Área do associado

Área do associado

ACORS anuncia assinatura do novo plano de salários e carreira dos Oficiais Militares

8.11.2013

     O novo plano de salários e carreira dos Oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar foi assinado nesta sexta-feira pelo Governador Raimundo Colombo antes de seu embarque para a Rússia. Os Projetos de Lei preveem reajustes parcelados até dezembro de 2015, quando o vencimento inicial em todas as corporações será de R$ 4.520 por mês.

     Em negociação com o Governo há nove meses, a ACORS foi irredutível na defesa dos direitos inerentes aos militares estaduais. “Defendemos de forma objetiva e contundente a manutenção da Indenização de Serviço Ativo, ISA (independentemente de cumprimento das escalas semanais), as licenças já previstas, os auxílios alimentação, por invalidez e funeral, e o direito de Ajuda de Custo”, resume o presidente da ACORS, Cel Fred Harry Schauffert. “Este é um momento histórico. O Projeto de Lei do Subsídio, independentemente de não termos alcançado todas as nossas reivindicações, traz importantes conquistas para a categoria”, completa o assessor parlamentar da entidade, Major Wallace Carpes.

     Se por um lado o Subsídio reduz ganhos com adicional noturno, estímulo operacional, adicional de cursos de especialização e triênio, por outro garante uma melhoria salarial efetiva e que o valor integral da remuneração permaneça sendo percebido após a Reforma do Oficial Militar. ”Nossa percepção é que os associados estão muito satisfeitos, pois com o aumento salarial e a já anunciada liberação do teto, terão uma Reserva com a dignidade que merecem”, destaca o presidente.

     Cada item da proposta foi detalhadamente analisado pela diretoria e assessoria jurídica da ACORS, negociado juntos aos Comandos-Gerais das corporações e as Secretarias de Estado da Fazenda e Administração. “Se o texto encaminhado à Assembleia é o que avalizamos, haverá total apoio da ACORS na tramitação. Caso contrário, tentaremos impedir a aprovação”, pondera o Maj Carpes, vigilante apesar de satisfeito com o desfecho da negociação.

* Publicado em 08.11.2013