Área do associado

Área do associado

Clipping do dia 18 de setembro

18.9.2013

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA 18 SETEMBRO

 

COLUNISTA RAFAEL MARTINI – Diário Catarinense

No bolso

Balneário Camboriú, que está sem radares temporariamente desde a semana passada, registrou um recorde enquanto os equipamentos estavam funcionando. Um motociclista conseguiu acumular num só dia 27 autuações por excesso de velocidade. Além do risco de provocar um acidente, as multas custaram ao apressadinho mais de R$ 2,2 mil.

Pois agora

Pode ter sido coincidência, mas teve foguetório no Morro do Horácio na mesma semana em que Fabrício da Rosa, um dos acusados da morte da agente Deise Alves, foi solto pela Justiça.

PC compra helicóptero

César Grubba, secretário de Segurança Pública, assina hoje em Chapecó o contrato de compra de um helicóptero, modelo Esquilo, para a Polícia Civil de Santa Catarina. A aeronave foi adquirida à empresa Helisul, por R$ 4,5 milhões, recursos do governo federal (R$ 3 milhões) e contrapartida do Estado (R$ 1,5 milhão), por meio de convênio com a Secretaria Nacional de Segurança Pública – Senasp. O helicóptero ficará na região Oeste para as ocorrências policiais e de emergência.

Data venia

Apenas dois profissionais compareceram à audiência pública de segunda-feira na OAB-SC para discutir as principais dificuldades que os advogados tem enfrentado durante a utilização do sistema e-SAJ.
Adriano Tavares, um dos presentes, diz ter sido informado sobre o cancelamento do evento por falta de quórum e, acredite, pela própria ausência dos organizadores.

 

COLUNISTA MOACIR PEREIRA – Diário Catarinense

As reuniões peemedebistas em Brasília

O PMDB catarinense está diante de duas alternativas para 2014: reedita a tríplice aliança mantendo o vice de Raimundo Colombo (PSD); ou lança candidato a governador aliado aos petistas, que indicariam o vice.
Este cenário foi amplamente analisado ontem em Brasília em várias reuniões. A primeira aconteceu durante almoço entre o vice-presidente Michel Temer, o presidente nacional Valdir Raupp, os ex-governadores Eduardo Moreira e Paulo Afonso e os deputados federais Mauro Mariani e Rogério Mendonça.
Temer reiterou que o PMDB nacional está fechado com Dilma Rousseff. Previu que o PSD deva também respaldar a reeleição da petista – fato que poderia viabilizar a tríplice aliança estadual com o PT no projeto.
Na segunda reunião, Moreira conversou com os senadores Casildo Maldaner e Luiz Henrique, que voltou a defender a reeleição de Colombo, com o PMDB de vice e o PT ao Senado.
Outro caminho para o PMDB é defendido por Mariani e Paulo Afonso, com o lançamento de candidatura própria ao governo. No aeroporto, aconteceu terceira reunião. O deputado federal Décio Lima (PT) afirmou que se o PMDB tiver candidato, o PT indica o vice. Frase testemunhada por Eduardo Moreira e os deputados Jorginho Melo (PR), Ronaldo Benedet e Rogério Mendonça.
As conversações continuam intensas em Brasília. As costuras, também. Mas as definições devem ocorrer mesmo no início do próximo ano.

Diretas

A Academia de Polícia Civil de SC comemora decisão do Conselho de Educação que a reconhece como instituição oficial de ensino superior.

 

ASSUNTO: Mudança delegacia

VEÍCULO: Diário Catarinense

INDECISÃO EM BLUMENAU: Três esferas querem prédio de delegacia

Com a inauguração da Delegacia Regional de Blumenau, na próxima segunda-feira, fica um impasse sobre quem vai ocupar o antigo prédio. A prefeitura requer a posse do local, mas, para o Estado, a unidade deveria abrigar a Central de Polícia, atualmente longe do Centro. Segundo o delegado regional, Rodrigo Marchetti, a União ainda teria se manifestado no cartório de registro de imóveis como proprietária da área. Marchetti diz que há uma nova opção para a sede da Polícia Civil, no Centro, que abrigava um Centro de Saúde.

