Área do associado

Área do associado

Clipping do dia 24 de janeiro

24.1.2012

 

Clipping 24 de janeiro

MÍDIAS DE SANTA CATARINA

 

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Visor

Assunto: Nomes para o posto de coronel da PM

 

ORDEM UNIDA

Será definido hoje dois nomes para o posto de coronel da PM, a mais alta patente da corporação em SC. Quinze tenentes-coronéis estão na disputa. A escolha acontece durante reunião entre o comandante-geral da PM, coronel Nazareno Marcineiro, e o governador Raimundo Colombo.

____________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Geral

Assunto: Rio Araranguá

 

Reparo na ponte concluído

Políticos e empresários alertam para os problemas da BR-101 Sul com o rompimento da tubulação

O rompimento de uma tubulação do serviço de abastecimento de água que provocou o desmoronamento de parte da cabeceira da ponte sobre o Rio Araranguá, em Araranguá, causou um transtorno para quem utilizou a BR-101 na noite de domingo e manhã de ontem.

O problema também resgatou antigas reclamações de políticos e empresários do Sul do Estado sobre o futuro nada animador da rodovia na região. Foram mais de cinco horas de interdição até que o buraco formado pelo vazamento fosse tapado e outras cinco de trânsito complicado para a solução total do problema e recuperação da camada asfáltico.

Durante esse período, empresários do município lembraram que as duas novas pontes do contorno por onde passará a BR-101 duplicada sequer foram iniciadas.

– O projeto das estruturas está pronto há mais de dois meses, mas quando as pontes ficarão prontas? Esse episódio serve, apenas, para mostrar, mais uma vez, o descaso que o governo federal tem para com o Sul do Estado e suas obras pendentes. Ainda temos a pavimentação da BR-285 em Timbé do Sul que está esquecida – lamenta o presidente da Associação Comercial e Industrial de Araranguá, Cláudio Alberto Dame.

A clássica expressão “se o Lote 29 já estivesse concluído nada disso teria acontecido” voltou com força, pois a duplicação prevê que a rodovia saia do traçado atual para o contorno que está em obras entre os quilômetros 409 e 415.

Esse trecho de seis quilômetros será municipalizado e utilizado como via de acesso a Araranguá, mas como a ponte construída há mais de 40 anos não foi beneficiada com reformas ou melhorias por conta do projeto de duplicação, a prefeitura corre o risco de receber da União uma herança pouco agradável.

– Todas as outras pontes que já existiam antes da duplicação serão alargadas e receberão reforço, menos essa ponte sobre o Rio Araranguá, que não faz parte da duplicação – alerta o engenheiro civil Ricardo Saporiti, do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura em Santa Catarina(Crea/SC), responsável pela pesquisa da BR-101 feita pela Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc).

 

Dnit não tem previsão para obras em outras pontes

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) informou que realiza manutenção preventiva periódica na ponte e rodovia e que esse trecho será entregue ao município com totais condições de trafegabilidade quando da conclusão do Lote 29.

Sobre as novas pontes ainda não há uma previsão de início das obras.

 

Incidente não causou danos à travessia

Pouco depois de técnicos do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) providenciar o reparo completo na tubulação rompida, o Dnit promoveu uma vistoria na cabeceira danificada pelo vazamento. Segundo os engenheiros a estrutura da ponte não sofreu avarias e o fechamento do buraco e reconstituição da pavimentação asfáltica feita durante a tarde ofereciam segurança ao tráfego de veículos.

Segundo o engenheiro responsável pelo Samae de Araranguá, Mário César Copetto, o rompimento na tubulação de PVC de 60mm que fica cerca de três metros abaixo do asfalto pode ter sido ocasionado pelo peso de caminhões de carga.

– Uma pessoa relatou ter visto quando um caminhão passou e o buraco se formou em seguida – disse.

