: Operação verão se inicia em 40 praias

Governo do Estado antecipa começo da pré-temporada com guarda-vidas nos balneários mais movimentados de Santa Catarina

As praias mais movimentadas de Santa Catarina ficarão mais seguras a partir deste sábado. A pré-temporada da Operação Veraneio do Corpo de Bombeiros teve início antecipado em relação a 2012 em 40 praias do litoral com pelo menos 200 guarda-vidas atuando aos fins de semana e feriados. Os números oficiais do comando-geral do Corpo de Bombeiros ainda serão finalizados até sexta-feira. Na primeira semana de novembro, mais 70 agentes farão a cobertura de 13 praias no Sul do Estado.
Todos são guarda-vidas civis que atuaram em outras temporadas e foram recertificados, com acompanhamento dos militares. Diferentemente das demais regiões, nas praias com maior movimento os guarda-vidas trabalharão a semana inteira em Florianópolis. Na alta temporada, haverá 320 guarda-vidas civis e 50 militares.
O Litoral Norte terá o maior reforço a partir deste sábado, com 88 guarda-vidas, podendo chegar nos fins de semana o número poderá chegar a 150 agentes. No 13o Batalhão três novos postos serão ativados: dois em Mariscal e na Conceição, em Bombinhas, e um em Laranjeiras, em Balneário.
Reforço diário apenas em dezembro
A Operação Veraneio será reforçada, com atendimento diário apenas no início oficial da temporada de Verão, previsto para a segunda quinzena de dezembro. A segurança das praias terá cerca de 1,2 mil bombeiros guarda-vidas civis, 300 bombeiros militares – que atuam no interior do Estado –, os 400 militares do litoral que estarão à disposição e mais os 180 novos soldados que se formam em dezembro. Segundo o chefe de Estado-Maior Geral do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Augusto Knihs, os 12 batalhões do Estado estão concluindo os cursos de formação dos guarda-vidas civis.
Até o final de outubro, o Estado lança um pregão para comprar mais 26 botes motorizados, 26 jet-skis, 26 quadriciclos, 26 viaturas, um barco de médio porte e um barco de combate a incêndio no litoral. Os equipamentos devem ser usados a partir de dezembro

 

ASSUNTO: Incêndio em São Francisco

VEÍCULO: Diário Catarinense

DIVISÃO DA CULPA: Investigação sobre incêndio avança

Uma semana após amanhecer coberta de fumaça provocada por uma reação química em uma carga de cerca de 10 mil toneladas de fertilizante – emergência que transformou a rotina da população de São Francisco do Sul por três dias – os órgãos federais e estaduais envolvidos na investigação dão pistas de que a responsabilidade e a possível culpa pelo que houve deve ser dividida.
A Global Logística deve apresentar nos próximos dias uma série de documentos, enquanto os órgãos públicos como a Cidasc, a prefeitura e o Ministério da Agricultura terão de dar explicações sobre como era feita a fiscalização dos produtos que entram e são armazenados na cidade.
Ao instalar um inquérito civil público, a promotora Luciana Schaefer Filomeno disse ontem que todos os envolvidos serão oficiados. Segundo ela, os bombeiros também terão de mostrar se realizaram alguma vistoria ou fiscalização no local e se as condições eram as ideais para aquele tipo de material.
Segundo o Ministério Público, o controle das substâncias que entram na cidade deve ser investigado. O delegado Leandro Lopes está ouvindo testemunhas no inquérito criminal.
Ontem, o Núcleo de Prevenção e Atendimento a Emergências Ambientais (Nupaem), do Ibama, esteve em São Francisco para acompanhar os trabalhos e evitar que os danos ambientais continuem afetando a região. Segundo técnico do Núcleo Luis Henrique Bianchi, os danos ambientais já estão sendo acompanhados.
O galpão da Global Logística continua interditado pela Defesa Civil estadual. Por isso, parte dos resíduos do fertilizante permanece na empresa e os peritos ainda não conseguiram entrar no local onde estava a maior parte da carga. O local deve ser liberado somente quando não houver mais riscos de desabamento. A empresa deve continuar sem atuar pelos próximos 15 dias, até vistoria dos bombeiros. Empresa contratada pela seguradora da Global está trabalhando no local para avaliar os danos ambientais e se será preciso alguma ação de emergência.

