Área do associado

Área do associado

Clipping do dia 07 de novembro

7.11.2012

 

Clipping do dia 07 de novembro

 

 

MÍDIAS DE SANTA CATARINA

 

 

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Visor

Assunto: Promoção de policiais civis

 

INCOERÊNCIA

A SSP anunciou a promoção de 762 policiais civis em SC, num processo liderado pelo secretário Cesar Gruba junto ao grupo gestor. A classificação foi comunicada antes mesmo da análise final de 17 recursos de policiais que pedem a revisão da sua pontuação e, por consequência, do processo promocional. A assessoria jurídica foi favorável à revisão.

_____________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Diário do Leitor

Assunto: Policiais

 

Agradecimento

Quero externar meus parabéns aos policiais do 7o BPM/ PPT, os quais responderam de forma eficaz ao atendimento do fato ocorrido no Bairro Floresta, em São José, no domingo. Também devo ressaltar minha indignação quanto ao sistema de segurança como um todo, ou seja, os policiais fazem a sua parte (prendem o bandido) e o sistema, após a assinatura de um termo circunstanciado, o liberta, voltando às ruas para praticar novos delitos.

Marcos Sumar, funcionário da Celesc

São José

 

Insegurança

Está na hora, antes que a situação fique fora de controle, devido ao número do efetivo policial, que se cobre das autoridades medidas como as que foram feitas no Rio de Janeiro. Não adianta fazer mobilização policial só quando alguém é executado.

Jorge Alberto Brodt

Florianópolis

_____________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Geral

Assunto: Gerais

 

Pescador desaparece no mar

O Grupamento de Busca e Salvamento (GBS) dos bombeiros de Florianópolis trabalha desde a noite de segunda-feira na procura por Mauro José Dias, de 45 anos. O pescador saiu numa bateira para verificar uma rede, por volta das 20h30min, na Ponta do Sambaqui, Norte da Ilha, e não voltou.

De acordo com o irmão de Mauro, Nilton José Dias, ele pescava há muito tempo e sempre saía durante a noite para verificar a rede. Como havia bebido, segundo o irmão, ele pode ter caído no mar.

– A gente estava na praia e viu a bateira virada. Ele já não estava por ali perto – contou Nilton.

As buscas estão concentradas entre Sambaqui e a Ponta do Sambaqui. Durante todo o dia de ontem, foram utilizadas redes do GBS, dos pescadores e ainda houve buscas por parte de mergulhadores.

Hoje, a procura será estendida para a Ilha de Ratones, para onde o corpo pode ter sido levado pela força das ondas. Natural de Florianópolis e morador do Sambaqui, além de pescar, Mauro trabalha em uma marina em Santo Antônio de Lisboa.

_____________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Geral

Assunto:  Isadora Faber tem a casa apedrejada

 

Isadora Faber tem a casa apedrejada

O dia ontem foi de ameaças e boletins de ocorrência para a família de Isadora Faber, 13 anos, criadora da página Diário de Classe, no Facebook.

Na noite de segunda-feira, três pedras foram atiradas por detrás do muro de dois metros da residência de Isadora, no Bairro Santinho, na Capital. Uma das pedras teria atingido a cabeça da avó dela, de 65 anos.

– A gente sentou na frente de casa, como sempre fazemos. Aí uma pedra caiu no carro, outra na grama e a terceira atingiu a minha mãe – relatou a mãe de Isadora, Mel Faber.

Imediatamente, a família se recolheu para dentro de casa e aguardou até a situação se acalmar. Ontem, o pai de Isadora foi até a 6ª Delegacia de Polícia Civil para prestar queixa e registrar Boletim de Ocorrência. A idosa, que sofre de uma doença degenerativa, foi levada para fazer exames médicos no Instituto Geral de Perícias e passa bem, apesar do roxo na região do olho direito.

