Área do associado

Área do associado

Clipping do dia 19 de setembro

19.9.2012

 

CLIPPING

19 de setembro 2012

 

MÍDIAS DE SANTA CATARINA

 

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Visor

Assunto: Colisão veículo

 

 

IRONIA DO DESTINO

O carro usado para a campanha de Lucas, com um boneco gigante intitulado presidente THC, bateu na traseira de um outro veículo na Beira-Mar Norte, ontem à tarde. A dona do carro atingido era uma policial civil.

____________________________________________________________________________Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Geral

Assunto: Menina intimada a depor

 

 

Menina intimada a depor

Professora de português registra boletim de ocorrência por se sentir caluniada por aluna no Facebook

A estudante Isadora Faber, criadora da página Diário de Classe, no Facebook, teve de prestar depoimento, ontem, na 8a Delegacia de Polícia da Capital, no Bairro Ingleses. De acordo com a mãe dela, Mel Faber, a menina de 13 anos foi intimada segunda-feira porque uma professora de português registrou um boletim de ocorrência contra ela por calúnia e difamação.

O motivo seria o fato de Isadora ter postado, em agosto, uma mensagem no Facebook dizendo que a professora teria dado uma aula sobre política e internet para humilhá-la. Na época, os pais e a menina foram chamados pela direção da escola para esclarecer, e a professora se desculpou.

Segundo Mel, Isadora não se sentiu reprimida por ter que ir à delegacia e continuará com o Diário de Classe.

– Achamos que o caso já estava solucionado. Não entendemos porque retomar isso – afirmou Mel.

O caso deve ser encaminhado ao Ministério Público de Santa Catarina. Ontem, a estudante postou no Facebook as imagens da intimação e do regimento interno da escola. No documento, está determinado que o aluno que levantar injúria ou calúnia contra colegas, professores ou funcionários, inclusive pela internet, deve responder a medidas socioeducativas. Segundo Isadora, ela não passou pelos pontos do regimento que preveem advertência verbal, comunicação aos pais, suspensão por três dias e, por fim, encaminhamento ao MPSC.

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Florianópolis (Sintrasem), Rosangela Soldatelli, avalia que a cobrança de Isadora por melhoras na estrutura é ótima. No entanto, lembra que o conteúdo administrado pela professora constava no programa de aula, e que a menina pode ter se enganado ao pensar que se dirigia a ela.

No final de agosto, um professor de matemática foi demitido da escola, após ser criticado por Isadora. O Sintrasem considerou a atitude precipitada.

____________________________________________________________________________ Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Geral

Assunto: Radiocomunicação Polícia Civil

 

 

 

É mais fácil

Fica a sugestão para que a nossa Polícia Civil invista em um moderno sistema de radiocomunicação, evitando, assim, ficar à mercê das operadoras de telefonia, contando com a sorte em obter o sinal na hora da comunicação.

____________________________________________________________________________ Veículo: Diário Catarinense

Editoria:Segurança

Assunto: Fusão do crime

 

Arrombadores de caixas se associam a traficantes

Prisão de quadrilha em Itajaí embasa tese da Deic de que bandidos se unem para fortalecer a estrutura financeira do crime

Arrombadores de caixas eletrônicos e envolvidos com o tráfico de drogas se associaram para se capitalizar e incrementar as estruturas do crime no Estado. A investigação mais recente da polícia mira num grupo de Itajaí, preso com 100 quilos de maconha e suspeito de ataques no Vale do Itajaí.

Assim como empresas distintas que se unem em busca do aumento do lucro, o crime também faz associações. Um incremento para o fortalecimento das estruturas operativas e financeiras para agir em outras modalidades que pode estar por trás da onda de furtos e roubos a caixas eletrônicos no Estado.

Confirmar essa nova prática é o que buscam policiais da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), em Florianópolis, e delegacias de polícia do Vale do Itajaí, a partir da prisão de quatro pessoas na madrugada de domingo.

Numa investigação desencadeada havia 60 dias contra o tráfico de drogas, policiais da Divisão de Repressão a Entorpecentes (DRE) da Deic descobriram o suposto envolvimento do bando com ações em caixas eletrônicos, principalmente na região de Indaial e Blumenau.

Um dos ataques teria sido dentro da empresa Hering, em Indaial, na semana passada, mas a polícia não divulga os detalhes e as outras ações para não atrapalhar as investigações.

Os presos são Jaison Alírio Prazeres, 28 anos, Tiago Luís Beiro, 30, Sharle Marcos Petermann , 32, e Tamires Rodrigues, 24. No Peugeot 307 dirigido por Beiro havia 52 tabletes de maconha. Os outros três vinham no C4 Pallas que fazia a escolta. Os quatro chegavam de Ponta Porã (MS), fronteira com o Paraguai, rota conhecida das drogas trazidas para SC.

