Área do associado

Área do associado

Clipping do dia 11 de setembro

11.9.2012

 

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Geral

Assunto: Pássaros em recuperação

 

Pássaros em recuperação

Técnicos do Centro de Triagem de Animais Silvestres da Polícia Militar Ambiental, em Florianópolis, trabalham na recuperação de 29 pássaros vítimas de maus-tratos que foram encontrados em uma mata em Camboriú. Localizados na sexta-feira, no Bairro Rio Pequeno, os animais estavam engaiolados, sem água ou comida. As aves – entre elas sabiás, sanhaços e tiés-pretos, passarão pelo menos 15 dias em uma enfermaria, em observação. Depois, terão exercícios de voo e, se estiverem em boas condições de saúde, poderão ser soltas. Segundo a Polícia Militar Ambiental, o responsável pelos pássaros era um homem com problemas mentais. A família foi orientada a evitar que os maus-tratos se repitam.

________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Geral

Assunto: Mercado Público

 

Servidores suspeitos de fraude no aluguel de boxes

Sindicância aponta o envolvimento de três funcionários no cancelamento da dívida de comerciantes

Três servidores municipais envolvidos e não há provas de participação dos donos de boxes no esquema fraudulento. Esse é o resultado da sindicância que apura possível irregularidade na quitação de aluguel de boxes do Mercado Público de Florianópolis.

A suposta fraude de R$ 300 mil foi confirmada ontem à tarde, após análise feita pelo procurador-geral do município, Jaime de Souza. O assunto está sendo apurado há dois meses.

A observação do procurador está baseada no exame das provas e dos testemunhos colhidos pela comissão da Secretaria da Receita do município, responsável pela investigação. Os valores das taxas que tinham sido canceladas indevidamente deverão ser pagos.

O próximo passo é que os três funcionários do município serão investigados em processo disciplinar. Eles são suspeitos de terem tomado parte nos cancelamentos.

A suposta fraude foi identificada em julho. Na ocasião, a prefeitura confirmou que houve cancelamento indevido das dívidas de três boxes. Uma servidora foi exonerada por suspeita de, pelo menos, ter facilitado o esquema. Um quarto box não teria participado do suposto crime, mas, como não há registro do pagamento da dívida, também foi investigado pela comissão.

 

Conclusão era esperada desde a semana passada

O relatório da sindicância da prefeitura foi entregue na semana passada. O procurador do município aproveitou o final de semana para analisá-lo.

Ontem à tarde, ele falou sobre o resultado, que conforme o próprio procurador havia manifestado, antes mesmo de ler a fundamentação da comissão se sindicância, confirmaria a desconfiança que motivou a abertura da investigação.

­­­­­­­­­­________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Geral

Assunto: Zona Azul

 

Zona Azul é para valer a partir de hoje

Em vez de notificação, os monitores do Instituto de Trânsito e Transporte de Joinville (Ittran) fixaram apenas comunicados nos para-brisas dos veículos estacionados sem uso do cartão da Zona Azul em áreas do estacionamento rotativo ontem.

A volta da cobrança pelo Ittran havia sido anunciada ainda na semana passada para começar amanhã. Mas o Ittran voltou atrás e decidiu que seriam emitidos apenas papéis informativos para evitar transtornos com usuários desavisados. A partir de hoje, garante o Ittran, as notificações serão para valer – salvo decisão judicial em contrário.

Os novos cartões Azul são vendidos a R$ 1,25 (uma hora) e R$ 0,65 (meia-hora). Os usuários que ainda têm os cartões antigos podem usá-los até o fim deste ano, mas a venda dos bilhetes antigos não é mais permitida na cidade.

____________________________________________________________________­­____

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Geral

Assunto: Rodovias federais

 

Feriadão com 110 mortes nas federais

A Operação Independência 2012 da Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 2.319 acidentes, com 1.438 feridos e 110 mortes em todo o Brasil. Os números representam uma redução em comparação com a Semana Santa do ano passado. A PRF não comparou com o feriado de 7 de setembro de 2011 porque o feriado do ano passado caiu numa quarta-feira e não provocou feriadão.

