Área do associado

Área do associado

Clipping do dia 21 de junho

21.6.2012

 

CLIPPING

21 de junho de 2012

 

MÍDIAS DE SANTA CATARINA

 

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Visor

Assuntos: Presos nas delegacias

                  Resgate

 

SINAL AMARELO

A cúpula da SSP está preocupada com a possibilidade de o Estado voltar a enfrentar um problema antigo, mas que havia sido resolvido: a permanência em massa de presos nas delegacias de polícia. Nos bastidores, as autoridades afirmam que não vão tolerar essa situação e que exigirão providências da Secretaria da Justiça e Cidadania e até do próprio governador, se for preciso. Os principais argumentos são de que DP não é cadeia e que policial não pode deixar de investigar para cuidar de carceragem.

 

O RESGATE DA SANFONA

Agentes da delegacia de Piratuba, com apoio de policiais de Capinzal, localizaram e prenderam dois homens, de 21 e 23 anos, suspeitos do roubo praticado no último dia 17 contra uma mulher de 84 anos, na localidade de Linha Martinazzo, em Piratuba. Na residência de um deles foram encontrados os objetos levados da idosa… uma gaita e uma lanterna, além de uma pequena quantia em dinheiro. Na DP, ambos confessaram a participação no assalto.

____________________________________________________________________________Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Geral

Assunto: Gerais

 

Professores decidem hoje sobre a greve

Os professores da UFSC votam, hoje, se entram ou não em greve. Serão colocadas 21 urnas nos campi de Florianópolis, Araranguá, Curitibanos e Joinville. A votação vai das 9h às 20h e o resultado deve sair às 21h. Caso seja favorável à greve, ela começa a partir de 11 de julho, quando termina o primeiro semestre. Podem votar os 2,5 mil professores, ativos e inativos, filiados ao sindicato dos professores. São necessários no mínimo 650 votos. No Brasil, a greve dos docentes tem adesão de 50 universidades e cinco institutos federais, de acordo com o Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior.

 

João Pedro tem atenção

O pequeno João Pedro, como é chamado pela equipe do abrigo e pelas enfermeiras do hospital o menino que foi abandonado em um terreno baldio, está bem.

Com cinco dias, 3,8 quilos e 52 centímetros o menino não corre risco e deve receber alta hoje.

– Ele está bem nutrido e fora de risco – disse o médico Ani Werlang, do Hospital da Criança.

O bebê foi encontrado enrolado em uma manta, dentro de uma sacola de papel na tarde da terça-feira por um adolescente de 14 anos. A sacola foi jogada em um terreno na Rua Eurico Gaspar Dutra em Chapecó.

Quem encontrou o menino foi Junior Everton Menegildo que faltou a aula para ir ao Centro comprar roupas com alguns amigos. No caminho eles ouviram uma espécie de miado.

– Pensei que era um gato – disse.

Curioso ele chegou perto da sacola e viu que era um bebê.

– Num primeiro momento achei que era uma boneca, mas quando vi que era um bebê de verdade peguei no colo e ele parou de chorar – contou o menino.

 

Pinguins morrem em redes

Mais de 40 pinguins apareceram mortos, ontem, na beira da praia em Balneário Arroio do Silva, no Sul do Estado. Os pescadores artesanais que encontraram os animais garantem que o fato foi provocado por redes de pesca de âncora, nas quais os pinguins acabaram enrolados e enforcados.

Dos animais mortos recolhidos ontem, pelo menos a metade estava com restos de linhas de redes de pesca. O presidente da Associação de Pescadores Artesanais do município, Antônio Carlos Borges, sustenta a hipótese de que a redes fixadas no mar por uma âncora e em terra por uma estaca fincada na areia foram os causadores da mortandade.

– Quando são puxadas, essas redes trazem consigo peixes e vários pinguins mortos. É perigo também para banhistas e surfistas – garante.

Alguns moradores que pararam para observar as dezenas de pinguins mortos disseram ter visto outros animais da espécie e também duas pequenas tartarugas mortos nas proximidades da foz do Rio Araranguá. Os pescadores aguardavam a chegada de algum órgão oficial fiscalizador para então enterrar os pinguins.