Ainda durante a noite de domingo o abastecimento d’água para a região do Bairro Barranca precisou ser interrompido para que os reparos pudessem ser feitos, o que deixou cerca de 300 residência sem água.

Durante a manhã, uma nova tubulação com cerca de dois metros de comprimento foi colocada e o abastecimento acabou normalizado algumas horas depois.

Como os tubos ficam bem próximo da pista do sentido norte-sul a Polícia Rodoviária Federal (PRF) precisou controlar o trânsito na cabaceira da ponte e houve formação de filas de mais de dois quilômetros nos dois sentidos da rodovia.

____________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Moacir Pereira

Assunto: PP no governo Colombo

 

PP no governo Colombo

Entre as revelações contidas na entrevista que o senador Luiz Henrique concedeu ao DC, destacam-se pelo menos três fatos: 1. A confirmação da histórica reunião dos três ex-governadores do PMDB com Raimundo Colombo, priorizando o projeto de reeleição em 2014; 2. O senador praticamente dá o aval do PMDB ao ingresso do PP, maior adversário de seus dois governos, no atual colegiado; 3. Vai lutar como puder para formar chapa única em Joinville com a candidatura do empresário Udo Döhler.

Como meta maior – a reeleição de Colombo –, há duas questões igualmente novas: a reedição da chapa de 2010, com o PMDB indicando o vice do atual governador, e a garantia de Colombo e do PSD de respaldarem um nome do PMDB ao governo em 2018. Para muita gente, pode tratar-se de projeção exagerada em política, uma atividade que, segundo o saudoso Tancredo Neves, muda como as nuvens do céu.

Mas, partindo de Luiz Henrique, não surpreende. Ele costuma definir claramente seus projetos políticos. E sempre tornou transparentes suas ações em relação a estes sonhos. Foi assim quando disputou a reeleição em Joinville há 22 anos. Tirou uma liderança fortíssima do PMDB para formar a chapa da reeleição com o tucano Marco Tebaldi, oxigenando sua candidatura municipal e pavimentando o caminho para a já sonhado plano de concorrer ao governo estadual em 2002. Eleito, deixou claro que se não houvesse mudança nas regras do jogo e se o PMDB desse o aval, disputaria a reeleição. Mas, também ali, anunciando que sua intenção seria, no final do mandato, concorrer ao Senado. Fechou o pacto com o PSDB, formou chapa com Leonel Pavan e executou todas as etapas do projeto. O mesmo ocorreu com a candidatura de Raimundo Colombo, lá atrás, ao Senado. Atraiu o então PFL para a sua administração, a partir de ações na Assembleia, e convenceu Casildo Maldaner, presidente do PMDB e figura respeitada no partido, a ser primeiro suplente de Colombo. O resultado todos conhecem.

 

 

ADVERSÁRIOS?

A rigor, não há surpresas na determinação com que Luiz Henrique se joga em defesa de novo mandato a Colombo. Quando a Justiça Eleitoral proclamou a eleição do novo governador e do novo senador, sua primeira declaração foi marcada pelo lançamento da candidatura de Colombo à reeleição.

Quando, agora, Luiz Henrique classifica de “legítima” a participação do PP no governo estadual, reedita uma fórmula que ele concebeu quando introduziu o PFL em sua coalizão. Com os progressistas no primeiro escalão, a candidatura Colombo cresce e o PT, hoje maior adversário do PMDB no Estado, fica mais fragilizado.

Finalmente, a candidatura Udo Döhler. O senador defende ampla aliança para não correr risco. Há quatro anos foi derrotado com Mauro Mariani (PMDB), em função da divisão de forças. A desintegração repetiu-se no segundo turno e Carlito Merss virou prefeito. Além disso, defende um novo gestor para Joinville. E presta homenagem a um empresário vitorioso. O Grupo Döhler está na quarta geração. É um dos orgulhos do setor industrial de Joinville. Está presidindo a Associação Comercial e Industrial pela quinta vez. Em todos os mandatos, a defesa de projetos de interesse coletivo. Sua indústria têxtil reciclou-se, modernizou-se e hoje confecciona até uniformes invisíveis para o exército dos Estados Unidos. Um desempenho notável, sabendo-se que o setor têxtil catarinense atravessa grave crise, abalado pela concorrência das indústrias chinesa e indiana.