Ontem, ao meio dia, Isadora e seu pai, Christian Faber, teriam sido ameaçados na porta da escola. Eles se dirigiram até à 8a DP para registrar BO. A mãe de Isadora se diz preocupada como a forma que sua filha tem sido tratada no colégio, com alunos contra a ação na página do Facebook, que expõe problemas do colégio.

– As crianças estão se posicionando contra a Isadora. As coisas estão tomando proporções sérias.

_____________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Segurança

Assunto: Taxa de homicídio cresce mais em SC

 

Taxa de homicídios cresce mais em SC

Estado tem terceiro menor índice do país, mas número cresceu 44,8%

Com um aumento de 44,8% no ano passado sobre 2010, Santa Catarina é o estado onde o número de homicídios mais cresceu no período, aponta o Anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, divulgado ontem. O estudo reúne informações do sistema nacional do Ministério de Justiça, que mostra que houve 11,7 assassinatos para cada 100 mil habitantes.

A secretária executiva do fórum, Samira Bueno, lembrou que o máximo tolerado pela Organização Mundial de Saúde é de 10 casos por 100 mil pessoas. Acima do teto, a situação é classificada como epidêmica. Em 2010, SC estava dentro deste limite, quando houve 8,1 mortes para cada 100 mil pessoas.

Apesar de ter o indicador de homicídios que mais aumenta, SC tem a terceira menor taxa do país, atrás de São Paulo (10,1) e Amapá (0,9). Samira ressalta que o dado referente ao Amapá é bastante questionável, porque significa apenas seis homicídios em 2011, e também pelo fato de o Estado não alimentar de forma correta o sistema do ministério.

Para o presidente da comissão de Segurança e Criminalidade da OAB/SC, Juliano Keller do Valle, a liderança catarinense no crescimento de assassinatos tem relação com baixo investimento em segurança pública.

– Na PM, mais gente se aposenta do que há contratações. O número de policiais diminui enquanto a população cresce – afirmou Valle.

 

Maioria relacionada ao tráfico de drogas

Além disso, os salários são baixos, e o cotidiano estressante e sem condições de trabalho diminui a produtividade. Ele também atribuiu a liderança de SC no crescimento de assassinato ao histórico de resultados bastante baixos. Qualquer alteração tem um grande impacto percentual.

O conselheiro da OAB nacional Hélio Brasil disse que a maioria dos homicídios está relacionada ao tráfico de drogas – disputa por pontos de venda de drogas e execução de dependentes com dívidas. Para ele, o problema é um desafio nacional.

O delegado-geral da Polícia Civil, Aldo Pinheiro D’Ávila, afirmou que está atento à influência do tráfico, e que combater este crime é uma das diretrizes da corporação. SC é o oitavo estado que proporcionalmente mais prendeu traficantes em 2011. O Estado ainda lidera o ranking de porte ilegal de armas e lesão corporal.

_____________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Segurança

Assunto: SSP anuncia mais 722 policiais civis

 

SSP anuncia mais 722 policiais civis

As cúpulas da Polícia Civil e da Secretaria de Segurança Pública (SSP) anunciaram, ontem, a promoção de 762 policiais civis.

O anúncio foi feito pelo delegado-geral da Polícia Civil, Aldo Pinheiro D’Ávila, após aprovação da medida pelo governo do Estado, em reunião com o Coordenador Executivo de Negociação do governo, Décio Vargas.

Dos 762 policiais, 679 são agentes de polícia, 63 escrivães e 20 delegados promovidos as entrâncias especial, final, e inicial. A partir de agora, seguem os trâmites administrativos para a formalização dos atos de promoção e os pagamentos devidos.

O processo de promoção da Polícia Civil atende a uma antiga reivindicação da categoria. Hoje, o efetivo da Polícia Civil é de 3.507 policiais – 2.447 agentes, 422 delegados, 586 escrivães e 52 psicólogos.

