Área do associado

Área do associado

Clipping do dia 31 de agosto

31.8.2012

 

CLIPPING

31 de agosto de 2012

 

MÍDIAS DE SANTA CATARINA

 

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Geral

Assuntos: Óleo mancha rio do Norte

 

Óleo mancha rio do Norte

Estação de Guaramirim interrompe abastecimento depois que produto vazou para galerias pluviais

Uma falha no gerador de energia de um supermercado de Jaraguá do Sul ocorrida na madrugada de ontem é a principal hipótese dos órgãos ambientais para o vazamento de óleo diesel que manchou o Rio Itapocuzinho, afluente do Itapocu, e causou a interrupção na rede de água de Guaramirim durante todo o dia.

Segundo apuraram técnicos da Águas de Guaramirim, funcionários do supermercado teriam causado o despejamento do óleo no rio ao limpar o vazamento no comércio.

Jogado para a galeria pluvial, o diesel chegou ao rio. O helicóptero da Polícia Militar foi acionado para ajudar a localizar a origem do vazamento.

Estima-se que dois mil litros de óleo tenha sido despejado no rio, de acordo com avaliação de policiais ambientais de Joinville e de fiscais das fundações do meio ambiente de Jaraguá (Fujama) e do Estado (Fatma).

Constatada a contaminação da água tratada, a Águas de Guaramirim interrompeu a captação de água do rio.

Até o fim da tarde, a companhia trabalhou para desinfetar bombas e conter o óleo. A distância entre o ponto de captação da Águas de Guaramirim e o supermercado é de 700 metros.

O dono do estabelecimento não comentou o assunto porque estaria em reunião, informou uma funcionária.

A empresa recebeu auto de infração da Polícia Ambiental. O cabo Marcos Aurélio Gomes explica que a interrupção do abastecimento de água é um agravante para a multa.

– A punição varia de R$ 5 mil a R$ 50 milhões – explica o militar.

___________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Polícia

Assunto: Gangue adolescente

                  

Rapaz nega liderar gangue adolescente

Garoto reconhece ter cometido erro ao agredir jovem em parque de Lages

Escondido em casa e visivelmente nervoso, o jovem de 16 anos apontado como suposto líder de uma gangue que vem aterrorizando adolescentes em Lages, recebeu a reportagem do DC ontem para se defender das acusações. Ele aparece em um vídeo agredindo um garoto que não esboça qualquer reação em plena luz do dia em um dos parques mais movimentados da cidade.

As imagens, gravadas por amigos do agressor, foram para a internet. O caso repercutiu rapidamente, e agora ele se diz arrependido e com medo.

Na companhia da mãe, que pede absoluto sigilo sobre sua identidade, endereço, profissão e local de trabalho, o adolescente jura que não é bandido e não pertence a nenhuma gangue, mas admite que é amigo de integrantes do grupo, cuja “sede” seria no Bairro Gethal, um dos mais violentos de Lages. Ele tem o corpo franzino de um garoto. Mas o que fez – e ele está ciente disso – foi de covardia e brutalidade.

– Admito que errei. Nada justifica o que eu fiz. Ele estava sentado e não reagiu. Mas não sou bandido e muito menos líder de gangue. Me julgam sem saber metade do que fizeram para mim.

Ele contra o garoto do vídeo e contra o filho do casal que o denunciou à polícia e à imprensa – até porque os dois casos adquiriram proporções que ele jamais imaginaria –, mesmo utilizando a internet para fazer comentários irônicos sobre as brigas e suas vítimas, o adolescente diz agora temer pela sua segurança, pois estaria sendo ameaçado inclusive de morte.

– Dizem que vão quebrar meus dedos, os meus dentes e depois vão me dar um tiro na cabeça. É claro que estou com medo. Quem não ficaria?

Após admitir o erro, agora o adolescente quer paz. Jura que não quer saber encrenca e vai se dedicar aos estudos, pois reprovou três vezes (está na 8a série), quando poderia estar se preparando para entrar na universidade.

A mãe também admite o erro do filho e atribui isso às más companhias. Ela diz que, quando está no trabalho ou em casa, não sabe o que o garoto apronta na rua. E depois de um sermão e uma bronca bem dada, espera que o filho se comporte e pede que deixem a família em paz.

