Área do associado

Área do associado

Clipping do dia 10 de maio

10.5.2013

 

 

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DE 10.05

 

COLUNISTA RAFAEL MARTINI – Diário Catarinense

FIM DO MISTÉRIO

O Gol incendiado em fevereiro, durante a segunda onda de atentados, será transferido hoje para o pátio da Secretaria de Segurança Pública em Biguaçu. Depois, será leiloado como carcaça. O motivo para sua permanência no estacionamento do Centro Administrativo seria por conta da documentação do veículo. Como tocaram fogo no carro, o impasse foi resolvido.

EASY RIDER

A Polícia Rodoviária Federal de SC acaba de receber 24 motocicletas novas para patrulhamento ostensivo: são 12 Harley Davidson, 1.690 cilindradas, e 12 Honda NC 700 X.

SE A MODA PEGA

A Câmara de Vereadores de São Paulo aprovou multa de R$ 1 mil para quem for pego com som alto no carro depois das 22h. Por aqui seria uma festa só..

 

COLUNISTA CACAU MENEZES – Diário Catarinense

País cadeia

Especialistas reunidos no seminário sobre a reforma do Código Penal, na Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC), trouxeram à tona números alarmantes acerca do inchaço no sistema prisional nas últimas duas décadas no Brasil. A população carcerária pulou de 100 mil detentos (nos anos de 1990) para mais de 500 mil atualmente. É o país do mundo que mais colocou pessoas na cadeia nos últimos 20 anos. Uma das principais causas desse número está no fato de o Estado punir muito e ao mesmo tempo investir pouco na recuperação dos presos. Todo mundo sabe que a maioria dos apenados sai mais perigosa do sistema prisional do que quando entrou, assinalou um dos palestrantes, o advogado Juarez Cirino dos Santos. O seminário, promovido pela Escola Superior da Magistratura de Santa Catarina (Esmesc), vai até amanhã.

Horário noturno 

Impressionado com o horário cada vez mais de madrugada das baladas, especialmente em Florianópolis, o deputado Edison Andrino provocou a realização de audiência pública da Comissão de Turismo da Assembleia, programada para 10h de segunda-feira, no Plenarinho, com o objetivo de discutir com segmentos interessados, incluindo empresários do setor e responsáveis pela segurança pública, a fixação de limites de horários para a realização de shows e eventos culturais e o funcionamento de bares, restaurantes e casas noturnas. Andrino quer seguir os países europeus e mandar a turma mais cedo pra cama.

 

COLUNA MOACIR PEREIRA – UPIARA BOSCHI – Diário Catarinense

Plano de carreira

Aportou na Assembleia Legislativa um projeto para modificar o plano de carreira dos servidores do Ministério Público de Santa Catarina. Entre as novidades, aperfeiçoamento da progressão funcional, unificação de carreiras, adequações na tabela salarial e a criação de um “auxílio-saúde”. A repercussão financeira para este ano é de R$ 8,5 milhões. Para o ano que vem, R$ 14,3 milhões.

 

COLUNISTA ROBERTO AZEVEDO – Notícias do Dia 09.05

 “Gestão, responsabilidade, compromisso e resultado. Temos que ter uma meta de gerenciamento na secretaria.”

César Grubba, secretário de Segurança Pública sobre a orientação que passa aos delegados de polícia sob seu comando.

 

COLUNISTA PAULO ALCEU – Notícias do Dia 09.05

Debate

Até sábado, 11 de maio, a reforma do Código Penal estará discussão numa seminário promovido pela Escola Superior da Magistratura. São 16 painéis com a presença de criminalistas, magistrados e juristas de várias partes do país. Tema palpitante e atual.

 

COLUNISTA CLÁUDIO PRISCO – A Notícia

Começou a subir a temperatura nas hostes do PP catarinense, às vésperas da eleição do novo diretório estadual, marcada para amanhã, em Florianópolis. Ontem, o deputado João Pizzolatti fez o registro de sua chapa e, garante, apresentou toda a documentação necessária, inclusive o número mínimo exigido de integrantes do diretório e filiados com direito a voto. De acordo com Pizzolatti, a outra chapa não protocolou inscrição de acordo com as normas do regimento interno. A versão é contestada pelo grupo liderado pelo deputado estadual Joares Ponticelli, convencido de que ele será reeleito para mais um mandato.