____________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Política

Assunto: PP e PMDB projetam ficar no governo por mais 10 anos

 

PMDB e PSD projetam ficar no poder por mais 10 anos

Luiz Henrique diz que almoço com Colombo e ex-governadores incluiu acertos políticos até 2018

O senador Luiz Henrique da Silveira (PMDB) revelou que o almoço que ele e os ex-governadores Eduardo Pinho Moreira e Paulo Afonso Vieira tiveram com Raimundo Colombo, na semana passada, na Casa d’Agronômica, teve como objetivo “nossa determinação de construir o processo de reeleição do governador”.

Foi a primeira vez que os três ex-governadores firmaram posição única em torno de um projeto político-eleitoral. Luiz Henrique esclareceu, ainda, que a ideia do encontro foi montar uma estratégia para evitar que as eleições municipais criem qualquer perturbação no processo sucessório estadual.

Admitiu que os maiores obstáculos, em termos de composição de chapas e reedição da coligação governista, estão nos dois maiores colégios eleitorais do Estado:

– O “x” da questão está nas equações de Florianópolis e Joinville. Em Chapecó, Criciúma e Blumenau as coisas estão bem encaminhadas – afirmou o senador.

– Daremos um passo gigantesco se alinharmos as chapas nos principais municípios. O PMDB indicaria em 2014 o vice de Colombo e receberia apoio recíproco em 2018 – antecipou.

E o impasse na cidade de Lages?

– Lages é a terra do governador. Não nos cabe discutir as candidaturas. O governador saberá ali administrar os nomes da melhor maneira .

Luiz Henrique confirmou que fará tudo o que estiver a seu alcance para formar chapa única da coalizão em torno da candidatura do empresário Udo Döhler a prefeito, pelo PMDB, com o apoio do PSD, PSDB e demais partidos. E reiterou que a manutenção de Marco Tebaldi na Educação ajuda a equação política de Joinville, embora ressalvando que a decisão do secretariado cabe a Colombo.

 

PP no governo é “legítimo”

O senador peemedebista falou, pela primeira, vez sobre a hipótese de o Partido Progressista, principal adversário em seus dois governos, integrar a administração Colombo:

– Quando o PP procurou o governador para propor sua entrada na base do governo na Assembleia, Colombo disse que nada faria que pudesse me contrariar.

– Respondi claramente ao governador que tinha mil motivos para ser contra. Mas não fui. A política é dinâmica. E não costumo fazer política olhando pelo retrovisor. Quem faz política olhando para trás vira estátua de sal, como a mulher de Ló.

E prosseguiu:

– Estamos vivendo um momento novo. Colombo tem que ampliar sua base na Assembleia. Acho legítimo que o PP integre o governo. Se está apoiando na Assembleia, tem que participar. Em nenhum momento me opus. De maneira nenhuma! Não acho nada estranho. Ao contrário, acho lógico. Quando o PFL passou a me respaldar na Assembleia, também foi convidado a compor o meu governo – lembrou.

Luiz Henrique tem informações de que a presença do PP no primeiro escalão, contudo, deve ocorrer após as eleições municipais para corresponder “a geografia das urnas”.

Indagado se era verdadeira a notícia de que simpatizava com o nome do líder do PP, deputado estadual Silvio Dreveck, afirmou:

– O PP tem várias lideranças que podem participar do atual governo.

Finalmente, o ex-governador justificou seu empenho político em formar um bloco de apoio à candidatura do empresário Udo Döhler para a prefeitura joinvilense.