– Fiquei assustada com a repercussão. Meu filho errou, sim, e que isso sirva de lição para ele mudar. Mas não é marginal e não pertence a gangue. Ele estuda e é de bom coração. Só peço que nos deixem em paz

___________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Polícia

Assunto: Estado deve ganhar mais bombeiros militares

 

Estado deve ganhar bombeiros militares

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) projeta a contratação de mais 605 bombeiros militares em Santa Catarina. Com isso, o efetivo, que hoje é de 3.211 praças e oficiais, passará para 3.816. Não foi divulgado prazo para o ingresso do reforço. O projeto, assinado ontem pelo secretário César Grubba, agora depende de aprovação da Assembleia Legislativa.

___________________________________________________________________________

Veículo: Hora de SC

Editoria: Polícia

Assunto: Operação policial fecha ponte Colombo Salles

 

Operação policial fecha ponte de saída da Ilha de Santa Catarina

Quatro pistas ficaram bloqueadas por cerca de 10 minutos

A polícia fechou a Ponte Colombo Salles, que liga a Ilha de Santa Catarina ao Continente, na tarde desta quinta-feira. Conforme a central da Polícia Militar, todas as quatro pistas foram bloqueadas por, aproximadamente, 10 minutos.

O motivo foi uma operação policial em Florianópolis. A PM participava de uma perseguição para prender assaltantes. Quatro pessoas foram detidas, incluindo adolescentes.

O fechamento da ponte piorou o trânsito no local.

 

___________________________________________________________________________

Veículo: Notícias do Dia

Editoria: Hélio Costa

Assunto: Delegacia de Repressão a Roubos

 

Ladrões fazem autorreconhecimento na Delegacia de Repressão a Roubos

Jamais vi coisa igual nos meus 30 anos de reportagem policial: suspeitos olham CD com imagens de ladrões roubando e afirmam ser eles

Autorreconhecimento

Jamais vi coisa igual nos meus 30 anos de reportagem policial: autorreconhecimento de assaltante. No entra e sai de policiais com presos algemados, de repórteres, e testemunhas reclamando de ladrões,  um cobrador de ônibus chega à Delegacia de Repressão a Roubos  com um CD contendo imagens de um trio que vem fazendo arrastões em ônibus circulares e entrega a prova para o agente Nolasco. O policial colocou o CD no notebook, olhou com a atenção a movimentação dos suspeitos e depois se virou para o corredor, onde sogro e enteado algemados  esperavam a vez de prestar depoimento sobre assaltos em estabelecimentos comerciais e perguntou para o mais novo: “Este aqui não é você”?  “É, né doutor,  não tem como negar”. A mesma pergunta foi feita para Osmar Francisco, padrasto de Silvestre, que também admitiu. Ambos pareciam nem estar preocupados e ainda debochavam da fotógrafa perguntando se o book já estava pronto. Coisas do dia a dia de uma delegacia

___________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Geral

Assunto: Instituto Cannabis

 

 

Justiça vai decidir destino do Instituto Cannabis de Florianópolis só em 2013

Até lá, o registro de estatuto social da entidade está suspenso

Pelos trâmites normais da Justiça, o Instituto da Cannabis, de Florianópolis, deve seguir sem registro até o ano que vem. Esse é o tempo previsto pelos advogados da empresa Eduardo de Mello e Souza, que representa o cartório, uma das partes envolvidas. Nesta quinta-feira, a decisão judicial que autoriza o cartório a conceder o registro foi publicada no Diário Oficial.

O problema é que a decisão está sendo questionada pela 13ª Promotoria de Justiça da Capital e o cartório questionou também a sigla usada pelo instituto – Inca. O cartório sugere a mudança na sigla para evitar transtornos já que é a mesma do Instituto Nacional de Câncer, órgão ligado ao Ministério da Saúde.

Com essas dúvidas legais e o trâmite judicial até 2013, o instituto segue sem registro. O Instituto da Cannabis foi criado por estudantes universitários que defendem a pesquisa, debate e uso recreativo e medicinal da maconha.

A sentença que saiu em julho do juiz Alexandre Morais da Rosa, da 4ª Vara Criminal, autoriza o cartório a conceder o registro. Na decisão, o juiz afirma que há necessidade de se manter a liberdade de manifestação. Ele cita o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, um dos defensores da descriminalização da maconha, que nem por isso foi processado por apologia.

