Área do associado

Área do associado

Clipping do dia 17 de maio

17.5.2011
CLIPPING
17           Maio 2011
 
MÍDIAS DE SANTA CATARINA
 
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Visor
Assuntos: Servidores públicos cedidos para a Assembleia
                   Ações para contestar a ação dos guardas municipais
 
INTEGRAÇÃO?
Nada menos do que 81 servidores públicos do governo do Estado estão cedidos para a Assembleia. A prática é tão disseminada que tem gente lotada em quase todos os gabinetes dos deputados. Eles vêm das secretarias da Fazenda, Saúde, Educação, Deinfra, Procuradoria, Epagri, Deter, Cidasc, Administração, Casan, Segurança, Iprev, Sol, Fatma e até Fundação Catarinense de Educação Especial. Representatividade boa a do Executivo no Legislativo, né?
SEU GUARDA!
Federação Nacional dos Oficiais da Polícia Militar, presidida pelo coronel PM Marlon Teza, de SC, prepara uma série de ações para contestar na Justiça a crecente ação policialesca das guardas municipais. Os primeiros municípios na mira da entidade são Balneário Camboriú, Florianópolis e Tubarão. Vem briga boa por aí…
____________________________________________________________________________
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Geral
Assunto: Prédio da Udesc sofre interdição
Prédio da Udesc sofre interdição
A Defesa Civil de Florianópolis interditou, ontem, o prédio do Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas (Esag) da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), por causa de alagamento provocado por problemas no teto.
A água da chuva se acumulou no teto, que desabou, alagando salas e comprometendo a estrutura do imóvel. Segundo a reitoria, os prejuízos com equipamentos, computadores, projetores e móveis passa de R$ 300 mil. O diretor-geral da Esag, Mário César Barreto Moraes, informou que cerca de 80% do prédio foi comprometido. A rede elétrica foi danificada e toda a fiação deve ser trocada.
– As salas de aula têm água na altura de três dedos e sobraram seis das 18 salas. Perdemos a secretaria acadêmica e a sala dos professores.
Estão sendo feitos furos na parede para que a água acumulada possa escoar. A Defesa Civil estima que, depois de colado o telhado provisório, seja necessário um mês para que o prédio esteja em condições ideais. Até a próxima sexta-feira as aulas continuam suspensas e devem ser retomadas na próxima segunda-feira, em caráter emergencial, em outros ambientes da universidade.
– Vamos precisar de ajuda de outros centros para que não seja perdido o semestre. Os alunos serão avisados – explica o diretor.
____________________________________________________________________________
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Geral
Assunto: Impasse na greve dos ônibus
Segue impasse na greve dos ônibus
A greve do transporte público da Capital, anunciada para o início desta semana, ainda está indefinida.
Ontem à noite, o vice-prefeito e secretário dos Transportes, João Batista Nunes, afirmou que não há possibilidade de paralisação dos trabalhadores para a terça-feira.
Segundo ele, o Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Florianópolis (Setuf ) apresentou uma contraproposta ao Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Urbano da Região Metropolitana (Sintraturb), que será levada para apreciação dos trabalhadores da categoria amanhã. Só então, eles iriam decidir se vão entrar em greve.
– Não é preciso temer uma greve amanhã (hoje). Isso só pode acontecer depois que os trabalhadores analisarem a nossa proposta – garantiu Nunes, alegando que não poderia adiantar mais informações sobre a contraproposta.
Enquanto isso, tendas foram montadas ao lado do Terminal Integrado do Centro (Ticen). Segundo motoristas que estavam no local, a assembleia da categoria vai acontecer hoje, e, segundo comentaram, a greve poderá começar à meia-noite de terça-feira. Nenhum dos representantes do Sintraturb foi encontrado para confirmar as informações. O sindicato considera já ter cumprido a exigência de avisar sobre a greve com 72 horas de antecedência. Segundo o sindicato, este anúncio foi feito no último dia 10.