– Joinville cresceu muito nos últimos anos. Mas a prefeitura apequenou-se. O povo não quer mais um político na prefeitura. Fez opção por um gestor. E Udo Döhler tem este perfil. É um empresário vitorioso que faz uma opção politica por amor à cidade – afirmou.

____________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Política

Assunto: PT suspende as prévias de Florianópolis

 

 

PT suspende as prévias de Florianópolis

O PT de Florianópolis suspendeu as prévias marcadas para o dia 29. A decisão foi tomada ontem, depois de uma reunião da executiva municipal, e um novo encontro foi marcado – ainda sem data confirmada, provavelmente em março –, para discutir as estratégias nas eleições para prefeito da Capital.

Os petistas têm dois pré-candidatos em Florianópolis: o vereador Márcio de Souza e o médico e ex-vereador Ricardo Baratieri. Márcio fez o lançamento de sua pré-candidatura na segunda semana de janeiro. Baratieri fará o lançamento de seu nome na noite desta terça-feira, a partir das 20h. Mas a executiva municipal quer buscar um consenso para não precisar marcar novas prévias, que poderiam dividir e fragilizar o partido.

– Cancelamos porque a executiva nacional determinou uma série de regulamentos para as capitais, que acabaram deixando nosso calendário do dia 29 de janeiro fora das regras. E a lógica de jogar para frente é também continuar trabalhando pelo consenso – diz o secretário de Comunicação do diretório municipal, Gilberto Del Pozzo.

Embora o vereador Márcio insista na possibilidade de candidatura própria, as principais lideranças petistas da Capital estão mais inclinadas a formar uma coligação. A tendência da maior parte da executiva municipal é se aproximar do PC do B, que tem como pré-candidata a deputada estadual Angela Albino.

Márcio apoiou o prefeito Dário Berger (PMDB) na Câmara da Capital em seus últimos dois mandatos como vereador e defende uma aliança com os peemedebistas. Como o PT sempre se declarou como oposição a Dário, as articulações nos bastidores seriam para que o vereador desista da pré-candidatura.

Nesta terça-feira, Márcio viaja a Brasília para conversar com a ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti. Ela é uma das principais defensoras do consenso no partido e considera que o acordo interno vai facilitar a formação de uma coligação para a campanha eleitoral.

____________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Polícia

Assunto: Terminal Rodoviário

 

Terminal é cenário constante de furtos

Em 29 dias, foram 33 casos. Turistas desembarcando são o alvo principal

Com 15 mil metros quadrados e movimento diário de 10 mil pessoas, o Terminal Rodoviário Rita Maria, na Capital, tem sido cenário constante de furtos. O alvo preferencial são os turistas que chegam à cidade. Nem mesmo o fato de ter uma base da Polícia Militar (PM) e uma delegacia especializada é capaz de inibir a ação dos ladrões.

Entre 20 de dezembro e 17 de janeiro, foram registradas 174 ocorrências, sendo 18 de furto dentro de ônibus e 15 de furto na rodoviária. O restante é registro de perda de objetos e documentos.

 

Duas das ocorrências de furto foram na manhã do dia 14, pouco antes das 6h. Numa delas, uma turista gaúcha, que prefere não se identificar, esperava para pegar as malas, às 5h40min, quando foi assaltada.

O criminoso arrancou a bolsa que ela carregava nos ombros e saiu correndo. Segundo a vítima, a ação ocorreu com a rodoviária movimentada. Ela esperou até as 8h para registrar o fato na Delegacia do Turista, que estava fechada durante a madrugada.

– Havia pessoas lá dentro, mas estavam dormindo e ficaram até bravas comigo por eu tocar a campainha. Na rodoviária também não encontrei nenhum policial ou segurança para me ajudar – disse.

Sem dinheiro e documento, ela ligou para familiares que moram em Florianópolis. Da conta bancária da turista foram retirados R$ 12 mil, valor que ela ainda tenta reaver com a agência bancária.

