Área do associado

Área do associado

Clipping dos dias 12 e 13 de outubro

13.10.2011
CLIPPING
12 e 13 de outubro 2011
 
MÍDIAS DE SANTA CATARINA
 
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Visor
Assunto: Assaltos a caixa eletrônicos
 
CARGA EXPLOSIVA
Uma equipe de investigadores da área de inteligência da Secretaria de Segurança Pública está rastreando a ligação entre os 12 assaltos a caixas eletrônicos em Santa Catarina, com uso de explosivo nos últimos meses. Foram sete em agosto, dois em setembro e três em outubro, sendo os mais recentes em São Pedro de Alcântara e São João do Itaperiú, Norte do Estado.
As características das ações são sempre as mesmas: ataques de quadrilhas fortemente armadas e organizadas a pequenos municípios, com poucos policiais, utilizando-se do fator surpresa. Não há dúvidas de que existe ligação com a facção criminosa catarinense. O desafio da polícia é descobrir de onde vem tanta dinamite.
____________________________________________________________________________
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Geral
Assuntos: Gerais
 
Dois homens desaparecidos
Duas equipes do Grupo de Busca e Salvamento (GBS) do Corpo de Bombeiros retomarão hoje pela manhã os trabalhos para localizar dois homens que estão desaparecidos.
Um caso ocorreu próximo ao Rio Maciambu, em Palhoça, e outro, na Armação do Pântano do Sul, em Florianópolis. O homem que desapareceu no Sul da Ilha de Santa Catarina teria 22 anos e estaria pescando próximo ao costão, quando foi atingido por uma onda.
Buscas dos bombeiros vão depender da visibilidade
Ele caiu no mar e não foi mais visto. As buscas pelo jovem começou ontem mesmo, mas sem sucesso.
O outro homem participava de uma festa de aniversário. Depois do evento, ele e mais três amigos decidiram ir até o Rio Maciambu, na região do Morro dos Cavalos, para andar de barco e pescar. O homem acabou caindo na água e não foi mais visto pelos companheiros.
O trabalho dos mergulhadores do GBS para tentar achar os dois homens hoje só será possível caso haja visibilidade para as buscas.
 
Incêndio atinge empresa
Fábrica de concreto teve três caminhões e diversas máquinas danificadas
Um incêndio na madrugada de ontem, numa empresa de concreto de Jaraguá do Sul, Norte do Estado, causou prejuízo.
Foram perdidos três caminhões betoneiras e numa máquina escavadeira. Outros dois caminhões equipados com máquinas para bombear concreto em obras ficaram parcialmente danificados.
O fogo começou à 0h40min, na unidade da fábrica localizada no Bairro Centenário. A corporação dos Bombeiros Voluntários de Jaraguá do Sul teve de pedir apoio à unidade de Guaramirim para ajudar a combater as chamas nos veículos. Quinze homens participaram do combate ao incêndio. Foram utilizados 20 mil litros de água e também 300 litros de um líquido gerador de espuma, utilizado para combater as chamas provocadas por combustível.
O morador vizinho à fabrica, Nelson Rubert, 39 anos, acordou com os estouros provocados pelo fogo. Assustado, saiu de casa para ver o que estava acontecendo e deparou com o incêndio.
Vizinho viu o fogo e chamou os bombeiros
– Um vizinho chamou os bombeiros. As chamas estavam altas. Não tinha ninguém na empresa na hora. Os bombeiros tiveram de arrombar o portão para chegar até os caminhões – disse.
A causa do incêndio não foi identificada. Será feita uma perícia para identificar o motivo do fogo. A empresa não informou os prejuízos.
 
