Área do associado

Área do associado

Clipping do dia 13 de junho

13.6.2012

 

CLIPPING

13 de junho de 2012

 

MÍDIAS DE SANTA CATARINA

 

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Geral

Assunto: Gerais

 

Servidores vão buscar apoio

Os servidores da UFSC reúnem-se amanhã, às 11h, em um ato no ambulatório do Hospital Universitário (HU). O objetivo é buscar o apoio dos médicos na greve que começou segunda-feira.

Na manhã de ontem, os médicos do HU se reuniram para discutir a Medida Provisória 568, editada no dia 12 de maio, que reduz o salário da categoria e aumenta a carga horária de 20 para 40 horas semanais.

De acordo com as entidades nacionais que representam os médicos, os artigos 42 a 47 da MP 568 alteram o cálculo das gratificações e dos valores de insalubridade e periculosidade, reduzindo em até 50% os salários dos médicos.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Universidade Federal de Santa Catarina (Sintufsc), Celso Ramos Martins, participou da reunião e demonstrou apoio ao ingresso dos médicos na greve. Os servidores técnico-administrativos da UFSC pararam as atividades por tempo indeterminado.

A greve foi decidida em plenária da Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores das Universidades Públicas Brasileiras (Fasubra), em Brasília, no dia 1o. Em 26 de maio, os servidores da UFSC já tinham aprovado indicativo de paralisação. Entre as reivindicações estão o reajuste salarial, o reposicionamento de aposentados, a mudança no anexo que prevê incentivos de qualificação e a abertura imediata de concursos públicos para a substituição da mão de obra terceirizada.

 

Morre a quinta vítima do acidente

Morreu segunda-feira, no Hospital Regional de São José, a quinta vítima do acidente entre um caminhão e dois carros no Morro dos Cavalos, em Palhoça. Volnei Borges Teixeira, 39 anos, era ocupante do automóvel Gol envolvido na colisão na BR-101. Ele passou por cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Outras duas pessoas também ficaram feridas no acidente. Ambas estavam no Gol. Douglas Tavares Teixeira, 20 anos, recebeu alta ontem do Regional de São José. O outro ferido, segundo a PRF, é Gilberto Souza de Olinda, 37 anos. Não foi informado para qual hospital ele foi levado.

 

 

.

 

____________________________________________________________________________Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Política

Assunto: PSDB sem candidatura própria em Florianópolis

 

PSDB sepulta candidatura própria em Florianópolis

Em reunião ontem à noite, partido alegou falta de dinheiro para viabilizar uma chapa à prefeituraO período pré-eleitoral fez mais uma vítima ontem em Florianópolis. Após reunir o diretório municipal e os pré-candidatos a vereador, o PSDB decidiu que o vice-prefeito João Batista Nunes (PSDB) não será candidato a prefeito da Capital. Os tucanos entenderam que faltariam recursos financeiros para que João Batista concorresse em condições de vencer a disputa.

Cerca de 90 pessoas participaram do encontro, na sede do diretório municipal, no Centro da Capital.

– Apesar de termos um bom candidato, nosso problema maior é que não encontramos a infraestrutura necessária para termos o candidato. Precisávamos de R$ 3 milhões a R$ 3,5 milhões, era o custo da candidatura própria – explicou o deputado estadual Marcos Vieira, principal liderança tucana da cidade.

Com a candidatura a prefeito considerada inviável financeiramente, o PSDB pretende priorizar a eleição de vereadores. Desde 2009, quando o prefeito Dário Berger (PMDB) deixou o partido levando vereadores e secretários tucanos, o partido não tem representante na Câmara.

O partido segue aberto à possibilidade de composição com os pré-candidatos Cesar Souza Junior (PSD), Doreni Caramori (DEM), Gean Loureiro (PMDB) e, com chances mais remotas, Angela Albino (PC do B).

– Vamos examinar o cenário interno de cada uma dessas chapas – afirma o parlamentar.

Após a reunião, João Batista não escondia o abatimento com a decisão tomada pelo partido. Eleito vice-prefeito pelo PR em 2008, ele se filiou ao PSDB em agosto do ano passado, com a intenção de disputar a sucessão de Dário – que na época já indicava preferência por Gean.