– Ninguém me respondeu como eles conseguiram fazer uma operação dessas sem minhas senhas. Depois disso, não penso mais em voltar para esta cidade – afirmou.

Uma dentista gaúcha de 60 anos foi a outra vítima. Assim que desembarcou para visitar a filha, teve a carteira furtada. Para a garota, os passageiros chegam sonolentos e se tornam vítimas fáceis.

– A gente não se sente seguro na rodoviária. O que era para ser um passeio se transformou em transtorno. Imagina se ela não tivesse família aqui, como voltaria para casa?

 

Local tem só duas câmeras

Em dezembro, o terminal ganhou duas câmeras de monitoramento no desembarque, que captam o que acontece a até seis metros. O objetivo é identificar quem chega para comparar com listas de criminosos.

De acordo com o Departamento de Transportes e Terminais de SC (Deter), 52 câmeras serão instaladas na rodoviária em maio deste ano.

No terminal, há uma base da PM e a Delegacia de Proteção ao Turista. Na delegacia, dois policiais civis se revezam no atendimento e na ronda. A Polícia Civil reconhece a deficiência do efetivo, e prevê mais agentes em setembro e um novo prédio em 2013.

O comandante do 4o BPM, tenente-coronel Araújo Gomes, explicou que o efetivo é dimensionado conforme o dia e a hora, e que periodicamente são feitas operações no local, além de ações pontuais em feriados e dias de maior movimento.

– O trabalho nunca tem menos do que dois e pode chegar a ter de 10 a 12 policiais militares – disse.

Ele afirmou que ações como a prisão de mais de 70 pessoas no entorno do terminal têm “tanta influência quanto o policiamento” dentro do Rita Maria. Segundo o comandante, o posto deve ser instalado num local mais central, com maior visibilidade.

____________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Polícia

Assunto: Crimes e ocorrências

 

Divulgado o retrato falado de suspeito

A Polícia Civil divulgou, ontem, o retrato falado de um dos suspeitos de participar do assalto a uma família de argentinos na Praia do Moçambique, em Florianópolis.

 

Orapaz seria o responsável por atirar contra Sérgio Fernando, 52 anos. Segundo a investigação policial, quatro bandidos participaram do crime, na quinta-feira da semana passada.

Foi feito apenas um retrato falado porque dois dos suspeitos já foram reconhecidos pelas vítimas por meio de fotos, e o quarto bandido a polícia não conseguiu identificar por foto e nem montar o retrato falado.

O retrato divulgado ontem foi montado pelo Instituto Geral de Perícias. Até o fechamento desta edição, nenhum dos suspeitos havia sido preso. Sérgio foi submetido a uma cirurgia no Hospital Universitário e passa bem.

 

Quadrilha de roubo a banco é presa no Sul

A Polícia Civil de Criciúma prendeu ontem nove integrantes de uma quadrilha que teria arrombado caixas eletrônicos de agências bancárias do Sul do Estado em 2011.

Entre os detidos está um adolescente de 17 anos, dois homens que trabalhavam em uma empresa de vigilância privada que presta serviços a bancos e uma funcionária de uma agência lotérica que repassava informações sobre o estabelecimento para o namorado, que também foi preso.

Os mandados de prisão temporária foram cumpridos após três meses de investigação, segundo o delegado Vitor Bianco. Nas casas dos suspeitos, os policiais encontraram duas armas de fogo, barras de ferro, pés de cabra, furadeiras, aparelhos de controle de alarmes, serras e instruções para utilização de maçarico. Todos foram levados para o Presídio Santa Augusta.

 

Adolescente baleado pelo tio está na UTI

Um garoto de 14 anos foi atingido por disparo de arma de fogo na tarde do último sábado em Joinville. Ele está na unidade de terapia intensiva (UTI) pediátrica do Hospital Infantil Jeser Amarante, e o estado de saúde dele é estável. O adolescente foi ferido no abdome por um tio em meio a uma briga de família na Rua Kurt Jansen, no Bairro Rio Bonito.