Calor intensifica ações no Estado
Em Chapecó, risco de epidemia fez governo instalar armadilhas para mosquito, recolher pneus e criar medidas educativas
O aumento das temperaturas traz preocupação com o mosquito Aedes aegypti. Tanto que o governo federal anunciou, nesta semana, um aumento de 20% no repasse de verbas para o combate da doença, capacitação de profissionais e monitoramento das doençaspor meio das redes sociais.
Em SC, a doença é uma ameaça principalmente nos municípios com mais focos. Em Chapecó, onde há o maior número de focos, já são 144 focos no ano.
– Há um risco de epidemia na cidade – disse o biólogo coordenador da Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde de Chapecó, Junir Lutinski.
A cidade tornou-se líder no número de registros a partir de 2007, quando atingiu 466 focos. Isso ocorreu devido à disseminação do mosquito a partir de locais abandonados e ferros-velhos.
Em virtude desses números, foram instaladas 422 armadilhas de monitoramento semanal. Além disso, 253 pontos estratégicos, como depósitos de sucata e borracharia, são visitados quinzenalmente. Outros 31,6 mil imóveis têm visita bimestral.
Uma ação em parceria com borracharias já recolheu 29.996 pneus. O total de agentes também foi ampliado neste ano, de 32 para 48. E a meta é chegar a 55.
Um dos problemas no combate à doença é que 34% dos focos em Chapecó são em residências, onde o acesso é mais restrito.
A agente de combate à dengue Carla Botini de Oliveira disse que alguns moradores não compreendem a importância do trabalho.
– Até água já me jogaram.
Há também dificuldade em encontrar as pessoas em casa.
 
Homem é achado vivo após 5 dias
Um homem que ficou quase cinco dias ferido, preso debaixo de sua moto, foi encontrado com vida no início da tarde de ontem, em Passos Maia, próximo da SC-465, no Oeste de SC.
O motociclista José Valdomiro Eufrágio, 21 anos, estava com o braço direito quebrado, uma queimadura no rosto, provocada pelo cano de descarga da moto e um corte no supercílio.
–A primeira impressão é que ele estava morto – disse o chefe de socorro dos bombeiros de Ponte Serrada, Edson Brites de Oliveira.
Os bombeiros foram chamados pela PM por volta das 13h30min, após o corpo e a moto terem sido vistos por algumas crianças que retornavam para Passos Maia, depois de uma atividade em Ponte Serrada. Devido à altura do ônibus, elas conseguiram observar a moto e o homem.
O policial rodoviário estadual Adriano Volmir Lopes informou que o corpo estava a sete metros da rodovia, num declive cheio de vegetação e numa região onde não há moradores por perto. A vítima se acidentou na sexta-feira, por volta das 20h30min, no km 4,4 da rodovia, quando retornava para casa após o trabalho, em Ipumirim.
Familiares tentaram buscas em vão. Na segunda-feira comunicaram o desaparecimento na Polícia Civil de Passos Maia. Eufrágio foi levado primeiro para o hospital de Ponte Serrada. Lá, recebeu atendimento de respiração artificial. Em seguida foi levado para o Hospital Regional do Oeste, onde passava por cirurgia no início da noite de ontem.
____________________________________________________________________________
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Moacir Pereira
Assunto: Berger
 
Berger: mirando 2014
A vitória no Tribunal Superior Eleitoral colocou poderoso anabolizante político no prefeito de Florianópolis, Dário Berger (PMDB). Nunca se movimentou tanto. Recebeu homenagens do PMDB, participou de vários eventos, circulou à vontade pela cidade, cobra mais resultados de assessores. A rejeição do recurso do PP revitalizou o prefeito.
Berger anuncia que vai atacar em diferentes flancos. A primeira prioridade é o pacote de obras que vai lançar em breve. A segunda, entregar antes do Natal os dois mais importantes projetos do momento: o Viaduto Rita Maria, construído para melhorar a mobilidade numa das área mais conflagradas; e a Beira-Mar Continental, projetada para desafogar o conturbado trânsito no Estreito. O viaduto está com as obras adiantadas, enquanto, na Beira-Mar, elas estão superdefasadas. Motivo alegado: pendências judiciais com as desapropriações. Um casarão na entrada tem um posseiro que recicla lixo de forma ilegal e constitui o maior obstáculo.
No campo político, tudo o que Dário fizer agora terá dois objetivos: 1. Recuperar o tempo perdido nestes três anos do segundo mandato, diz ele, pela ameaça de perder o cargo em função do processo de cassação, desanimando-lhe e contaminando a equipe; 2. Oxigenar a campanha de Gean Loureiro (PMDB), seu candidato à sucessão.
 