 

ASSUNTO: PM Rio de Janeiro

VEÍCULO: Diário Catarinense

CONFRONTOS VIOLENTOS: PM enfrenta manifestantes

Bombas explodiram durante toda a tarde e a noite de ontem nos três pontos mais frequentados do Centro do Rio: a Cinelândia e as avenidas Rio Branco e Presidente Vargas. Como das outras vezes, vidraças foram destruídas e os policiais – xingados e apedrejados – reagiram com sprays de pimenta, explosivos e balas de borracha.
A manifestação de professores em greve desde 8 de agosto (com interrupção de 12 dias em setembro) começou cedo nas imediações do Palácio Pedro Ernesto, onde funciona a Câmara de Vereadores, na Cinelândia. Lá, à tarde, seria votado o Plano de Cargos e Salários proposto pelo prefeito Eduardo Paes (PMDB) e repudiado pela liderança da categoria.
A área amanheceu ocupada por tropas da Polícia Militar. À frente os policiais do Batalhão de Choque especializados em confrontos para monitorarem professores, integrantes de movimentos sociais e mascarados, supostamente vinculados ao grupo Black Blocs. Segundo a PM, havia pelo menos 700 policiais. Mas a mobilização convocada pelo Sindicato dos Profissionais de Educação (Sepe) não atingiu o objetivo: no plenário da Câmara, a proposta do prefeito foi aprovada por 36 votos a três.
A situação se agravou por volta das 14h, quando houve bate-boca entre um professor e um PM. A polícia tentou prender o manifestante, mas um grupo impediu. Acuados, policiais lançaram as primeiras bombas, dispersando os manifestantes momentaneamente. Integrantes do sindicato negociaram com os PMs e contornaram o primeiro conflito.
Cerca de duas horas depois, pessoas começaram a se aglomerar na rua Alcindo Guanabara, onde há um portão lateral que dá acesso ao pátio interno da Câmara. Um contingente de pelo menos 50 policiais observava a distância. Foi quando os manifestantes começaram a jogar garrafas e pedras e a forçar o portão. Pelo menos nove PMs ficaram feridos.

 

ASSUNTO: Prisão de policial civil

VEÍCULO: Diário Catarinense

CORRUPÇÃO PASSIVA: Policial tem prisão decretada

O policial civil preso em flagrante na segunda-feira em Lages, na Serra, suspeito de extorquir o proprietário de um carro supostamente irregular, teve a prisão preventiva decretada ontem e ficará à disposição da Justiça na Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), em Florianópolis. Ele trabalhava na 2a DP de Lages e foi autuado em flagrante.
O delegado Raphael Bellinati, que lavrou o flagrante, conta que o agente e outros dois homens, supostamente também policiais civis, teriam abordado o dono de uma oficina mecânica na sexta-feira alegando que o carro dele estaria com irregularidades documentais e deveria ser apreendido. O suposto problema resultaria na prisão do homem, a menos que ele pagasse R$ 1 mil a cada um dos policiais.
Segundo o delegado, o carro foi levado para a 2a DP, e após constatar que o veículo não tinha nenhuma irregularidade, a vítima procurou o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) para denunciar o caso.
Assim, no fim da tarde de segunda, quando o policial voltou à oficina, foi preso em flagrante no momento em que recebia o dinheiro. O policial teria tentado justificar que havia caído num golpe, mas na delegacia teria confessado o crime e disse que atuou sozinho, sem a participação dos comparsas.

 

ASSUNTO: SISTEMA PRISIONAL

VEÍCULO: Diário Catarinense

Revistas íntimas são autorizadas

A proibição de revistas íntimas a parentes de detentos que visitam as unidades prisionais de Joinville foi derrubada ontem pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina em decisão unânime. Para a Secretaria de Justiça e Cidadania, a medida é necessária para garantir a segurança no sistema penitenciário.
A existência de supostas revistas ilegais, com mulheres sendo submetidas a uma espécie de exame ginecológico antes de entrar nas cadeias, teria sido o motivo dos 11 atentados registrados em maio, conforme áudios gravados que seriam de integrantes do Primeiro Grupo Catarinense (PGC).
A decisão de proibir revistas constrangedoras partiu do juiz de Execuções Penais de Joinville, João Marcos Buch, porque não haveria diferenciação para crianças e idosos no procedimento, que inclui tirar a roupa. Também foi apontado desrespeito ao Estatuto da Criança e Adolescente.
A decisão valia apenas para Joinville, mas teve impacto sobre todo o sistema prisional catarinense porque o Departamento de Administração Prisional (Deap) decidiu mudar os métodos e reforçar a revista no detento. Ontem, o secretário-adjunto de Justiça e Cidadania, Sady Beck Júnior, reconheceu que a medida é agressiva, não adequada e, às vezes, constrangedora, mas justificou que é necessária. Ele acrescentou que em São Paulo também houve decisão avalizando o procedimento, que agora será retomado em Santa Catarina até a locação de aparelhos de escâneres.
O juiz de Execuções Penais afirmou que a decisão será cumprida e espera que o departamento prisional faça adequações para acabar com práticas que causem vexame. Buch declarou que sabe de sinalizações do governador neste sentido e do esforço da Secretaria de Desenvolvimento Regional de Joinville em adotar os escâneres corporais.

