Área do associado

Área do associado

ACORS defende com veemência direitos adquiridos pelos policiais e bombeiros militares catarinenses

22.3.2013

 

A diretoria da ACORS, não se abstendo de lutar pelos direitos adquiridos dos Oficiais Militares em Santa Catarina, encaminhou aos Comandantes-Gerais PM e BM seis Ofícios em fevereiro de 2013, reiterando a posição da entidade de não permitir nenhuma injustiça ou defasagem salarial, e defendendo o Poder de Polícia Administrativa na fiscalização da atividade técnica por parte do Corpo de Bombeiro Militar, em razão de já ser detentor de tal poder. Outro Ofício encaminhado aos Comandantes-Gerais PM e BM, com teor mais específico, externa a posição irrevogável da ACORS, que é contra a ampliação do interstício dos Oficiais Subalternos, o qual considera um atraso irreparável na carreira dos Tenentes. 

Na ocasião, o Comandante Geral Cel BM Marcos de Oliveira confirmou ao presidente da ACORS o recebimento dos Ofícios, agradeceu os posicionamentos e se colocou à disposição para qualquer eventualidade. Sobre os interstícios, informou não ter recebido nenhum documento formal da Comissão Mista PM/BM que trata da LPO, o que impede que se manifeste a respeito. O Comandante Geral Cel PM Nazareno Marcineiro respondeu o Ofício contendo o pedido de vistas ao projeto de subsídios, devendo ainda um retorno acerca dos demais questionamentos.

Especificamente sobre a questão dos interstícios, deve-se ressaltar que as Assessorias Jurídica e Parlamentar da ACORS estão acompanhando a evolução dos trabalhos da Comissão Mista, que até o momento não apresentou um documento consolidado aos Comandantes Gerais. A diretoria da ACORS ratifica que defende com veemência a manutenção dos direitos e garantias de todos os seus associados, estando sempre à frente dessas lutas.