 
DESGASTE
Dário Berger tem consciência da imagem desgastada. Diz que metade da cidade o apoia e outros 50% são seguidores do casal Amin, o que explica o bom desempenho de Angela Ami na pesquisa divulgada pelo Grupo RBS. As cobranças contra sua administração são diárias, a maioria por ausência de autoridade. A cidade estaria abandonada, dominada pela insegurança. Mas sofre desgaste, também, por omissões dos governos federal e estadual.
O aumento da criminalidade, a ocupação da cidade por mendigos, flanelinhas violentos e desempregados sem qualificação que ficam ameaçando a população acabam atingido o prefeito. O mesmo acontece na área da saúde. A prefeitura tem um excelente esquema de prevenção nos centros de atendimento, mas a assistência nos hospitais públicos continua caótica.
Durante o ato festivo no Clube 12 de Agosto não faltaram manifestações de incentivo a Dário Berger para novos embates eleitorais. Na visita do vice-presidente Michel Temer, o prefeito da Capital recebeu apoios inesperados de prefeitos do PMDB de várias regiões. O líder do PMDB na Assembleia, Manoel Mota, afirmou que “Dário Berger é um candidato leve, que flutua”. Referia-se a 2014.
A sucessão em Florianópolis tem, neste momento, várias alternativas. Dário Berger pediu procuração à executiva para comandar o processo. O presidente Celso Sandrini reagiu. Foi com a executiva e o deputado Renato Hinnig à bancada estadual. Ali obteve apoio para impedir a delegação plena a Berger. Teve sucesso. Especulava-se que Berger articulava uma aliança com o PSD e o PMDB indicando o vice de Cesar Souza Junior, com as bênçãos de Colombo. Naquela época, Dário estava em baixa, com mandato ameaçado. Os dias passaram e o cenário mudou. O presidente do PMDB, Celso Sandrini, viajou para os Açores, em projeto apoiado por Cesar Souza Junior. Antes de embarcar, admitia que Dário é o maior eleitor da Capital e que, se Gean Loureiro não decolasse, o PMDB deveria indicar o vice de Cesar Junior. O prefeito não rechaça a ideia.
Se a fórmula acontecer, o PSD recompensa os Berger, indicando a ex-secretária Adeliana Dal Pont, ex-PMDB e hoje no PSD, como vice de Djalma Berger, que disputará a reeleição em São José, agora filiado ao PMDB. A vitória do PMDB em Palhoça fecharia o cerco.
E Dário Berger sairia fortíssimo das eleições municipais mirando 2014. Sonho ou realidade? O povo dirá!
____________________________________________________________________________
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Polícia
Assunto: Ameaça a policiais
 
Tráfico reage após “estouro” de ponto
Bandidos estariam prometendo assassinar agentes no Norte da Ilha
Após terem o mesmo ponto de vendas fechado pela terceira vez em dois meses, traficantes estão ameaçando de morte policiais civis na Capital. A denúncia é dos próprios agentes. Os bandidos também estariam usando adolescentes para fomentar os crimes na região.
As ameaças foram reforçadas depois que João Marcos Miranda, 18 anos, e um menor de 16 anos foram detidos na terça-feira, nos Ingleses, Norte da Ilha.
Com eles, foram apreendidos com 52 papelotes e 30 gramas de cocaína e uma balança de precisão. As ações teriam deixado o “patrão do tráfico” furioso com o prejuízo. Um investigador afirma que o criminoso quer matar os agentes. A polícia não deixa claro como as ameaças chegam. A informação vem, segundo os agentes, da investigação dos crimes.
Um policial civil disse que, além de planejar assassinatos, os traficantes estariam planejando atacar a delegacia. Só neste ano, pelo menos 12 postos da PM ou delegacias foram atacados com tiros ou bombas na Grande Florianópolis.
O mesmo “patrão” que planejaria seria responsável pelo aliciamento de adolescentes, que estariam a serviço do tráfico e cometendo pequenos crimes na região, onde vivem cerca de 40 mil pessoas. Em uma das ações, um garoto de 12 anos foi surpreendido ao entregar droga a um usuário.
– A agressividade dos menores é chocante. Na Grande Florianópolis, não há vagas suficientes para que os infratores sejam levados para o cumprimento das medidas socioeducativas – disse o policial civil.
O policial se refere ao período de quatro meses em que a região ficou sem vagas para adolescentes infratores. Segundo ele, mais adolescentes se envolveram em crimes no período. Nesta semana, o Plantão de Atendimento Inicial (Pai) foi reaberto.
Só neste ano, segundo a SSP, 1.024 menores se envolveram no tráfico.
____________________________________________________________________________
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Polícia
Assunto: Viatura recebida a tiros
 