– Não vou mentir, pra mim é um dia triste porque toda a energia, todo o esforço foi para tentar viabilizar a minha eleição, mas o sonho continua, o trabalho continua, se não deu de viabilizar a eleição vamos trabalhar para daqui a quatro anos.

Por integrar a atual administração – além de vice-prefeito, ocupou a Secretaria de Transportes e Terminais até terça-feira passada –, João Batista pediu para ficar fora das negociações que vão definir qual pré-candidatura será abraçada pelos tucanos. Ele disse que vai seguir a decisão da maioria.

– O partido tem autonomia para discutir com outras legendas a possibilidade de um projeto para a cidade.

____________________________________________________________________________ Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Polícia

Assunto: Crimes e ocorrências

 

Operação apreende 9,5 mil produtos no Sul

A Operação Amor Pirata apreendeu, ontem, mais de 9,5 mil produtos falsificados em Criciúma, Sul de Santa Catarina. A Polícia Civil percorreu 13 lojas em frente ao Terminal Central do município e outras três no Bairro Rio Maina. As apreensões são CDs e DVDs piratas. Durante a operação, uma mulher de 47 anos foi presa por tráfico de drogas. Ela era foragida e tinha um mandado de prisão expedido na Comarca da Içara.

 

Inquérito do caso Suelen é arquivado

Filha do traficante Cesinha foi morta em dezembro, na Beira-Mar NorteA morte de Suelen Sabino Alves, 21 anos, assassinada a tiros na Avenida Beira-Mar Norte, em Florianópolis, no ano passado, entrará para a lista de crimes insolúveis. A Delegacia de Homicídios da Capital não conseguiu provas para apontar a autoria, e a Justiça determinou o arquivamento do inquérito.

A decisão é do juiz Jaime Pedro Bunn, da Vara do Tribunal do Júri da Capital, no dia 6 deste mês. Com isso, a polícia deu como encerrada a investigação sem indiciar ninguém. Para o inquérito ser reaberto, a Delegacia de Homicídios terá de apresentar novas informações ou suspeitas sobre a autoria.

O DC apurou que uma das dificuldades dos investigadores teria sido a negativa da própria Justiça em atender pedidos de interceptações telefônicas de suspeitos.

 

Motivo seria a briga por pontos de tráfico

Eles seriam criminosos do Morro da Caixa e, para a polícia, a morte teria sido causada em razão de briga por ponto de tráfico de drogas. Policiais acreditam que Suelen foi morta a mando de uma facção rival que pretenderia tomar as bocas de fumo que a jovem supostamente controlava no Bairro Pantanal desde a morte de seu pai, o traficante Paulo Cesar Alves, o Cesinha, em 2009.

A garota morreu na noite de 1o de dezembro de 2011. Ela dirigia um Citroën Air Cross na Beira-Mar quando foi executada por sete tiros vindos de um carro escuro que emparelhou com o dela. Na época, a polícia chegou a dizer que havia identificado o veículo, mas a apuração não evoluiu.

Quatro meses antes do crime, a Polícia Civil havia solicitado a prisão preventiva de Suelen, por suspeita de de ter ordenado a morte de um jovem na Capital. A Justiça negou o pedido.

 

Comerciante mata invasor

O adolescente morto durante um susposto assalto a uma lanchonete em Biguaçu, na Grande Florianópolis, foi identificado pelo Instituto Geral de Perícias (IGP) na tarde de ontem. Ele tinha 14 anos. Segundo a Polícia Militar, o dono da lanchonete reagiu ao assalto e atingiu o jovem com uma facada no tórax.

A polícia não soube informar o que foi roubado da lanchonete. Cinco barras de chocolate foram os únicos objetos encontrados pela polícia no bolso do adolescente. O crime aconteceu às 2h de ontem.

Segundo um policial militar de Biguaçu, parentes do adolescente teriam ido, ainda de madrugada, ao Hospital Regional de São José, onde o dono da lanchonete, de 27 anos, foi internado. De acordo com a Polícia Civil, ele deixou o hospital à tarde.