Na Semana Santa de 2011, foram registrados 2.683 acidentes, com 1.731 pessoas feridas e 121 mortes. As reduções foram de 13,6%, 16,9% e 9,1%, respectivamente.

Os atropelamentos voltaram a figurar entre as principais causas de morte nas rodovias federais: 20,8% delas aconteceram em virtude desse tipo de acidente. Durante o feriadão foram realizados cerca de 14 mil teste com o etilômetros, com 576 autuações e 180 prisões.

Santa Catarina registrou 15 mortes nas estradas federais e oito nas estaduais. De acordo com a Polícia Militar Rodoviária, em 2012 foram 71 acidentes com vítimas, somente um a menos que em 2010.

Este ano, foram 61 acidentes sem vítimas, contra 82 em 2010. Sete mortes foram registradas este ano e seis há quatro anos.

________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Cacau Menezes

Assunto: Pregão da Delegacia-Geral de Polícia Civil

 

Sujou!

Instaurado inquérito civil em Florianópolis pela Procuradoria de Justiça para apurar possíveis irregularidades no pregão presencial da Delegacia-Geral de Polícia Civil para a aquisição de microcomputadores. Os envolvidos: Hewlett Packard Brasil Ltda e Representados, Secretaria de Segurança Pública e Defesa do Cidadão e Delegacia Geral da Polícia Civil de Santa Catarina. Foi designado o promotor de Justiça Aor Steffens Miranda.

________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Moacir Pereira

Assunto: Luiz Henrique e Udo Dohler

 

JUNTOS

 

No sábado, o senador Luiz Henrique da Silveira (PMDB) e seu candidato a prefeito de Joinville, Udo Döhler (PMDB), assistiram à vitória do JEC contra o Avaí, de Florianópolis. Esta semana, eles devem viajar até a Capital para um assunto nada esportivo: eles vão à Polícia Federal pedir apuração da autoria dos vídeos na internet que chamam Udo de nazista.

________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Segurança

Assunto: Estelionato

 

Vítimas de golpe em todo o país podem passar de 30

Advogado suspeito de enganar empresários que buscavam financiamento no BNDES está preso em SC

O advogado suspeito de aplicar golpes de pelo menos R$ 15 milhões em vítimas de Santa Catarina e São Paulo, usando o nome do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), foi apresentado ontem na Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic) de SC.

Amauri Jacinto Baragatti, 47 anos, estava junto de outros dois suspeitos de integrar o grupo: Maria Aparecida Tragliano, 57 – advogada apontada como sócia de Baragatti –, e Edilson de Almeida, 42, estudante de Direito, que se dizia advogado.

Os três haviam sido presos preventivamente pelo Grupo de Diligências Especiais (GDE) da Deic/SC, na última sexta-feira, em São Paulo.

Até ontem, sete vítimas haviam dado queixa em Blumenau, Tangará, Jaraguá do Sul, Rio do Sul, Criciúma e Joinville. Nas seis cidades, o prejuízo ultrapassaria R$ 5 milhões.

Um empresário de Tangará, no Meio-Oeste, desconfiou de Baragatti depois que, segundo depoimento, entregou a ele uma quantia em dinheiro que deveria servir de entrada para aprovação de um financiamento no BNDES. Baragatti teria tentado despistar a polícia ao registrar na delegacia da cidade um boletim de ocorrência no qual afirmava estar sendo ameaçado pelo empresário.

 

Após prisão, novas vítimas aparecem

De acordo com o diretor da Deic/SC, delegado Akira Sato, depois que a notícia foi divulgada, mais de 30 pessoas ligaram de São Paulo se dizendo vítimas do suposto estelionatário. Sato acredita que a maioria das vítimas acabaria não informando a polícia para também não ser investigada.

– Se há outros que tiveram trabalhos intermediados por ele e não obtiveram resposta, podem ter caído no golpe. Se forem daqui, devem procurar a Deic. Se forem de fora, procurem a polícia de seus estados.