Viatura recebida a tiros
Uma viatura da PM foi recebida a tiros no Morro do Horácio, na madrugada de ontem, na Capital. Por volta das 2h30min, a guarnição foi atender o chamado de um morador que reclamava de som alto.
Quando a viatura se aproximou da boca de drogas, na rua geral , traficantes correram e um deles disparou contra os policiais. Pelo menos um tiro atingiu o capô da viatura, que chamou reforço.
Outros veículos foram atingidos. Ninguém ficou ferido. Uma guarnição do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) chegou no local, mas não subiu o morro. O traficante continuou disparando e fugiu com a chegada do Batalhão de Operações Policias Especiais (Bope).
Na fuga, os bandidos deixaram cair um carregador de pistola 9mm com munição e um molho de chaves de um Ford K. O material foi encaminhado para a 5ª DP. A PM não descarta uma tocaia contra os policiais.
A viatura está no pátio do 4º BPM, Centro da Capital. A princípio, o tiro foi de pistola 9mm, por causa do carregador encontrado, pelo tamanho do buraco nos veículos e pelo estampido característico deste calibre.
____________________________________________________________________________
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Polícia
Assunto: Crimes e ocorrências
 
Dupla é flagrada ao violar túmulos
Lápides eram quebradas para oferecer o serviço novamente às famílias
A violação de dois túmulos no Cemitério São João Batista, na madrugada de ontem, intrigou a polícia e os moradores em São Joaquim, na Serra de SC.
Após denúncia, a polícia descobriu que não se tratava de necrofilia, atração sexual por cadáveres, ou uso para seitas. As sepulturas foram abertas e depredadas por dois homens – um deles seria sócio de uma marmoraria e o outro teria sido pago para fazer o trabalho.
O plano era quebrar as lápides ou túmulos de ex-clientes para que as famílias das vítimas solicitassem novamente os serviços da marmoraria. Um tampa de mármore custa cerca de R$ 1 mil e o túmulo completo R$ 2 mil. Os dois golpistas foram presos em flagrantes e levados ontem para o presídio.
A polícia foi acionada por volta das 8h. Testemunhas que moram na região teriam visto um homem pulando o muro do cemitério por volta das 6h e outro rondando o local. Pela descrição das roupas e características físicas, a polícia chegou ao primeiro suspeito.
Ao ser abordado em casa, por volta das 10h30min, ele teria dito que estava no cemitério para usar drogas. Mas, em seguida, admitiu o crime e mostrou a roupa que havia usado horas antes. Apesar de recém-lavada, as peças estavam impregnadas com um cheiro fétido.
O homem contou que teria sido contratado pelo dono de uma marmoraria por R$ 580 para quebrar as lápides e deixar os cadáveres de maneira que simulassem necrofilia.
Segundo ele, o homem deixava as ferramentas escondidas no cemitério para facilitar o destravamento das tampas. A perícia acredita que o sócio da marmoraria não seria só o mandante como também teria ajudado na violação. Ele foi preso horas depois, em casa.
De acordo com o delegado Felipe Rezende de Aquino, as famílias das duas vítimas devem ser ouvidas hoje. A polícia também vai investigar se há ligação com outras violações. Um caso foi registrado em junho deste ano e outros três em 2010.
 
1,6 mil garrafas de cerveja são apreendidas
Um caminhão com 1,6 mil garrafas de cerveja foi interceptado ontem em Maravilha, no Extremo-Oeste de SC. O produto entrou ilegalmente no Brasil, sem declaração fiscal. Segundo o motorista do veículo, a bebida da marca Budweiser foi comprada na Argentina e seria levada para Guaíba (RS). Os agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) abordaram o caminhão bitrem carregado de sebo no posto da PRF. Informações repassadas pelo núcleo de inteligência da polícia apontavam que as caixas de cerveja foram colocadas na cabine do veículo num posto de combustíveis em Santo Antonio do Sudoeste (PR), na fronteira com a Argentina. Por isso, há a suspeita de que o caminhoneiro foi pago para fazer o transporte.
 