____________________________________________________________________

Veículo: Notícias do Dia

Editoria: Regional

Assunto: Agentes para controlar a imprudência

 

 

Agentes para controlar a imprudência

Trânsito. Concurso público estrutura fiscalização em Tijucas

Agentes vão coibir abusos de motoristas na cidade

Tijucas – Antes de poder contar com um contorno viário, que livre a cidade dos transtornos causados pelo tráfego intenso de veículos e caminhões com destino à SC-411 e à BR-101, Tijucas vai possuir seu próprio corpo de agentes de trânsito para fiscalizar e coibir abusos. O edital de concurso público para a contratação dos primeiros quinze agentes foi publicado ontem. As provas serão em 11 de março e marcam uma nova fase do projeto de restruturação do trânsito do município, que começou no ano passado com a redefinição do sentido de diversas vias.

Pelas avenidas Bayer Filho e Coronel Buchelle passam por dia mais de 20 mil veículos no sentido SC-411 e 20 mil no sentido BR-101. Nos horários de pico, segundo levantamentos da Ditran (Diretoria Municipal de Trânsito) o fluxo chega a ser de 1300 veículos por hora. É nesses períodos, entre 12 e 14 horas e entre 17 e 19 horas, que acontecem a maioria dos acidentes. Os agentes de trânsito, que devem começar a trabalhar ainda este ano, terão como principal desafio ordenar a circulação nesses locais.

Atualmente, segundo o diretor de trânsito do município, Gerson Marcelino, a Polícia Militar conta com efetivo reduzido, o que dificulta a fiscalização dos motoristas e veículos. Com a municipalização do trânsito, essa atribuição está sendo transferida à Prefeitura, que também está providenciando a criação de um pátio municipal para o recolhimento dos veículos dos infratores. Ainda esse ano, o município planeja rever o sentido de circulação de novas ruas, realocar um semáforo da avenida Bayer Filho para o cruzamento com a avenida Hercílio luz e criar faixas de pedestres elevadas, que aumentam a segurança durante as travessias.

____________________________________________________________________

Veículo: Notícias do Dia

Editoria: Segurança

Assunto: Polícia Civil divulga retrato falado que baleou turista argentino na praia em Florianópolis

 

Polícia Civil divulga retrato falado que baleou turista argentino na praia em Florianópolis

Sérgio Fernandes foi atingido na virilha porque reagiu, não obedecendo a ordem de sair do carro. Os turista não corre risco de mrote

Retrato falado feito pelo IGP usa técnica que parece foto

A Delegacia de Repressão a Roubos  divulgou o retrato falado de um dos quatro suspeitos envolvidos no assalto de uma família de argentinos, na tarde de quinta-feira (19), na praia do Moçambique, Leste da Ilha.   Na ação, Sérgio Fernando, 52, reagiu,  não obedecendo às ordens dos bandidos para sair do carro e foi baleado na virilha.

Segundo o delegado Marcus Vinícius Fraile, dois suspeitos foram supostamente reconhecidos, por meio de fotos, como prováveis autores.  Os argentinos apontaram o bandido que sacou a arma que atingiu Fernando.  O retrato falado, feito com base no depoimento e nas fotografias de suspeitos com antecendentes policiais, é o do assaltante que efetuou o disparo.

De acordo com a polícia, os turistas estavam em dois carros. Estacionaram os veículos e saíaram para passear na areia da praia. Uma das vítimas lembrou que havia esquecido a carteira e retornou para para pegá-la.  Chegando ao local, constatou que os carros estavam com os vidros quebrados e avisou os amigos. 

 Todos retornaram ao estacionamento, mas verificando que nada havia sido roubado, pois não tinha nada para ser levado, resolveram voltar para a praia, onde ficaram por cerca de 2h.