Embora não tenha recebido nada oficialmente, a Procuradoria Regional do Trabalho explicou que a lei não especifica onde este anúncio tem que ser feito, desde que seja de conhecimento público.
Servidores seguem parados
Nove dias depois do começo da greve dos funcionários públicos municipais, nem prefeitura nem Sindicato dos Servidores Públicos de Joinville (Sinsej) se reuniram para tentar chegar a um acordo.
Os dois órgãos “conversam” apenas por meio de ofícios e tentam documentar todos os passos. De um lado, a prefeitura diz que só negocia quando a greve acabar. De outro, o sindicato diz que a greve só termina quando houver negociação.
O Hospital São José anunciou que, a partir de hoje, só fará as cirurgias de urgência e emergência. O que já estava previamente agendado não será mais realizado. O secretário da Saúde, Tarcísio Crocomo, disse que o percentual de adesão de funcionários do setor não tem aumentado desde o começo da greve. Ontem houve nova manifestação em frente à prefeitura.
____________________________________________________________________________
Veículo: Notícias do Dia
Editoria: Florianópolis
Assunto: Associação dos Guardas Municipais e Agentes de Trânsito
 
Guardas Municipais e Agentes de Trânsito criam associação estadual da categoria neste domingo (15)
O intuito é ter representatividade política e ligação mais efetiva com executivo e legislativo para melhorias no serviço em todo o Estado
Cerca de 130 guardas municipais e agentes e trânsito de todo o Estado estão reunidos neste domingo (15) no auditório da Polícia Federal, em Florianópolis, para discutir a criação da Associação Estadual da categoria, com o objetivo de garantir representatividade política da classe. Segundo Guilherme Roberto Dias, presidente da comissão organizadora da 1ª assembleia de criação da associação, no evento também serão debatidas a criação de novas GMs e soluções para melhoria do trabalho desses profissionais.
“Queremos tirar essas discussões de um âmbito local para trazer para o estadual. Hoje, Santa Catarina é o Estado com menor número de municípios com Guarda Municipal, por isso vamos negociar com algumas cidades uma forma de criar a GM. Em Blumenau, Joinville e Itajaí, por exemplo, só existem agentes de trânsito. O problema disso é que eles não são qualificados para garantir a segurança de patrimônio público, praças, entre outros e, consequentemente, a segurança da população que está nesses lugares. Além disso, vamos promover a padronização de cores, uniformes, viaturas e do número 153, que não é utilizado em todos os municípios”, explica.
Santa Catarina tem 16 municípios com GM, mas Dias garante que muitos não têm até mesmo efetivo para atuar. “É por isso que também queremos tratar dos concursos públicos. Em Florianópolis, contamos com 147 guardas, mas só conseguimos atender Continente e Centro. Para conseguir atingir toda a cidade precisaríamos de 8 mil profissionais. A questão do armamento também será abordada, já que apenas Florianópolis e Balneário Camboriú contam com essa forma de proteção. Em Tubarão, um guarda morreu há cerca de dois meses em serviço”, relata Dias.
Atualizado em 17/05-08:32
____________________________________________________________________________
Veículo: Notícias do Dia
Editoria: Hélio Costa
Assunto: Programa Ronda Preventiva Escolar
Prefeitura de Florianópolis deflagra Programa Ronda Preventiva Escolar
Ação executada pela Guarda Municipal começa na Escola Almirante Carvalhal, em Coqueiros e se estende para 29 colégios da rede de ensino
Fantástica a ideia do prefeito Dário Berger de reforçar o policiamento nos portões dos colégios, que resultou no Programa Ronda Preventiva Escola. A ação vai ser deflagrada hoje de manhã na Escola Municipal Almirante Carvalhal, em Coqueiros e se estenderá para as 29 escolas municipais da Capital. Acho que já estava na hora de alguém adotar uma atitude desta magnitude porque a violência nos portões dos colégios é latente. Assaltos e furtos contra estudantes também ocorrem no caminho para o ponto de ônibus amis próximo. Neste trajeto a PM deveria reforçar as rondas escolalres nos horários de saída e entrada – final da manhã, início da tarde e final do período vespertino. A proteção aos alunos passa por várias propostas entre elas a interação da Guarda Municipal com os funcionários das escola, pais, alunos, além de palestras e orientações para o trânsito.