A delegada Ana Pires, da GDE, disse que o modo de operar do suposto estelionatário é o mesmo em SP e SC, e que podem haver vítimas de outros estados. Um advogado de 15 vítimas de SP que tiveram, juntas, prejuízo de R$ 10 milhões apresentou queixa crime contra Baragatti na Deic/SP.

 

Luxo para seduzir vítimas

Pela vida luxuosa que os suspeitos ostentavam, com apartamentos em condomínios de alto padrão e carros importados, bem como, pela influência que o líder do grupo exercia entre políticos, empresários e famosos a operação foi batizada de Rei Sol.

Para aumentar a credibilidade junto às vítimas, o suspeito por estelionato Amauri Baragatti ostentava alto padrão financeiro, dizia ter trânsito livre no alto escalão do BNDES, ligação com grandes partidos políticos e título de cônsul do Brasil no Equador.

Para impressionar os alvos, o advogado vinha ao Estado com jatos executivos alugados, que afirmava ser de sua propriedade. Segundo a polícia, ele oferecia passeios aos empresários catarinenses em aeronaves luxuosas.

 

Defensor de suspeito só fala sobre o caso amanhã

O advogado de Baragatti, Cláudio Gastão da Rosa Filho, informou que deverá ter acesso amanhã ao processo, e que só então comentará o caso.

A assessoria de imprensa do BNDES informou que no site do banco está um aviso que diz que “o BNDES não credencia nem indica quaisquer consultores, pessoas físicas ou jurídicas, como intermediários para facilitar, agilizar ou aprovar operações com o próprio banco ou com as instituições financeiras credenciadas a repassar seus recursos.”

A assessoria do banco recomendou que os potenciais tomadores de crédito junto ao BNDES procurem diretamente a instituição ou seus agentes financeiros credenciados junto ao banco, que são praticamente todos os bancos comerciais.

________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Segurança

Assunto: Crimes e ocorrências

 

PM é denunciado por homicídio qualificado

O Ministério Público do Rio de Janeiro denunciou, ontem, o policial militar Eduardo Santos por homicídio qualificado. Ele é acusado de matar o comerciante Mauro Nascimento com dois tiros na nuca no último dia 23. O PM deve ir a júri popular. Segundo a denúncia, Nascimento comemorava o aniversário da filha num bar quando seu carro, estacionado na rua, foi atingido por outro veículo. O comerciante teria discutido com o motorista do veículo e com o PM, que estava no banco do carona, e teria disparado contra Nascimento.

 

Policial Militar morto em frente de casa

Um policial militar de 44 anos foi assassinado na frente da filha de dois anos ao chegar em casa, na noite de domingo, no Jardim Ângela, em São Paulo. Ele e a criança voltavam de um culto evangélico e foram abordados por três homens. Segundo a PM, o trio disparou ao menos 10 vezes. A menina não ficou ferida. O soldado Joel Juvêncio da Silva é o 19o policial a ser assassinado na Grande São Paulo nos últimos três meses, quando começou uma onda de ataques contra PMs. Em todo o ano, houve 60 PMs assassinados no Estado.

 

Polícia Civil apura morte misteriosa

Foi sepultado ontem no Cemitério Municipal de Maringá (PR) o corpo de Gilberto Alves de França, 31 anos, encontrado sem vida e com marcas de faca em um terreno baldio, cercado de muros, da Rua Avaí, no Bom Retiro, zona Norte de Joinville.

Este foi o 50o assassinato registrado na cidade neste ano. A Polícia Civil ainda investiga as circunstâncias da morte do homem, encontrado morto na noite do último sábado. O corpo apresentava na perna uma perfuração aparentemente causada por faca. A hipótese é de que Gilberto tenha morrido por causa da hemorragia, enquanto tentava escapar. O Instituto Médico Legal ainda apura a causa da morte.

Gilberto cumpria pena em regime aberto em Joinville desde novembro de 2010. Não poderia sair da cidade sem autorização da Justiça nem frequentar bares. Ele e um amigo haviam sofrido uma tentativa de homicídio há dois anos, no Paraná.