A polícia apreendeu os dois veículos. O Peugeot teria sido utilizado em uma tentativa de latrocínio este ano na BR-470, entre Ilhota e Gaspar.

– Desde o começo (em 2011), eu dizia que havia essa ligação de traficantes com os caixeiros. Agora, temos informações que poderão incriminar o grupo e esclarecer vários ataques na região do Vale do Itajaí – disse o delegado Cláudio Monteiro, da DRE.

 

Agente de saúde entre os presos

Entre o grupo preso está uma agente de saúde em Itajaí. Tamires Rodrigues, 24 anos, estava no Citroën que seguia de batedor do Peugeot que transportava a maconha.

Na Deic, Tamires afirmou aos policiais que não sabia que havia droga no outro carro e que viajara a Ponta Porã (MS) apenas para acompanhar os amigos. Não há informações de que ela esteja envolvida nas ações aos caixas eletrônicos.

A Deic suspeita que Jaison e Sharle seriam os principais envolvidos na associação entre o tráfico e os caixeiros do Vale e Litoral Norte. A polícia fez buscas nas suas casas, em Itajaí, e apreendeu na de Sharle uma touca ninja (balaclava) e algemas de plástico. A suspeita é de que tenham sido usadas em algum assalto. O Diário Catarinense não teve acesso aos presos nem aos seus advogados.

Para o diretor regional da Polícia Civil na Grande Florianópolis, delegado Ilson Silva, a conexão entre bandidos que praticam várias modalidades de crime é preocupante.

– Está sendo no Brasil inteiro assim, a terceirização do crime. Hoje com uma serra copo (círculo de metal na furadeira) o cara estoura o caixa eletrônico rapidamente. A facilidade é grande – diz o delegado.

Para conter uma nova onda de ataques aos terminais, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) mantém uma operação policial de reforço às rondas nas agências bancárias da Grande Florianópolis.

A SSP nega que a polícia esteja a serviço de instituições bancárias, mas sim pela preservação da ordem como prevenção à coletividade

____________________________________________________________________________Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Política

Assunto: Código Florestal é aprovado

 

Código Florestal é aprovado

A Câmara aprovou, ontem, a medida provisória do Código Florestal alterando o texto original enviado pela presidente Dilma Rousseff e beneficiando as médias e grandes propriedades na exigência de recuperação da vegetação às margens dos rios desmatadas ilegalmente.

Os deputados aprovaram a proposta que saiu da comissão especial do Congresso, contrariando a presidente. No mês passado, por meio de bilhete endereçado às ministras Ideli Salvatti (Relações Institucionais) e Izabella Teixeira (Meio Ambiente), Dilma desautorizou o acordo que permitiu a aprovação da MP na comissão e que alterou as faixas obrigatórias de recomposição, a regra chamada “escadinha”.

Assim como fez com o projeto do Código Florestal aprovado anteriormente pelo Congresso, a presidente poderá vetar parte do que foi aprovado ontem.

– O governo não tem compromisso com o mérito, na medida em que não patrocinou o acordo na comissão – afirmou o líder do governo na Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP).

O Senado deverá votar a proposta na próxima semana. A MP perderá a validade no dia 8 de outubro.

____________________________________________________________________________Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Segurança

Assunto: Paraguaio preso

 

 

PRF flagra roupa engomada com cocaína no Litoral Norte

22 peças estavam nas malas de um rapaz de 24 anos que saiu de Ciudad del Este para entregar material em Florianópolis

A polícia catarinense suspeita que um paraguaio preso na manhã de ontem, em Itapema, litoral Norte, com 22 peças de roupas engomadas com cocaína, possa estar por trás de um esquema de tráfico internacional de drogas.

Daniel Sena, 24 anos, morador de Ciudad del Este, no Paraguai, que faz fronteira com Foz do Iguaçu (PR), foi preso em uma abordagem na BR-101, no posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Os policiais do Núcleo de Operações Especiais (NOE) da PRF faziam fiscalização de rotina. Ao abordar um ônibus que vinha de Foz do Iguaçu com destino a Florianópolis, a equipe desconfiou do paraguaio e decidiu verificar a sua bagagem.

– O policial desconfiou da roupa que estava dura. Com o uso do reagente químico, descobrimos que havia cocaína engomada. Esse tipo de transporte é muito raro aqui e não lembro de outro flagrante desse tipo que tenha ocorrido antes – disse o inspetor Luiz Graziano.

Os policiais rodoviários acionaram policiais civis da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), em Florianópolis. O delegado Cláudio Monteiro, que chefia a Divisão de Repressão a Entorpecentes (DRE), foi cauteloso na divulgação das informações sobre a prisão para não atrapalhar a investigação.