 

ASSUNTO: Mudanças Alesc

VEÍCULO: Portal da Alesc

Na abertura da sessão ordinária desta terça-feira (1º) o presidente do Legislativo, deputado Joares Ponticelli (PP), leu o Ato nº 35/13, que empossou o deputado Altair Silva (PP), de Chapecó, substituindo o deputado Valmir Comin (PP), que pediu licença de 60 dias para tratar de assuntos particulares. Altair prometeu “manter, defender e cumprir a constituição federal e a constituição do estado, observar as leis, desempenhando leal e sinceramente o mandato outorgado pelo povo catarinense”.
Após o juramento de posse, Altair agradeceu a presença de lideranças políticas, amigos e familiares. O parlamentar defendeu a implantação da chamada “ferrovia do milho”, a duplicação da BR-282 de São Miguel do Oeste até Campos Novos, a reconstrução das rodovias estaduais, “que se encontram em um caos”, e a adequação da legislação do estado ao novo Código Ambiental.
Altair, que é técnico agrícola, disse que aprendeu as coisas da política com o ex-deputado Hugo Biehl e fez uma defesa apaixonada da lida no campo e do agronegócio. “Quem tem segurado a inflação é o suor dos agricultores e dos profissionais que trabalham no campo”, afirmou, aludindo ao superávit da balança comercial obtido graças às exportações dos setores agrícola e pecuário. Com a licença do deputado Valmir Comin, Silvio Dreveck (PP) assume a liderança da bancada pepista.

 

ASSUNTO: Casa de jogos de azar fechada

VEÍCULO: A Notícia

Polícia fecha casa de jogos de azar próxima à região central de Joinville

15 máquinas caça-níqueis foram apreendidas no Uma casa de jogos de azar foi fechada pelo serviço de inteligência da Polícia Militar na tarde desta terça-feira em Joinville. Os jogos aconteciam em uma casa na rua Rio Grande do Sul, no bairro Anita Garibaldi. Duas mulheres de 43 e 58 anos foram flagradas jogando.

A polícia apreendeu 15 máquinas caça-níqueis. Os equipamentos foram encaminhados ao Instituto Dual de Educação. Além das máquinas, foram apreendidos R$545, televisão, geladeira, cafeteira, mesas e cadeiras.

Um homem de 58 anos que já tem quatro passagens pelo mesmo crime foi identificado como sendo o responsável pelo bingo. Ele e as jogadoras responderam a um termo circunstanciado por contravenção de jogo de azar. 

Na última sexta-feira, outra casa de jogos de azar foi fechada pela PM. Na casa, localizada no bairro Vila Nova, foram apreendidas 20 máquinas caça-níqueis.

 

ASSUNTO: Câmeras de monitoramento

VEÍCULO: A Notícia

PM faz mapeamento de novos pontos de câmeras de monitoramento em Joinville

Previsão do governo do Estado é que instalação ocorra apenas em 2014

Com base em números de ocorrências e em pedidos da comunidade, a Polícia Militar fez um mapeamento preliminar dos pontos onde serão instaladas as 152 novas câmeras de segurança em Joinville. Considerando as já existentes – 41 fixas e sete móveis –, a cidade mais populosa do Estado contará com 200 câmeras monitoradas pela PM. As câmeras antigas também serão substituídas por equipamentos mais modernos.
A região central – considerando os bairros do entorno – será a mais guarnecida, com 53 novas câmeras, seguida da zona Sul, com 35; zona Norte, com 32; zona Leste, com 27; e zona Oeste com cinco câmeras. 
Os equipamentos atuais permitem que o monitoramento ocorra principalmente na região central. Hoje, há apenas três câmeras na zona Leste, uma na zona Norte e sete na zona Sul. 
– O mapeamento foi feito levando em consideração o mapa de ocorrências, o fluxo de saída de veículos e rotas de fuga. Ouvimos também os pedidos da comunidade por meio dos conselhos comunitários de segurança (Conseg). O objetivo é diminuir as oportunidades dos crimes – explicou o comandante do 8º Batalhão da PM, tenente-coronel Adilson Moreira. 
Questões técnicas de instalação do equipamento podem modificar alguns pontos. Caso isso ocorra, a intenção é realocar a câmera para outro ponto próximo que tenha boa visibilidade e auxile os trabalhos da polícia.
Segundo o major Sérgio André Maliceski, da gerência de videomonitoramento da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), a instalação desse equipamento deve ocorrer apenas no ano que vem. Ainda é preciso assinar o convênio com o município para, só então, lançar o edital de licitação. 
– O processo de formalização de contrato é demorado, é preciso aguardar todos os prazos – disse. 
A prioridade da SSP é instalar as câmeras em cidades que não possuem o sistema de monitoramento. O governo do Estado assina nesta quarta-feira convênio com cem cidades catarinenses. Araquari, Garuva e Itapoá são os municípios da região Norte beneficiados nessa primeira etapa.