________________________________________________________________________

Veículo: Notícias do Dia

Editoria: Segurança

Assunto: Moradores do Kobrasol se reúnem para cobrar segurança

 

 

Moradores do Kobrasol se reúnem para cobrar segurança

Associação dos Moradores e Amigos do Kobrasol realiza reunião nesta terça-feira

Cansados de comunicarem a polícia sobre a falta de segurança nas imediações do Kobrasol, moradores do bairro se reunirão na noite desta terça-feira, às 19h, no auditório da Escola Maria Luíza de Melo, o Melão, para cobrar ação das autoridades de segurança. As principais reclamações são referentes a perturbação do sossego e outros crimes. Só este ano, foram registrados 385 furtos em veículos no bairro, 176 roubos a transeuntes e 54 assaltos no comércio.

“Estamos convidando as autoridades a nos esclarecer sobre a insegurança no bairro, porque segurança nós sabemos que não tem”, disse o presidente da AmaKobrasol (Associação dos Moradores e Amigos do Kobrasol), Paulo Vitorino da Silva.

Um dos maiores problemas enfrentados pelos moradores está ligado a perturbação do sossego, principalmente na hora de saída dos bares da região. “Já fizemos uma campanha educativa tentando sensibilizar a comunidade sobre esses problemas, mas não resolveu”, esclareceu Silva. Foram 44 ocorrências de perturbação do sossego registradas na DP da região desde o início do ano. “E ainda tem os casos que não chamamos a polícia, isso porque a própria população esta desacreditada na força policial”, concluiu.

Foram convidados a participarem do encontro autoridades das polícias Militar e Civil, além de membros do judiciário e de toda a comunidade.

________________________________________________________________________

Veículo: Notícias do Dia

Editoria: Polícia

Assunto: Justiça condena “tarado da Lagoa” a dez anos de prisão

 

 

Justiça condena “tarado da Lagoa” a dez anos de prisão

Conhecido por assaltar e violentar mulheres, ele já estava preso desde junho do ano passado

Pouco mais de um ano depois de aterrorizar moradores da região da Lagoa da Conceição, em Florianópolis, Gledson Santos Gonçalves foi condenado a 10 anos e nove meses de prisão. O homem de 33 anos, que já estava preso desde junho do ano passado, ficou conhecido como o “tarado da Lagoa” por assaltar e violentar mulheres.

Na época da prisão, “Biguá” – como também é apelidado – foi apontado como suspeito de mais de 30 furtos, seis assaltos, um estupro e outra tentativa de estupro. O criminoso vivia em Barreiros, com um filho adolescente. Por ter morado na Barra da Lagoa em 2008 conhecia bem a região e conseguia se livrar dos cercos policiais com facilidade.

O “tarado da Lagoa” confirma os roubos praticados, mas nega estupros. Ele apelou na sentença negando que tenha rompido obstáculos para prática de furto, na tentativa de diminuir a pena. Porém, a votação da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça foi unânime pela condenação de uma década.

 

Crimes praticados de forma violenta e cruel

Baiano de Jequié, Gledson Santos Gonçalves foi julgado por duas invasões no ano passado, na Lagoa da Conceição e Canto da Lagoa. Em uma delas, com uso de arma, torturou, amarrou e agrediu a moradora para que ela dissesse onde guardava dinheiro.

Mesmo depois de a vítima estar desmaiada, tentou violentá-la sexualmente. No entanto, foi surpreendido por vizinhos e atirou contra eles antes de fugir. A mulher de 33 anos teve que passar por cirurgias. Para o relator do processo, desembargador Paulo Roberto Sartorato, ficou claro nos autos a forma violenta e cruel empregada pelo acusado em suas ações criminosas. ________________________________________________________________________

Veículo: Notícias do Dia

Editoria: Geral

Assunto: Presidente Dilma Roussef convida catarinense para o Supremo Tribunal Federal

 

 

Presidente Dilma Roussef convida catarinense para o Supremo Tribunal Federal

Teori Albino Zavascki, de Faxinal dos Guedes, ainda será submetido a sabatina no Senado

O catarinense da cidade de Faxinal dos Guedes e ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça), Teori Albino Zavascki, recebeu um convite da presidente Dilma Rousseff para que faça a substituição, de forma imediata da vaga deixada pelo ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Cezar Peluso. O que motivou a substituição foi a aposentadoria de Peluso, que aconteceu no último dia 3, quando ele completou 70 anos. O convite feito deve ser enviado ao Senado, onde Zavascki será submetido à sabatina do Senado Federal.