________________________________________________________________________________________________
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Polícia
Assunto: Morte de menina em Tijucas
Laudo aponta que crânio afundou
A polícia de Tijucas tem 10 dias para concluir o inquérito civil que apura o assassinato de Renata de Souza Geremias, 11 anos. Depois da prisão em flagrante e da confissão de Maicon dos Santos, 23 anos, a delegada Luana Backes quer esclarecer o tipo de objeto que o assassino usou para ter causado afundamento craniano.
“O homicida disse que foram apenas socos, mas a perícia aponta que algo pesado foi usado para causar um afundamento de cerca de 20 centímetros – contou ela.
O criminoso, que estava preso desde sábado na Delegacia de Polícia de Tijucas, foi transferido ontem de manhã para o presídio da cidade.
A causa do assassinato, informou, foi o preço que queria pagar por ter praticado sexo com a menina: R$ 10. Renata teria ficado brava, pois queria R$ 30.
Em entrevista à RBS TV, deu sua versão sobre a violência que cometeu contra a menina de corpo mirrado.
– Ela começou a me bater, daí eu fui e dei uma porrada nela. Daí eu vi que ela tava desacordada, daí eu joguei ela no mato. Eu fiquei com medo, aí eu fui pra minha casa.
Renata foi vista pela última vez perto de uma rótula, tendo entrado no carro de Maicon dos Santos, que lhe deu carona na noite de sexta-feira. Na manhã de sábado, um morador encontrou o corpo nu da menina em meio a um matagal, a dois quilômetros do Centro de Tijucas. A polícia chegou ao autor do crime através de uma testemunha que viu a garota entrar em um carro de cor vermelha e que estava com a calota traseira quebrada. Quando os policiais chegaram, Maicon dos Santos estava em casa, com a mulher, grávida de sete meses.
A família de Renata está em situação de vulnerabilidade social. Duas filhas do pedreiro Renato e da dona de casa Patrícia de Souza Geremias encontram-se em um abrigo. A Justiça da Infância decidiu pelo abrigamento das meninas para que elas possam continuar estudando. Renata não frequentava a escola e tinha histórico de fugas, como revela o Conselho Tutelar, inclusive de um abrigo. A delegada conta que havia denunciado os pais por abandono de incapaz e abandono intelectual de incapaz.
____________________________________________________________________________
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Polícia
Assunto: Italiano preso
Ficha suja aqui também
Com nome falso, estrangeiro preso pela PF já cumpriu pena por assassinato em Minas Gerais
O italiano Giuseppe Fiore, de 62 anos, preso pela Polícia Federal (PF) em Itajaí, está no Presídio Masculino, em Florianópolis, onde ficará até o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir se autorizará a extradição dele.
Fiore foi condenado em 1985, pela Justiça da Itália por assalto, porte de armas e explosivos, sequestro e cárcere privado. No Brasil, cometeu um homicídio em Minas Gerais.
A prisão ocorreu na sexta-feira. O homem foi levado à Superintendência da Polícia Federal, na Capital. No sábado, o italiano foi transferido para o presídio, já que a PF não mantém mais detidos em sua sede.
Fiore veio para o Brasil logo após ser condenado. Com documentação falsificada, passou a se chamar Mauro Battaglia. Um dos locais que morou foi em Uberlândia (MG), onde cometeu um assassinato em 1992. Cumpriu nove anos de prisão com o nome falso.
– Como era estrangeiro, foi expulso do Brasil e quando viu que ia ser extraditado, fugiu para a Espanha. Depois ele disse que retornou e foi para Santa Catarina – disse o delegado Ildo Rosa.