 

ASSUNTO: Assalto no Jardim Anchieta

VEÍCULO: Diário Catarinense

ASSALTO COM REFÉNS: Bandidos roubam Camaro

Uma mulher de 30 anos e dois homens, um de 35 e outro de 43, foram amarrados na cozinha de casa enquanto três assaltantes armados levavam todos os objetos de valor do local.
Os bandidos invadiram a residência no Bairro Jardim Anchieta por volta das 20h30min e saíram cerca de uma hora depois, levando um veículo Camaro vermelho, TVs, iPhones, notebooks e uma coleção de 30 relógios importados da família.
– Eles pediam para mostrarmos onde estava o cofre, mas não tínhamos – contou a mulher.
Durante o tempo em que a família foi feita refém, os assaltantes diziam ter menos de 18 anos e que por isso não teriam medo de matar a todos.
As vítimas tiveram os braços amarrados às costas e ficaram com a cabeça abaixada. Ninguém ficou ferido e os homens foram embora após muita insistência para encontrar um cofre, relatou a família. A Polícia Militar realizou barreiras mas o carro não havia sido encontrado até o fim da noite de ontem. Os três homens eram brancos e tinham forte sotaque local.

 

ASSUNTO: Carro clonado

VEÍCULO: Diário Catarinense

CLONAGEM: BMW rara é apreendida

Um veículo BMW exclusivo, com apenas seis unidades rodando em território nacional, foi apreendido ontem pela Polícia Civil em Florianópolis. O carro estava rodando com documento e placas de um veículo similar licenciado em São Paulo, mas na realidade havia sido furtado no Rio de Janeiro.
Policiais da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic) apreenderam o carro no Bairro Ratones, Norte da Ilha. Segundo o delegado Rodrigo Bortolini, da Divisão de Furtos e Roubos de Veículos, o condutor adquiriu a BMW em transação imobiliária.
– O suspeito que fez a adulteração é do Rio de Janeiro. Quem comprou não sabia, deu carro e mais dinheiro, agindo de boa fé – disse o delegado, informando que o comprador era o terceiro de posse do carro na cidade.

 

ASSUNTO: JULGAMENTO DO PGC

VEÍCULO: Diário Catarinense

Justiça dá liberdade a mais três advogados

Com a decisão, todos os profissionais presos em fevereiro já estão soltos

Todos os cinco advogados acusados de envolvimento com os atentados e a facção criminosa Primeiro Grupo Catarinense (PGC) estão em liberdade. Três deles, que ainda continuavam presos, foram soltos na noite de segunda-feira, no julgamento que está sendo realizado dentro do Complexo Penitenciário da Canhanduba, em Itajaí, desde a semana passada.
Os últimos a serem beneficiados com a revogação da prisão preventiva foram Simone Gonçalves Vissotto, Gustavo Gasparino Becker e João de Souza Barros Filho. A decisão é da juíza da 3a Vara Criminal de Blumenau, Jussara Schittler dos Santos, e atende a pedido dos advogados de defesa.
Os liberados tiveram aplicadas medidas cautelares, como comparecimento em juízo, proibição de acesso a estabelecimento penal do Estado e de ter contato com qualquer outro réu do processo, assim como restrição de exercer a advocacia na esfera penal enquanto o processo perdurar.
Para o advogado Marcelo Gonzaga, que defende Simone Vissotto, ficou demonstrado que ela tem residência fixa, é primária e não causaria obstáculos ao processo.
– Não podíamos julgá-la liminarmente como culpada. Tínhamos que dar o direito do contraditório. Vale lembrar que todos devem ser considerados inocentes até prova em contrário – disse Gonzaga.
O advogado afirmou que Simone apresenta problemas de saúde e está internada em uma instituição de saúde em Joinville, cidade onde também estava detida desde fevereiro, em batalhão da Polícia Militar.
Outras duas advogadas já respondem em liberdade – Fernanda Fleck Freitas e Francine Bruggemann. Segundo a Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), todos são acusados de agir como leva e traz dos criminosos do PGC que estão presos para os que estão nas ruas. Os cinco advogados negam os crimes.