A indicação também deve ser publicada no Diário Oficial da União. A informação foi confirmada pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, em telefonema ao presidente do STJ, o ministro Felix Fischer. Se o Senado aprová-lo, ele pode ser um dos ministros a participar do julgamento do mensalão. Segundo a assessoria de imprensa do STJ, Zavascki só deve se posicionar sobre o convite após a sabatina. Atualmente, os catarinenses Jorge Mussi, Marco Buzzi, também compõe o quadro ministros do STJ.

No Supremo Tribunal de Justiça, Zavascki atua na Corte Especial, que é o órgão responsável, entre outros processos, pelo julgamento de autoridades com foro privilegiado, na Primeira Turma e na Primeira Seção, especializadas em matérias de direito público. Entre os temas inseridos nesse ramo estão causas ligadas a servidores públicos e anistia, improbidade administrativa e tributos.

No STF, a indicação de Zavascki foi vista com bons olhos pelo presidente do Supremo, Ayres Britto. Para ele, o ministro preenche os requisitos necessários para o cargo. “Tem reputação ilibada e notável saber jurídico”, enfatizou. Ele lembrou que o ministro Zavascki é oriundo da advocacia e concorreu pelo quinto constitucional, reservado aos advogados, para o antigo Tribunal Federal de Recursos, chegando STJ.

 

Sobre o ministro

Natural da cidade catarinense de Faxinal dos Guedes, o ministro Teori Albino Zavascki, tem 64 anos e é bacharel, mestre e doutor em direito processual civil pela Faculdade de Direito da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul). Chegou ao STJ  em maio de 2003, mas antes fez carreira na advocacia, especialmente na área jurídica do Banco Central  e do Banco Meridional do Brasil. Na magistratura, integrou o Tribunal Regional Federal da 4ª Região e o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul.

Zavascki ainda é doutor em processo eleitoral, foi professor na UFRGS e atualmente leciona na UnB (Universidade de Brasília).

________________________________________________________________________

Veículo: Notícias do Dia

Editoria: Paulo Alceu

Assunto: Presidente Dilma Roussef convida catarinense para o Supremo Tribunal Federal

 

@ O coronel PM da reserva, Mário Cesar Simas, que coordena o Programa Droga Zero em Biguaçu, defendeu as disciplinas de ética, patriotismo e cidadania no currículo escolar. Destacou que os alunos revelam interesse em palestras e eventos cívicos. Um exemplo é de que são atentos às orientações sobre uso e tráfico de drogas. 

 

MÍDIAS DO BRASIL

 

 

Veículo: Portal G1

Editoria: Geral

Assunto: Chacina de seis jovens

 

 

A onda de violência levou policias do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e do Batalhão de Choque da Polícia Militar (BPChq)  é a ocuparem a Favela da Chatuba, em Mesquita, na Baixada Fluminense, no início da madrugada desta terça-feira (11).

Passava de meia noite e um grande comboio do Bope seguiu por uma das faixas da Avenida Brasil. O destino era o quartel Escola do Corpo de Bombeiros em Guadalupe, onde se encontraram com fuzileiros navais.

Lá, os policiais do Bope e do BPChq  e os militares se reuniram e decidiram a estratégia para ocupar a comunidade da Chatuba. Por volta de uma hora da madrugada, os blindados da Marinha se posicionaram do lado de fora do quartel dos bombeiros junto com os carros do Bope para dar início a operação. O comboio seguiu com os blindados à frente.