Em Itajaí, Fiore era caseiro em um sítio na Praia Brava e era casado com uma brasileira. No pedido de permanência definitiva, anos após chegar ao Brasil, Fiore deixou sua marca nos arquivos da Polícia Federal. De acordo com o delegado Ildo Rosa, a corporação recentemente digitalizou a base de dados de impressão digital. Por meio de programas de computador, foi detectada que as digitais de Fiore – que constavam no sistema da Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol).
A operação para encontrar Fiore foi montada pela Polícia Federal de Itajaí. O serviço de inteligência trabalhou por cerca de um ano até prender o estrangeiro. As informações enviadas da Itália para a polícia elencaram apenas os crimes que ele cometeu, não remetendo a participação em máfia. Mas, o delegado Geraldo Barizon Filho, suspeita que Giuseppe tenha participado do crime organizado.
Segundo a Embaixada da Itália no Brasil, Fiore foi condenado em 1985 em Turim, no Norte do país, onde nasceu. Ele tem de cumprir uma pena de seis anos e seis meses de prisão. Pelo menos quatro anos e meio em regime fechado.
Um vizinho que poucos conheciam
Um homem discreto e reservado. Era assim que moradores da Praia Brava viam Giuseppe Fiore. Os vizinhos pouco conheciam sobre ele e nem sequer sabem dizer se vivia com mais alguém. De seus hábitos, apenas um não passava despercebido: o de caminhar na praia todas as manhãs. Segundo a vizinhança, Fiore vivia na Praia Brava há cerca de cinco anos. Pouco conversava com outros moradores e jamais revelou a sua verdadeira identidade.
Duas razões para a captura
A captura de Giuseppe Fiore em Santa Catarina deve-se a dois motivos básicos: o fato de ele ter deixado as suas impressões digitais na Polícia Federal quando buscou a documentação de estrangeiro (deu nome falso) e também a existência de um programa de computador chamado Afis, um sistema automático de impressões digitais.
Embora não seja recente, o Afis passou a ser utilizado com mais regularidade há dois anos pela PF no Estado. Os policiais cruzam no programaas impressões digitais de pessoas que estão na lista da difusão vermelha – o alerta máximo da Interpol a envolvidos em crimes como pedofilia, lavagem de dinheiro e terrorismo –, com as dos estrangeiros que constam no banco de dados da PF.
Foi o que aconteceu com o italiano preso em Itajaí. Mesmo com o nome falso, Giuseppe acabou sendo descoberto porque o Afis rastreou como sendo iguais as impressões digitais do homem procurado pela Itália com as de Mauro Battaglia (o nome falso que Giuseppe adotou no Brasil). Bastou à polícia procurá-lo nos endereços que fornecera anteriormente à própria PF. Para as polícias, a identificação traz exatidão e não deixa margem margem para dúvida.
____________________________________________________________________________
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Polícia
Assunto: Família refém por engano
 
Família refém por engano
Eram 2h30min quando um homem, de 47 anos, foi acordado com um toque no ombro. Ele só percebeu que não era a mulher lhe chamando quando viu a arma apontada na cabeça e o sinal de silêncio feito por um bandido encapuzado.
Naquele momento, ele, a mulher, a filha e o neto se tornariam reféns de oito ladrões que invadiram a casa. Não demorou muito e a família percebeu que estava sendo assaltada por engano, pois os homens achavam que eles eram donos de uma lanchonete, que fica no andar de baixo da casa.
Os bandidos acordaram a filha do casal, de 17 anos, e a levaram para o quarto dos pais. Todos tiveram as mãos e pernas amarradas com lençóis e as bocas amordaçadas. O neto, de três anos, tinha ido passar o fim de semana na casa dos avós e não acordou com a ação dos bandidos.
– Graças a Deus, ele ficou no outro quarto dormindo, mas eu morria de medo que eles pudessem fazer alguma coisa com ele ou com minha filha – contou a mulher de 43 anos.