Feto é encontrado por crianças em vala
O Dia das Crianças na Costeira, no Sul da Ilha, teve momentos de tristeza e revolta. Era quase meio-dia quando meninos que brincavam na Servidão Vital, no alto do morro, encontraram um feto em um bueiro. Eles pensaram que era um cachorrinho. Chamaram um adulto, que ligou para a PM. Os bombeiros atenderam a ocorrência até a chegada da perícia, às 13h15min. O feto tinha aproximada 20 centímetros membros bem desenvolvidos. A investigação deverá ser conduzida pela 6ª DP
 
Homem é encontrado enrolado em cobertor
Um homem foi encontrado morto na madrugada desta quarta-feira, em Joinville, enrolado em um cobertor. Moradores da rua Cidade de Damasco, do bairro Itaum, acharam o corpo dentro de um buraco ao lado de um córrego. A vítima teria levado três tiros e por enquanto, não há suspeitas para o crime. Moradores afirmaram que não escutaram tiros, o que levou a polícia a pensar que o corpo foi abandonado no local. Até homem, o homem não havia sido identificado.
 
Adolescente aparece com um tiro na boca
Policiais militares de Itapoá, no Norte do Estado, passaram a manhã de ontem em buscas a um homem suspeito de atirar em um jovem de 17 anos. O rapaz contou à polícia que passou a madrugada escondido em um matagal após levar um tiro na boca. Ele foi socorrido em estado estável e levado para o Pronto-Atendimento da cidade. A polícia desconfia que o caso tenha ligação com o tráfico de drogas. Até ontem à noite, ninguém havia sido preso.
____________________________________________________________________________
Veículo: Notícias do Dia
Editoria: Segurança
Assunto: PM anuncia modelo de ocupação sem interferência na rotina do comércio
 
PM anuncia modelo de ocupação sem interferência na rotina do comércio no centro de Florianópolis
Em reunião, lojistas cobraram ação policial para que a população possa ocupar o espaço público com tranquilidade
Vida Ramos, esquina com a Trajano, passou por revitalização recentemente, mas mudanças devem ir além das tranformações arquitetônicas da via
Dar um basta aos assaltos e arrombamentos na área central de Florianópolis e garantir a ocupação do espaço público, sem criminalidade. Esse foi o tom da reunião entre comerciantes da área central de Florianópolis – ruas Trajano, Vidal Ramos, Tenente Silveira – com o comandante do 4º BPM (Batalhão da Polícia Militar) e o delegado Ricardo Guedes, da 1ª DP da Capital. A reunião foi realizada na tarde de segunda-feira (10)
O encontro foi convocado pela Associação dos Lojistas da Vidal Ramos e contou com a participação maciça dos comerciantes. Recentemente, a Vidal Ramos passou por grande revitalização, e agora os lojistas buscam manter ações que a transforme em um local mais seguro. “Temos os registros de furtos e arrombamentos. A ideia do encontro com a polícia é tentar impedir que a criminalidade aumente na região”, destacou Rose Macedo Coelho, presidente da associação.
O coronel Araújo Gomes, comandante do 4º BPM, diz que a ideia é aproveitar a readequação do espaço para implantar novas técnicas de segurança pública. “Teremos um laboratório de técnicas soft de prevenção, de forma que a presença da polícia não seja invasiva e não interfira na rotina do local”, explica Gomes.
As ações englobam melhoramentos na iluminação pública, ajustes nas câmeras de monitoramento e reorganização da coleta de materiais reciclados. “Firmamos uma parceria com a Comcap (Companhia de Melhoramentos da Capital) para que os catadores possam recolher os materiais de forma organizada”, informa Rose. O objetivo é impedir de forma natural que usuários de crack habitem o local, diminuindo também o risco de pequenos furtos e ataques à população que circula pelo local.
Gomes fala que este é um modelo de segurança sustentável, e que não depende apenas de ações policiais, mas sim do engajamento de vários agentes públicos. Na quarta-feira da semana passada o Ministério Público fez uma inspeção na via recém revitalizada. “É importante que possamos contar com esses outros agentes que influenciam diretamente na segurança. A iluminação é um exemplo, com pouca luz as chances de haver um crime aumentam”, conclui o comandante.
Rose quer transformar a Vidal Ramos em uma via modelo. A idéia é fazer com que a população possa freqüentar o local em qualquer horário.
____________________________________________________________________________
Veículo: Notícias do Dia
Editoria: Segurança
Assunto: Adolescente é apreendido suspeito de ter invadido casa de ex-vereador
 