O percurso até a comunidade da Chatuba durou 40 minutos. Foi uma chegada tranquila, não houve troca de tiros.Os mais de 100 homens do Bope entraram na favela e se posicionaram em becos e esquinas. Parte dos policiais entrou na comunidade dentro dos blindados da Marinha. Outras equipes também fizeram incursões na área.

Durante a madrugada, os policiais prenderam Luiz Alberto Ferreira de Oliveira, 29 anos, suspeito de ser traficante. Ainda não se sabe se ele tem envolvimento nas mortes dos jovens. Na casa dele foram apreendidos 15 mil reais em dinheiro e drogas.

 

Traficantes são suspeitos

Traficantes da Chatuba são suspeitos das mortes de pelo menos oito pessoas no final de semana. Jovens que tinham entre 16 e 19 anos desapareceram no sábado (8), quando foram tomar banho em uma cachoeira da região e os corpos foram encontrados nesta segunda-feira nas margens da Via Dutra.

As investigações da polícia apontam para a participação de pelo menos 20 traficantes na chacina, segundo o delegado Júlio da Silva Filho, titular da 53ª DP (Mesquita). O delegado afirmou que, além do assassinato dos rapazes, os criminosos também seriam os responsáveis pela morte do pastor Alexandro Lima e de um aspirante a PM.

A polícia também investiga o desaparecimento de José Aldecir da Silva, que acompanhava o pastor na comunidade.

O delegado disse que todas as mortes foram comandadas por Remilton Moura da Silva Júnior,  conhecido como Juninho Cagão, chefe do tráfico de drogas na Chatuba. Ainda segundo a polícia, há a hipótese de o PM ter sido torturado na área do parque pelo grupo criminoso.

Chacina

Os seis jovens saíram de casa sábado, em Nilópolis, na Baixada Fluminense, para ir a uma cachoeira que fica próxima à Favela da Chatuba, e também ao Parque de Gericinó, área do Exército. Os corpos foram encontrados na manhã desta segunda com tiros e facadas.

De acordo com o delegado, os seis jovens teriam sido mortos por morarem em uma comunidade pertencente à facção criminosa rival à dos traficantes da Chatuba.

Júlio da Silva Filho informou ainda que o pastor e José Aldecir teriam sido executados por não atender à ordem dos criminosos de se afastarem do local no momento da execução do PM.

Agentes da Polícia Civil apreenderam, na tarde desta segunda, peças de roupas que podem ser dos adolescentes: tênis, chinelos, um casaco, short, camiseta e uma almofada.

Parentes dos jovens devem comparecer à delegacia nesta terça-feira (11) para o reconhecimento das roupas, que estavam sujas de terra. O material foi recuperado na localidade da Biquinha, no Morro da Chatuba. No local, também foram apreendidas cápsulas de fuzil.

 

Nesta segunda, o delegado ouviu cerca de dez pessoas sobre o caso.

Ele comentou ainda que é uma rivalidade antiga que existe entre traficantes do Cabral, que é região onde os jovens moravam em Nilópolis, e do morro da Chatuba, em Mesquita.

Para irmão de morto, jovem foi confundido com traficante

O irmão mais velho de Patrick Machado, de 16 anos, um dos seis jovens assassinados no sábado, no Parque de Gericinó, afirmou que os adolescentes foram confundidos com traficantes rivais aos da Favela da Chatuba. “Pegaram os garotos pensando que eram ‘os alemão’ (sic) invadindo a Chatuba”, contou o irmão.

“A gente foi até a Chatuba desenrolar com o gerente da boca de fumo da favela. Ele disse que os meninos foram confundidos com traficantes”, contou o irmão, que não quis se identificar.

Ele disse que, na hora, não sentiu medo, e só queria saber onde estava o irmão menor. “Meu irmão estava sumido para o lado de lá, perto da favela. Então, eu fui buscar meu irmão”, contou ele, que disse ter ido à Chatuba acompanhado de parentes dos outros jovens, e que não sofreu ameaças ou represálias dos traficantes. “Eles (os traficantes) não queriam ver a polícia invadindo a Chatuba”, explicou o irmão.