– Eles estavam procurando dinheiro e, como não achavam, diziam que iam levar minha filha ou meu neto. Eles são tudo para mim. Eu preferia morrer do que ver os ladrões fazendo alguma coisa com eles– contou a mulher, ainda tremendo.
Por causa disso, ela levou coronhadas na cabeça, teve a mão machucada e o cabelo puxado várias vezes.
Segundo a família, os assaltantes ficaram boa parte do tempo pedindo o dinheiro e a chave da lanchonete.
– Eles queriam pegar bebida também. Mas nós moramos de aluguel e não somos donos de nada. A gente não tinha o dinheiro que eles queriam – completou o autônomo.
Quase uma hora depois, os bandidos encontraram R$ 700 na bolsa da mulher e cerca de R$ 1 mil que a filha tinha sacado um dia antes.
____________________________________________________________________________
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Polícia
Assunto: Crimes e ocorrências
 
Dois homens presos com contrabando
Dois homens foram presos pela Polícia Federal no Aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis, ontem de manhã. Eles traziam sete caixas de produtos contrabandeados dos Estados Unidos. Eles foram abordados assim que desembarcaram do avião. Segundo a Polícia Federal, a maioria dos produtos era roupas de marcas famosas, mas também havia perfumes, bolsas e outros acessórios. Os homens, segundo a polícia, são de Florianópolis, e as mercadorias deveriam ser revendidas na Capital. Eles eram investigados pelo Ministério Público Federal e não tiveram a identidade revelada.
Direção desconfia que guarita estava vazia
O diretor do presídio de Blumenau, Jairo dos Santos, abrirá hoje procedimento administrativo junto ao Departamento de Administração Prisional (Deap) para investigar as causas da fuga do detento Tiago Chaves da Silva, 22 anos, domingo à tarde. Santos também encaminhará ofício para o comando da Polícia Militar (PM) de Blumenau informando a possível ausência dos policiais na guarita durante o incidente. De acordo com Santos, seis presos da nova galeria, inaugurada no final do ano passado, se aproveitaram de um descuido dos agentes, que teriam deixado um cadeado aberto. Apenas Tiago conseguiu fugir.
Corpo era mesmo de rapaz desaparecido
O corpo encontrado no sábado num matagal do Bairro Morro do Meio, em Joinville, foi confirmado como sendo de Anderson Ochner, 25 anos, desaparecido desde segunda-feira passada. O rapaz foi velado no Cemitério Municipal e enterrado no Cemitério Cristo Rei. O paradeiro de Anderson somente foi confirmado com a ajuda de uma ligação anônima. Uma pessoa, aparentemente nervosa, teria ligado para a companheira dele, Silvana Sehnem, 25 anos, dizendo o local do corpo e como aconteceu o assassinato.
Baleados dentro de um carro
Dois homens foram baleados na frente do pronto-atendimento Sul, na madrugada de ontem, em Joinville. Eles sobreviveram.
Nas imagens da câmera de segurança, uma moto passa rapidamente pelo Gol. Em seguida, o carro estaciona e o pisca alerta acende. Um dos ocupantes sai com a mão no braço e atravessa a rua quase caindo em direção ao PA. O outro, baleado na boca e na cabeça, sai carregado. O homem foi colocado em uma cadeira de rodas e recebeu a ajuda de dois rapazes e do vigilante da unidade de saúde.
Minutos depois, sai o enfermeiro-chefe do plantão, pega o baleado no colo, com o apoio de outra pessoa, e entra no pronto-atendimento.
Por volta das 7h, o Samu transferiu a vítima em estado grave para o Hospital Municipal São José.
Homem atira na sobrinha
Uma menina de 11 anos, atingida com dois disparos no rosto, por volta das 11h30min de ontem em Caçador, no Meio-Oeste, teria sido vítima de um crime passional, segundo a polícia.