A 13ª Promotoria de Justiça da Capital recorreu ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina da decisão. O promotor de Justiça Henrique Limongi ressalta, no recurso, que a liberdade de expressão e manifestação do pensamento encontra seu limite na ordem jurídica vigente no Brasil. Para Limongi, se o consumo da maconha constitui crime, assim como a apologia ao crime, de forma alguma poderia ter sido deferido o registro do InCa. O promotor Limongi destaca ainda que há malefícios cientificamente comprovados da droga.

A intenção do instituto em se oficializar gera discussão na Justiça desde o ano passado. Foi quando o grupo formalizou um pedido de registro de estatuto social no cartório Faria, no Centro, que ficou em dúvida e consultou a Justiça. Na época, o promotor determinou o envio a uma das promotorias criminais.

Os integrantes do instituto negam apologia à droga e afirmam que a intenção do grupo é fazer pesquisas sobre o entorpecente e que o registro possibilitaria a busca por recursos.

 

 

BLOGS

 

Moacir Pereira

 

Projeto fixa novo efetivo dos Bombeiros Militares de SC30 de agosto de 2012

 Durante a reunião com os oficiais e comandantes de Bombeiros Militares, o Secretário César Grubba, assinou o projeto de Lei Complementar de fixação de efetivo que será encaminhado à Assembléia Legislativa para votação. Dentre as justificativas apresentadas pelo comando ao Governo do Estado para a adequação dos critérios de progresso hierárquico está o crescimento exponencial da corporação desde a emancipação administrativa em 2003, quando o número de batalhões saltou de 3 para 12, além do Batalhão de Operações Aéreas (BOA). O serviço ampliou-se e diversificou-se, demandando uma remodelagem no tocante à carreira dos comandantes e combatentes.

A nova Lei estabelecerá outros critérios de ascensão na carreira, com a ampliação do número de vagas, que representarão a possibilidade efetiva de progressão hierárquica de postos (Oficiais) e graduações (Praças) – um incentivo para os militares da corporação.

Após a assinatura do documento a plateia saudou com palmas esta conquista, que já vem sendo alicerçada desde os últimos três comandos pelo Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina.

 

Comissão aprova novo texto do Código Florestal

Após intensas, duras negociações e reuniões de até oito horas, a Comissão Parlamentar Mista aprovou por unanimidade o novo relatório do senador Luiz Henrique (PMDB-SC) sobre o Código Florestal. Como Projeto de Conversão, o texto será encaminhado para votação nos plenários da Câmara, na próxima semana, e do Senado, na segunda semana de setembro.

Visivelmente satisfeito, Luiz Henrique comemorou: “Não é o ideal. Mas conseguimos um texto de consenso que, aprovado nos plenários das duas Casas, dará ao Brasil a lei ambiental mais avançada do mundo.”

Para eliminar o principal ponto de divergência sobre as Áreas Consolidadas em Áreas de Preservação Permanente (APPS) e chegar ao amplo acordo, Luiz Henrique acatou uma emenda de entendimento, de última hora, que reduz de 20 metros para 15 metros a regeneração vegetal obrigatória nas margens dos rios para imóveis até 15 módulos fiscais. Acima disso, o mínimo será de 20 metros e o máximo de 100 metros.

Com muito diálogo e paciência, Luiz Henrique também conseguiu eliminar outro importante ponto de discórdia e proteger todos os recursos hídricos com APPs em suas margens. Foram excluídos apenas os rios efêmeros – que secam rapidamente.

– “A beleza da democracia é justamente isso: do sistema do contraditório, do diálogo incansável, surge o entendimento”, ressaltou o senador. E reconheceu que “nenhum regime autoritário do mundo aprovaria um texto como esse do Código Florestal”.

 

 

Bombeiros visitarão Hospital Infantil

Narração de histórias, música, atividades para colorir, informação e animação. É com esta proposta que o Corpo de Bombeiros Militar vai visitar na tarde de hoje, às 14h00, a Ala Oncológica do Hospital Infantil Joana de Gusmão em Florianópolis. O grupo será composto não só por militares, mas também por Bombeiros Comunitários e Brigadistas. Todo o conteúdo pedagógico foi desenvolvido pelos próprios bombeiros, como a história de “Marina e O Botinho Azul”, que conta como uma menina vai passear na praia e faz um amigo muito especial, que mostra a ela a forma mais segura de curtir o banho de mar e a natureza. As atividades para colorir são ilustradas por uma soldado, com desenhos confeccionados especialmente para a ocasião

 

 

 

 

MÍDIAS DO BRASIL

 

 

Veículo: Portal G1

Editoria: Geral

Assunto: Patrulha da PM é atacada na Zona Norte do Rio

 

Patrulha da PM é atacada na Zona Norte do Rio

Dois homens atiraram contra veículo da PM.