O delegado afirmou ao DC que a missão da Deic agora é descobrir o destino da cocaína. Ele afirmou que a polícia investigará todas as hipóteses, inclusive a de tráfico internacional, mas por enquanto vai manter a apuração em sigilo.

A polícia afirma que o paraguaio pode ser mula, como são chamados os transportadores de drogas. Conforme investigações anteriores feitas pela Polícia Federal, como as operações Playboy e Voyage, jovens catarinenses saíam do Estado levando cocaína para a Europa. Eles retornavam para o Brasil trazendo drogas sintéticas na bagagem.

Daniel está preso na Deic. Ele foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. Entre as peças de roupas havia camisetas, calças, meias femininas e toalhas. A cocaína presente nas roupas só é perceptível com o uso do reagente. O tecido fica azul quando detecta a presença da droga.

– Pelo tom do azul, forte, acreditamos que seja cocaína de alta pureza – observou o delegado Monteiro.

Daniel levava duas bolsas, uma mochila e outra mala maior. A PRF estimou um total de nove quilos de roupas, sendo que seriam três quilos de peças engomadas com cocaína. As roupas serão entregues ao Instituto Geral de Perícias (IGP).

 

Passaporte registra ida ao exterior

O passaporte do paraguaio Diego Sena indicava uma viagem recente ao exterior, mas não havia passagem aérea para os próximos dias. Em junho, Daniel fez de avião o roteiro Florianópolis, São Paulo, Emirados Árabes Unidos e França, o que, para a polícia, reforça a suspeita de tráfico internacional de drogas. Ele comentou que o motivo da viagem ao exterior seria a negociação de carros.

Diego afirmou que receberia US$ 1 mil para fazer o transporte da cocaína engomada a Florianópolis. Ele disse ser mula e negou envolvimento com traficantes.

– É a primeira vez que faço isso. Sabia apenas que era para entregar a uma pessoa em Florianópolis. Não sei de mais nada – declarou Diego à reportagem em uma sala da Deic.

 

Versão do rapaz não convence policiais

O estrangeiro afirmou que conhecia Florianópolis, mas que nunca havia feito outra viagem transportando drogas antes. Daniel Sena disse que trabalha como comerciante de carros no Paraguai e que nunca havia sido preso antes.

O jovem contou que não sabia nada sobre quem havia engomado a droga e nem como esse processo é feito. A versão dele não convenceu os policiais rodoviários nem os da Deic.

Solvente usado no processo

O processo para retirar a cocaína engomada das roupas seria feito com solvente. Com a droga diluída no produto, as roupas seriam mergulhadas no líquido.

Após secas, as peças ficam engomadas. O mesmo processo, com solvente, seria usado para retirar a cocaína dos tecidos, suspeitam os policiais rodoviários federais.

O inspetor Luiz Graziano ressaltou que a mala com as roupas estava bastante perfumada. Graziano suspeita que teria sido proposital pelos traficantes para evitar fiscalização por cães farejadores da polícia.

No Brasil, há registros de apreensões desse tipo com cocaína em roupas engomadas em aeroportos de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Brasília.

 

Novas formas de driblar a polícia

Segundo Graziano, os traficantes tentam, cada vez mais, criar formas para driblar a fiscalização da polícia.

– Sabemos também que estão forrando as drogas com papel carbono para não serem detectadas no raio-x – alertou o inspetor.

outubro.

____________________________________________________________________________Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Segurança

Assunto: Homem joga mulher de ponte

 

 

Homem joga mulher de ponte

Um homem de 28 anos foi preso em Blumenau, na noite de segunda-feira, por suspeita de tentar matar a mãe do filho dele. A mulher, de 24 anos, foi jogada de uma ponte sobre o Rio Benedito em Indaial, no Vale do Itajaí.

A tentativa de homicídio aconteceu após uma discussão entre os dois, na ponte que liga o Centro de Indaial ao Bairro Carijós. A mulher conseguiu nadar até uma coluna de sustentação da ponte e pedir socorro. Ela foi resgatada pelos bombeiros e informou que o homem teria dito que seguiria até o Bairro Itoupava Norte, em Blumenau, onde o filho deles, de apenas um ano, estava na companhia da avó. Segundo a mulher, a intenção pai era matar a criança.

Os policiais foram até o bairro e abordaram o homem perto da casa onde a criança estava. Ele foi preso suspeito de tentativa de homicídio e encaminhado para a delegacia de Indaial. A mulher foi levada para o hospital com escoriações.

 

Rio pode chegar a quatro metros

De acordo com o Corpo de Bombeiros de Indaial, o Rio Benedito, na ponte onde a mulher foi jogada, pode chegar aos quatro metros de profundidade nesta época do ano. Segundo os socorristas, a moça teria caído num local próximo à ponte. Como sabia nadar, ela conseguiu chegar próximo à coluna que sustenta a estrutura.