O comerciante teria levado um golpe de chave de fenda na cabeça durante o suposto assalto. A mulher dele não quis dar entrevistas. Disse apenas que soube que duas motos rondaram o hospital na madrugada.

A família mora no mesmo terreno da lanchonete, no Bairro Prado de Baixo. Segundo a polícia, o comerciante teria acordado e flagrado o trio dentro do estabelecimento.

____________________________________________________________________________ Veículo: A Notícia

Editoria: Política

Assunto: Votação da PEC dos Bombeiros fica para semana que vem

 

Votação da PEC dos Bombeiros na Assembleia Legislativa fica para semana que vem

Deputado Sargento Soares apresentou uma emenda modificativa a proposta de emenda à constituição

A PEC dos Bombeiros Voluntários continuará mais uma semana em discussão na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa.

Nesta terça-feira, na reunião da comissão, o deputado Sargento Soares apresentou uma emenda modificativa a proposta de emenda à constituição (PEC) do Estado que permite aos municípios aprovarem convênios com bombeiros voluntários para a verificação de normas de incêndio em construção.

Mas o texto não foi votado, já que o deputado José Nei Ascari (PSD) pediu para analisar o texto. Com isso, o projeto voltará ao debate na terça que vem, quando pode ter seu parecer de mérito votado na CCJ.

A votação para aprovação ou não definitiva do texto está marcada para o dia 27.

____________________________________________________________________________ Veículo: Notícias do Dia

Editoria: Segurança

Assunto: Segurança no Vale do Tijucas

 

Batalhão da PM pode ser alternativa para melhorar segurança no Vale do Tijucas

Prefeito de Tijucas promete mobilizar a região, os parlamentares e levar pedido ao governador

 Marcos Horostecki

Cidade passa a ter dez viaturas, mas só pode colocar três nas ruasTijucas – O prefeito de Tijucas, Elmis Mannrich (PMDB), anunciou na sexta-feira, durante a entrega de uma viatura à Polícia Militar, que pretende mobilizar políticos e representantes do Vale do rio Tijucas para transformação da companhia local da PM em batalhão ou companhia especial. A proposta visa ampliar a infraestrutura de segurança da cidade e da região, que vem sendo duramente criticada pela população, por não atender a demanda por policiamento ostensivo e investigação criminal, no caso da Polícia Civil. A situação é alvo de inquérito civil instaurado na semana passada pelo Ministério Público.

Com a viatura entregue pelo município, a companhia da PM passa a contar com dez veículos à disposição para o atendimento de Tijucas. Isso não significa, no entanto, que haverá dez duplas de policiais patrulhando a cidade. A estrutura de pessoal do quartel só permite duas, no máximo três duplas em rondas pelo município. “Nós até agora só fomos ao comando da PM. Vamos agora ao gabinete do governador, buscar que seja ampliada essa estrutura para o melhor atendimento da região”, destacou o prefeito.

Segundo o comandante da PM em Tijucas, major Tony de Sá, a cidade comporta tanto o batalhão quanto a companhia especial, ainda mais se forem levadas em consideração as necessidades de São João Batista e de Nova Trento. “As cidades com mais de 30 mil habitantes tem essa condição. Com um batalhão ou uma companhia especial teríamos pelo menos 200 homens em serviço, além de condições para a recepção de recursos e investimentos”, explicou.

O comandante, que deixa o quartel no próximo dia 18, assumindo novas funções da Capital, também defendeu a instalação de uma escola da PM na região. “Dessa forma, a cada turma formada, teríamos um número significativo de policiais para substituir os que estão se aposentando e deixando a corporação”, continuou.

____________________________________________________________________________ Veículo: Notícias do Dia

Editoria: Geral

Assunto: Confusão, transtorno e improviso no Ticen com reordenação de linhas

 

Confusão, transtorno e improviso no Ticen com reordenação de linhas

 Alterações no Ticen (Terminal Integrado do Centro) tumultuam a vida de muitos passageiros, em Florianópolis. No local, catracas foram instaladas e algumas linhas reordenadas. As principais mudanças foram na plataforma B – onde cinco empresas com 36 linhas disputam o espaço num vai e vem de ônibus e pedestres, que lembra terminal rodoviário em véspera de feriado.