Adolescente é apreendido suspeito de ter invadido casa de ex-vereador em Florianópolis
Foi detido um dos três assaltantes que invadiram a mansão o ex-vereador Marcílio Guilherme Ávila, 42 anos, na Lagoa da Conceição, Leste da Ilha, nesta terça-feira (11). Trata-se do adolescente T.P., 17 anos, apreendido em operação conjunta entre o 2º DP do Saco dos Limões e o 4º BPM, no bairro Trindade, Capital. A identificação do garoto foi feita na delegacia do Saco dos Limões pelo próprio vereador, que folheou o álbum de fotografias da polícia.
O garoto foi localizado por volta das 15h. O assalto à casa de Marcílio ocorreu às 7h de terça-feira. A Mercedes da vítima foi localizada, na avenida Jorge Lacerda, Costeira do Pirajubaé, abandonada com três televisores, um netebook, litros de uísque, tênis importados, roupas e joias. Os assaltantes também levaram um Celta do primo de Marcílio, Jeferson. O carro foi encontrado ontem de manhã, abandonado, no Rio Tavares, Sul da Ilha.
O garoto detido está no “xadrezinho” da 6ª DP. T disse que pretendia vender a televisão de 50 polegadas por R$ 1.000. Segundo o adolescente, as vítimas foram surpreendidas enquanto ainda dormiam. A polícia também já identificou os demais suspeitos. Um também é adolescente e o outro é adulto.
____________________________________________________________________________
Veículo: Notícias do Dia
Editoria: Hélio Costa
Assunto: Grubba e proposta do Ministério da Justiça
 
Será que o secretário Grubba vai aderir à proposta do Ministério da Justiça?
Estados que aderirem ao Grupo de Gestão Integrada recebem recursos a fundo perdido na área da segurança pública para reduzir a violência
Grubba vai aderir ao GGI? 
Santa Catarina ainda não aderiu à proposta do Ministério da Justiça que oferece recursos a fundo perdido na área de segurança pública para Estados que criarem o GGI (Grupo de Gestão Integrada). Quando o ministro da Justiça, Eduardo Cardoso, esteve em Florianópolis, em setembro, e recebeu o título Doutor Honoris causa do Complexo de Ensino Superior, lançou o gabinete de GGI-F (Gestão Integrada de Fronteira) para mudar o panorama de ações da segurança nos 983 quilômetros de fronteira seca e alagada entre Mato Grosso e a Bolívia. A opção de GGI é uma ação compartilhada envolvendo as forças estaduais, OAB, organizações não governamentais e associações civis organizadas para trabalhar a política de segurança pública. Estaria aí, então, uma solução para o secretário de César Grubba resolver a situação da insegurança no Estado e, sobretudo, na Capital, porque as decisões são adotadas em colegiado. No GGI o secretário da segurança pública tem o voto minerva. 
 
 
MÍDIAS DO BRASIL
 
 
Veículo: Último Segundo
Editoria: Brasil
Assunto: Comando da PM do Rio apresenta novos comandantes
 
Comando da PM do Rio apresenta novos comandantes
Oficiais foram escolhidos após análise de “ficha limpa”; ao todo, 29 foram nomeados
O comando da Polícia Militar do Rio de Janeiro apresentou nesta quarta-feira (12) os nomes de 29 novos comandantes dos batalhões no Estado. As indicações foram feitas pelos Comandos de Policiamento de Área (CPA), a quem as unidades estão diretamente subordinadas. O critério de escolha atendeu às orientações do novo comandante-geral, coronel Erir da Costa Ribeiro, que determinou que os futuros oficiais fossem escolhidos após a análise de suas fichas disciplinar e judiciária.
A troca de comando teve início após a prisão do ex-comandante dos batalhões da Maré (22º BPM) e de São Gonçalo (7º BPM), tenente-coronel Cláudio Oliveira, acusado de ser o mandante da morte da juíza Patrícia Acioli.
A prisão do oficial levou o ex-comandante da corporação, coronel Mário Sérgio Duarte, a pedir exoneração, o que deflagrou uma crise na PM fluminense. Ao pedir para sair, Duarte assumiu a responsabilidade pela indicação de Oliveira.
No site da PM do Rio, o comando da corporação informa que os novos comandantes deverão permanecer no cargo por um prazo mínimo de um ano para “permitir que o oficial conheça melhor a área de atuação da unidade, suas peculiaridades e problemas, além de se aproximar mais da tropa e da comunidade. Caso sejam bem avaliados, os comandantes poderão ter suas nomeações prolongadas por mais um ano”, informa o comunicado oficial.
A nota acrescenta que “o processo de renovação no comando dos batalhões continua e até o fim da semana novos nomes devem anunciados pelo comandante-geral da PM. Ao todo, são 41 batalhões, fora os especiais (como Choque, Turismo, Florestal e Meio Ambiente, Rodoviário Estadual e Regimento Coronel Enyr Cony dos Santos)”.
 