O comandante da Polícia Militar Ambiental de Laguna, Major Jefer Francisco Fernandes, informou que a chamada pesca com rede de espera com âncora estava proibida, mas uma nova portaria do Ministério da Pesca liberou a prática na semana passada. Ele fará hoje uma fiscalização para verificar os equipamentos.

 

____________________________________________________________________________ Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Cacau Menezes

Assunto: Renato Hendges

 

Renatão (1)

Delegado Renato Hendges, que esteve à frente dos casos de maior repercussão no Estado, desde o primeiro sequestro, da família Hering, em 1970, confirmou ontem, em entrevista que me concedeu no Jornal do Almoço, que acaba de investigar em Floripa um golpe de mais de R$ 1 milhão na Instaladora Santa Rita, onde se descobriu que dois funcionários estavam metendo a mão no baleiro. Coisa grande.

 

 

Renatão (2)

Delegado defendeu no programa a atitude de seus colegas diante de assaltos a restaurantes na região, que reagiram matando os assaltantes, mesmo colocando em risco outras vidas, e reafirmou que para prender, salvar vidas ou extrair uma confissão, vale tudo.

Renatão, mais popular impossível na polícia, será homenageado em julho na Assembleia Legislativa com o título de Cidadão Catarinense. Que ele merece

____________________________________________________________________________ Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Moacir Pereira

Assunto: Propaganda eleitoral

 

 

O leilão da TV

Previsto para hoje, no Supremo Tribunal Federal, o julgamento de ação que influirá na campanha em vários municípios de Santa Catarina, em especial, naqueles que terão eleição de dois turnos. O STF decidirá se o PSD terá direito a participar na distribuição do horário eleitoral gratuito. Vital para a propaganda em redes e, sobretudo, os comerciais.

O governador Raimundo Colombo mantém-se conectado há meses com os juristas do PSD, inteirando-se do processo. Está otimista com o resultado. Mas os candidatos continuam ansiosos.

Nas cidades de Joinville, Florianópolis e Blumenau, o PSD terá candidatos. Matéria vencida, diz o presidente estadual, Gelson Merisio. Em Joinville, continuam as especulações sobre composição com o empresário Udo Döhler, do PMDB. Mas a candidatura do deputado Kennedy Nunes está consolidada. É irredutível. Já fez até as fotos para o material publicitário que começará a ser distribuído depois da convenção, que, aliás, está marcada para o dia 28 de junho.

 

 

INFLUÊNCIAS

Em Florianópolis, Cesar Souza Junior trabalha em três frentes: reuniões distritais e setoriais para a elaboração do plano de governo, incentivos para fortalecer a nominata de candidatos à Câmara Municipal e, principalmente, articulações para consolidar alianças com o PSDB e com o DEM. Mais do que os votos dos tucanos e liberais, o que vale mesmo é o tempo de TV. Se o STF garantir o direito ao PSD e Cesar tiver os dois partidos, seu tempo chegará a 10 minutos. Poderá igualar o deputado Gean Loureiro, do PMDB, que trabalha com a hipótese de ter o maior espaço televiso na campanha.

Em Blumenau, a candidatura de Jean Kuhlmann pelo PSD também é considerada definitiva. As negociações com o PMDB estão adiantadas, graças ao ex-prefeito Renato Vianna. Decisão, contudo, não houve.

A avaliação dos mais experientes líderes políticos é de que esta campanha será diferente. A salada mista e os cruzamentos partidários múltiplos liquidaram com o pragmatismo ideológico, em que o acordo Lula–Maluf é o maior exemplo. Devem prevalecer três fatores: 1. Tempo de TV e montagem de programas que projetem o candidato e garantam credibilidade à proposta. 2. Número e qualidade dos candidatos às câmaras municipais. 3. Qualificação dos candidatos e propostas para equacionar problemas da população.

É por isso que o tempo de TV está transformado no maior leilão desta eleição em Santa Catarina, em São Paulo e no resto do Brasil. Pode valer mais do que o sempre combatido e nunca eliminado caixa dois.