Bala perdida feriu levemente um rapaz.

 

Policiais militares foram atacados por dois homens na Avenida Dom Hélder Câmara, próximo à favela do Arará, em Benfica, na Zona Norte do Rio de Janeiro, na noite desta quinta-feira (30), informou a polícia.

Uma pessoa foi atingida de raspão por uma bala perdida. O rapaz foi levado ao Hospital Municipal Souza Aguiar, e, após ser medicado, foi liberado no começo da madrugada.

Segundo a polícia, dois homens em uma moto saíram da favela e, ao encontrar a patrulha, fizeram vários disparos contra os policiais. Ao menos três tiros atingiram o carro da PM.

Um ônibus da Viação Santa Maria também foi atingido.

Nenhum policial foi baleado. Os dois agressores retornaram para o interior da favela e até por volta de 4h20 não tinha sido localizados.

___________________________________________________________________________

Veículo: Agência Brasil

Editoria: Geral

Assunto: Governo divulga planejamento estratégico de segurança para a Copa do Mundo de 2014

 

 

 

Governo divulga planejamento estratégico de segurança para a Copa do Mundo de 2014

O governo publicou hoje (30), no Diário Oficial da União, os detalhes do planejamento estratégico de segurança para a Copa do Mundo de 2014. A segurança vai ser fixada em três focos: ameaças externas, proteção de portos, aeroportos e fronteiras. As responsabilidades serão compartilhadas entre os governos federal, estaduais e municipais, inclusive as despesas financeiras. Mas a Polícia Federal contará também com a ajuda da Interpol, organização policial internacional.

A coordenação é da Secretaria Extraordinária para a Segurança de Grandes Eventos. O planejamento envolve não só as 12 cidades-sede  da Copa – Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Manaus (AM), Natal (RN), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP) e Salvador (BA) -, mas também as localidades vizinhas.

“Os três níveis de governo estarão trabalhando em estreita cooperação para integrar as instituições envolvidas e criar condições favoráveis para a implementação das ações de prevenção de riscos”, diz o texto. “O Estado brasileiro precisa munir-se de meios necessários para fazer frente a esse enorme desafio, prestando à sociedade um serviço de segurança pautado pela eficiência, balizada por padrões internacionais.”

Os detalhes do planejamento estão definido nas portarias 94 e 95, publicadas na Seção1, do Diário Oficial da União, nas páginas 45 a 49. O texto completo pode ser encontrado no endereço http://www.in.gov.br/visualiza/index.jsp?data=30/08/2012&jornal=1&pagina=45&totalArquivos=120.

Nas portarias, a orientação é integrar as ações, a exemplo do ocorrido em eventos como o carnaval, réveillon, Rock in Rio, Festival de Verão, Fifa Fan Fest, além dos Jogos Pan-Americanos e Parapan-Americanos Rio 2007. Paralelamente, o planejamento informa que a Polícia Federal atuará em parceria com a Interpol, que é uma organização policial internacional que atua em cooperação com as forças locais, quando acionada.

O texto alerta que na área de segurança estratégica é fundamental observar os espaços aéreo, terrestre e marítimo, além do conteúdo cibernético. As Forças Armadas serão acionadas para essas atividades. A Agência Brasileira de Inteligência (Abin) vai coordenar o monitoramento das rotinas das cidades.

Porém, as preocupações com a Copa do Mundo de 2014 se voltam principalmente para a ocorrência de surpresas envolvendo o crime organizado, as torcidas violentas do Brasil e do exterior, além da exploração sexual de crianças e adolescentes, assim como ameaças terroristas e insegurança nas regiões de fronteira. O Brasil tem fronteira com dez países, em mais de 15 mil quilômetros.

As portarias destacam que é fundamental planejar a Copa do Mundo pensando que deixará um legado para o país. Segundo o governo, a principal contribuição do evento será a integração entre as várias esferas do Poder Público. O esforço, diz o texto, é para reduzir, por exemplo, os índices de criminalidade.

“Assim, torna-se indiscutível a necessidade de que todo o planejamento tenha foco no legado a ser deixado para a área de segurança pública”, acrescenta o texto. “A experiência adquirida durante o processo, bem como a estrutura montada, ficará como legado para a política permanente de segurança pública.”