_____________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Segurança

Assunto: Polícia busca adolescente suspeito

 

 

 

Polícia busca adolescente suspeito

Um adolescente de 17 anos é apontado como o autor dos tiros contra o policial civil Gilmar Lopes, 53 anos, na quinta-feira da semana passada, na Vila União, na Capital. O rapaz teve mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça, mas ainda não foi localizado.

O policial está bem e se recupera em casa. Ele ficou com três projéteis alojados no corpo. Os médicos optaram em não fazer a cirurgia para retirá-los. Os colegas da Central de Polícia e 1a DP, no Centro consideram um milagre ele ter sobrevivido.

– Ele nos relatou que quer voltar logo e continuar trabalhando – comentou a delegada Ester Coelho.

Os policiais afirmam que o atirador chegou a conversar com Gilmar antes de alvejá-lo. Sozinho em uma viatura, Gilmar entregava intimações na Vila União. O policial pediu informações ao adolescente, numa esquina. Na volta, Gilmar teria feito outro pedido de informação. Assim que entrou no carro, o adolescente então efetuou mais de 10 disparos contra ele e a viatura.

 

Suposto mandante do crime é preso

Na tarde de ontem, na Capital, policiais militares prenderam um dos suspeitos de ser o mandante do crime. Ele tinha um mandado de prisão preventiva decretado contra ele por roubo de veículos.

O suspeito foi detido junto de outras oito pessoas – cinco adultos e três adolescentes – após perseguição policial entre os bairros Pantanal e Carvoeira. O grupo estava em dois carros, quando um deles – roubado em 1o de outubro, em Palhoça – foi reconhecido por um PM à paisana.

Após serem ouvidos na 2a Delegacia de Polícia da Capital, o suspeito foi encaminhado ao Cadeião do Estreito. Os demais responderão por roubo, mas em liberdade.

A prisão foi comemorada pelos agentes da Central de Plantão Policial do Norte da Ilha. O delegado Eduardo de Mattos confirma a investigação contra o homem, que ele afirma ser um dos mais perigosos bandidos da Vila União. Porém, a polícia também investiga outro suspeito do bairro, ligado ao PGC, que também teria motivos para ser o mandante dos tiros.

– Nossa linha de investigação é ampla. Eles podem ser mandantes individuais, ou ter agido juntos. Só depois que pegarmos o atirador é que teremos mais informações sobre isso – comenta o delegado.

A reportagem não teve acesso ao preso nem ao seu advogado.

 

* Colaborou Sâmia Frantz

_____________________________________________________________________________

Veículo: Diário Catarinense

Editoria: Segurança

Assunto: Ação conjunta

 

 

Ação conjunta

Para combater a onda de violência em São Paulo, os governos federal e paulista definiram seis áreas de cooperação entre as esferas estadual e federal. Uma das principais iniciativas é a criação de uma agência para coordenar, de maneira integrada, as ações de inteligência das polícias estadual e federal no combate ao crime organizado. A decisão foi tomada em reunião, ontem, no Palácio dos Bandeirantes – sede do governo paulista – entre o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo (no centro da foto), e o governador do Estado, Geraldo Alckmin (à esquerda).

_____________________________________________________________________________

Veículo: A Notícia

Editoria: Geral

Assunto: Acusado da morte de enteado deve ir a júri popular em Joinville

 

 

Acusado da morte de enteado deve ir a júri popular em Joinville

Réu vai aguardar o julgamento, ainda sem data marcada, no Presídio Regional

Marcelo Buss Bernardes, acusado de matar o enteado Ítalo Fernandes de Mattos, de um ano e sete meses, deve ir a júri popular por homicídio doloso qualificado (quanto há a intenção de matar e o crime é praticado contra uma vítima indefesa), em Joinville. A decisão foi anunciada nesta terça-feira pela juíza da 1ª Vara Criminal, Karen Francis Schubert Reimer.