– Licitação do governo para a contratação de agências continua agitando os bastidores da propaganda catarinense. A comissão foi extinta e agora foi nomeada uma nova. Na presidência, o secretário adjunto de Comunicação, professor Ernani Bayer. A verba é de R$ 110 milhões.

____________________________________________________________________________ Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Política

Assunto: Aprovada proposta de salário acima do teto

 

Aprovada proposta de salário acima do teto

Em meio ao recesso branco dos deputados, uma comissão especial da Câmara aprovou, ontem, uma proposta que abre espaço para que o teto do funcionalismo não seja respeitado. O teto dos servidores são os salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal. Segundo consultores da Câmara, o texto ainda derruba a previsão de veto presidencial para a concessão de reajuste para o Judiciário, Legislativo e Executivo. Portanto, após o Supremo encaminhar a proposta para seus ministros, se for aprovada pelo Congresso, o Executivo é obrigado a concede.

____________________________________________________________________________ Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Polícia

Assunto: Delegacias terão metas de trabalho

 

Delegacias terão metas de trabalho

Polícia Civil do Estado passará a cobrar produtividade nas investigações

Os delegados de polícia passarão a ter metas de produtividade para melhorar a investigação em Santa Catarina. O número ainda não está fechado pela Delegacia Geral, mas a média exigida deverá ser que cada um relate pelo menos 30 inquéritos policiais a cada mês à Justiça.

O trabalho e o desempenho serão medidos quase como uma gestão empresarial, considera o delegado-geral da Polícia Civil, Aldo Pinheiro D’Ávila, sem divulgar a data de quando a medida passará a valer.

D’Ávila recebeu, do setor de Recursos Humanos, um estudo completo da produção individual dos 400 delegados no Estado. O mesmo levantamento contabilizou a produtividade das delegacias de polícia em geral.

O estudo servirá como base para a distribuição dos 421 novos policiais civis, que estão em processo de formação na academia. A conclusão do curso será em outubro.

Isso significa que a o número de policiais que cada cidade receberá dependerá da produtividade dos atuais. O delegado-geral está ciente de que haverá pressão para a mudança do critério, principalmente política, mas garantiu que não irá ceder.

– Não posso colocar mais policiais onde tem menos (produtividade). Em tese, quem está trabalhando menos não pode trabalhar menos ainda – declarou o delegado-geral.

Ele revelou que em Florianópolis a produtividade dos delegados é baixa e que exigirá resultados. D’Ávila não quis divulgar os números.

Disse apenas que sabe a situação de cada distrito. Por exemplo, de que há no Estado 143 inquéritos de assassinatos ocorridos em 2007 e 2008 parados em delegacias.

A média estadual de resolutividade dos assassinatos é de 58%. Na Capital, está em 68% em 2012, contra 94% no ano passado. D’Ávila atribui a queda ao fato de as investigações ainda estarem em andamento.

 

Concursados não aparecem

A tarefa de distribuir efetivo pelas cidades do Estado poderia ser facilitada se houvesse mais policiais em formação. Mas, numa época em que passar num concurso público é visto como o paraíso por milhares de pessoas, 12% dos 512 chamados no concurso de 2010 desistiram da carreira. Na primeira chamada, faltaram 155. Na segunda, só 94 apareceram.

O baixo salário é o principal motivo para explicar a falta de interesse, segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Segurança Pública de Santa Catarina (Sintrasp), Carlos Alberto da Silva. O vencimento inicial é de R$ 900, mas com o abono, adicionais e horas extras, chega a R$ 2,5 mil.

– Para ser policial civil tem que ter nível superior. A pessoa não vai investir anos numa faculdade sem retorno financeiro – acredita o presidente

 

De terceiro e quarto para penúltimo lugar

Ele diz que, há 20 anos, a Polícia Civil catarinense ficava entre o terceiro e quarto lugares no ranking de salários do Brasil. Hoje, está em penúltimo, só à frente do Rio de Janeiro.

– Houve falta de investimento no profissional de segurança pública. Descuido dos governos, falta de representatividade da categoria e de apelo político. É como na empresa. Se você quer que um setor não se desenvolva, você para de investir. Os governos investem mal ou não investem – observou o presidente do Sintrasp.