O tio da vítima, de 57 anos, foi até a casa da garota na manhã desta segunda e efetuou quatro disparos – dois deles atingiram a menina – com um revólver calibre 32. Em seguida, o homem disparou contra si mesmo, na orelha.
Os dois estão internados no Hospital Maicé em estado grave, mas não correm risco de morte. Na tarde de ontem, o delegado Fabiano Locatelli tentou conversar com o suspeito, que está consciente, mas com dificuldades na fala.
A intenção é saber se o tio tinha algum envolvimento amoroso com a vítima. Familiares da vítima teriam dito à polícia que estariam sendo ameaçados pelo homem havia seis meses
A mãe contou ao delegado que a garota ia com frequência à casa do autor dos disparos para cuidar da esposa dele, que tem problemas de saúde. De acordo com Locatelli, o tio seria apaixonado pela menina e frequentemente dava presentes a ela.
A polícia apreendeu uma carta, com data de janeiro, em que o criminoso relatava que mataria a vítima. Na manhã de ontem, a menina e o tio teriam tido uma discussão e, em seguida, o homem dirigiu-se à residência da garota, onde ela estava com a mãe, e cometeu o crime.
O delegado está ouvindo parentes e testemunhas do caso. Assim que for liberado do hospital, o homem de 57 anos deve ser encaminhado ao Presídio Regional de Caçador, onde vai responder por tentativa de homicídio.
Buscas por terra e pelo ar
A busca pelos assaltantes envolvidos no furto do caixa eletrônico do Banco do Brasil, em Blumenau, no sábado, prosseguiu, ontem, na região onde pelo menos três bandidos foram avistados por três vezes pelo helicóptero Águia da PM de Joinville. Para reforçar o trabalho, quatro homens do Bope de Florianópolis chegaram pela manhã e se infiltraram no matagal. Duas equipes de cães farejadores também ocuparam a área, junto à tropa de choque. São 40 policiais se revezando em dois turnos. Ainda pela manhã, o helicóptero fez mais um sobrevoo, mas não avistou os suspeitos. A chuva da tarde atrapalhou o segundo voo, mas a ação continuou por terra. Nas principais rotas de fuga foram montadas barreiras.
BLOGS
 
Moacir Pereira
 
Paulo Gouvea cotado para assumir DEM em SC
Informações que circulam nos bastidores do DEM indicam que um dos nomes para assumir o cargo de interventor em Santa Catarina é do ex-deputado federal Paulo Gouvea da Costa. Ele atua há anos na direção executiva da fundação do DEM, em Brasilia.
Gouvea está há duas semanas de férias, em viagem particular na Flórida. Indagado pelo telefone, negou que tenha sido sondado e disse ignorar quem será o novo presidente da Comissão Provisória.
DEM: situação indefinida em SC
Os ex-dirigentes do Diretório Estadual do Democratas foram surpreendidos na semana passada com a dissolução do comando catarinense. Tanto que a Executiva liderada pelo prefeito João Paulo Klenubing preparava a liquidação das contas no dia 30 de maio. Tratava da destinação do prédio, que é alugado, da situação dos empregados, das dívidas e dos recursos do Fundo Partidário.
Com a dissolução, os diretores nada mais puderam fazer. Os empregados aguardam a indicação do interventor.
O DEM tem cerca de 5empregados no Diretório Estadual e outros 5 no Municipal. Ambos funcionam na mesma casa da rua Presidente Coutinho, esquina com Gama d’Eça.