O espaço que era destinado ao desembarque agora tem fluxo normal de ônibus, que aumenta o transitar de pessoas. “Está um transtorno isso aqui, perto das 18h a fila fica gigante. Como o pagamento é feito nas catracas e o acesso aos ônibus é feito pela porta traseira, os bancos da frente ficam vazios e atrás todos se esmagam”, reclama a comerciante Márcia Cardoso, 46 anos.

Nesta terça-feira, às 19h, na entrada da plataforma B funcionários gritavam para orientar a população: “Dinheiro aqui”, “cartão”, “idosos lá no canto”. Um dos empregados confidenciou que o acesso para idosos, portadores de deficiência e gestantes foi improvisado naquela manhã: “Eles quebraram parte da grade e abriram esse caminho”.

As filas estavam longas e os passageiros impacientes. Cátia Corioni, 29, andou por todas as plataformas durante 33 minutos, perdeu o ônibus e se queixou sobre as informações desencontradas. “Não aguento mais ir para lá e para cá”, disse. Outra denúncia foi sobre os pequenos atrasos, exceto por Júlio Santos, que explicou que no seu caso, o transporte saiu adiantado.

Antônio César, 40, ambulante, questionou o motivo da alteração: “Nos outros terminais tudo era distribuído. Não sei por que embolaram todos num só?” O secretário de Transporte João Batista Nunes acredita que a mudança melhorará a integração entre as linhas e facilitará a vida dos usuários.

 

Tranquilidade nas outras plataformas

As demais plataformas, apesar das alterações, permanecem tranquilas. Entre as principais modificações, as linhas 331 – Santo Antônio e 332 – Santo Antônio via Beira -mar, que saiam da plataforma B, agora partem da plataforma A. No início do Ticen há uma placa com as informações e um funcionário, que entre às 7h e 20h auxilia os confusos.

Mais mudanças estão previstas para julho, quando será inserida a área pré-paga para as linhas municipais da plataforma B. Na etapa final, linhas sociais  serão concentradas no início da plataforma C.

__________________________________________________________________________ Veículo: Notícias do Dia

Editoria: Hélio Costa

Assunto: Criminosos nas ruas

 

Criminosos nas ruas

Ladrão de bancos é mão de obra especializada. Quadrilhas que se especializaram em explodir autoatendimento com dinamite são mais violentas que os caixeiros que usam maçaricos. A Deic fez um trabalho perfeito: botou na cadeia grupos que explodiam caixas eletrônicos e agora está quebrando a cabeça para capturar caixeiros que usam maçarico. Minha preocupação não é com ladrões de banco, por que os gerentes nunca reclamam do que foi roubado, mas com as invasões em casa de trabalhador. Nossa casa é inviolável.  É onde descansamos com a família após um longo período de trabalho. Nosso Lar não pode ser invadido por suspeitos, que além de levar todas as economias ainda agridem as vítimas. Ainda bem que a Delegacia de Repressão a Roubos já tirou de circulação quase 30 criminosos que agiam na Capital, mas ainda há muito trabalho pela frente por que este tipo de crime é rotativo: o ladrão preso é substituído por outro suspeito.

__________________________________________________________________________ Veículo: Notícias do Dia

Editoria: Paulo Alceu

Assunto: Projeto do São Lucas

 

# O projeto do São Lucas foi reformulado. Os recursos estão depositados em banco, Começará a ser construído em São Josá no mesmo local.

 

 

ACONTECEU NA ALESC

 

Dos Gabinetes – Deputado Sargento Soares apresenta parecer contrário à PEC dos chamados Bombeiros Voluntários

O deputado Sargento Amauri Soares (PDT) apresentou parecer contrário à Proposta de Emenda Constitucional nº 01/2012, que trata dos chamados bombeiros voluntários, na reunião da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa, na manhã de terça-feira (12/06). No entanto, a PEC não pode ser votada porque um deputado pediu vista para analisar o relatório apresentado.