____________________________________________________________________________Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Segurança

Assunto: Brasil rejeita o fim da Polícia Militar

 

Brasil rejeita o fim da Polícia Militar

Sob o argumento de que fere a Constituição, o Brasil rejeitou ontem proposta apresentada na Organização das Nações Unidas (ONU) para acabar com a Polícia Militar. Para o Conselho Nacional de Comandantes-Gerais das Polícias Militares, houve um equívoco na interpretação do texto – uma compilação de sugestões de diferentes países, incorporadas pelas Nações Unidas. Segundo o documento entregue pelo Brasil, publicado ontem no site da ONU, Brasília rejeitou a ideia, da Dinamarca, para “trabalhar na direção de abolir o sistema separado de Polícia Militar”.

 

 

 

 

 

BLOGS

 

Moacir Pereira

 

Menores infratores: Procuradoria e Tribunal querem providencias

Durante encontro com representantes do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) e do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), o Governador do Estado se comprometeu a criar uma força-tarefa para acompanhar as obras de construção e reforma das unidades do sistema socioeducativo para adolescentes em conflito com a lei. Informação da Procuradoria dá mais detalhes: “A força-tarefa, além do Governo do Estado, MPSC e TJSC, terá a participação do Tribunal de Contas do Estado. De acordo com o Procurador-Geral de Justiça, Lio Marcos Marin, o acompanhamento das obras é necessário em função do grave quadro em que se encontra o sistema socioeducativo, que exige medidas urgentes.

Serão acompanhadas as obras dos Centro de Atendimento Socioeducativo (CASE) São Lucas, na Grande Florianópolis, visando a conclusão da obra até o fim do ano. Também serão acompanhadas a conclusão das construções do CASE de Joinville e as reformas do Centro de Atendimento Socioeducativo Provisório de Itajaí (CASEP) de Itajaí – que totalizam mais 100 vagas no sistema -, do Plantão de Atendimento Inicial (PAI) da Capital e dos CASEPs Criciúma e Tubarão.

Estão previstos no orçamento do Estado, ainda, a ampliação dos CASEs de Lages e Chapecó. Todos os recursos financeiros já estão disponíveis para as obras. Caso as medidas não sejam viáveis de implementação a curto prazo, serão avaliadas propostas para ampliação emergencial do número de vagas no sistema.

Participaram da reunião com o Governador Raimundo Colombo, representando o MPSC, o Procurador-Geral de Justiça, Lio Marcos Marin, o Subprocurador-Geral de Justiça para Assuntos Jurídicos e Institucionais, José Galvani Alberton, a Coordenadora e.e. do centro de Apoio Operacional da Infância e Juventude, Helen Crystine Corrêa Sanches, e o Promotor de Justiça Marcílio de Novaes Costa; representando o TJSC, o Coordenador Estadual da Infância e Juventude, Desembargador Sérgio Heil, a Juíza da Infância e Juventude de São José, Ana Cristina Boni, e Presidente da Associação dos Magistrados Catarinenses, Juiz Sérgio Junkes; e a Secretária de Justiça e Cidadania, Ada de Lucca, acompanhada pela Secretária Adjunta, Maria Elisa de Caro, e pelo Diretor do Departamento de Administração Socioeducativo (DEASE), Sadi Beck Junior.”

 

 

 

 

Secretários de Segurança analisam Copa do Mundo

Secretário César Grubba, participa de até quinta-feira da reunião ordinária do Colégio Nacional dos Secretários de Segurança Pública – CONSESP. Esta edição terá como foco o uso e a implementação de novas tecnologias forenses e o planejamento de estratégias de segurança para grandes eventos, visando a preparação para a Copa do Mundo. Segundo nota da Secretaria “um dos destaques da programação será o painel “Segurança na Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014”, apresentado por Hilário Medeiros, Gerente Geral de Segurança do Comitê Organizador Local (COL).O trabalho nas Câmaras Temáticas terá continuidade com a apresentação da evolução dos debates realizados no ano de 2012, nas áreas de tecnologia da informação, metodologia de aferição da segurança pública, roubos e furtos a agências bancárias e violência no trânsito. Os relatórios finais das Câmaras Temáticas serão encaminhados para o Ministério da Justiça, através da Secretaria Nacional de Segurança Pública – SENASP, representada no CONSESP pela Secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki.O encontro ocorre em paralelo à programação da ICMedia – Conferência Internacional de Ciências Forenses em Multimídia e Segurança Eletrônica, exposição tecnológica de soluções e produtos desenvolvidos pela indústria nas áreas de multimídia e de segurança eletrônica.”