 

ASSUNTO: Sistema prisional

VEÍCULO: Diário Catarinense

PIOR DO ESTADO: O retrato do caos carcerário

Fotos e relatos feitos por defensores públicos revelam a necessidade de substituição do atual Presídio Regional de Blumenau

Três defensores públicos caminham pelo corredor do Contêiner, ala onde está parte dos condenados do Presídio Regional de Blumenau. Pretendem ouvir os que ali estão. Parados na porta de uma das celas, aguardam a retirada de 17 homens do espaço destinado a oito. Pouco antes de todos saírem, um cano se rompe. Jorram fezes e urina, que escorrem pelo corredor e chegam às celas.
Lembrar dessa cena emociona a defensora pública estadual do Tocantins Letícia Amorim, coordenadora da Força Nacional de Defensores Públicos no Presídio Regional de Blumenau, realizada entre 10 e 19 de abril. Ela chora e fala pausadamente ao recordar o que viveu nos dias em que passou pela unidade considerada a pior de Santa Catarina.
O grupo esteve no Estado em consequência dos atentados ocorridos em novembro e fevereiro. A vistoria era parte do pacote de ações que o Ministério da Justiça cedeu ao governo para ajudar na contenção dos ataques.
O relatório que detalha os problemas das unidades de SC será apresentado ao governo do Estado na próxima semana. O Jornal de Santa Catarina, do Grupo RBS, teve acesso a parte do documento que revela um cenário assustador no Presídio de Blumenau e explica o histórico de fugas, princípios de motins e rebeliões.
A última interdição no local ocorreu em julho de 2010. Uma portaria limitou em 800 o número de detentos na unidade. Atualmente, há 882 presos num espaço que poderia abrigar 450. Com a superlotação, nascem no presídio problemas como falta de higiene, má conservação dos alimentos, medicamentos em locais desprotegidos, e que trazem reflexos diretos para quem está do lado de fora. Mesmo que a responsabilidade recaia sobre o Estado, especialistas apontam que a falta de interesse da sociedade é também uma causa desse cenário.
– Enquanto a sociedade disser que o preso é problema da polícia, ele não será do governo – afirma Alceu de Oliveira Pinto Junior, coordenador do curso de Direito da Univali na Grande Florianópolis.

 

ASSUNTO: Servidores municipais

VEÍCULO: Diário Catarinense

ÀS VÉSPERAS DA GREVE: Prefeitura de Joinville faz nova proposta

A prefeitura de Joinville apresentou ontem uma nova proposta de reajuste salarial de 5,56% – 4% reajuste retroativo ao salário de maio, mais 1,56% a partir de novembro – para tentar evitar a greve da categoria. Os números serão avaliados durante a assembleia de hoje dos servidores, às 14h, em frente à sede da prefeitura. Mas segundo o líder do presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Joinville (Sinsej), Ulrich Beathalter, o início da greve deve ser mantido para segunda-feira.

 

ASSUNTO: Apreensão de drogas

VEÍCULO: A Notícia

APREENSÃO NO NORTE: Uma tonelada de maconha

Policiais de Santa Catarina e do Paraná encontraram a droga em uma chácara

Uma operação envolvendo a Polícia Militar de SC e do PR levou a apreensão de uma tonelada e 54 quilos de maconha no Planalto Norte de Santa Catarina, na noite de ontem. A droga foi encontrada em uma chácara no bairro São Cristóvão, no município de Três Barras.
A maior parte da droga estava escondida em um rancho às margens do rio Negro. Uma pequena quantidade, cerca de quatro quilos, estava dentro da casa do dono. Três pessoas foram presas em flagrante. O proprietário assumiu a responsabilidade sobre a droga. A participação dos outros dois ainda será investigada. A polícia acredita que maconha tenha vindo de Foz do Iguaçu.
Segundo informações divulgadas pelo Portal JMais, de Canoinhas, a droga precisou ser transportada em duas caminhonetes até a delegacia da cidade, onde foi registrado o flagrante. Um cão farejador também teria colaborado com as buscas.
A quantidade de maconha apreendida ontem foi quase o dobro da apreensão que ocorreu em março deste ano, em Mafra, também no Planalto Norte.

