Área do associado

Área do associado

Clipping do dia 21 de março

21.3.2011
CLIPPING
21 Março 2011
 
MÍDIAS DE SANTA CATARINA
 
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Visor
Assunto: Tráfico no Saco Grande
 
GUERRA À VISTA
No Saco Grande, guerra entre traficantes da Pedra de Listra e da Vilha Cachoeira há mais de dois meses. A PM sabe, inclusive, quem são os líderes das quadrilhas. Na Vila Aparecida, um barril de pólvora prestes a explodir. Se a inteligência sabe onde estão os principais focos da criminalidade em Florianópolis, os nomes e até os endereços dos responsáveis, o que falta para prendê-los?
____________________________________________________________________________
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Informe Político
Assunto: Minirreforma
 
De frente com a base
O primeiro encontro oficial, hoje à noite, na Casa dAgronômica, entre o governador Raimundo Colombo, o vice Eduardo Pinho Moreira e os 31 deputados da base de apoio na Assembleia não deverá ter grandes anúncios, mas servirá para a defesa da minirreforma administrativa que tramita no Palácio Barriga Verde. Entre uma garfada e outra, este será o principal tema na visão de Pinho Moreira.
– Não há clima para grandes anúncios – sintetiza o vice-governador, que não compartilha a divulgação, por exemplo, de detalhes da ampla radiografia que está sendo feita da estrutura do Estado por se tratar de “uma plateia muito eclética”.
Uma das referências certas é à participação da estreante bancada do PP como base governista. Maior representante da oposição na Assembleia, durante os sete anos em que Luiz Henrique (PMDB) governou o Estado, a sigla agora apoia Colombo sem participar da administração.
Talvez por isso, o líder Silvio Dreveck (PP) tinha, ontem, uma expectativa maior sobre o primeiro contato direto em que estarão todos os deputados aliados. Para Dreveck, o fórum seria o ideal para se falar do momento pelo qual o governo passa em áreas como a segurança
pública, a educação e a saúde, em meio à aproximação com o Centro Administrativo, que é um verdadeiro resgate para os pepistas.
– Tem companheiro nosso que há oito anos está longe das decisões do Estado – assegura Dreveck, ao valorizar o relacionamento com o parlamento que Colombo imprime.
O jantar começa às 19h. Depois da sobremesa e do cafezinho, a dúvida é se haverá espaço para PMDB, DEM e PSDB tecerem críticas sobre a ocupação nas regionais.
____________________________________________________________________________
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Polícia
Assunto: Soldado dos bombeiros se envolve em nova confusão
 
Soldado dos bombeiros se envolve em nova confusão
Em briga de trânsito, Fernando Eller da Cunha vai para cima de motorista de ônibus com motosserra
Pela segunda vez na semana, o soldado do Corpo de Bombeiros Fernando Eller da Cunha, 39 anos, teve problemas com a polícia em São José. Assim como na terça-feira, no sábado ele se envolveu numa briga de trânsito. Desta vez, o caso foi mais sério e ele vai responder a inquérito por tentativa de homicídio.
Cunha partiu para cima do motorista de ônibus Aldo Mota Rodrigues com uma motosserra. Antes, havia batido em Rodrigues, que teve o nariz quebrado e lesões pelo rosto.
A confusão começou numa rua do Bairro Barreiros. O carro de Cunha impedia a passagem e o motorista fez sinal. O bombeiro respondeu levantando o dedo do meio. De acordo com polícia, Rodrigues tentou passar pelo lado, mas parou quando estava próximo de bater. Ao descer para checar se houve danos, foi agredido. O cobrador, Nilo João Pereira, 58 anos, tentou ajudar e levou socos no rosto e nas costelas.
A polícia informou que o bombeiro pegou uma motosserra e foi para cima do motorista. A situação foi contornada por um policial militar de folga que passava pelo local. Dentro do carro, o policial encontrou um facão, que seria de Cunha. Foi pedido reforço e, quando percebeu que seria preso, o agressor deu ré em direção às pessoas e acelerou para evitar a segunda prisão na mesma semana.
A primeira foi na terça-feira, Cunha se envolveu numa briga e foi preciso 10 policiais, arma de choques e tiros com balas de borracha para segurá-lo. Ele passou um dia na cela do 4º Batalhão da Polícia Militar, em Florianópolis e foi liberado na quinta-feira, por ordem da Justiça. Na sexta-feira, o Corpo de Bombeiros encaminhou o caso para o Conselho de Disciplina.
O chefe da Comunicação Social da corporação, major Altair Salésio Rodrigues, explicou que três oficiais vão elaborar um parecer, que será entregue para o comandante geral tomar uma decisão. O prazo é de até 60 dias.
____________________________________________________________________________
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Polícia
Assunto: PM é internado em ala psiquiátrica
 