Para o delegado-geral da Polícia Civil, Aldo Pinheiro D’Ávila, a defasagem existe há uma década.

– Muitos policiais estão se aposentando e o pessoal que entra é altamente qualificado e escolhe concursos que remuneram melhor.

D’Ávila informou que pretende fazer uma terceira chamada ainda este mês. E que já foi negociada a reposição salarial da categoria até 2014.

– Ela é lenta, gradual, mas é certa – conclui o delegado-geral.

____________________________________________________________________________ Veículo: A Notícia

Editoria: Geral

Assunto: Bombeiros fazem treinamento no Hospital Infantil de Joinville

 

 

 

Bombeiros fazem treinamento no Hospital Infantil de Joinville

A corporação realizará testes que fazem parte da implantação do Plano de Emergência da unidade

Está programado para quinta e sexta-feira um treinamento com o Corpo de Bombeiros Voluntários no Hospital Infantil de Joinville. Por isso, o hospital alerta aos moradores vizinhos para não se preocuparem com a movimentação que ocorrerá nas imediações da unidade durante esses dias.

O treinamento ocorrerá a partir das 11h30 e 20 horas. A corporação realizará testes que fazem parte da implantação do Plano de Emergência da unidade. Todos os atendimentos e serviços do hospital funcionarão normalmente.

____________________________________________________________________________ Veículo: Notícias do Dia

Editoria: Segurança

Assunto: Base do Batalhão de Choque da PM no morro da Nova Descoberta

 

 

Base do Batalhão de Choque da PM no morro da Nova Descoberta em Florianópolis completa um mês

Comunidade ainda questiona, mas PM garante que segurança melhorou

 

No ponto mais alto da área urbana, polical do Choque tem visão privilegiada da cidade

 A ins­talação do quartel do Batalhão de Choque da Polícia Militar na antiga base operacional no mor­ro da Nova Descoberta, na área central de Florianópolis, ainda não trouxe grandes mudanças para moradores e líderes comu­nitários do maciço do morro da Cruz. A PM garante, no entanto, que a proximidade com o Centro e com os pontos com alto índice de criminalidade é um dos fatores que definiram pela escolha do lo­cal para sede do principal grupo de elite da corporação.

Jair Batista Ramos, vice-pre­sidente do Conselho Comunitário do Monte Serrat, disse que ainda não sentiu diferença alguma. “Por enquanto, não deu para perceber nada, nem negativa nem positiva­mente. Até porque, a polícia que queremos é a comunitária”, afir­mou. O pedreiro Marcelo Almeida do Amaral, morador da rua Custó­dio Firmino Vieira, que dá acesso ao quartel, notou melhoras. “Ha­via movimento de pessoas aqui, principalmente durante à noite, fazendo algazarras. Agora, eles su­miram”, contou.

Na visão do comandante da Polícia Militar de Santa Catarina, coronel Nazareno Marcineiro, a região também está mais segura apenas pela presença da tropa. “A comunidade não sentiu muito a di­ferença porque a ausência do fato não chama a atenção. Mas crimes deixaram de acontecer”, relatou.

Atualmente, o Choque é for­mado por 45 policiais, divididos em três equipes. O comandante vai determinar que a próxima tur­ma a fazer parte do batalhão tenha maior interação com as comuni­dades do maciço. A previsão é de que mais 20 policiais entrem para o batalhão no mês que vem.

 

Quartel próprio reforça autoestima da tropa

O comandante do Batalhão de Choque, tenente-coronel Renato Cruz Júnior, diz que o moral dos policiais está mais alto com a mudança. “Temos uma avaliação boa, agora temos uma identidade. Todo mundo sabe que aqui é nossa sede”, afirmou. Antes, o endereço provisório era o Centro de Ensino da Polícia Militar, na Trindade. Amudança aconteceu no dia 24 do mês passado.

O local, que antes era uma base da PM, conta com cerca de 200 metros de área construída em dois pisos. Tem heliponto, cozinha, quartos, banheiros, sala do comando, escritório equipado com computadores, telefone, rádio e outras tecnologias. Se a comunidade não sentiu muita diferença, alguns traficantes sim. Neste período, foi apreendido um quilo de maconha no morro da Mariquinha, logo abaixo do quartel. Os policiais chegaram lá por trilhas existentes no meio do mato.