Na pronúncia, a juíza também negou um novo pedido de revogação da prisão preventiva e reforçou que o réu deverá aguardar o julgamento no Presídio Regional de Joinville, onde permanece detido desde a morte do menino, no último dia 10 de março. De acordo com a juíza, a defesa tem prazo de 10 dias para recorrer contra a decisão que determina que o caso vá a júri popular.

Na alegações finais, a promotoria ressaltou o depoimento de profissionais que atenderam o menino no Pronto Atendimento e no Hospital Infantil, assim como o depoimento de funcionários da funerária.

Além disso, a acusação reforçou que a autópsia e o laudo da reconstituição do crime comprovam que as lesões apresentadas por Ítalo seriam incompatíveis com a versão do acusado, de que o menino teria sido vítima de uma queda acidental.

Já a defesa apresentou um contra-laudo, dizendo que algumas das lesões aparentavam ser anteriores a data da morte e, por isso, não compatíveis com uma única queda. A juíza considera que as duas versões deverão ser expostas ao júri, que ainda não tem data marcada.

_____________________________________________________________________________

Veículo: A Notícia

Editoria: Geral

Assunto: Princípio de incêndio em ônibus apavora passageiros em Joinville

 

Princípio de incêndio em ônibus apavora passageiros em Joinville

Funcionários do hospital Dona Helena ajudaram a combater princípio de incêndio

Um ônibus articulado – que integra o Transporte Coletivo – quase pegou fogo na tarde desta terça-feira, no Centro de Joinville. O veículo saiu tranquilamente do terminal Norte, por volta de 15 horas, com destino ao terminal Central, quando o motorista e os passageiros sentiram cheiro de fumaça.

O motorista Antônio Ossemil de Oliveira, 54 anos, estacionou o carro próximo ao Hospital Dona Helena, na rua Blumenau. Os cerca de 120 passageiros saíram do ônibus rapidamente. O motorista ajudou a orientar o trânsito que estava intenso no local. “Foi um susto, mas graças a Deuss não aconteceu nada grave”, desabafou Antônio.

Graças a agilidade de funcionários terceirizados do hospital, o ônibus não pegou fogo. Os trabalhadores acostumados a lidar com a rede hidráulica da unidade hospitalar, utilizaram mangueiras de combate a incêndio e extintores para conter o princípio de incêndio.

Os Bombeiros Voluntários foram acionados, porém tiveram muita dificuldade em chegar até a ocorrência, pois os automóveis impediram a passagem. Diante da dificuldade em atender a comunidade, o bombeiro Adilson Clasen faz um alerta aos motoristas. “De acordo com a legislação de trânsito, as luzes ligadas significam que os carros devem dar preferência e a sirene serve para orientar os pedestres”, explicou.

Por meio da assessoria de imprensa, a empresa Transtusa, responsável pelo veículo, informou que será feita uma vistoria no veículo para identificar a origem do problema. O ônibus foi levado para uma oficina especializada. A empresa afirma que foi um caso isolado.

 

 

 

 

 BLOGS

 

Moacir Pereira

 

Policiais civis são promovidos em SC

Boa noticia, justa medica e oportuna decisão: a Secretaria de Segurança Pública anunciou a promoção de 762 policiais civis. Serão beneficiados 679 agentes de polícia, 63 escrivães e 20 delegados promovidos às entrâncias Especial (6), Final (8) e Inicial (6).

 

 

 

MÍDIAS DO BRASIL

 

 

 

Veículo: Portal G1

Editoria: Geral

Assunto: Pelo menos 5 são mortos na madrugada desta quarta em SP

 

 

Pelo menos 5 são mortos na madrugada desta quarta em SP

Maior parte dos ataques aconteceu na Zona Leste.