Solicitação para barrar a ação penal é negada

Em meio à segunda semana do julgamento dos atentados ocorridos no Estado, fechado à imprensa em Itajaí, o Tribunal de Justiça de Santa Catarina negou pedido de trancamento da ação penal movido por um grupo de advogados de defesas dos 98 réus – o pedido não tem o consenso dos profissionais e há alguns, ouvidos pela reportagem do Diário Catarinense, que consideram pouco viável que a instância superior barre processo de tamanha repercussão no Estado, sem julgamento final.
Ontem, a desembargadora Marli Mosimann Vargas indeferiu liminar em habeas corpus. Os defensores argumentavam que os réus sofrem constrangimento ilegal da juíza responsável pelo caso, Jussara Schittler dos Santos, que teria recebido denúncia nula. Ou seja, no entendimento dos advogados de defesa, a investigação denunciou os envolvidos em conduta não tipificada na lei penal referente à organização criminosa. Para eles, a existência ou não da facção, motivo do trabalho policial que deu origem ao inquérito que baseia o julgamento, não configuraria algo ilícito.
Para a desembargadora, o pedido impõe um exame mais aprofundado dos elementos. Ela concedeu vista ao Ministério Público. O habeas corpus será julgado de forma colegiada pela 1a Câmara Criminal do TJ e não há uma data definida para o resultado.

Audiência segue com interrogatório

Em dois dias, a Justiça conseguiu interrogar 33 réus do processo dos atentados nas audiências realizadas dentro do Complexo Penitenciário da Canhanduba. Ontem foram ouvidos 15 acusados.
Os trabalhos foram suspensos por volta de 17h em razão de problemas com a conexão da videoconferência com Mossoró, no Rio Grande do Norte, informou a assessoria de comunicação do Tribunal de Justiça de Santa Catarina.
Os depoimentos serão retomados a partir das 9h de hoje. Ainda faltam ser ouvidos cerca de 60 réus. A Justiça mantém a expectativa de concluir os interrogatórios até sexta-feira.

 

ASSUNTO: Delegada transferida

VEÍCULO: A Notícia

Delegada de Jaraguá do Sul acusada de perturbação vai para Campos Novos

Lívia Marques da Motta também foi denunciada por desacato e embriaguez ao volante

A delegada de Jaraguá do Sul Lívia Marques da Motta, que foi denunciada por perturbação, desacato e embriaguez ao volante no mês passado, será transferida para Campos Novos, no Meio Oeste.

De acordo com o delegado regional, Uriel Ribeiro, a portaria de remoção foi publicada na quinta-feira passada. No lugar dela, deve assumir o titular da delegacia de Campos Novos, Kleverson Willian Parmezan. A portaria de Kleverson saiu no mesmo dia.

Após a publicação no Diário Oficial do Estado, que ainda não tem data para acontecer, eles têm dez dias para se apresentarem nas novas unidades.

 

ASSUNTO: Roubo com ajuda da PM

VEÍCULO: Portal Globo.com

PMs foram flagrados em escuta telefônica dando apoio a criminosos.

Polícia prendeu 16 pessoas, entre elas 8 policiais.

Policiais militares foram flagrados em escuta telefônica, autorizada pela Justiça, ajudando uma quadrilha que explodia caixas eletrônicos no litoral de São Paulo. Foram seis meses de investigação, que terminou com 16 prisões. Oito dos presos são PMs, suspeitos de darem cobertura a uma quadrilha que roubava caixa eletrônicos na região de Santos.

A polícia diz que alguns deles aparecem em gravações telefônicas falando com criminosos durante os assaltos.