A função do Choque também é atuar em distúrbios, rebeliões em presídios ou em movimentos sociais. Na segunda-feira, por exemplo, os policiais foram chamados ao presídio feminino, na Trindade, para conter princípio de rebelião. “Quando chegamos, acabou tudo. É sempre melhor quando não tem confronto”, diz o comandante.

 

Atribuições – A rotina da base

 

– Intervenção em presídios, quando não há refém; quando há refém, quem atua é o Bope.

 

– Policiamento em praças esportivas e eventos culturais, como shows.

 

– Escolta de presos.

 

– Controle de distúrbios civis e movimentos sociais.

 

– Reintegração de posse.

 

– Patrulhamento e apoio a outros setores da polícia, como PPT e Bope.

_______________________________________________________________________ Veículo: Notícias do Dia

Editoria: Geral

Assunto: Detentos de Tijucas são autorizados a cursar universidade

 

 

Detentos de Tijucas são autorizados a cursar universidade

Eles serão supervisionados pela equipe de educação local, que cuidará das provas para as universidades.

 

Os dois detentos também contam com o apoio dos familiares e amigos para custear os estudos

Tijucas – Não são todos os presídios que oferecem ao detento a possibilidade de retomar os estudos. Nem todos os presos, mesmo com o benefício da redução da pena, se interessam pela educação como alternativa de reintegração à sociedade. Mas, quando há interesse de um lado e vontade política de outro, todas as barreiras são superadas e a vida que era de erros e crimes passa a ter uma nova perspectiva.

É o que está acontecendo com dois detentos do regime fechado do Presídio Regional de Tijucas. Com a ajuda da Justiça e do próprio presídio, eles receberam autorização para cursar o ensino superior e terão a chance de deixar as grades com um diploma universitário nas mãos. Reinaldo Alves de Souza Júnior, 28 anos, foi aceito e nesta semana começa a estudar os módulos do curso de direito da Unisul Virtual. Marcos Zener de Melo, 33 anos, já cursa o quarto semestre de teologia da Faculdade de Ensino Teológico Saber e Fé. Os estudos, em apostilas e na internet, acontecem com o apoio do Núcleo de Educação de Jovens e Adultos do Presídio, que hoje atende 137 dos 236 internos da instituição.

Os detentos não poderão deixar o presídio para fazer as provas, como acontece em boa parte dos cursos à distância. Em contato com a instituição, as universidades aceitaram que as avaliações sejam acompanhadas pelos educadores locais, que ainda tem a missão de supervisionar as aulas virtuais, via internet. “Eles pediram judicialmente e o juiz corregedor nos consultou. Eu não vi nenhum problema em atender, pois temos uma boa estrutura educacional à disposição dos detentos e os dois tem bom comportamento”, explicou a diretora do presídio, Danielle Amorin Silva.

 

Família e amigos bancam os estudos

Como as universidades são particulares, Souza conta com o apoio da família para o pagamento das mensalidades. Melo, que não possui a mesma estrutura, recebe apoio até dos companheiros de cela e da congregação religiosa à qual se converteu há três anos. “A faculdade é uma grande vitória. Esta é a minha terceira cadeia e minha vida já mudou muito. Eu já fui mendigo, andarilho mesmo. Quando sair, devo me tornar pastor”, revela. O detento já aguarda com ansiedade a chegada do mês de fevereiro, quando deve progredir de regime e ganhar a liberdade por sete dias. “Vou dar meu testemunho na igreja, mostrar que é possível mudar de vida. Porque hoje não vejo mais a droga como eu via antes. Ela não tem mais nenhum valor pra mim”, acrescenta.