No final de maio, Sargento Soares havia antecipado que faria o relatório com a proposta construída pelo do Ministério Público durante as tratativas entre os bombeiros militares, voluntários e comunitários. No entanto, como a proposta já havia sido rejeitada pelos representantes dos bombeiros voluntários, durante negociação com o MP, o parlamentar resolveu não insistir na busca de acordo. “Não é possível acordo se uma parte não quer. A proposta do Ministério Público foi rejeitada pela sua representação superior e não pelos profissionais e voluntários que trabalham na ponta”, afirmou Soares.

De acordo com o parecer, a PEC atenta contra quatro pontos da Constituição Federal e contém “vícios insanáveis”: 1- invade a competência dos municípios de legislar sobre matéria de interesse local; 2- dispõe sobre fiscalização de projetos, edificações e obras; 3- autoriza as prefeituras a firmarem convênios com terceiros, invadindo competência legislativa exclusiva das câmaras municipais; 4- gera conflito de competências entre os Estados e os municípios. “A preservação da incolumidade das pessoas e do patrimônio é função típica de Estado, não sendo possível delegá-la para terceiros. A permanecer a proposta como está vai provocar uma balbúrdia porque o prefeito vai poder escolher o bombeiro que vale”, analisou.

A Mesa da Alesc já havia definido o calendário de tramitação da PEC, mas é possível que o prazo não seja cumprido pela CCJ. De acordo com o calendário inicial, o relatório vai ficar em análise dos demais integrantes da CCJ até o dia 26, quando poderá ser colocado em votação. Em Plenário, pode ser votado no dia 27 (quarta-feira).

 

 

Gallina assume cadeira no Legislativo barriga verde         

Valter José Gallina (PMDB) assumiu nesta terça-feira (12) uma cadeira na Assembleia Legislativa. Ele ocupará a vaga de Jean Kuhlmann (PSD), que ficará afastado por 60 dias para tratar de assuntos particulares. A posse altera a composição das bancadas. O PMDB passa de 10 para 11 deputados e o PSD de oito para sete parlamentares.

Gallina tem 57 anos, nasceu em Chapecó e formou-se em engenharia civil na UFSC, em 1982, quando iniciou carreira como servidor estadual no DER, atual Deinfra. Foi secretário-adjunto dos Transportes em 1997 e secretário de Desenvolvimento Regional da Grande Florianópolis entre 2003 e 2010, ano em que disputou uma vaga no Legislativo, obtendo 24.426 votos. Antes de assumir como deputado estadual, Gallina exercia o cargo de Diretor de Operações da Casan.

 

 

Sandro Silva toma posse no Legislativo e faz menção a ex-deputada Antonieta de Barros             

Em seu pronunciamento de posse, na tarde desta terça-feira (12), o deputado Sandro Silva, primeiro suplente do Partido Popular Socialista (PPS), falou sobre a importância e a responsabilidade de assumir uma cadeira no Legislativo. Natural de Joinville, 36 anos de idade, o parlamentar é o segundo negro a exercer um mandato de deputado estadual na história do Parlamento catarinense, após o mandato da deputada Antonieta de Barros em 1934.

Representante de Joinville e região, Sandro ressalta que, durante os 60 dias que ocupará o lugar do deputado Altair Guidi (PPS), que se afastou por motivos pessoais, a intenção é defender os interesses da sociedade catarinense, em especial dos afrodescendentes. Dentre as atividades que irá desempenhar na Assembleia, o parlamentar mencionou que os movimentos negros serão valorizados. “Vamos trabalhar para que Santa Catarina continue sendo esse estado pujante e recompensador para todos. A partir dessa posse vamos buscar trabalhar políticas públicas em prol da população negra”, observou.

 

Capinzal cobra do Estado melhorias para a segurança pública      

Diante do franco crescimento de Capinzal, o prefeito Leonir Boareto (PMDB) encontrou-se, nessa segunda-feira, na Capital, com o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa do Cidadão, César Grubba, e solicitou a construção de uma nova sede para as polícias Civil e Militar. A prefeitura já doou terreno para o Estado, localizado em região central da cidade.