MÍDIAS DO BRASIL
 
Veículo: Agência Estado
Editoria: Geral
Assunto: Cabral lidera policiais e bombeiros fardados em parada gay no Rio
Cabral libera policiais e bombeiros fardados em parada gay no Rio
Governador lança campanha contra homofobia: “Da minha parte estão liberados. Com carro dos Bombeiros, da polícia. Nenhum problema”
A transformista Jane di Castro (esquerda) cumprimenta o governador do Rio, Sérgio Cabral, no lançamento da campanha “Rio sem homofobia”
O governador Sérgio Cabral (PMDB) lançou hoje a campanha “Rio sem Homofobia”. Durante o ato, ele estimulou policiais civis e militares e bombeiros homossexuais a participar da próxima passeata gay no Estado. “Da minha parte estão todos liberados para participar. Com carro do Corpo de Bombeiros, carro da polícia. Nenhum problema. Em Nova York é assim. Em Paris eles vão uniformizados. Por quê? Porque o amor não deve ser razão para nenhum tipo de discriminação”, discursou Cabral, aplaudido pela plateia que misturava autoridades, artistas e militantes gays, lésbicas, travestis e transexuais.
O governador disse ainda que a polícia “vai se reeducar” e atuar no combate à intolerância e à violência contra homossexuais. A campanha “Rio sem Homofobia”, do governo do Estado, vai distribuir cartazes e veicular peças publicitárias de rádio e TV com o slogan “Discriminação – quando você não participa não vai para frente”.
Brasil tem mais de 60 mil casais homossexuais, indica IBGE
Ao reconhecer união gay, Supremo educa sociedade, diz juíza
A senadora Marta Suplicy (PT-SP), relatora do projeto de lei que criminaliza a homofobia, também participou do lançamento da campanha. “Enquanto o Legislativo se apequenou nos últimos 16 anos, o Judiciário avançou”, disse ela, citando decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que, por unanimidade, reconheceu a união civil de pessoas do mesmo sexo.
O superintendente de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos e coordenador do programa “Rio sem Homofobia”, Cláudio Nascimento, disse que, apesar dos avanços no combate à discriminação, ainda é preocupante a alta incidência de ataques contra homossexuais e de assassinatos. A cantora Elza Soares e a atriz e travesti Jane Di Castro prestigiaram a festa, encerrada com distribuição de rosas e um coquetel.
____________________________________________________________________________
Veículo: Agência Estado
Editoria: Geral
Assunto: São Paulo mantém queda no número de homicídios em abril
 
São Paulo mantém queda no número de homicídios em abril
Segundo Secretaria de Segurança Pública, capital paulista foi uma das regiões que mais contribuíram para a queda em abril
O número de homicídios dolosos registrados em São Paulo voltou a diminuir em abril. Foram 36 casos a menos do que em abril de 2010, quando ocorreram 392 mortes intencionais no Estado. No mês passado, caiu para 356 o número de homicídios dolosos. As informações são do balanço de Estatísticas da Criminalidade da Secretaria da Segurança Pública.
Segundo a Secretaria de Segurança Pública, no primeiro quadrimestre deste ano, já chega a 16,27% a diminuição dos homicídios dolosos no Estado. A cidade de São Paulo deu grande contribuição para reduzir os homicídios no Estado, com recuo de 36,85%. De janeiro a abril deste ano, foram computados em São Paulo 178 casos a menos – 483 no primeiro quadrimestre do ano passado e 305 no mesmo período deste ano.
Na Grande São Paulo, sem contar a capital, houve redução de 8,97% nos homicídios de janeiro a abril. Foram 34 casos a menos, com 379 no primeiro quadrimestre de 2010 e 345 no de 2011. No interior e litoral, o número de homicídios dolosos caiu 6,76% até abril, com 703 casos, contra 754 nos primeiros quatro meses do ano passado.
Com a redução, o Estado de São Paulo mantém a expectativa de fechar 2011 com taxa de 9,75 homicídios por grupo de 100 mil habitantes, índice abaixo do patamar considerado não epidêmico pela Organização Mundial de Saúde (OMS), de 10/100 mil. O Brasil tem taxa média de 25 homicídios por 100 mil habitantes.
Prisões
O número de prisões efetuadas pelas polícias subiu 8% nos primeiros quatro meses, de acordo com as Estatísticas da Criminalidade. Até abril, foram realizadas 43.174 prisões, contra 40.103 no primeiro quadrimestre do ano passado.