PM surtado é internado em ala psiquiátrica
O policial militar Mário Casprechen, que apareceu transtornado em um vídeo gravado por moradores do Bairro Adhemar Garcia, em Joinville, na última quinta-feira, continua internado na ala psiquiátrica do Hospital Regional Hans Dieter Schmidt e sem previsão de alta.
Ele deveria ir para Florianópolis hoje de manhã, para ser avaliado por uma junta médica militar. Mas a viagem não foi confirmada, pois ele aguarda liberação da psiquiatra Mihoko Soares. A avaliação pela junta médica é um dos pontos que serão analisados pelo inquérito militar, aberto na sexta-feira.
A médica não deu informações sobre o paciente nem disse se vai deixá-lo ir à avaliação militar. O comandante do 17º Batalhão da Polícia Militar, Adilson Michelli, diz que Mário só será examinado depois de receber a liberação da psiquiatra.
– Agora é ela que vai liberar. Por enquanto, ele continua internado.
____________________________________________________________________________
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Polícia
Assunto: Caso Maria Rosângela
 
Família faz ato de protesto em Blumenau
Com faixas e camisetas com a foto de Maria Rosângela Muniz, familiares e amigos fizeram sábado à tarde um protesto em frente ao Presídio Regional de Blumenau, onde estão os suspeitos do assassinato.
Por pouco mais de meia hora e com ajuda da Guarda Municipal, o grupo interrompeu o trânsito em uma das pistas. O objetivo era chamar a atenção para o crime e pedir que o caso não caia no esquecimento.
Os filhos de Maria Rosângela – um menino de nove anos e uma menina de 11 – participaram do protesto. Por alguns minutos, seguraram uma das faixas com a foto da mãe. Marina e Teovaldo Muniz, pais da vítima, também estiveram no local. O irmão de Rosângela, Jonas, foi um dos organizadores da manifestação.
– Estamos fazendo isso para chamar a atenção de todos. Para que a justiça continue a ser feita e pedir o fim da violência – resumiu Jonas.
Rosângela foi morta dia 25 de janeiro. Vanessa Nardes, amiga dela, Elias Schroeder, namorado da vítima, e Edemir Pelin são acusados do crime. Segundo a polícia, Maria foi a um antigo apartamento de Vanessa, onde Pelin estava. Ela levou uma pancada na cabeça com um extintor de incêndio e foi degolada.
 
____________________________________________________________________________
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Polícia
Assunto: Fuga no Centro de Internação Provisória de Itajaí
 
Polícia Militar procura por jovens que fugiram do Centro de Internação Provisória de Itajaí
Adolescentes escaparam da instituição neste sábado, depois de render funcionários
A polícia procura por 13 adolescentes que estão foragidos do Centro de Internação Provisória (CIP) de Itajaí, no Litoral Norte de Santa Catarina. Até este domingo, cinco dos 18 fugitivos haviam sido recapturados. Por volta do meio-dia de sábado, o grupo rendeu funcionários e escapou da unidade. Na fuga, sete adolescentes usaram um carro da instituição.
A ação dos adolescentes começou no refeitório. Os dois educadores que acompanhavam o almoço foram os primeiros a ser rendidos. Depois, os garotos fizeram refém o funcionário que controlava o monitoramento das câmeras de segurança. O homem teria sido obrigado a abrir a porta para o grupo sair.
Antes de deixar o local, os adolescentes teriam invadido a cozinha e aterrorizado a mulher que preparava a comida. Eles também arrancaram parte da fiação elétrica e destruíram o sistema de monitoramento. Um pedaço de ferro foi a arma usada na fuga.
Do lado de fora da unidade, sete dos 18 fugitivos usaram o veículo do CIP para fugir. Eles seguiram em direção à BR-101 e abandonaram o carro às margens da rodovia em Balneário Camboriú.
A Polícia Militar fez rondas e recapturou cinco adolescentes. Todos estavam em Balneário Camboriú e Camboriú. Neste domingo, não havia ninguém da direção no CIP para comentar o caso.
A fuga de sábado é a quinta registrada desde julho do ano passado no Centro de Internação Provisória de Itajaí. Em janeiro, sete internos escaparam depois de render dois monitores e trancá-los em uma das celas. A fuga ocorreu à noite. Assim que chegou à rua, o grupo roubou uma moto.
____________________________________________________________________________
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Polícia
Assunto: Crimes e ocorrências
 
Ônibus têm escolta armada
Empresas de transporte e turismo do Estado contrataram escolta armada para se protegerem dos assaltos a ônibus de lojistas e sacoleiros no Paraná, como os dois da semana passada. Outra precaução tomada pelas transportadoras é viajar em comboio para evitar riscos.
No domingo, 11 ônibus se aglomeraram no posto Rudnick, em Joinville, para seguir viagem até São Paulo, levados por quatro carros com seguranças armados.
– É um custo a mais para as empresas. E deveria ser a segurança pública a fazer isto – comentou a guia da Turissul, Ivani Burigo, que conta que a empresa perdeu cerca de R$ 15 mil depois de ser assaltada.
Perda semelhante teve o proprietário da JJÊ Turismo, Jeferson Hoffmann. Desde que um de seus ônibus foi assaltado, o número de interessados em viajar caiu cerca de 30%.
– A princípio, vamos manter a escolta armada, enquanto a polícia não der segurança. O problema é que encarece e o cliente não gosta – disse.
O custo para escoltar cada ônibus até São Paulo é de R$ 800, o que fez aumentar os preços das passagens.
O comerciante de Criciúma Bruno Teixeira, 22 anos, só confirmou a viagem com a escolta garantida.
– Assim nós nos sentimos mais seguros. A gente sua atrás de dinheiro para depois perder tudo – lamentou.
O comboio rumo a São Paulo – formado pelas empresas Turissul, LDO, JJÊ Turismo, Albelazari e Gadotti – levou cerca de 300 pessoas.
 
SC tem três homicídios no fim de semana
A polícia registrou três homicídios no fim de semana em SC. Em um deles, Gilsério Arinélio Merizi, 51 anos, foi assassinado com golpes de barra de ferro quando dormia ao lado do filho de seis anos. O crime aconteceu no Bairro Bela Vista, em São José, por volta das 5h de sábado.
Antes do homicídio, o criminoso empurrou a criança para o lado e acertou Gilsério. A maioria das lesões foi na cabeça. O assassino fugiu, mas deixou a barra de ferro no quarto. A vítima era foragida. Havia sido condenada a três anos e quatro meses de prisão por tráfico de drogas.
Em Palhoça, um adolescente de 17 anos foi assassinado às 18h30min de sábado, no Bairro Caminho Novo. Ele andava pela Rua Marina dos Santos, quando um homem numa moto se aproximou e o atingiu com dois tiros. De acordo com a delegacia da cidade, o jovem tinha passagens policiais por tráfico e porte de arma.
Em Joinville, Roni Marlon Peres, 25 anos, foi executado na madrugada de sábado, no Bairro Aventureiro. Pouco antes das 4h, moradores ouviram tiros e chamaram a polícia, que achou a vítima caída, com três tiros na cabeça. Ao lado do corpo havia um cachimbo e uma pedra de crack. Na boca do rapaz, mais cinco pedras.
 
BLOGS
 
Paulo Alceu
 
Avaliação
Começam hoje as reuniões do governador Raimundo Colombo envolvendo as secretarias centrais, entre elas, a Polícia Militar. Colombo quer ouvir e ouvir, mas não vai deixar de frisar ao comando que uma de suas bandeiras é a valorização do policial militar visando é claro uma segurança eficiente. O caminho a ser perseguido será emoldurado em abril no amplo Seminário que o governo vai promover com base em todos os dados que captou, desde janeiro.
 
 
MÍDIAS DO BRASIL
 
Veículo: Último Segundo
Editoria: Brasil
Assunto: PM é preso após balear duas pessoas em shopping
 
PM é preso após balear duas pessoas em shopping
Policial estava a paisana e disse que agiu em legítima defesa para escapar de assalto no Shopping Campo Limpo, na zona sul de SP
Um policial militar à paisana foi preso após atirar contra duas pessoas ontem (19), no Shopping Campo Limpo, na zona sul de São Paulo. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o PM Alexandre Dalla Pria dos Santos, de 35 anos, alegou que agiu em legítima defesa, pois as vítimas iriam assaltá-lo. Porém, o delegado responsável pelo caso acredita que não houve uma tentativa de assalto clara.
Após os disparos, o PM fugiu do local. Porém, policiais que assistiram às gravações do circuito interno do shopping viram a placa do carro do suspeito e conseguiram chegar até a casa de Pria dos Santos. O PM assumiu os disparos e foi preso em flagrante. Ele foi encaminhado ao presídio militar Romão Gomes, na zona norte da capital.
Os dois homens baleados foram levados ao Hospital do Campo Limpo. Um deles foi atingido na artéria femoral e o outro no joelho. A polícia apreendeu a arma utilizada pelo PM, que foi encaminhada para perícia, juntamente com as imagens do sistema de segurança. O caso foi registrado no 37º Distrito Policial, no Campo Limpo.
 
____________________________________________________________________________
Veículo: Agência Estado
Editoria: Brasil
Assunto: Situação de emergência em cidades de MG
 
Minas Gerais tem 142 cidades em situação de emergência
Últimas cidades a decretarem a situação foram Central de Minas, São Gonçalo do Abaeté e Guarani
Subiu para 142 o número de cidades em emergência em Minas Gerais por conta das chuvas. As últimas cidades a decretarem a situação foram Central de Minas, São Gonçalo do Abaeté e Guarani. De acordo com boletim divulgado pela Defesa Civil do Estado hoje, são 197 os municípios afetados pelas chuvas.
Ainda segundo o balanço da Defesa Civil, em todo o estado, 1.503.319 pessoas foram afetadas de alguma maneira pelos temporais, que deixaram 33.091 desalojados, que estão na casa de parentes ou amigos, e 4.404 desabrigados, que perderam tudo e ocupam abrigos públicos.
Mais de oito mil casas foram danificadas pelas chuvas, sendo 324 destruídas. Minas Gerais já registra 18 mortes em decorrência das chuvas desde outubro de 2010, quando tem início o período de chuvas no estado.
____________________________________________________________________________
Veículo: Agência Estado
Editoria: Brasil
Assunto: Situação de emergência em cidades do PR
 
Chuva deixa cidades do PR em situação de emergência
Segundo a Defesa Civil, já são 32.691 pessoas afetadas pelas chuvas, das quais 2.499 estão desabrigada
As chuvas que atingem o Paraná deixaram duas cidades em estado de calamidade pública e três em situação de emergência. Segundo a Defesa Civil, ao todo, oito municípios foram atingidos pelos temporais.
De acordo com o relatório divulgado hoje pela Defesa Civil, já são 32.691 as pessoas afetadas pelas chuvas. Dessas, 2.499 ficaram desabrigadas e 10.652 estão desalojadas.
Mais de 200 casas foram destruídas e cerca de três mil danificadas.
Estão em estado de calamidade pública as cidade de Antonina e Morretes. Guaratuba, Honório Serpa e Paranaguá estão em situação de emergência.
O governo do Paraná calcula que os prejuízos causados pelas chuvas já chegam a R$ 104 milhões.