Quando receber o diploma, Melo terá completado 100% dos seus estudos no sistema prisional. Antes de ser preso, ele era praticamente analfabeto. O mesmo não acontece com Souza, que já havia completado o ensino médio. “Minha irmã é advogada e sempre me incentivou a estudar direito. Aqui estou resgatando as oportunidades que perdi no passado”, argumentou. De posse de uma cópia do Código Penal, mesmo antes das aulas ele já ajuda a esclarecer os companheiros de cela sobre seus direitos. “A experiência aqui deve me ajudar no futuro”, acredita.

 

 

ACONTECEU NA ALESC

 

 

PEC Carreira Jurídica

As PEC 009 e 010 – que instituem a carreira jurídica aos Delegados de Polícia e aos Oficiais da PMSC tiveram a sua admissibilidade comprovada pelo plenário da ALESC, após serem aprovadas na CCJ. Houve o voto contrário do Dep Sgt Amauri Soares. Agora elas retornam para a CCJ a fim de ser analisado o mérito das matérias. Se aprovadas na CCJ deverão ser apreciadas em plenário, em 2 turnos, com interstício de 5 sessões, necessitando de 3/5 dos votos da maioria dos deputados.

 

 

Nilso Berlanda toma posse como representante do varejo e da indústria    

O empresário Nilso Berlanda (DEM) tomou posse na Assembleia Legislativa durante a sessão ordinária da tarde desta quarta-feira (20). Ele vai ocupar a cadeira do deputado Maurício Eskudlark (PSD), que se licenciou do mandato por 60 dias, alegando motivos particulares.

É a primeira vez que Berlanda assume uma vaga no Parlamento catarinense. No discurso de posse, afirmou que será o representante do varejo e da indústria catarinense na Assembleia. “Vamos conversar com os dirigentes das CDLs e da FCDL para apresentar projetos que tragam benefícios para o setor varejista”, afirmou.

O novo deputado ressaltou que essa é a primeira vez que seu partido, o Democratas, assume uma cadeira na Assembleia desde a formação do PSD, sigla que surgiu de dissidências do DEM. “Quero agradecer ao PSD, ao deputado Gelson Merisio e ao deputado Maurício Eskudlark, que permitiram que o DEM voltasse a ter uma cadeira no parlamento”, afirmou.

Da tribuna, Berlanda foi saudado pelos deputados Antonio Aguiar (PMDB), Jailson Lima (PT), Ismael dos Santos (PSD), Elizeu Matos (PMDB) e Daniel Tozzo (PSDB). “Suplente também tem voz e tem condições de realizar um bom trabalho. Certamente, quem ganha com isso é o povo catarinense”, disse Tozzo.

 

Trajetória

Nascido em Nova Itaberaba, na região de Chapecó, Nilso José Berlanda é casado e tem 50 anos. Há 31 anos atua no varejo, como proprietário da rede de Lojas Berlanda, que gera 2 mil empregos diretos em 188 filiais espalhadas por Santa Catarina e Rio Grande do Sul, além de duas indústrias, com sede em Curitibanos, cidade onde iniciou a rede de lojas e onde reside atualmente.

Foi secretário de Desenvolvimento Regional de Curitibanos por quatro anos, durante o segundo mandato de Luiz Henrique da Silveira. Em 2006, disputou pela primeira vez uma vaga para deputado estadual e somou pouco mais de 14 mil votos. Em 2010, pela coligação PTB-PMDB-PSL-PSC-DEM-PTC-PRP-PSDB, conquistou 21.139 votos, qualificando-se como suplente. 

 

 

Agentes prisionais de Santa Catarina comemoram, pela primeira vez, seu dia      

Os agentes penitenciários de Santa Catarina foram homenageados na tarde desta quarta-feira, na tribuna da Assembleia Legislativa. O presidente da Associação dos Agentes Prisionais do estado, Igor Batista de Matos, fez um discurso em comemoração ao primeiro aniversário do Dia Estadual do Agente Penitenciário, comemorado em 20 de junho.

A data foi instituída em novembro do ano passado, por meio de um projeto de lei do deputado Antonio Aguiar (PMDB), aprovado por unanimidade pelos deputados. “Nossa categoria ficou muito tempo à sombra das outras profissões”, afirmou Matos. “Hoje o agente é um profissional capacitado, que passa por vários cursos, desde os mais básicos, como os de primeiros socorros, até os mais complexos”.