 

ASSUNTO: Perseguição em Florianópolis

VEÍCULO: Hora de Santa Catarina

Dupla é presa após perseguição no Rio Tavares, em Florianópolis

Policial que estava de folga teria abordado um homem e um adolescente, que estava armado

Um homem e um adolescente foram presos por volta das 21h30min desta terça-feira, depois de assaltarem um supermermado no Canto da Lagoa, em Florianópolis. O homem, chamado Aylom Pantoja de Souza, e o menor foram capturados por um policial que estava de folga.
O policial Tiago Francelino Medeiros, do 4º Batalhão de Polícia Militar, que estava de folga no Bairro Rio Tavares, comia um cachorro-quente quando foi avisado, por telefone, que um automóvel Fox de cor prata havia sido furtado na região. Minutos depois, o veículo que havia sido furtado acabou passando pelo policial. Sem chamar a atenção, o agente perseguiu os bandidos. 
Quando a dupla parou para retirar os produtos roubados do Fox, o policial chegou dando voz de prisão. Com eles, foram apreendidos dinheiro, uma arma de caça e uma faca. Os dois são do Estado do Paraná e residem no Bairro Tapera.

 

ASSUNTO: PMs indiciados

VEÍCULO: Correio Braziliense

Inquérito indicia dez policiais militares pelo desaparecimento de AmarildoTodos vão responder pelos crimes de tortura seguida de morte e ocultação de cadáver

A Divisão de Homicídios da Polícia Civil fluminense encaminhou, na noite de hoje (1º), ao Ministério Público do Rio, a conclusão do inquérito sobre o desaparecimento do ajudante de pedreiro Amarido de Souza, de 47 anos. Ele sumiu no dia 14 de julho depois de ser levado para a sede da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Rocinha.
O documento indicia dez policiais militares lotados à época na UPP , entre eles, o ex-comandante da unidade, major Edson dos Santos. Todos vão responder pelos crimes de tortura seguida de morte e ocultação de cadáver. O promotor de Justiça, Homero de Freitas, encarregado do caso, disse que vai oferecer denúncia contra os acusados nos próximos dias.
O advogado da família de Amarildo, João Tancredo, disse que, ao tomar conhecimento da conclusão do inquérito, ligou para Bete, mulher de Amarildo, e declarou que não esperava resultado diferente. Segundo ele, Amarildo foi levado para a sede da UPP, onde foi torturado e morto. “Os policiais que prenderam Amarildo disseram que depois de ouvi-lo o liberam para ir para casa na noite de 14 de julho. Inclusive, o major Edson disse que cumprimentou Amarildo e entregou os documentos a ele”.
O advogado João Tancredo explicou que se Amarildo tivesse ido para casa, pelo caminho apontado pelos militares, que leva à localidade conhecida como Dioneia, a câmera instalada 10 metros à frente teria registrado a presença do ajudante de pedreiro descendo as escadarias em direção à casa onde morava, e, de acordo com o advogado, não há imagens da vítima deixando a UPP. “Outras duas câmeras de segurança estavam desligadas ou queimadas, mas essa de acesso à Dioneia e a outra instalada no portão vermelho estavam funcionando e não mostram Amarildo deixando a unidade”, disse.

 

ASSUNTO: Visita ao Centro Administrativo

VEÍCULO: Portal do CBM

ASSUNTO: Visita ao Centro Administrativo

Alunos do Curso de Formação de Sargentos (CFS) Bombeiro Militar 2013 visitaram na primeira quinzena de setembro o complexo aministrativo do Governo do Estado na SC-401, em Florianópolis. A visita técnica integrou o programa da disciplina Atividade Administrativa de Bombeiro ministrada pelo 1º Tenente BM Fabiano Leandro dos Santos.

A iniciativa permitiu que os futuros Sargentos da Corporação pudessem conferir como funciona parte da estrutura do Governo do Estado, por meio de Secretarias e Assessorias (estrutura complementada pelas 36 Secretarias Regionais distribuídas no espaço catarinense).

A turma foi recepcionada pelo Sargento PM Andrei Francisco Fernandes, da Casa Militar, que além de ter apresentado os Órgãos do complexo, ainda formatou um material didático ilustrativo da estrutura de Governo que foi entregue aos alunos.