 O roubo ocorreu posteriormente. Durante essas duas horas, um grupo retornou para casa com um dos veículos e o outro, ao retornarem em seguida, foi abordados por quatro pessoas, das quais duas estavam armadas. Os assaltantes começaram a revistá-los, mas, Sergio Ferrando, 52 anos, esboçou reação e levou dois tiros, sendo que apenas um  atingiu-o na virilha. Os assaltantes fugiram em direção às dunas.

 Sergio foi removido pelas outras vítimas que o levaram para a rodovia e pediram ajuda para um bombeiro, que passava pela estrada. Foi chamada a ambulância e o argentino, levado ao Hospital Universitário, onde passou por uma cirurgia e não corre risco de morte.

____________________________________________________________________

Veículo: Notícias do Dia

Editoria: Polícia

Assunto: Praia do Moçambique

 

Praia do Moçambique deveria ter um alerta: Mar perigoso e não policiado

Enquanto o poder público não melhorar a infra-estrutura e segurança, a praia não deveria ser indicada para ninguém muito menos para turista

Praia perigosa e sem policiamento

A praia do Moçambique, no Norte da Ilha, não deve ser indicada para ninguém, muito para turistas que procuram tranquilidade e sossego na Ilha. Além de ser uma praia deserta, a estrada é cheia de buracos.  Só vai para lá surfistas e marido que quer se esconder da mulher. Fios desencapados se aproveitam da falta de policiamento e praticam furtos. Os mais visados são carros de surfistas, quando eles estão na água pegando onda. No meio da semana a vítima foi o turista argentino Sérgio Fernando, que passeava na praia com um casal de filho.  A quadrilha mandou os turistas descerem do carro. Fernando se negou e foi baleado na virilha. Os bandidos fugiram sem levar nada, mas os gringos levaram a constatação de praia sem policiamento e violenta. Por isso, deveria ter uma placa, ou um cartaz com letras bem grande dando o seguinte alerta: “Praia insegura para turistas. Mar perigoso e local não policiado”.

 

 

 

MÍDIAS DO BRASIL

 

 

 

Veículo: Portal Terra

Editoria: Geral

Assunto: Polícia ainda enfrenta resistência à desocupação no Pinheirinho

 

 

Polícia ainda enfrenta resistência à desocupação no Pinheirinho

Um dia após o início da operação de retirada das famílias da ocupação do Pinheirinho, em São José dos Campos, interior paulista, a polícia ainda enfrenta resistência de pessoas contrárias à desocupação.

A Polícia Militar (PM) tem agido para dispersar grupos de manifestantes, lançando bombas de gás. O mecânico náutico José Elizer foi uma das pessoas surpreendidas pela ação policial. Ele teve que se esconder atrás de um muro para não ser atingido pelas bombas de gás lançadas pelos policiais. “Estava voltando do trabalho, quando fechou o tempo”, disse após interromper o trajeto que em dias normais leva 15 minutos.

O soldador Edimilson Galdino, que mora na região, confessou ter medo da “guerra” que se instaurou no Pinheirinho. Segundo ele, os confrontos ente a polícia e os manifestantes estão prejudicando a rotina das pessoas do bairro. Por causa do tumulto as empresas de ônibus suspenderam o serviço no local. “Não tem nem ônibus para a gente trabalhar”, disse.

Em entrevista na noite dessa segunda-feira, o prefeito de São José dos Campos, Eduardo Cury, admitiu que parte dos serviços de transporte público foi suspensa na área no entorno do Pinheirinho. Segundo ele, a medida foi adotada após a PM comunicar à prefeitura que os ônibus poderiam ser incendiados.

Nessa terça, um caminhão e uma biblioteca foram queimados na região – atos que o prefeito classificou como “coisa de criminoso”. De acordo com Cury, “o centro do crime de São José dos Campos era concentrado nesse local”, disse.