Segundo o presidente da associação, apesar do concurso público para ingresso na profissão exigir nível médio completo, 51% dos agentes catarinenses têm nível superior e 41% são formados em Direito. “Isso mostra a preocupação da nossa categoria, que trabalha diretamente com a recuperação da população carcerária”.

O deputado Antonio Aguiar parabenizou os agentes prisionais pela data. “Vocês têm a missão de cuidar das pessoas que estão cumprindo alguma pena e ajudá-las na recuperação”, lembrou.

 

 

BLOGS

 

Moacir Pereira

 

Morre Manoel Bertoncini, prefeito de Tubarão

Faleceu hoje em Tubarão, na Socimed, onde estava internado, o médico Manoel Antônio B

ertoncini, prefeito de Tubarão. Era filiado ao PSDB. Deixa esposa e filhos.

Desde que eleito prefeito há quatro anos, Bertoncini teve diagnóstico de um câncer. Iniciou tratamento em Tubarão e São Paulo.

Era médico prestigiado e popular em todo o sul do Estado.

Assumirá em seu lugar o vice Pepê Colaço, do PSD.

 

 

Sinte emite nota repudiando declaração de Colombo

A Diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Educação emitiu nota de repúdio contra declarações do governador Raimundo Colombo, que teria anunciado em São Paulo reajuste de 22% aos professores. Confira o teor da nota:

“O SINTE/SC repudia as declarações do Governador Raimundo Colombo ao Jornal Diário Catarinense de hoje, 20 de junho, página 15, no Informe Econômico. Na nota, Colombo declara que: “Lembrou que os professores receberam um reajuste de 22% este ano”.

O sindicato garante que o único reajuste pago à categoria foi através de gratificações concedidas aos trabalhadores (as), os quais, não recebiam o teto mínimo de R$1.450,00, uma adequação, para que os mesmos alcançassem esse valor, como rege a Lei. Contudo, os servidores da educação pública do estado, até agora receberam apenas 8% de reajuste, 4% pagos em janeiro e 4% em maio, mesmo percentual concedido a todos os servidores do Estado.

O SINTE lembra que o pleito da categoria é o reajuste de 22% na carreira, hoje achatada, e para todos, ou seja, a aplicação da Lei do Piso para os profissionais desde o nível 1A ao 12G, na atual tabela do plano de carreira.

O SINTE declara ainda, que se sente ofendido com as declarações do Governador, este que esqueceu a greve deflagrada neste ano, reivindicando o reajuste do piso, bem como, as mesas de negociações que ainda estão acontecendo para tentar encontrar uma saída para a categoria. Vale salientar também, que este Governo disse que não pagará o reajuste esse ano, em sua última proposta, é sugerido o pagamento parcelado em cinco vezes, até dezembro de 2013. Porém, a Lei é clara, e estabelece que o reajuste dever ser pago a partir de janeiro desse ano. Sendo assim, o Governo não está cumprindo a Lei do Piso Nacional para o magistério catarinense.”

 

 

MÍDIAS DO BRASIL

 

Veículo: Folha Online

Editoria: Brasil

Assunto: Base da PM é atacada a tiros na zona leste de São Paulo

 

 

Base da PM é atacada a tiros na zona leste de São Paulo

Uma base móvel da Polícia Militar na avenida Luís Pires de Minas, no Jardim Centenário, zona leste de São Paulo, foi alvo de ataque de criminosos, por volta das 23h de quarta-feira (20).

Segundo informações da polícia, suspeitos em uma moto e um carro se aproximaram da base, dispararam vários tiros e fugiram. Segundo a polícia, nenhum militar ficou ferido.

Base móvel da Polícia Militar sobre ataque de criminosos na zona leste de São Paulo; não há feridos

OUTRO CASO

Também na noite de quarta-feira, um policial militar foi morto a tiros dentro de uma academia de ginástica na zona leste de SP. A vítima, que não teve o nome informado, era professor de artes marciais no local.

Segundo André Machado da Cruz, proprietário da academia, no momento do crime havia pelo menos dez alunos na sala e nenhum ficou ferido. Os criminosos fugiram