O secretário reclamou das limitações financeiras da pasta, que já está com outras demandas urgentes de infraestrutura pelo interior, mas se dispôs a ajudar na elaboração do pré-projeto e na busca por possíveis parceiros interessados em contribuir na construção do prédio. “O governador nem pode me ver mais, pois só peço dinheiro”, disse Grubba.

A Secretaria de Desenvolvimento Regional de Joaçaba poderia oferecer suporte técnico para a obra, sugeriu o delegado geral da Polícia Civil, Aldo Pinheiro D´Ávila, também presente à reunião. Durante a audiência, articulada pelo deputado Romildo Titon (PMDB), o prefeito ressaltou que as duas corporações atendem cinco municípios na região, cerca de 40 mil pessoas, de forma precária. “A cidade está crescendo e a população anseia por melhores condições de segurança”, destacou Boareto. Titon lembrou que se trata de uma antiga reivindicação da cidade.

Delegado da Policia Civil de Capinzal, André Cembranelli disse que a Usina de Machadinho poderia ser uma parceira do projeto e irá entrar em contato. Ele aproveitou para cobrar do Estado que o município aguarda há anos a instalação de uma companhia com pelo menos 100 homens. Hoje, Capinzal conta com 26 policiais militares.

 

 

Notícias da Câmara de Deputados Federais

 

Projetos que estão na pauta para serem discutidos e votados nessa semana, dita semana da segurança pública, na Câmara Federal::

 

PL 4024/2012 – Institui o Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais e sobre Drogas (Sinesp); altera as Leis nº 10.201, de 14 de fevereiro de 2001, e nº 11.530, de 24 de outubro de 2007, a Lei Complementar nº 79, de 7 de janeiro de 1994, e o Decreto-Lei nº 3.689, de 3 de outubro de 1941 (Código de Processo Penal); e revoga dispositivo da Lei nº 10.201, de 14 de fevereiro de 2001.

 

PL 2786/11 – Dispõe sobre o sistema de acompanhamento da execução das penas, da prisão cautelar e da medida de segurança.

PL 8052/11 – Dá nova redação aos arts. 530-C, 530-D, 530-F e 530-G do Decreto-Lei nº 3.689, de 3 de outubro de 1941 – Código de Processo Penal. Estabelece normas para o processo e julgamento dos crimes contra propriedade imaterial (violação do direito autoral). Combate à pirataria.

PL 643/11 – Da nova redação ao art. 334 do Código Penal e acrescenta o art. 334-A, também no Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 – Código Penal. Aumenta a pena para os crimes de contrabando e descaminho. Combate à pirataria.

 

PL 3754/11 – Altera os arts. 132,134,135 a 139 da Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990 (Estatuto da Criança e do Adolescente), para dispor sobre os Conselhos Tutelares.

 

 

MÍDIAS DO BRASIL

 

Veículo: Estadão

Editoria: Brasil

Assunto: Câmara aprova sistema de estatísticas de segurança

 

 

 

Câmara aprova sistema de estatísticas de segurança

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou, de forma simbólica, a criação do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais e de Drogas (Sinesp). O projeto segue para a sanção presidencial.

Segundo o ministério da Justiça, o objetivo é compilar dados para ter estatísticas mais precisas sobre a situação da criminalidade no Brasil. “Hoje os números que temos sobre segurança pública são debilitados”, disse o ministro José Eduardo Cardozo, que esteve na Câmara antes da votação. Ele acredita que o sistema vai permitir aprimorar as ações do governo na área e dar mais transparência aos dados.

O sistema oficial vai receber informações da União, dos Estados e do Distrito Federal. Prefeituras, o poder Judiciário, a Defensoria Pública e o Ministério Público também poderão aderir ao Sinesp. O Conselho Gestor contará com a representação de todos os integrantes e definirá o acesso aos dados e que informações ficarão sob sigilo.

Os dados que serão armazenados neste sistema serão de ocorrências criminais, registro de armas, entrada e saída de estrangeiros, pessoas desaparecidas, execução penal, recursos humanos, condenações e atividades de repressão a drogas. O ministério da Justiça será o responsável por padronizar o sistema. Estados e municípios que não alimentarem o banco de dados do sistema podem deixar de receber recursos do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci) e do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen).