Área do associado

Área do associado

Clipping do dia 11 de outubro

11.10.2012

 

Clipping do dia 11 de outubro

 

 

MÍDIAS DE SANTA CATARINA

 

 

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Visor

Assunto: Segurança nas escolas públicas

 

NO RADAR

Secretários de Estado da Segurança e da Educação reuniram-se ontem para traçar um plano de reforço da segurança na região das escolas públicas.

_____________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Geral

Assunto: Gerais

 

Colisão frontal acaba em morte

Um acidente ontem matou um jovem em Otacílio Costa. O caminhão conduzido por Eduardo Rodrigo Fritz, 21 anos, com placas de Rio do Sul, bateu de frente com outro caminhão. Eduardo morreu na hora, outras duas pessoas foram encaminhadas para o hospital. O acidente aconteceu por volta das 3h20min, na SC-425. Segundo a Polícia Rodoviária Estadual, há 531 dias não acontecia nenhum acidente com morte nesse trecho. A PRF afirmou que a colisão foi provocada pela invasão de pista pelo caminhão conduzido por Eduardo. Mas a perícia ainda deverá confirmar as causas do acidente.

Alvanir Pereira Lemos, de 51 anos, que conduzia o outro caminhão, com placas de Otacílio Costa, sofreu ferimentos leves. O caroneiro do outro caminhão, que não teve o nome divulgado, ficou gravemente ferido e foi levado para o Hospital Nossa Senhora dos Prazeres, em Lages.

 

Vereadores devem alterar o voto dia 18

DC entrou em contato com parlamentares, que justificaram a decisão

Se não houver nenhuma alteração, os projetos de lei que tratam de mudança no zoneamento do município de Florianópolis voltam ao plenário na próxima quarta-feira.

Um mês após a votação que se transformou em um dos assuntos mais debatidos nas redes sociais e na imprensa, o tema adquiriu desdobramentos.

Para muitos, o assunto teve impacto também nas eleições, que levaram a nova composição da futura Câmara de Vereadores da Capital.

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), por meio do promotor Rui Arno Richter, da área do Meio Ambiente, pediu informações sobre as propostas.

Além disso, foi formalizado um pedido de reconsideração da decisão do juiz Hélio do Valle Pereira, da 3ª Vara da Fazenda Pública da Capital, o qual não acatou o pedido de liminar em nome do vereador Acácio Garibaldi, que pedia a anulação da votação. Um abaixo-assinado na internet recolheu assinaturas também pedindo a anulação da sessão.

O prefeito Dário Berger declarou que, ainda que a alteração passe, deverá vetar. O Diário Catarinense foi ouvir os parlamentares que votaram sim. Confira no box ao lado as justificativas, os projetos e como foi a votação no dia 18.

_____________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Geral

Assunto: Famílias são retiradas de terreno

 

 

Famílias são retiradas de terreno

Reintegração de posse de área ocupada na Avenida das Torres, em São José, teve ação do Batalhão de Choque e Cavalaria

Cerca de 150 famílias tiveram que deixar o local em que viviam – barracos de madeira ou de lona – em um terreno na Avenida das Torres, em São José, na Grande Florianópolis.

As famílias foram retiradas em uma ação da Polícia Militar (PM) em cumprimento a uma decisão judicial que reintegrou a posse à empresa dona do terreno. A área havia sido invadida por essas famílias nas últimas semanas.

A desocupação começou às 7h, quando policiais militares do Batalhão de Choque e da Cavalaria começaram a se reunir perto do terreno. Às 8h30min, um oficial de Justiça, o advogado da empresa e um representante da PM foram até o local e leram a decisão do juiz. Os moradores tiveram uma hora para retirar pertences.

Ezequiel Dias, 32 anos, casado e pai de três filhos, fez o que pode para esvaziar o barraco construído há uma semana. Ele contou com a ajuda do pai, mas, apesar do esforço, ainda sobraram um sofá e um colchão. O trabalhador autônomo disse entender a decisão da Justiça, mas lamentou não ter para onde ir.

– Eu morava de aluguel, mas nem sempre tinha trabalho e ficou difícil continuar pagando. Por isso, peguei minha mulher e as crianças e vim para cá – explicou.

Alguns colocaram fogo em objetos amontoados no terreno, mas, segundo Ezequiel, foi uma forma de atrair a atenção da imprensa.

Antes de ser invadido recentemente, o terreno já havia sido ocupado, 11 anos atrás, de forma irregular. Cerca de 50 famílias moravam ali. Com essas pessoas, a empresa tem uma acordo judicial que garante o repasse de parte do lugar. Dos 91 mil metros quadrados (equivalente a 11 campos de futebol), 30 mil serão doados para estas famílias. Sobre as que foram retiradas ontem, a empresa disse não haver negociação.

_____________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Geral

Assunto: Fiscalização intensificada nas rodovias

 

 

Fiscalização intensificada nas rodovias

Polícias preparadas para coibir o consumo de álcool e evitar a formação de filas nas estradas

Neste feriadão, se a expectativa de público da 29a Oktoberfest, em Blumenau, se confirmar, a sexta-feira, o sábado e o domingo serão de atenção redobrada no trânsito. Somente para a festa devem se deslocar mais de 200 mil pessoas.

As polícias Rodoviária Federal (PRF) e Militar Rodoviária (PMRv) estão prontas para enfrentar um feriadão de trânsito com aumento de 50% no movimento em relação aos dias normais. Além das festas, o feriado também poderá ser prolongado para muitos servidores da educação municipal e estadual que estarão de folga na segunda-feira, em comemoração ao Dia do Professor.

Como as festas são regadas a muita comida e bebida, a fiscalização pretende utilizar bafômetros e radares móveis, inclusive para o trabalho noturno, em todas as rodovias que levam a Blumenau, em especial na BR-470.

Mesmo diante das festas e do feriado, o trabalho em algumas rodovias não vai parar. Há cinco trechos em obras, onde não haverá bloqueio de pista, mas haverá desvio, o que aumenta a chance de filas (confira os pontos no mapa).

Na tentativa de dar mais fluidez ao tráfego, a Auto Pista Litoral Sul e a PRF farão operação especial de retorno no trecho de pista simples da BR-101, no Morro dos Cavalos.

No domingo, das 15h às 21h, serão liberadas duas faixas na pista Norte (sentido Florianópolis) e uma faixa na pista Sul (sentido Paulo Lopes/Porto Alegre), o que deve amenizar a formação de longas filas na volta para casa.

As equipes policiais que irão trabalhar nos trechos de maior movimento pedem paciência e cautela aos motoristas e, quem puder, deve evitar os horário de pico.

_____________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Geral

Assunto: Motorista se entrega

 

Motorista se entrega e vai para presídio

Jacir Ribeiro de Souza atropelou uma mulher e dois filhos dela em setembro

O motorista que atropelou uma mulher e duas crianças no Bairro Ulysses Guimarães, em 23 de setembro, em Joinville, e teve a prisão preventiva decretada na última quinta-feira, se entregou ontem à polícia.

Jacir Ribeiro de Souza, 32 anos, chegou à Central de Polícia às 8h15min, na companhia do advogado. Ele passou pelo exame de corpo de delito e prestou depoimento ao delegado Abel Mantovani Bovi, da Delegacia de Trânsito. Em seguida, foi levado ao presídio.

O advogado dele, Renato Araújo, entrou com um pedido de habeas corpus para Jacir. Até o fechamento desta edição, a Justiça ainda não havia julgado o pedido.

Naí Lopes da Silva, 42 anos, segue internada no Hospital São José, em Jaraguá do Sul. Os filhos dela que foram atingidos – , Natiane, 10 anos, e Marcos, quatro – passam bem.

_____________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Segurança

Assunto: Ataques a carro-forte

 

Policiais são suspeitos de furto

Enquanto continuam as buscas aos assaltantes que explodiram um carro forte na segunda-feira, na Serra Dona Francisca, em Joinville, o 8o Batalhão da PM tem de lidar com outra denúncia: a de que policiais teriam furtado parte do dinheiro abandonado pelos bandidos.

O anúncio da investigação paralela foi feito ontem em Joinville. O comandante do 8o BPM, Eduardo Luiz do Valles, revelou que cinco policiais são suspeitos. Todos já foram ouvidos e confessaram o envolvimento.

O valor furtado seria de R$ 8,5 mil, conforme informaram os policiais. O dinheiro já foi recuperado, afirmou Valles, mas a polícia está investigando se a quantia é exatamente esta.

O inquérito tem prazo de 40 dias. O caso também foi repassado à Polícia Civil. Por enquanto, os policiais foram afastados de suas funções, mas continuam prestando serviços internos.

– As medidas disciplinares podem culminar com a exclusão dos policiais – disse o comandante.

_____________________________________________________________________________

Veículo: A Notícia

Editoria: Polícia

Assunto: Sargento e soldado de Joinville teriam desviado pelo menos R$ 8,5 mil

 

Sargento e soldado de Joinville teriam desviado pelo menos R$ 8,5 mil de assalto a carro-forte

Policiais foram descobertos por meio do sistema de rastreamento da viatura

No meio das buscas aos assaltantes que explodiram à dinamite e roubaram um carro-forte na segunda-feira na Serra Dona Francisca, em Joinville, o 8º Batalhão da Polícia Militar tem de lidar com outra denúncia:a de que policiais teriam furtado parte do dinheiro abandonado pelos bandidos.

O comandante do 8º BPM, Eduardo Luiz do Valles revelou que um sargento e quatro soldados confessaram envolvimento no furto. O valor seria de R$ 8,5 mil. O dinheiro já foi recuperado, afirmou Valles, mas a polícia investiga se a quantia é exatamente esta.

Os policiais foram descobertos por meio do sistema de rastreamento da viatura, que constatou que o grupo se deslocou para outro lugar depois da ocorrência.

Em nota oficial, o Comando-geral da PM informou ter pedido à Justiça a prisão preventiva dos suspeitos. Valles havia afastado os policiais de suas funções, mas eles continuaram prestando serviços internos.

— As medidas disciplinares podem culminar na exclusão deles —, avaliou o comandante.

A suspeita da Polícia Civil é de que os ladrões tenham levado 40% do dinheiro transportado no carro-forte da empresa Prosegur, que estava a caminho de Joinville em um comboio de mais três veículos.

Nem polícia nem a transportadora abrem o valor roubado, mas a estimativa é de que tenha sido cerca de R$ 2 milhões. Parte foi abandonada e uma mala com R$ 100 mil foi entregue por um bandido em fuga em troca do silêncio de um morador do Bracinho, área rural de Schroeder, que teve a casa invadida. O morador devolveu o dinheiro na terça.

_____________________________________________________________________________

Veículo: Notícia do Dia

Editoria: Economia

Assunto: Preço é idêntico em 70% dos postos de combustíveis da Capital

 

 

Preço é idêntico em 70% dos postos de combustíveis da Capital

Motorista precisa rodar mais para encontrar gasolina mais barata

 

Preço da gasolina nas bombas em Florianópolis variam até R$ 0,40 o litro entre estabelecimentos

Os motoristas de Florianópolis e região estão precisando percorrer mais quilômetros para pagar menos na hora de abastecer. O preço da gasolina nas bombas pode variar até R$0,40 centavos de um estabelecimento para outro, e encontrar o preço ideal pode não ser uma tarefa tão fácil. Dos 41 postos da cidade cadastrados no site da ANP (Agência Nacional do Petróleo), 29 estão com o preço da gasolina praticamente idêntico (R$ 2,78 e R$ 2,79). O ministério Público investiga possível cartelização na cidade para manter os preços iguais.

Para conseguir ver economia no final do mês, a gerente de vendas Fernanda Costa, 26 anos, diz que procura sempre o melhor local para abastecer. “Sempre estou em busca de um posto barato, mas quando o carro entra na reserva acabo parando em qualquer um”, diz. Fernanda, que transita entre a Capital e Porto Belo e gasta em média R$ 700 por mês de gasolina.

A família de Paulo Martins Fernandes, 55 anos, roda em dois carros e estão sempre se comunicando para atualizar para todos onde é que a gasolina está mais barata. “Pra mim vale a pena andar mais pra procurar um posto e pagar menos, no fim do mês faz diferença”, afirma Martins. O aposentado acredita que existe um conluio entre os donos de postos para tabelar os preços. “É muita coincidência que todos os postos tenham o mesmo preço, acho que existe acerto entre eles”, declara.

Para Fábio Murilo, gerente de posto no Saco dos Limões, onde se pratica o valor de R$ 2,79, diz que este preço é o praticável no mercado, e que não existe formação de cartéis para certo. “Essa é a margem de lucro normal. Mas desde que alguns postos da região começaram a fazer promoção o movimento aqui caiu bastante”, disse o gerente.

 

Bandeira pode pesar no preço final

Coincidentemente ou não, 70% dos postos da capital praticam o mesmo preço nas bombas — que são justamente os mais elevados da cidade—. Mas enquanto os preços estão lá encima, a adoção de promoções serve como estratégia para quem esta no vermelho. Jucélio Fernandes, gerente de um posto de combustíveis no Pantanal, baixou o preço da gasolina nesta semana e funcionou. “Praticávamos o preço do mercado, mas para repor alguns prejuízos e aumentar o volume de venda decidimos fazer uma promoção e baixamos o litro da gasolina para R$ 2,39”, explica. A medida surtiu efeito imediato, e o posto, passa os dias com filas nas bombas durante todo o dia. “Mas não acredito que haja formação de cartéis. Esse preço de R$ 2,39 é verdadeiramente o mínimo, preço de subsistência mesmo”, concluiu.

Os postos de bandeira branca (que não recebem combustível de distribuidora fixa) são os que apresentam preços mais baixos na tabela da ANP. Felipe Marcos Vieira, sócio-proprietário de posto de combustíveis na avenida Mauro Ramos, diz que seu posto está sempre cheio devido as condições que dispõe. “Nós somos dono do terreno, das bombas e não temos bandeira. Posso pesquisar no mercado e comprar o combustível mais barato”, explica Vieira.

 

Intenção é garantir concorrência

Suspeitando do nivelamento por cima de mais da metade dos postos da cidade, o Promotor de Justiça Thiago Carriço de Oliveira está reunindo informações para o inquérito, instaurado em 25 de setembro. Inicialmente foi solicitado ao Procon que faça um cadastro e identifique por fotografia os postos de gasolina que, segundo o site da Agência Nacional do Petróleo (ANP), apresentam preço da gasolina entre R$ 2,78 e 2,799. “Não estamos afirmando que existe ou não um cartel, nem temos a intenção de colocar os donos de postos no banco dos réus. Queremos averiguar se esse nivelamento é voluntário ou não. Se é uma questão econômica ou é má fé”, explicou o promotor.

Os 29 postos que apresentam valores praticamente idênticos foram intimados a apresentar tabela com valor máximo do preço de compra e venda da gasolina nos últimos 12 meses. As investigações iniciaram após denuncia protocolada no MP e após o fornecimento de dados vindos do Procon da Capital. Segundo Carriço, a intenção do MP é garantir a livre concorrência de mercado.

O dono de postos de combustíveis e secretário do Sindópolis, Joel Fernandes, afirmou que é normal que o MP faça este tipo de investigação, mas esclareceu que os preços sofrem de efeito dominó. “Os donos de postos compram a gasolina de uma única fonte, a Petrobras. E se o seu concorrente está vendendo mais barato, é normal que o meu preço caia também. Por isso os preços são muito similares entre as unidades”, explicou Joel.

 

 PREÇOS EM FLORIANÓPOLIS

 

MÉDIA

2,662

 

VALOR MÍNIMO

2,390

 

VALOR MÁXIMO

2,799

_____________________________________________________________________________

Veículo: Notícias do Dia

Editoria: Hélio Costa

Assunto: Carro-forte

 

E a história se repete uma década depois

Dez anos depois da última ocorrência dessa natureza, os bandidos especializados voltam a assaltar carros fortes no Estado. Está bem claro que em Santa Catarina não existe mão de obra especializada para isso. No Paraná e Rio Grande do Sul se formaram quadrilhas, que foram desmanteladas pela polícia. No Paraná a do Batman e no Rio Grande do Sul a do Seco. A quadrilha do Seco agiu várias vezes no território catarinense, protagonizando cenas de cinema quando roubou um carro forte no Morro dos Cavalos, em Palhoça. Deixar armas de grosso calibre para trás e um malote contendo R$ 90 mil, como fizeram os bandidos que agiram no Norte do Estado, foi estratégia para atrasar o trabalho da polícia que estava no encalço. Os vigilantes pouco fizeram, pois ficaram atordoados com tantas granadas e tiros de fuzil. Agora cabe a polícia investigar e identificar os meliantes, já que prendê-los agora é difícil. Isso lembra a briga dos vigilantes por mais segurança no trabalho, quando fizeram greve. Por pouco pais de famílias não morreram. Porque os bandidos sabiam a rotina dos carros fortes e quantidade que levavam diariamente

 

 

BLOGS

 

Cláudio Prisco

 

Engajamento

A segurança nos estádios de futebol durante a Copa do Mundo de 2014 reúne, em Porto Alegre, representantes da FIFA, do comitê organizador, secretários de segurança e responsáveis pelo planejamento do evento. São mais de 300 convidados.

O coronel Nazareno Marcineiro participa do seminário como presidente do Conselho Nacional dos Comandantes-Gerais e Corpo de Bombeiros. Santa Catarina deverá receber algumas seleções no período de treinamento para a competição, o que faz com que a PM catarinense comece desde já a se inteirar do processo.