____________________________________________________________________________
Veículo: Portal Último Segundo
Editoria: Geral
Assunto: Associação de Delegados pede inquérito sobre viagem de Beltrame à Paris
 
Associação de Delegados pede inquérito sobre viagem de Beltrame à Paris
Entidade alega que secretário de Segurança Pública foi participar de festival de cinema com diárias e passagens pagas pelo governo
A Associação dos Delegados da Polícia Civil do Rio de Janeiro (Adepol) encaminhou nesta segunda-feira (16) uma representação à Corregedoria Unificada das Polícias (CGU) pedindo abertura de inquérito contra o secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, por suposta prática de improbidade administrativa.
Segundo a Adepol, Beltrame viajou para Paris para participar de um festival de cinema com passagens e diárias pagas pelo governo fluminense. Segundo o presidente da entidade, Wladimir Reale, o pedido de emissão de bilhetes e diárias foi aprovado pela própria Secretaria de Segurança no dia 24 de abril. Para ele, “soa no mínimo estranho a utilização de verba pública para participação de um evento de natureza privada”.
“Pedimos que a Corregedoria apure esses fatos com detalhes, porque, à primeira vista, parece irregular que um secretário de Estado vá a Paris para um evento particular com tudo pago pelos contribuintes”.
José Mariano Beltrame participou de um debate sobre o filme UPPs – A Pacificação das Favelas, com o diretor Cacá Diegues, no dia 6 de maio, no anfiteatro do Instituto de Estudos Políticos (IEP) de Paris.
Procurada pelo iG, a Secretaria de Segurança Pública informou que a ida de Beltrame e do subsecretário de Modernização Tecnológica, Edval Novaes, à Paris, não foi por motivos pessoais. De acordo com a pasta, a razão da viagem também não foi exclusivamente participar de uma mesa de debates sobre as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) e do lançamento do documentário 4 X UPP.
Segundo a nota da Secretaria, Beltrame e Novaes participaram também de uma série de visitas técnicas que resultaram em convênios e acordos entre as polícias francesa e carioca.
De acordo com a pasta, os dois visitaram o Destacamento Central Interministerial técnico, unidade criada para enfrentar ameaças terroristas. Neste encontro, ficou acertado um intercâmbio com o Bope (Batalhão de Operações Especiais da PM), previsto para o segundo semestre.
Beltrame e Novaes foram ainda na Direção da Gendarmerie Nacional (Polícia Nacional da França), na Prefeitura de Polícia de Paris e estiveram também na Sala de Comando de Paris, Direção de Segurança de Proximidade de Aglomeração Parisiense, Divisão de Segurança para Encontros Esportivos, Batalhão de Choque da França, no Ministério do Interior e na Diretoria Geral de Polícia Nacional.
A Secretaria de Segurança informou ainda que está a disposição da CGU para prestar todos os esclarecimentos e comprovações que o corregedor julgar necessário.
____________________________________________________________________________
Veículo: Agência Câmara
Editoria: Segurança
Assunto: Audiência reservada discute atuação de redes terroristas no Brasil
Audiência reservada discute atuação de redes terroristas no Brasil
As comissões de Relações Exteriores e de Defesa Nacional; e de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado realizam hoje audiência pública reservada sobre a suposta atuação de redes terroristas em território brasileiro. Foram convidados o diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Wilson Roberto Trezza, e o diretor de Inteligência Policial da Receita Federal, Marcos David Salem.
A reunião foi proposta pelo deputado Alfredo Sirkis (PV-RJ), com base em denúncia divulgada pela revista Veja. A revista teria tido acesso a relatórios da Polícia Federal segundo os quais “20 militantes da Al Qaeda, do Hezbollah, do Hamas e outros dois grupos usam ou usaram o Brasil como esconderijo, centro de logística, fonte de captação de dinheiro e planejamento de atentados”.
A reunião será realizada às 15 horas no plenário 9