Confira abaixo o nomes dos 20 novos comandantes:
 
2º BPM (Botafogo): tenente-coronel Reynaldo Salvador Lemos
3º BPM (Méier): tenente-coronel Ivanir Linhares Fernandes Filho
4º BPM (São Cristóvão): tenente-coronel Ronal Langres Freitas de Santana
6º BPM (Tijuca): tenente-coronel Márcio Oliveira Rocha
12º BPM (Niterói): coronel Wolney Dias Ferreira
15º BPM (Duque de Caxias): tenente-coronel Claudio de Lucas Lima
16º BPM (Olaria): tenente-coronel Marcos Vinícius da Silva Mello
17º BPM (Ilha do Governador): tenente-coronel Ezequiel Oliveira de Mendonça
20º BPM (Mesquita): tenente-coronel Marcos Borges Silva
21º BPM (São João de Meriti): tenente-coronel Marcelo Pereira Rocha
22º BPM (Benfica): tenente-coronel Rogério Martins da Silva
23º BPM (Leblon): coronel Álvaro Sérgio Alves de Moura
25º BPM (Cabo Frio): coronel Gilmar Barros dos Reis
34º BPM (Magé): tenente-coronel Ricardo Bakr de Souza Faria
35º BPM (Itaboraí): tenente-coronel Wagner Guerci Nunes
39º BPM (Belford Roxo): tenente-coronel Célia Gonçalves Rodrigues
BPRv: tenente-coronel Oderlei dos Santos Alves de Souza
BPFMA: tenente-coronel André Luíz Araujo Vidal
RCECS: tenente-coronel Cláudia de Mello Lovain M. Cardozo
BPTur: tenente-coronel Joseli Cândido da Silva
____________________________________________________________________________
Veículo: G1
Editoria: Brasil
Assunto:  Lei que anistia bombeiros do RJ é publicada no ‘Diário Oficial da União’
 
Lei que anistia bombeiros do RJ é publicada no ‘Diário Oficial da União’
Lei nº 12.505 beneficia 439 bombeiros do RJ que participaram de greve.
Anistia por crimes abrange militares de mais 12 estados e Distrito Federal.
Do G1, em São Paulo
Foi publicada no “Diário Oficial da União” desta quinta-feira (13) a lei que concede anistia aos policiais e bombeiros militares do Rio de Janeiro, de outros 12 estados e do Distrito Federal, punidos por participar de movimentos reivindicatórios. A lei nº 12.505 foi sancionada pela presidente Dilma Rousseff na terça-feira (11) e, segundo o texto, entra em vigor na data da publicação.
saiba mais
A nova lei vai beneficiar os 439 bombeiros do Rio de Janeiro que foram detidos após ocuparem o quartel central da corporação no Rio no dia 4 de junho, em protesto por melhores salários. Na ocasião, eles chegaram a ser presos em uma ação coordenada pelo Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e foram liberados seis dias depois.
A lei sancionada por Dilma anistia o grupo de infrações previstas no Código Penal Militar e no Código Penal. Segundo o texto da lei, os movimentos reivindicatórios grevistas ocorreram nos estados entre 1 de janeiro de 1997 e a data da sanção da lei. Foram beneficiados pela lei militares e bombeiros que participaram de movimentos grevistas nos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Mato Grosso, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins, além do Distrito Federal.
 
Em julho, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro suspendeu o processo contra os bombeiros até que fosse votado no Congresso e sancionado pela presidente o projeto que estabelecia a anistia.
“Tendo em vista a tramitação de projeto de lei visando extinguir a responsabilidade penal dos ora denunciados, via anistia, na Alerj [Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro], no Congresso Nacional, confiro por ora a suspensão do processo. Oficie-se solicitando informações”, informou a desembargadora na decisão.
Os bombeiros respondiam à ação penal militar pelos crimes de motim, dano em material ou aparelhamento de guerra, dano em aparelhos e instalações de aviação e navais, e em estabelecimentos militares.