 

ASSUNTO: Segurança na UFSC

VEÍCULO: Hora de SC

“Temos sim que chamar forças policiais”, diz reitora da UFSC sobre a segurança

Roselane Neckel fala sobre a presença da PM e da PC no campus, cercamento e iluminação

A reitora da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Roselane Neckel, afirma que deve pedir a ajuda das polícias Militar e Civil para atuar dentro do campus de Florianópolis. Em entrevista ao Diário Catarinense, explica as atitudes e projetos para garantir mais segurança aos estudantes. Ela fala sobre o cercamento, iluminação e, principalmente, sobre em que casos as políciais serão chamadas. Nesta sexta-feira, a gestão de Roselane completa um ano na direção da instituição. Três casos de assalto à mão armada foram registrados em um mês de aulas na universidade. O mais recente é de uma aluna do curso de Engenharia Sanitária e Ambiental, abordada por volta de 20h do dia 16 de abril, no Restaurante Universitário (RU). Dois assaltantes levaram todos os objetos pessoais que estavam dentro da mochila da estudante, sendo que um dos homens carregava uma arma.  Além dos assaltos, cinco carros foram arrombados desde janeiro e um computador foi furtado de dentro de um laboratório do campus.

 

ASSUNTO: Resgate em Brusque

VEÍCULO: Jornal de Santa Catarina

Em 29 anos de profissão, foi o resgate mais difícil que fiz”, diz subtenente dos Bombeiros de Brusque

Carro caiu em rio e três crianças morreram

Com as roupas sujas de lama, quinta-feira, por volta das 22h, o subtenente do Corpo de Bombeiros de Brusque, Roselito Pacheco, ainda tentava se recompor do resgate feito horas antes no Rio Itajaí-Mirim. Eram 18h, na Avenida Arno Carlos Gracher, Centro, quando ele e outros nove bombeiros foram surpreendidos por uma mulher que gritava que um carro havia caído no rio, quase em frente ao quartel. 
No veículo, um Celta, estavam Bárbara Silva dos Santos Ramos, as duas filhas dela, de quatro e seis anos, e dois sobrinhos, também de quatro e seis anos. Eles voltavam da creche. Três crianças morreram no acidente. A outra foi transferida quinta-feira à noite para uma UTI em Tubarão. O acidente teria ocorrido porque a motorista se envolveu em uma batida com um caminhão e perdeu o controle da direção. 
Pacheco conta que assim que os bombeiros viram o carro afundando, se jogaram na água. A janela da motorista estava aberta e ela foi retirada. Foi aí que ela avisou que quatro crianças estavam no carro. Os bombeiros tentaram tirá-las, mas as portas estavam travadas e os outros vidros, fechados.
— Foi aí que tivemos a ideia de trazer o nosso caminhão, que tem um guincho na frente, para puxar o carro para a superfície — explica. 
Com parte do carro fora da água, o vidro lateral foi quebrado e as crianças, retiradas. Todas estavam inconscientes. Duas foram reanimadas ainda na beira do rio e as outras duas foram levadas para o Hospital Azambuja imediatamente. 
— Todo mundo que estava aqui foi ajudar. Até o pessoal que estava de saída do quartel largou tudo e foi ajudar — conta Pacheco. 
Kauã Sacramento Ramos, de quatro anos, a irmã dele, Jennifer Sacramento Ramos, de seis, e Ana Lara dos Santos Ramos, de quatro anos, filha de Bárbara, morreram no hospital. A criança que continua internada, uma menina de seis anos, também é filha de Bárbara. O estado de saúde é grave. A mulher teve apenas um corte e foi medicada porque estava em estado de choque. 
Para Pacheco, os bombeiros fizeram tudo o que podiam para salvar a vida das crianças. O trabalho, porém, foi árduo.
— Em 29 anos de profissão, foi o resgate mais difícil que fiz porque envolvia crianças. Sempre que há crianças a situação é mais complicado — diz.

 

ASSUNTO: Segurança no Litoral Norte

VEÍCULO: Portal da Alesc

Audiência pública debaterá segurança nos municípios do Litoral Norte

Atendendo solicitação das câmaras de vereadores dos municípios de Barra Velha, Penha, Navegantes e Piçarras, a Assembleia Legislativa promoverá audiência pública para tratar dos problemas de segurança na região do Litoral Norte do Estado. A realização do debate foi aprovada na manhã desta quarta-feira (08), em reunião da Comissão de Segurança Pública.

Ainda sem local definido, a audiência está programada para às19 horas do dia 12 de julho, em Penha. Serão convidados para o evento o secretário estadual de Segurança, César Grubba, e o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Nazareno Marceneiro. Além de discutir os problemas da região, disse o presidente do colegiado, deputado Mauricio Eskudlark (PSD), no encontro serão anunciados os investimentos programados para a região na área de segurança pública. “O governo está investindo bastante com o Pacto por Santa Catarina e muitas melhorias na área devem surgir nos próximos meses também nestes municípios, que estão interligados e enfrentam os mesmos problemas”, disse.