 

Na primeira noite depois da reunião que firmou parcerias entre o governo federal e o governo paulista para combater a criminalidade no estado, novos ataques foram registrados na Grande São Paulo. Entre a noite desta terça (6) e a madrugada desta quarta-feira (7), pelo menos cinco pessoas morreram e outras três ficaram feridas em ataques em São Paulo, Guarulhos e em Cotia. A maior parte dos casos aconteceu na Zona Leste da capital paulista.

saiba mais

Governos federal e de SP anunciam ação integrada contra violência

Delegado é baleado na Zona Leste de SP

Morre adolescente baleado em bar da Zona Norte de SP durante ataque

Quase 200 pessoas são mortas em um mês na capital e na Grande SP

Em Itaquera, na Zona Leste de São Paulo, o jovem Leonardo da Silva, que completaria 20 anos nesta quarta, estava com um grupo de amigos na Rua Nicolino Mastrocola quando foi baleado por volta das 23h desta terça-feira. Ele foi atacado por quatro homens que estavam em duas motos. Ele e o amigo Vitor Felipe Borges Martins, de 25 anos, morreram. A irmã de Martins era ex-policial militar – ela trabalhou dois anos no setor administrativo da corporação e saiu do emprego em setembro.

Ainda na Zona Leste da capital paulista, o delegado Diogo Zamut Júnior foi atingido por um tiro no ombro direito, na Penha. Ele foi socorrido e não corre risco de morrer. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Já no bairro Iguatemi, também na Zona Leste, um homem foi baleado na Rua Madureira Calheiros. Ele foi levado para o Pronto-Socorro de São Mateus, mas não resistiu.

Na Zona Norte, na esquina da Avenida Ministro Petrônio Portela com a Rua João Cordeiro, um homem foi morto por volta das 1h desta quarta. Ele foi levado para o hospital, mas não resistiu. A vítima estava sem documentos.

 

Grande São Paulo

Um guarda civil de Cotia foi baleado no limite com Carapicuíba, na Grande São Paulo. Também em Cotia, homens que estavam em duas motos atiraram em um grupo que estava em uma rua do bairro Turiguara. Uma pessoa ficou ferida.

Em Guarulhos, na região metropolitana, uma pessoa morreu baleada na Avenida Lajedão, no bairro Cidade Soberana.

Ação integrada

Na tarde desta terça-feira, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, anunciaram uma ação integrada de combate à violência no estado. Um dos destaques é a criação de uma agência de inteligência com atuação integrada, vai unir as inteligências dos governos estadual e federal. A primeira reunião deve acontecer na segunda-feira (12).

A parceria entre os governos federal e estadual foi firmada em torno de seis pontos: criação da agência de atuação integrada, ações relacionadas ao sistema prisional (que inclui transferência de presos), ações de contenção nos acessos ao estado, combate ao crack, possibilidade de criar um centro pericial e criação de um centro de comando de controle integrado.

A reunião na capital paulista ocorreu após a presidente Dilma Rousseff e Alckmin encerrarem, na quinta-feira (1°), a polêmica entre Cardozo e o secretário de Segurança de São Paulo, Antônio Ferreira Pinto. O ministro e o secretário divergiram sobre a oferta de ajuda. Cardozo afirmava ter oferecido, desde julho, inteligência e transferência de presos. O secretário dizia não ter recebido proposta e que teve negado pedido de recursos na ordem de R$ 149 milhões para equipamentos.

Onda de violência

Segundo balanço da Secretaria da Segurança Pública, a capital paulista registra aumento no total de homicídios dolosos. Na capital, este tipo de crime teve uma alta de 27%, passando de 106 em agosto para 135 em setembro.

Levantamento feito pelo SPTV mostra que, entre 8 de outubro e a manhã desta terça-feira (6), 191 pessoas foram assassinadas na capital paulista e na região metropolitana. A Vila Brasilândia foi o bairro com mais assassinatos: 11 dos 24 casos registrados na Zona Norte. Na Zona Sul foram registradas 35 mortes violentas. A Zona Leste foi a que mais teve assassinatos em um mês: 38.